História Possessivamente Dominador - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Boruto Uzumaki, Chiyo, Chouji Akimichi, Darui, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Guren, Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hidan, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hotaru Katsuragi (Hotaru Tsuchigumo), Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Karui, Karura, Kiba Inuzuka, Kizashi Haruno, Ko Hyuga, Konan, Konohamaru, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Maito Gai, Mebuki Haruno, Mei, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Mito Uzumaki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Samui, Sarada Uchiha, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shizune, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Toneri Otsutsuki, Tsunade Senju, Utakata, Yahiko, Yamato, Yugito Nii
Tags Bdsm, Naruhina, Revolução Naruhina, Sadomasoquismo, Sasusaku
Exibições 1.163
Palavras 5.481
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi amoressss, boa tarde.
Desculpem a demora, aqui em casa está cheio de gente desde ontem e eu tive que dar atenção as visitas.

Bemmmmm, hoje o nosso loiro está totalmente Possessivo e Dominador. O Capítulo XLI vai começar a retratar essa possessão do Naruto, e sim, hoje a Hina vai chorar. Mas não se preocupem, isso é necessário para mudar de vez nosso Dominador Menma/Naruto.
O Naruto está agindo mecanicamente, e isso precisa acontecer para tratar com os traumas que ele tem.
Também o capítulo está apaixonante, vocês vão gostar muito, ok?

Bem, espero que gostem desse capítulo porque daqui há pouco vou tentar postar a versão do Naruto.

Sem mais delongas, está aí o Capítulo XLI.
Beijos e boa leitura.

Capítulo 43 - Parte II Capítulo XLI


 

 

(...)

 

De repente alguém entra no quarto me chamando e todas viramos para ver o dono da voz rouca que acabava de chegar.

_ Hina, meu anjo, a Anko disse que você não comeu quase na... _ Ele parou de falar assim que viu quem estava ali no quarto comigo e com sua mãe.

_ Olá bebê, estava morrendo de saudades de você e resolvi pedir sua mãe que me trouxesse aqui para te ver _ Falou ela ousadamente.

Naruto simplesmente parou estático onde estava, e quando ela se aproximou dele ele correu para o banheiro com as mãos na boca.

_ Naruto meu filho, o que você tem? _ Perguntou minha sogra indo atrás dele e me deixando a sós com aquela mulher.

Sentia ódio só de olhar para ela.

Ela caminhou até minha cama e me olhou com os olhos estreitos.

_ Vou apenas te dar um conselho garota burra, você tem uma semana para sair da vida do Naruto ou eu vou fazer da sua vida um inferno, está me ouvindo? _ Falou ela com brutalidade.

_ Escuta aqui você, não pense que eu não sei quem você é, eu não tenho medo de você muito menos irei deixar o Naruto. Então se veio para me ameaçar perdeu seu tempo.

Eu nunca vou deixar o Naruto por motivo nemhum _ Respondi a ela na mesma altura.

 

Se ela pensa que me intimida ela está muito enganada. Eu nunca irei deixar o Naruto.

 

Eu vou protegê-lo com todas as minhas forças, essa mulher nunca vai conseguir o que ela quer.


 

Aquela mulher me encarava furiosamente, mas eu também não abaixei minha a cabeça. Mantive a minha expressão séria, não ia dar a ela o gostinho de me ver amedrontada porque eu não tenho medo dela.

De repente Naruto saiu do banheiro com sua mãe atrás de si. Ele veio até a cama e simplesmente me pegou no colo, eu me assustei com a reação inesperada dele.

Minha sogra olhava tudo sem entender nada e a maldita tinha ódio nos olhos só de ver aquela cena.

_ Vamos meu anjo, você vem comigo _  Disse ele me levando até o banheiro.

Ele me sentou no vaso e trocou minha roupa. Colocou um vestido em mim e calçou uma sapatilha nos meus pés. Do nada ele me pegou no colo outra vez e voltou comigo para o quarto.

Naruto estava sério e compenetrado, e eu me preocupei com ele.

Minha sogra vendo Naruto daquele jeito ficou assustada com a atitude dele.

_ Vai levá-la para a empresa Naruto? _ Perguntou ela incrédula.

_ Vou _ Respondeu Naruto seriamente.

"Menma-kun!" Pensei surpresa.

Naruto desceu comigo ainda no colo, ele não me soltou por nada, e sua mãe e a maldita nos seguiam abismadas.

Estavam Anko, Yamato e Gai na sala, eles também olhavam a situação incrédulos.

_ Yamato, suba no meu quarto pegue o travesseiro de Hinata e uma colcha fina que tem no closet. Anko, prepare dois obentos, uma garrafa de chá e uma de suco de laranja que daqui há pouco o Yamato vem buscar. Onde estão seus remédios meu anjo? _ Perguntou-me seriamente.

