História Recovering - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lana Parrilla, Once Upon a Time, Rebecca Mader, Sean Maguire
Personagens Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Visualizações 165
Palavras 508
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sci-Fi, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente! Voltei bem mais rápido do que imaginei, mas graças a Deus, estou de volta, quero agradecer imensamente a Camz, Marya, Isa, e todas as meninas do grupo de NLMG, vocês fizeram eu querer voltar a viver! Muito obrigado mesmo.

Vocês deves estar se perguntando porque eu mudei tudo. Mudei porque... Eu me perdi na história e não estava mais como eu queria, então resolvi mudar tudo, mas a essência dos personagens não mudou.
Teremos muita "sofrencia" nesta fic!
Só lembrando
* Eu respeito plenamente o casamento de ambos atores, então não quero chororô*
Então gente, neste pequeno pedaço de capítulo, mais conhecido como prólogo, se trata de um flashback.
No próximo já entraremos no dia a dia da família atualmente.
Espero do coração que vocês gostem da nova cara da fanfic e não desistam de mim.
Amo vocês e ate mais ✨

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Recovering - Capítulo 1 - Prólogo

  - Alô, Lana Parrilla ou algum responsável pelo menor, Lucas Parrilla DiBlasio? – Uma voz feminina pronunciou do outro lado da linha.

- Sim, sou a mãe dele, aconteceu alguma coisa? – perguntou já preocupada.

- Sim, seu filho deu entrada no nosso hospital depois de ser atingido por um tiro.

- Como? – falou incrédula. – Que hospital? – disparou nervosa e logo obteve sua resposta e saiu do jeito que estava do set de gravações.

A mulher ligou para o marido e pegou um taxi, ela não tinha condições de dirigir, e precisava estar inteira para ver seu menino.

Saindo do automóvel rapidamente, Parrilla saiu disparada para dentro do hospital que tinha sido informada, e andou rápido para a recepção, uma mulher com cabelos cacheados lhe atendeu e mostrou o caminho para a ala que Lucas estava.

Ele passava por uma cirurgia arriscada, a bala havia atravessado o pâncreas e estava alojada no pulmão. Assim que soube o que se passava com seu filho, a atriz se desesperou e desatou a chorar deliberadamente. Seu marido não levou muito tempo para chegar e tentar acalmar sua esposa.

As horas se passavam lentamente e nenhuma informação fora levada para o casal, Alfredo não sabia mais como distrair Lana, e principalmente porque ela se fechou, num casulo e não emitia som algum, só se ouvia o barulho de sua respiração descompassada e o molhado de suas lagrimas na camisa branca do executivo.

Eram exatas sete horas da noite quando um médico passou pelas portas com a cabeça baixa e saiu andando para longe, logo toda a equipe caminhou da mesma forma.

Alfredo não entendia, ele ate imaginava o que podia ter acontecido, mas não queria acreditar no que seu cérebro dizia.

- Sr e Sra DiBlasio? – um homem de voz grossa apareceu falando e os dois prontamente se levantaram.

- Como esta o meu filho? – Lana perguntou de uma vez. – Quando eu poderei vê-lo? – disparou mais uma vez.

- Sra. – falou baixo e Fred presumiu o pior. – Infelizmente. – Lana respirou fundo. - Infelizmente, não conseguimos salvar a vida do menino, houveram complicações na cirurgia e ele sofreu uma parada cardíaca. – disse com pesar. – Me perdoem. Vou deixar vocês a sós. – falou já andando para longe.

A expressão preocupada de Parrilla fora substituída por dor, e seus olhos escureceram a mulher se entregou a um choro desesperado, daqueles que doem o corpo inteiro, lagrimas quentes e dolorosas escorriam pelo rosto da mulher, a única coisa que Alfredo conseguiu fazer e segurar sua amada, para que ela não caísse no chão, ele a segurava tão forte, como se ela fosse sumir dali.

Lana chorou, horas, dias, semanas, meses, abandonou o filme que estava trabalhando, a mulher não sentia mais vontade de viver, nada trazia o sorriso quente e brilhante da latina, nem mesmo a presença de Lola a deixava animada, Lana vivia enfurnada no quarto, dormindo e chorando o dia todo.

“Um pedacinho de mim foi embora, meu pequeno filhinho, meu raio de sol, meu anjo, meu guia, ou simplesmente. Lucas." 


- Lana Parrilla on Instagram.


Notas Finais


fui...
Tt: @merparriilla[email protected]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...