História Porque Eu Te Amo? • Jungkook • Bts • - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Suga, Taehyung
Visualizações 153
Palavras 1.304
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIII PUDINS, ocês está bem?
Desculpa pela demora
Estava ocupada ( dormindo )
Pessoas minha aula começou, então vai ser um pouquinho difícil posta cap novo
Deu pra posta cap hoje, porque eu faltei, porque eu sou dessa.




Boa imaginação♥!

Capítulo 7 - • Hospital •


Fanfic / Fanfiction Porque Eu Te Amo? • Jungkook • Bts • - Capítulo 7 - • Hospital •

Já estava no hospital, esperando uma notícia da Sara, mais nada. Estava na sala de espera, vejo muito médicos passando pra lá e pra cá, e eu com esperança se um médico viesse até em mim, e disse que está tudo bem. Minha blusa está encharcada de água, minha visão embasada, por causa das minhas lágrimas. Só sentia minha mãe, fazendo carinho em meus macios cabelo.





                P.O.V Sook




Estava no meu quarto, com minha amiga, falando mais do plano, pra destruir essa amizade que minha Maninha tem com essa vadia. Estava tudo bem, até minha mãe aparecer na porta do meu quarto chorando.




-- Oque foi, mãe - abraço a mesma

-- A S-sara e-ela está no h-hospital - fala parando, pra respira

-- Oque foi que aconteceu com ela? - fala minha amiga 

-- Ela foi esfaqueada perto do coração - termina, chorando 

-- Calma, mãe. Vamos agora pro hospital - lhe puxo até o carro





                       ...



Chegando lá, minha mãe entra nesse hospital, correndo, eu caminho "calma". Entrando dentro do hospital, vejo a (S/n) e sua mãe, Além de está aqui, ela estava chorando.


* Ah, menina falsa * reviro os olhos



-- Cadê minha filha - fala minha mãe, entre o chora

-- Acho que ela está numa sala de cirurgia - fala a (S/n) 

-- Não se prometa, minha mãe esta falando com a sua mãe- falo se aproximando

-- Sua mãe, não falou nem um nome, ou eu escutei errado - ela fala num tom de irônico

-- Não precisa, fala o nome da pessoa, só olhar, já basta - ela se levanta da cadeira, e fica me encarando

-- Precisa sim, se ela não fala o nome da pessoa, ninguém vai saber com quem, ela está falando. E outra olhar na significa nada - já estava pra senti sua respiração, misturando com a minha 

-- Opa, opa, briga aqui, não - fala nós separado - (S/n) aquieta essa tu raba, e se senta - fala a mãe da (S/n) 

-- Ta bom, mãe - ela se senta

-- Boa noite. Quem está responsável pela Kim Sara? - fala o médico 

-- Eu, eu - fala minha mãe 

-- Ela está bem, mais o corte foi muito profundo, então ela perdeu muito sangue. Mais ela está boa, seu coração está batendo normal - suspira - Então quem vai doar sangue, pra Kim Sara? - fala calmo.





           P.O.V Jungkook 




Depois que eu sai daquele beco, eu caminho até a minha casa, que disse mansão. Chegando lá, entro na minha casa, e vejo todos surpreso. Todos estava lá, principalmente meus amigos.




-- Filho estava aonde? - fala minha mãe, vindo em minha direção 

-- Estava numa balada - falo irônico - Estava numa casinha, com dois homens, mais como eu sou fodão eu consegui sair de lá - falo me gabando

-- Nunca faço isso, filho - fala meu pai 

- Não foi porque eu quis - dou ombro - Quero refrigerante - o minha empregada gostosa, foi pegar 

-- Não, kaly, ele vai comer coisa de futuro - fala minha mãe, fazendo ela para no meio do camimho

-- Você vai, né - pisco pra ela 

-- Desculpa, Jeon, mais não posso - fala indo pra cozinha

-- Iae, mano, está bem? - fala o Nam

-- Oque você acha? - me sento no sofá

-- Oque eles fizeram, em vocês pra está mais chato - fala o Jimin 

-- Nada, eu já sou assim - dou ombro 





Ficamos conversando sobre meninas gostosa. Em meio da conversa eu me lembro da (S/n) com seu lindo corpo, que nem uma coreana tem.


