História Possession. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Amor, Arrependimento, Assassinato, Decepção, Foda-se, Fuga, Mãe, Padrasto, Possessão, Raiva, Sexo, Tesão
Exibições 292
Palavras 1.595
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Festa, Hentai, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieee boa noite, como vcs estão??

Eu estou cansada mais bem...

Então vamos lá sem MT bla blá bla..

Boa leitura nôs vemos la embaixo...


Capítulo 19 - Meu melhor delirio é você, Justin.


   Nanda POV.

  Eu não acreditava no que eu tinha acabado de fazer.
    Eu fiz a pior merda da minha vida.
Como eu  pude matar uma pessoa que eu amava.

  - Arthur me desculpa primo, não fecha os olhos. - Disse.

Ele já estava com os olhos quase fechados.
Mas também pra que ele entrou na frente se Mia.
Ela tava me traindo.
Ele tinha que me apoiar. E se matou, foi tudo muito rápido.

- Cuida dela.- essa foi as últimas palavras dele.

O joguei no chão e fui ver como mia estava, com a força que Arthur tinha empurrado ela, ela tinha batido de cabeça no chão e estava sangrando e desmaiada.

  - Mia meu amor, acorda. - disse chorando.

Chaz me olhava sem acreditar no que eu tinha feito.
E então disse pra ele.

- Cuida disso. É tudo culpa sua.

  Ele se levantou sem me dar uma resposta se quer.
   E então foi fazer oque eu tinha mandado.
Mia ainda não estava querendo acordar. Aquilo me bateu um arrependimento fodido.
Não aguentwi a pressão e então desmaiei.

Selena POV.

    Acordei na minha cama deitada com alguns médicos em minha volta.
  Eu sabia que estava em casa, mais alguma coisa não deixava eu lembrar do que havia acontecido...

  Vi chaz na porta do quarto e olhei pra ele com olhar de interrogação.
Seus olhos estavam fundos, vermelhos e tristes.
O chamei com um dedo. E então ele veio.

- Oque foi?

- Porque ta assim?

- Deixa que Nanda te conta- ele disse.

- Não me fala Chaz. Porque eu não lembro.

- você bateu a cabeça.

- Aonde?

- Na cama..

- Como chaz me respondi- disse irritada quando vi um enfermeiro me aplicar um remédio. Logo depois não vi mais nada.

Chaz POV.

Sinceramente eu não sabia no que a Nanda tinha se tornado, ta que isso foi uma bela de uma putaria que eu fiz com ela.
Mas po. Matar?
Eu achei que ela não faria isso.
E agora ? Arthur ta morto.
Vamos ser só eu e NANDA.

Eu estava cansado eu não queria  mais participar disso.
Eu estava arrependido de ter traido Selena.
Na verdade ela não sabe oque a espera.
PORQUE DISSO TUDO?

Nanda nunca tinha me falado, muito sobre ela.
Só que já tinhamos que mante-la em segredo ou então todos nós morremos..
Sinto que Nanda sabe quem é que quer matar Selena.

Mais ela ainda não me disse nada.
Talvez ela esteja fazendo jogo duplo.
Ou seila.
Mais isso fodiria com a nossa amizade.
Enfim...
Selena precisava de saber e eu iria contar.

JUSTIN POV.

Eu estava nervoso pra caralho.
As crianças estavam em um colégio interno.
Se eu conheço bem Katherine ela jamais faria isso.
Será que eu casei com uma mulher de dupla personalidade ?

Ela era doce, amiga, amável, Meiga.

Tudo isso mudou quando ela soube que eu beijei Selena. Mais agora pra ela Selena estava morta.
Pra mim não.
Mas pra ela sim. E ela odiava que quando comentavamos de Selena.

Como ela podia odiar tanto uma pessoa sendo que essa pessoa era sua filha.
E como ela pode odiar uma pessoa, e ao mesmo tempo querer se vestir como ela, andar igual, ser ela.

Alguma coisa tinha de errada, eu descobriria.
Nem que demore eu descobriria.
E então eu não vou ir atrás se Selena.
Primeiro vou ver oque Katherine quer com tudo isso.

 
Selena POV

      - Oque aconteceu Nanda ?

- eu sei de tudo.

- Tudo oque ?

- Vc e chaz. Me descontrole e atirei e Arthur entrou na frente.

- Como vc pode ter feito isso comigo? Vc iria me matar?

- Iria. - Ela disse fria. E senti medo. - mais infelizmente matei meu primo. E não pensei vc que eu estou feliz porque não estou, mais esse é o meu mundo.
Pessoas morrem e eu não posso fazer nada.

- oque vc se tornou? - Perguntei.

- Me tornei como fui criada. Infelizmente eu não nasci em berço de ouro. Agora se arruma vamos pro enterro. E a noite tem roubo de carga.

- Pra vc saber aquele seria o último beijo que dava  em Chaz.
A gente tava falando que nunca mais iriamos se olhar estranhos.
E vc chegou sem querer explicações.

- Vc estava  deitada na nossa cama com um homem, com meu primo. Porra Selena se vc conheceu a vida hoje foi porque eu te mostrei.
Vc que oque me fuder ?

- Eu sei, te peço desculpas.
Mais infelizmente vc não tem maturidade entender oque certamente aconteceu.
Porra vc forjou sua morte vc sumiu por 5 meses.
Vc queria oque ?

