História Porn Girl - Camren - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila, Camren, Hot Camren, Lauren, Romance
Exibições 848
Palavras 1.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), FemmeSlash, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei
e eu amo essa música então precisava botar ela aqui
Comentem o que acham do rumo da fic, resolvi dar a ela carga emocional alem de só sexo, sabe?

Capítulo 11 - - I hate you, I love you


Fanfic / Fanfiction Porn Girl - Camren - Capítulo 11 - - I hate you, I love you

Me sentindo usada 

Mas ainda estou sentindo sua falta

E eu não consigo ver o fim disso

Apenas quero sentir seu beijo

Contra os meus lábios


E agora, o tempo está passando

Mas eu ainda não consigo te dizer por quê

Me machuca toda vez que te vejo

Perceber o quanto preciso de você


Eu te odeio, eu te amo

Odeio te amar

Não quero, mas não posso

colocar mais ninguém acima de você

- I Hate u, I Love u (Traduzida)


Camila POV

Já fazia quase duas semanas que eu não encontrava Lauren, todas as festas que haviam na mansão eu faltava com alguma desculpa qualquer, pois simplesmente não conseguia acreditar que ela tinha vergonha de mim.

Era estranho eu estar pensando em Lauren enquanto alguém estocava dentro de mim?

Devia ser

Gritos, Sussuros, tapas desferidos em minha bunda e puxões de cabelo, e eu só queria que acabasse de uma vez

Forcei o meu melhor rosto de prazer, mas eu sentia o interior de meu sexo machucar pela fricção e eu queria chorar pela dor, tanto física quanto mental, meus olhos lacrimejavam e eu esperava que a câmera disfarçasse aquilo

Senti os jatos mornos dentro de minha vagina e sorri fraco, levantando na hora sentindo a ardência horrível entre minhas pernas e sai em disparado sentindo aquela porra descer pelas minhas coxas 

- Ei ei! - Cameron me segurou pelo braço - O que diabos está acontecendo com você?

Eu praguejei um palavrão 

- Estou bem, serio, Cameron me dê um tempo.

- Um tempo? - Ele imitou a minha voz de uma forma debochada - Tempo é dinheiro querida, e você não está mais tão envolvente nas cenas desde que voltou da viagem com a Lauren Jauregui, Mas você não seria burra de se apaixonar por ela, suponho.

- Não, eu não seria - Continuei caminhando para o banheiro com Cameron me seguindo

- Sabe que ela saiu com 4 coelhinhas nesses últimos dias não sabe? Ela não dá a mínima pra você, Camila - Ele me jogou diversas revistas, onde mostrava Lauren no carro dela, todo dia com uma menina diferente

E eu só queria chorar em meu chuveiro, por um motivo que até agora eu não entendo.

Eu não entendo por que sinto essa dor estranha em meu peito, me corroendo por dentro

Corri para o banheiro me limpar, esfreguei a bucha áspera contra meu corpo até pequenos fios vermelhos surgirem entre a espuma e a pele

Mas eu ainda me sentia suja, nunca me senti um deposito de esperma igual me sentia agora

Ela me usou

Eu a odeio tanto por isso, tanto.

Me sinto usada, mas ainda sinto a falta dela.

Fechei os olhos, me cobrindo com a toalha e saindo do banheiro, me vestindo e saindo do estúdio

Eu deveria saber que quando escolhi essa profissão, eu nunca seria realmente feliz.

Tudo que eu teria era um prazer carnal e momentâneo, não é?

Me sentei em minha cama abraçando meus joelhos , eu não aguento mais fingir orgasmos, expressões de prazer e tudo mais, aquilo enjoava qualquer mulher que ficasse fazendo isso a muito, muito tempo

Abri meu notebook somente para olhar as noticias e meus e-mails, e olha que novidade, Lauren em mais um tabloide

Saindo com a coelhinha Marnie, sorte a dela.

Desliguei o notebook, sabendo que se eu olhasse mais alguma noticia eu desabaria de novo.


Lauren POV

Trilhei uma linha de beijos do pescoço da ruiva até a sua clavícula, dando uma mordida naquele local

Desde o dia que deixei a viagem com Camila, tento voltar a minha vida normal, afinal sou Lauren Jauregui.

Deixei a garota beijar meu pescoço e se livrar de meu sutiã.

Mas não sentia absolutamente nada, eu queria Camila.

Eu só quero coisas que eu não posso ter, não é?

- Espera. - Falei desgrudando a garota do meu pescoço, que me olhava confusa

- Algum problema, amorzinho? - A garota chamada Marnie mascava um chiclete de um jeito estranho

- Eu não quero isso - Falei olhando pra frente - Motorista, leve ela pra casa por favor

- Você disse que estava pronta.. - A garota protestou e eu mordi o lábio, me sentindo horrível mesmo sem querer

- Eu estou pronta, mas não pra você - Apontei a saída para a garota, que me olhou de cara feia antes de sair do carro

Bufei, indo para casa e vendo a festa que tinha ali, já sentindo alguns olhares em cima de mim, interesseiras, todas elas parecem isso agora.

Subi as escadas sem cumprimentar ninguém quando vi uma coelhinha subir atrás de mim, que audácia é essa?

- Não vai ficar pra festa hoje? - Olhei para frente afim de achar a garota que tava falando comigo

- Não estou no clima pra festa hoje, Ally - Murmurei

- A Camila me disse a mesma coisa, o que está acontecendo hein? - Perguntou cruzando os braços - Desde que viajaram juntas as duas estão estranhas demais

- Eu não sei, porra, só sei que não estou no clima e se ela também não está, é uma mera coincidência.

Ally fez um gesto de desdém com a mão

- Me fale a verdade, Lauren, o que está acontecendo?

Suspirei, me sentando na escada e a encarando.

Conhecia Ally a muito tempo e sabia que podia contar com ela e confiar nela, me senti segura.

- Meu pai me disse que se eu me envolvesse muito, ele acabaria com a carreira de Camila.. ela nunca mais iria conseguir um contrato e eu sei que ela precisa do dinheiro, então resolvi fazer o certo pelo menos uma vez na vida.

Ally me ouviu atentamente, negando levemente com a cabeça quando terminei meu monologo 

- Lauren eu entendo que você quis ser nobre, mas não acho que você fez o certo.. eu conheço Camila um pouco e sei que ela não tem ninguém Lauren, nem um amigo, nem um parente próximo.. ela vive pela carreira dela.

- Mas.. por que isso? Ela é incrível e se as pessoas conhecessem ela de verdade..

- Ela tem medo, Lauren. De alguém reconhecer ela na rua e a atacar, por isso ela nunca fez nenhum amigo além de mim e as meninas, ela vive pela carreira, por Cameron e pela mãe, e achou conforto em você, ela confiava em você como uma amiga e confidente, era só você tomar cuidado com as câmeras, agora ela está destruída Lauren.

Ouvir tantas verdades assim, de uma vez foi doloroso, mas não acho que tenha como voltar atrás

Eu fiz ela me odiar, e como posso fazer ela gostar de mim de novo?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...