História Porque você me viu naquela noite ? - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Porque Você
Visualizações 40
Palavras 1.506
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá pessoal ! Novamente passo no começo da fanfic para agradecer a vocês pelos : comentários, votos e visualizações ! Valeu de verdade pessoal !
E li um de meus capítulos e descobri uma falha terrível, não tenho muita criatividade em criar nomes rs mais è que uso os primeiros nomes que me surgem na cabeça ! Então não liguem se estiver uns nomes bem lixos na fanfic kk
Eu leio também cada comentário de vocês, e quando leio fico muito feliz ! Valeu pessoal ! Vocês são incríveis !! Obg :)
Mais valeu pessoal por todo apoio de vocês !
Espero que gostem desse capítulo e tenham uma boa leitura !
E abraços do Juzo =^-^=

Capítulo 18 - Eu te avisei


Mitsumy ak 

Meu Rikudou.. Oque acabei de fazer ? Oque deu em mim ? Já é a segunda vez que recuso ele ! Será que ele ficou chateado ? Eram esses pensamentos que carreguei até chegar ao meu quarto, após fechar a porta, corri até a cama e me joguei nela, peguei um travesseiro e o abracei com força.

- Com que cara vou falar com ele amanhã ? - Falei para mim mesma, corada só de lembrar oque tinha acontecido minutos atrás, fiquei pensando nessas coisas, até que acabei caindo no sono.

Sonho 

(Telefone ativo)

 - A claro ! Vou aí com  você sim ! - Falei concordando no telefone.

- Pode ser a noite ? Meio que vou ter que ficar em casa o dia todo, para cuidar do meu avô ! - Disse minha amiga.

- Pode ser sim ! Mais que dia ? - Perguntei, e o telefone derrepente ficou mudo - Ei ! Alô ? Você ainda tá aí ? Quando você quer ir ao cinema ? Me responda, se não eu vou desligar ! - Falei calma, e a espera de uma resposta, mais nada, até que o telefone voltou a ativa.

- Me desculpe ! Meu avô acabou tendo um treco ! - Ela disse e deu uma pequena risada baixa, eu achei estranho, pois ela sempre levou a sério a saúde de seu avô e nunca disse isso dele, ela dizia apenas que ele passou mal - Mais oque você tinha perguntado ?

- A ! Que dia vamos ao cinema ? - Perguntei de novo.

- Bem ... Pode ser amanhã ? - Ela disse, a mesma estava com um tom de voz um pouco rouca.

- Pode ser ! Quer que eu vá te encontrar na sua casa ? - Perguntei logo em seguida.

- Não estarei aqui amanhã ! Você pode me esperar naquele lago que fica um pouco excluído ? É que a casa que estarei amanhã é perto de lá ! 

- Está bem ! Mais que horas ?

- Pode ser umas 11:00 ?

- Mais o cinema fica aberto até essas horas ?

- Fica ! Amanhã vai estreiar muitos filmes ! Por isso !

- Então está bem ! E oque aconteceu com a sua voz ? Você parece rouca !

- A .. Nada ! É que tomei uma bebida que deixou minha voz assim ! 

- Ata ! Então. .. Até amanhã de noite ! 

- Até !

(Telefone desligado)

Eu desliguei e fui me deitar, ela estava estranha pelo telefone, eu conheci a mesma pela internet, saímos as vezes e ela era divertida, então ela me convidou para o cinema hoje, fiquei pensando nesses assuntos, até que derrepente já estava de noite, eu fui perto do lago, mais nada dela aparecer, então resolvi dar uma volta pelos arredores.

Até que vi uma sombra, vindo das margens do lago, me escondi atrás de um arbusto, quando olhei melhor, era um garoto, com vários pedaços de um homem nos braços, e jogando de um em um, no lago, eu congelei, fiquei totalmente desesperada, até que ele se virou para mim, mais eu não conseguia ver seu rosto e nem ouvir sua voz, mais um olho seu apareceu, e ficou me encarando, eu entrei em desespero...

Fim do sonho

- AII MEU RIKUDO !!! NÃO !! - Falei levantando rapidamente da cama, e gritando, mais logo tampei minha boca com as duas mãos, eu estava soada, e meu coração estava disparado, como se eu tivesse corrido em volta de um país inteiro.

Quando passou, me levantei e fui ao banheiro, eu não sabia se o Shigatsuky tinha acordado ou tinha ouvido, mais ele não disse nada, cheguei ao banheiro e tomei banho, voltei ao quarto, e peguei aquelas roupas femininas que estavam no armário, eu queria saber quem foi a dona dessas roupas, mais è melhor eu evitar, me troquei, e logo olhei ao relógio, nele marcava 8:01, dava tempo de ir a escola, mais o Shigatsuky disse para eu não ir, mais ele não manda em mim ! E se ele tiver dormindo, da pra mim dar uma escapadinha e ir a escola.