- Okay Mia. Ok.
Isso esta acabando.

Ouvi ela dizee aquilo e  não entendi.
Oque estava acabando.?

Porque estava acabando?
Tinha algo pra acabar?

Tomei meu banho e coloquei um vestido preto.
Coloquei também minha peruca loira, e um salto com minhas armas  presas na cintura.

Desci e estavam todos rezando.
Ally chorava muito, chorava se quase desmaiar.
Eu sabia que ela realmente gostava de Arthur e estava sofrendo pra caralho.

Ele não era chato ou ruim comigo.
Fora o fato dele ter me traido.
Nôs traido.
Mais ele havia se arrependido.
E eu o perdoei.

E então ele estava muito tranquilo.
Só não entendi o porque dele ter dado a vida por mim.
Ele não me conhecia nem a três anos, não era nada meu e eu havia ainda torturado ele...

Enfim.. O enterro foi aquela mesmice, pessoas chorando, pessoas pouco se fudendo...

Sai dali com meu coração na mão. Fomos pra casa e logo fui para o meu quarto sem tonar banho me joguei na cama e dormir.
Minha cabeça ainda estava bem dolorida por causa do leve machucado.

  [......]

O clima não estava lá essas coisas.
As pessoas ainda estavam muito abaladas la dentro de casa.
Fora os guardas que eram amigos dele.
Todos olhavam nanda com indiferença.
E só respeitavam ela pois ela era  a chefe.

Fui na cozinha e bebi um suco de goibada enquanti comia um  pedaço de pão integral.
Nanda chegou na cozinha e me deu um selinho, ainda cara de nojo.

Fingi não me importar e continuei comendo.
Logo em seguida ally entrou na cozinha chorando e eu a abracei.

- Desculpa, eu tenho culpa disso tudo.

- Não, aconteceu, deus sabe oque faz.

- Fica bem- disse me virando e indo tomar um banho.

[....]

    Coloquei uma calça preta e uma blusa larga com um sutiã sexy.
     Todos então fomos para os nossos postos.
A carga era de droga, heroína, cocaína e maconha.
E era de uma gang pesada. Então tínhamos que tomar muito cuidado.
  Como era tudo muito na encolha pra polícia não perceber, iria ser dois homens dirigundo e dois guardas na parte da carga.

Chaz estaria dentro de um carro que estaria escondido no meio das arvores da estrada, prestando atenção se não tinha mais alguém.
Fora que ele seria atirador.

Ally ia ficar com sua amiga da beira da estrada pra dar em cima dois homens e distrai-los.

Enquanto eu matava os guardas junto com Nanda.

E foi assim que aconteceu.
Só que uma coisa deu merda...

  O homem fez ally de refém. E eu não poderia deixa- la morrer.

- Deixa ela ai. - Nanda disse.

- Ta maluca ? Ela é nossa. E não vou sair daqui sem ela.

- Então morre sozinha.- nanda disse mais fria possível.

Logo eu peguei minha arma e irei na testa do homem.
Chaz estava dentro da caminhão se saiu arrancando quando viu Nanda jogar uma granada e explodir tudo.

[....]

Acordei em meio de fumaçase e pessoas mortas.
Me levantei vi Ally e nanda jogadas no chão.
  Coloquei cada uma no carro que Chaz tinha escondido e fomos pra casa.

  No caminho elas acordaram.

- Selena ?- nanda disse.

- Sim, surpresa?

- Não palhaça.

- porque vc jogou aquela porra de granada lá? Queria matar todo mundo?

- Ta muluca? Era so pra despista rastreadores.

- Tem certeza? Pra mim queriam me matar.

- TA MALUCA PORRA?- ela gritou

- okay  calma.

Ally só acodou em casa.
Chaz estava pulando de alegria. E ao mesmo tempo estava puto com Nanda.
Nossa vontade era de curtir mais hoje tínhamos acabado se enterrar Arthur então deixariamos pra amanhã.

compramos pela internet passagens para Nova york.
Finalmebte voltariamos para casa.
Não literalmente mas era isso.
Cansei de morar em Dubai e um galpão.
Ta certo que não era um galpão tava mais ora mansão.
Mais mesmo assim cansei de lá.

Tomei um banho e dormir.
Senti minha própria mão descer para minha vagina, e começar a acararicia-la.
Fiz movimentos leves e então apertei um dos meus peitos com força.
Eu precisava descansar mais antes iria gozar.
Pensei nas mãos de Justin, me tocando.
Comecei a gemer gostoso:

-  vai Justin enfia seu dedi em mim.

E então eu mesmo introduzir meus três dedos como se fosse o de Justin.
Virei de quatro e bati ainda com mais forças.

Senti alguem pegar  nos meus cabelos e apertar minha bunda com força.

- Que delicia.

- Mete Justin mete.

E senti minhas pernas tremeram como nunca.
Eu gozei ali bem na minha própria mão.
  
Não queria saber de nada.
E então eu virei e abracei Justin.
E assim dormimos.

Eu estava maluca.
Estava tendo alucinações.

Mais amanhã colocaria tudo isso em prática.

Amanhã eu iria atrás de justin, nem que depois Nada ou seila quem quer me matar me mate.

Eu só não poderia nunca mais deixar de gozar gostoso.



                                       ......


Notas Finais


Oieeee eaii gostaram???

Bafonico ne? Então esperem o próximo...

Vcs vão amar.

Bjoksss.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...