* Mesmo a (S/n) ser estrangeira, ela tem um corpão. Suas coxas enorme, sua bunda durinho, fica igual o meu membro quando olho seu corpo. Seus seio enorme, seria um prazer chupa-los. QUE?, PORQUE ESTOU PENSANDO NISSO?, FOCO JEON JUNGKOOK * 


-- Ei, Jungkook - me balança 

-- Oque é? - olho pro ser que me balançou

-- Você estava viajando - fala o Tae - Seu celular estava tocando - ele entrega meu celular

-- Aish - reclamo - A chata da Sook - reviro os olhos 





Saio da sala, e vou pro jardim que tem em frente da sala. Chegando lá, ligo pra ela de novo, depois de segundo ela atente.





              P.O.V (S/n)



Depois de eu doar meu sangue pra Sara, eu vou pra sala de espera, vejo a minha mãe no celular e a Sook também.




-- Filha eu tenho que ir - beija o topo da minha cabeça - Está aqui dinheiro pra você pegar um táxi ou um uber - ela me entrega o dinheiro 

-- Tchau, mamãe - dei um beijo na sua bochecha




Logo minha mãe pega sua coisas, e sai do hospital, me deixando com a Sook capeta. Como não tinha nada pra fazer, eu vou escutar a conversa da Sook.




-- Você vem pro hospital? - ela fala roendo as unhas - Eba, oppa, estou lhe esperando. Tchau Kookie - ela desliga o celular - Está olhando oque - ela me olha 

-- Tua cara de cu - dou ombro 


* Não acredito que o Jungkook vem pra cá, ah não, depois tudo que ele vez, ele vem pra cá, aish, eu deveria ir com minha mãe. * 


-- Moça eu posso ver a paciente, Kim Sara? - a moça olha pra mim

-- Você pode espera, mais um pouquinho, ela está tendo um visita - fala a moça

-- Okay - me sento no meu lugar 





Depois de alguns minutos, a moça disse que eu poderia visitar ela. Me levantei da minha cadeira, e caminhei até a sala 124. Chegando lá, eu abro a porta devagar, e vejo a mesma fitando o teto branco, eu caminho devagar até ela, mais sem sucesso, ela me olha, e sorri.




-- (S/n) - ela abri os braço 

-- Sara - abraço a mesma - Você não era pra fazer isso - me separo dela

-- Eu fiz isso só pra ter sua confiança - ela fala sem jeito 

-- Own que fofa - sorri - Mais pra conquistar minha confiança, só me passa conforto, amor, carinho, paz, e não se machucar, pela um menina que você mal conhece - ela coloca sua mão no meu rosto

-- Eu faria de tudo pra ter sua confiança - ela fica lisando meu rosto, com seu dedo polegar ( Au:Pessoas eu vou chorar, estou escrevendo, escutando a música do one direction °-°) 

-- Você já ganho minha confiança, mais não só por isso que você vez, e sim porque eu me sinto bem em seu lado, me sinto que realmente que tenho um amiga de verdade - deixo um lágrima cair (Au:É sério eu vou chorar) 

-- Não sei oque eu estou sentindo agora - ela sorri - Vou lhe fazer a menina mais feliz desse mundo - beija minha bochecha - (S/n) vá pra casa, amanhã você tem aula - ela me dá um abraço 

-- Eu só vou porque eu estou com sono - tiro um sorriso de sua boca - tchau urso - aceno 

-- Tchau pequena - acena 




Fecho a porta da sala dela, e caminho até a recepção. Quando eu chego lá, eu encontro o Jungkook, sentando mexendo no seu celular.




-- Ora, ora, olha quem está aqui - ele deixa seu celular de lado 

-- Quem? - faço de burra 

-- Você, uê - fala óbvio 

-- Nossa eu pensava que era outra pessoa - me sento na cadeira - Onde está a Sook? - olho pra ele

-- Foi compra comida - fala prestando atenção no seu celular

-- Ata. Já estou indo - pego minha coisas e ando até o estacionamento




Como minha não estava, eu liguei pro taxista, e fiquei esperando na frente do hospital. Depois de alguns minutos o táxi, para na minha frente, abro a porta do carro, mais sinto uma mão me puxa, olho pra trás e vejo o capeta chamado Jungkook.




-- Espera, baby - sorri malicioso


Notas Finais


Orra, bambambam
Oque será que vai acontecer?
Adoro fazer mistério😏
Obrigado por lê até aqui♥
Beijos de coxinha♥
Até o próximo cap😌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...