História Porn Girl - Camren - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila, Camren, Hot Camren, Lauren, Romance
Exibições 889
Palavras 1.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), FemmeSlash, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello! Cheguei em menos de uma semana, esse capítulo tá bem tenso (?) Eu acho, não me odeiem
se quiserem me bater mesmo assim, meu Twitter é @KahJaureguii (mesmo eu ainda não vendo graça em twitter)

Capítulo 10 - - Friends can break you heart too


Fanfic / Fanfiction Porn Girl - Camren - Capítulo 10 - - Friends can break you heart too

Lauren POV


Acordei com uma dor de cabeça insuportável, provavelmente bati a cabeça em algum lugar durante..

Olhei para o lugar ao meu lado, mas Camila não se fazia presente ali, estranho.. ela não tem cara de quem acorda cedo

Me levantei e estava completamente nua, meu corpo tinha algumas marcas roxas, mas nada que me incomodasse

Tomei um banho rápido vestido um jeans e uma camiseta preta com um par de botas pretas antes de descer

- Porra como você dorme, Lauren - Camila murmurou de boca cheia enquanto comia um sanduíche enorme

Ela usava um moletom preto enorme que ia até a metade das suas coxas, óculos de descanso e abraçava as mesmas enquanto olhava pra tv

Os cabelos castanhos estavam desarrumados e ela estava sem calçados e maquiagem, linda.

- A culpa não é minha - Me sentei ao seu lado 

- Eu te dei trabalho? - Falou com um tom de ironia na faz mordendo mais um pedaço do sanduiche

- Sim você me deu - Mordi meu lábio roubando seu sanduíche e dando uma mordida - Temos que voltar pra casa 

- Ah sim.. - Se levantou se espreguiçando - Mas esta tão..confortável aqui - Falou olhando pra baixo, e sem querer, eu me perguntei quando foi a última vez que ela foi realmente feliz, sem preocupações com a mãe e com aquele idiota de seu empréstimo colado em seu encalço.

eu conhecia a reputação de Cameron, e ele não parecia ser o melhor do mundo, dizem que ele até bate nas mulheres com quais trabalha. 

É bom pra ele que isso seja só um boato, ou ele vai conhecer Lauren Jauregui, isso eu não admitia

ergui seu rosto com um dedo, e ela me olhava com os olhos castanhos escuros

Beijei seus lábios com delicadeza e ela fechou os olhos, suspirando e abraçando meu pescoço enquanto eu acariciava sua bochecha com o polegar

Eu sabia que pequenos gestos importavam a ela.

- Mas a vida real nos chama, Camz - Ela riu assentindo e subiu as escadas para se trocar bem na hora que a melodia de "Born to die" começou a tocar de meu celular, atendi.

- Alo? 

- Mas o que você estava pensando? ! - A voz de meu pai exclamou do telefone

- É bom te ouvir também, como você está? 

- O QUE VOCÊ ESTAVA PENSANDO LAUREN? Quando levou essa menina pra viajar?! Esta em todas as revistas! 

Eu respirei fundo, eu não estava com paciência para aquilo. 

- Pai, eu só trouxe ela para ver a mãe! 

- E desde quando isso é problema seu, Lauren?

- Ela é minha amiga. - Falei, por que era isso que ela era, uma amiga estranha, mas uma amiga.

- Você não tem amigas, Lauren, você tem putas. - Ouvir ele falar assim de Camila me ferveu o sangue.

- O CARALHO! Ela não é uma puta e você não sabe o que fala!

- Lauren não me faça tomar providências sobre essa Karla.

- O que você poderia fazer hein?!

- Você não quer saber, eu posso demitir e manchar o nome dela tanto nessa indústria que ela nunca mais vai conseguir contrato nenhum! Assim como você botou ela no topo eu posso tirar, não me desafie. 

- O que diabos você quer de mim, seu velho desgraçado? 

- Só que você ande na linha, e a linha é estreita, ache outra puta pra você. Ou se quer tanto namorar, namore aquela menina que você tanto gostava, Keana é uma moça rica e boa pra você

- Keana e eu somos só amigas, quase irmãs, pai.

- E você e a Cabello são o que?

- Eu vou desligar agora. - Desliguei o telefone passando a mão no cabelo

Eu não queria ferrar com a carreira de Camila, eu sabia que ele poderia fazer isso, ele poderia levar Camila pra baixo em poucos dias, espalhar para a mídia qualquer mentira horrível sobre a sua pessoa, e com isso Camila não teria mais dinheiro para o tratamento de sua mãe e romperia o contrato com Cameron, e sabe se lá o que ele faria com ela, tem como isso ficar pior?

Eu estou de novo encurralada e sem poder pra defender quem eu gosto, Bravo, Lauren, sua estupida.

- Lauren? - Camila descia as escadas, agora arrumada e com um semblante preocupado - Esta tudo bem? Acho que te ouvi gritar..

- Eu estou bem - Olhei para Camila, os olhos dela pareciam muito mais relaxados agora - Mas acho melhor.. Você ir sozinha no avião, e eu ir logo depois de você. 

- Eu ir sozinha? - perguntou semicerrando os olhos como se não acreditasse que eu disse aquilo

- Sim - Murmurei suspirando baixo, aquilo era tão horrivel e eu me sentia péssima, eu sabia que não tinha essa índole, esse caráter de aproveitadora que meu pai tinha, herdei muitas coisas dele, mas isso não. 

- Você leu os jornais não leu? - Camila cruzou os braços, droga, ela estava entendendo tudo errado

Ela deve estar achando que eu estou com vergonha dela, que eu não queria ser vista ao lado dela

O que não é verdade, eu nuncasme importei com caralhos do que as pessoas poderiam pensar de mim

Mas seria bem mais fácil proteger ela se ela me odiasse.

- Eu li - Falei com a voz baixa suspirando - E acho melhor você.. ir sozinha.. entende? 

- Você está com vergonha de ser vista comigo, é isso? - Falou com a voz falha - Você conseguiu o que queria de mim, e agora está me jogando fora? - Não falei nada, na verdade nem a olhei, eu não queria encarar seu rosto que já com certeza ameaçava chorar, não queria olhar os olhos vermelhos dela. - Por que diabos eu achei que você era diferente? Que realmente quisesse a minha amizade.. tudo bem, eu vou sozinha - Saiu da casa como um furacão, batendo a porta e eu sentei no sofá olhando fixamente pra frente, sei lá, queria que o chão me engolisse.. sou uma idiota, e eu não tenho poder sobre a minha própria vida, existe algo mais ruim que isso? Vocês ja passaram por algo assim? Sua vida escorrer entre suas mãos? 

Eu acabei de provar que amigos podem quebrar seu coração também e eu me odeio por isso.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...