Pensei pegando meu material, e indo ao quarto dele, a porta estava aberta, e ele estava dormindo ainda, então peguei uma das chaves e saí de casa, cheguei a escola no horário certo, e no corredor vi Kuroky e Shitsumy conversando, quando me viram, vieram logo me cumprimentar, eu sorri para os dois e ficamos conversando lá fora da sala, em quanto o professor não chegava.

- Ei ! Vocês ficaram sabendo que hoje vai ser um professor novo ?! Pois o antigo ouvi boatos que foi morto e virou picadinho ! Tipo carne moida ! - Disse Kuroky dando uma pequena risada no final, eu fiquei paralisada, será que foi o Shigatsuky ? Será que ele matou o professor ? Por que não conheço nenhum outro assassino por aqui ! 

- Mitsumy ! Eii ! Acorda mulher !! - Disse Shitsumy me balançando, eu pisquei rápido e o olhei com um sorriso.

- A desculpa ! Estou um pouco avoada ! - Falei dando um sorriso torto para os dois, eles ficaram sérios mais depois deram risada.

- Bem !! A sirene já tocou !! Vamos pessoal ! Tomara que todos nós saiamos vivos das aulas !! Aleluia ! - Disse Shitsumy a nós com uma expressão motivadora - Espero velos vivos e não mortos pelas tarefas ! E---

- CALA BOCA SHITSUMY !!!! SE FOR PRA FALAR MERDA !! NEM FALE !! - Disse Kuroky dando um soco na cabeça do Shitsumy, que o fez colocar a mão na cabeça - Não liga não Mitsumy !! Ele tem uns certos probleminhas !!

- JÁ DISSE QUE NÃO PRECISA AGREDIR CARALHO !!! VOCÊ VAI VER SÓ ! VOU TE DENUNCIAR POR AGRESSÃO FÍSICA E PSICOLÓGICA !! - Falou Shitsumy protestando, Kuroky se aproximou dele e colocou as mãos nos ombros do mesmo.

- Shitsumy pare de birra ! E fique quieto ! Você sabe que eu te amo ! Mais cala boca seu merda do caralho ! - Falou Kuroky olhando calmamente para o Shitsumy, que ficou calado e com os olhos brilhando.

- AAAA ...Kuroky ! Eu também te amo ! Seu filha da puta de um caralho ! - Ele disse abraçando Kuroky, que retribuiu, que maneira linda de se perdoar um amigo !

Fiquei observando a cena, que estava um pouco engraçada, eu gosto de yaoi, mais sei lá né, quando se desgrudaram, que não demorou muito tempo para isso acontecer, eu e Kuroky nos despedimos de Shitsumy, e caminhamos até a sala, chegamos e nos sentamos perto da janela, Kuroky ocupava o lugar da minha melhor amiga, sentando-se a minha frente, não demorou muito, até que o professor novo chegou.

- Olá jovens ! De agora em diante serei seu novo professor ! E é um prazer conhece-los ! - Ele disse com um sorriso no rosto, e focou um pouco seu olhar para mim.

Batendo o sinal para ir em bora, guardei meu material rapidamente, pois não queria que o Shigatsuky viesse me buscar, se não ele iria matar os dois, literalmente falando, terminei de guardar minhas coisas, coloquei minha mochila no ombro e caminhei até a porta, mais antes fui barrada pelo professor.

- Senhorita ! Queria falar um minuto com você ! - Ele disse apontando para a mesa dele, eu caminhei até lá e o fiquei observando. 

- O que eu fiz ? - Perguntei um pouco com pressa e um pouco sem entender nada.

- Na minha próxima aula, gostaria que você viesse vestida com o uniforme ! Caso contrário, não deixarei você participar da minha aula ! - Ele disse e eu fiz que sim com a cabeça - Estamos entendidos então ? Espero que sim ! Está dispensada agora ! - Ele disse me olhando e apontando para a porta, eu fiz que sim com a cabeça e saí correndo para fora.

Corri até minha casa, o mais rápido possível, mais quando destranquei a porta, vi Shigatsuky caminhando até a porta, eu fechei a porta, e o fiquei olhando, preparada para levar uma bronca, mais não ouvi nada.

- Eu te avisei para não sair ! E você me desobedeceu de novo ! Então não vou falar mais nada para você ! Apenas fale comigo quando algo é do meu interesse ou algo muito importante ! - Ele falou seco, eu o olhei arrependida.

- Mais .. Mais e ontem ? .. - Falei na esperança dele me responder isso, ele apenas passou do meu lado, como se eu não existisse. 

- Ontem foi bom ! Mais essa já é a terceira ou quarta vez que te dou um aviso ! Mais oque adianta falar se você não me escuta ! Então dessa vez sou eu quem não vai escutar ! - Ele falou e saiu.

- Mais... Shigatsuky. . - Falei parada na frente da porta, eu estava quase chorando, mais por que ? Talvez porque oque ele disse era verdade ! - Como vai ser agora ?... - Falei alto para mim mesma, ainda parada na frente da porta.


Notas Finais


Espero que tenham gostado =^-^=
Fiquem com Rikudou !!
E até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...