História Porto Seguro -Segunda temporada- - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Karui, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Temari
Tags Boruto, Himawari, Sarada
Exibições 82
Palavras 1.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Creditos na imagem...
Espero que gostem....

Capítulo 35 - Que baka estupido!


Fanfic / Fanfiction Porto Seguro -Segunda temporada- - Capítulo 35 - Que baka estupido!


Sarada on........
   Durante as aulas percebi que Hima estava realmente decidida a mudar, talvez esteja mesmo na hora de ela amadurecer. Estávamos na porta da escola esperando ela chegar, mas quando ela chegou foi para avisar que não ia embora com a gente, só então me lembrei que ela ia falar com o Nanadaime sobre a equipe dela.
-Então eu já vou indo. –Disse Boruto.
-Vou ficar com saudades. –Eu disse sem me importar com a plateia.
   Ele me puxou pela cintura e selou nossos lábios num beijo calmo.
-Também vou sentir saudades. –Ele disse com um sorriso de canto e foi treinar com Mitsuki.
   Eu estava indo para a casa, já que ainda estava de repouso que o próprio Nanadaime-sama (vulgo padrinho, vulgo sogro) me deu, quando escuto Shikadai me chamando.
-Sarada pare de correr, estou cansado. –Ele disse me alcançando
-Eu nem estava correndo Shikadai.
-Parecia. –Ele disse com a cara séria e continuou. –Você é muito amiga da Himawari, não é?
-Sim. –Respondi estranhando a pergunta.
-O namoro dela com o Inojin é sério? –“Oxi, o cara ficou maluco. ”
-Claro que é sério, tá pensando o que? –respondi me irritando.
-Não fica brava Sarada é só que eu... –ele parou de repente e ficou fixando o céu com as mãos na nuca.
-É só que você? –Insisti.
-Eu gosto dela. 
-O que? – “Por essa eu não esperava.
-Pois é, complicado não é.
-Demais Shikadai, e você só percebeu isso agora? –Perguntei perplexa.
-Não, eu já gostava dela muito antes de Inojin se interessar por ela. –Ele suspirou.
-E porque você não falou nada disso antes? –Perguntei.
-Por que eu não estava preparado, ela era muito pequena ainda e eu também.
-Que problemão. –Falei colocando a mão na testa.
-Eu que o diga, no dia que eu ia contar a ela dos meus sentimentos o Inojin me confessou que gostava dela.
-Você nem contou a ele dos seus sentimentos? –Perguntei triste por ele, imaginei toda a dor que ele vinha sentindo.
-E perder a amizade dele? Não mesmo. –“Poxa Shika era mesmo uma cara legal, ou só preguiçoso demais e queria evitar problemas. ”
-Porque decidiu falar comigo sobre isso justo agora?
-Porque não sei por quanto tempo mais poderei aguentar firme.
-Talvez fosse melhor você falar com ela.
-É, vou pensar nisso. –Ele disse triste.
-Eu preciso entrar... –eu disse, já estávamos na frente da minha casa a um tempinho.
-Tudo bem, vai lá. 
-Fale com ela Shikadai, é o melhor a se fazer. –Eu disse entrando.
   Quando abri a porta da sala senti o cheiro do almoço que mamãe preparava...
-Se continuar cozinhando desse jeito vou acabar engordando e perdendo o namorado. –Eu disse passando por ela e pegando agua na geladeira.
-Duvido que alguns quilinhos a mais farão com que Boruto perca o interesse em você. –Ela disse me acotovelando de leve.
-E o que te fez pensar assim Sr. Uchiha? –Perguntei em tom de brincadeira.
-O sangue em seus lençóis. –Ela respondeu calmamente.
   Meu coração parou de bater por dois segundos o copo que estava em minhas mãos caiu molhando o chão da cozinha.
-Que isso Sarada, mais cuidado. –Mamãe me repreendeu.
-O que você quis dizer com sangue em meus lençóis mãe? –Perguntei já me arrependendo.
-Você sabe muito bem do que eu falei. Falei de você e Boruto tranzando na sua cama. –Fiquei roxa no mesmo instante.
-Mãe... –praticamente sussurrei.
-Filha está tudo bem. Eu confio na criação que te dei. –Ela disse me abraçando.
-Eu devia ter sido mais cuidadosa. –Pensei alto.
-VOCÊS NÃO USARAM CAMISINHA? –Mamãe gritou.
-Claro que sim mãe, por Kami fala baixo.
-Então está tudo certo. –Ela disse rindo.
-Vou me trocar e já volto. –Subi as escadas quase correndo.
   No meu quarto tentei me recuperar, fazer com que a cor do meu rosto voltasse ao normal, troquei de roupa por algo mais confortável e desci para almoçar, mamãe estava bastante feliz, me perguntando uma série de coisas, ela me deixou bem à vontade para falar de Boruto e de meu relacionamento amoroso.
-Eu fico muito feliz quando vejo esses seus olhinhos brilhando quando falamos de Boruto. –Ela disse rindo.
-Aah não viaja mãe. –Eu disse sem graça.
-Como é bom amar... –ela disse e depois ficou com o olhar perdido.
-Que foi mãe?
-Eu estava tentando me lembrar se amei alguém além de seu pai.
-E você amou?
-Não... –ela disse suspirando.
-Olha só quem está com os olhos brilhando. –Eu disse rindo.
-Filha, mudando um pouco de assunto, eu recebi uma oferta para voltar a trabalhar no hospital.
-E você tem vontade de voltar?
-Sim, eu fiquei muito tentada a aceitar, mas preciso falar com seu pai primeiro.
-Mae o papai pode demorar a voltar, você não pode largar tudo por causa dele sempre. –Eu disse tentando controlar minha irritação.
-Ele não vai demorar.
-Como tem tanta certeza? –Perguntei.
-Ele só buscar uma pessoa... –ela disse e colocou a mão sobre a boca.
-Meu pai está em uma missão nível C?
-Esqueci isso. –Ela se levantou e foi tirar a mesa.
   Eu a ajudei a tirar a mesa em silencio, eu estava intrigada com essa história, meu pai nunca esteve em missões tão simples, subi para meu quarto e deixei esses pensamentos de lado. Depois de analisar as opções de entretenimento que eu tinha (assistir um filme, dormir, jogar ou ficar no celular) resolvi ver o filme Primeira vez, mas ao que parecia eu estava com sono já que não consegui ver nem a metade e dormi como uma pedra.
-ANDA LOGO SARADA ACORDAAAAAAAAAAAAAAAA. –Himawari gritava feito louca no quarto.
-Onde é o incêndio? –Perguntei enquanto corria em direção a porta.
-Não tem incêndio doida. –Ela me parou enquanto eu abria a porta.
-A doida aqui é você que me acordou desse jeito. –Eu disse me jogando na cama.
-É que eu preciso desabafar. –Ela disse se jogando ao meu lado.
-O que houve? –Perguntei pensando se Shikadai tinha tido coragem de se confessar para ela.
-O Shikadai me beijou. –Ela disse triste.
-Hã? – “Que baka estupido! ”


Notas Finais


Leitores fantasmas apareçam....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...