Eu estava confusa com tudo aquilo, era o Naruto ou o Menma nesse momento? Eu me aconcheguei ainda mais a ele, não me importava quem ele era naquele momento, ele me amava da mesma maneira.

_ Em cima do criado mudo _ Respondi a ele.

_ Gai, busque os remédios para mim e diga a Yamato que estamos esperando no carro _ Falou Naruto sério olhando para ele que obedeceu na hora.

De repente a minha sogra teve um estalo, olhou para Naruto e se pronunciou.

_ Naruto, você nem cumprimentou sua tia, eu não te dei essa educação seu ingrato, ela cuidou de você até seus 12 anos _ Falou ela nervosa.

Pude sentir o coração de Naruto acelerado e me aconcheguei mais ainda a ele. Queria que ele sentisse que eu sempre estaria junto dele não o importa o que acontecesse.

_ Oi, estou com pressa.

Ele mal olhou para ela ao responder. A maldita tinha uma cara de raiva tão grande que achei que ela fosse querer bater no Naruto, mas quem quis fazer isso foi minha sogra que ficou muito nervosa com ele.

Era compreensível ela não sabia de nada, e Naruto estava de mãos atadas naquela situação. Então, para evitar uma confusão maior fingi estar passando para acalmar os ânimos de todos ali.

_ Naruto-kun, onegai, eu não estou me sentindo bem _ Falei com a voz fraca e sorri discretamente para ele.

Naruto percebeu na hora e pude senti-lo me segurar mais firme contra si.

Eu já estava bem pálida por não ter comido quase nada até agora e foi eu dizer isso para minha sogra se preocupar.

"Arigatou Kami." Pensei aliviada.

Ela tinha acreditado.

_ Kami, que seja, gomenasai Mei, depois Naruto vai lá em casa e vocês conversam melhor.

A maldita olhou para mim com ódio e pude ver Naruto retribuir o olhar com mais intensidade ainda. A safada viu e sorriu de lado.

Descemos e assim que Naruto me colocou no banco do carro sua mãe veio se despedir de mim.

_ Hinata minha filha, vá lá em casa hoje a noite, vou fazer algo bem gostoso para você. Você está muito pálida e eu me preocupo com a sua saúde e a do bebê, certo? _ Falou ela com sinceridade.

Eu fiquei com pena da minha sogra, ser enganada todos esses anos pela própria irmã não é uma coisa boa para se descobrir.

Eu apenas acenei com a cabeça em resposta, mas pelo olhar de Naruto duvido muito que iremos lá.

 

Quando chegamos na empresa não teve uma pessoa na recepção que não olhasse para nós. Naruto me carregava no colo com a maior naturalidade, enquanto Gai vinha atrás trazendo um travesseiro, uma colcha e uma sacola cheia de remédios. Yamato voltou na mesma hora para buscar o que a Anko ficou preparando.

Quando as portas do elevador se abriram, e Temari e Shikamaru nos viram, ficaram boquiabertos. Porém, nenhum dos dois ousou dizer uma palavra.

Assim que entramos na sala de Naruto ele me colocou deitada na espreguiçadeira que tinha ali, que por sinal era bem confortável, e me ajeitou colocando o travesseiro para eu me deitar  e me cobriu com a colcha que o Gai tinha acabado de entregar a ele.

_ Pronto, agora eu fico tranquilo _ Disse ele me dando um beijo.

Ele foi até a cozinha e trouxe um copo com água e me deu para tomar o meu remédio para enjoo. Tomei e fiquei olhando para ele.

Já havia se passado uns vinte minutos que eu tinha tomado o remédio para enjoo e Yamato chegou com o nosso almoço.

Naruto me fez comer tudo e eu não me senti enjoada.

Ele me olhava com um sorriso no rosto e ali eu pude ver meu Naruto de volta. Fiquei tranquila por vê-lo feliz, mas senti tanto sono que acabei dormindo sem perceber.

 

Acordei com vozes conversando. Naruto olhou para mim carinhosamente.

_ Gomenasai meu anjo, acordamos você? _ Perguntou ele vindo até mim.

Sasuke estava tranquilamente sentado numa cadeira tomando um café. Ele me cumprimentou educadamente.

_ Como está Hinata? Sumimasen, estávamos conversando alto demais? _ Perguntou ele me olhando.

_ Lie, eu estou bem _ Respondi a ele sorrindo.

Nesse tempo de convivência com a família de Naruto pude compreender melhor cada um. Sasuke é bem calado e observador, mas tem um bom olho. Ele sabe discernir muito bem cada situação.

_ Está com fome meu anjo, quer comer alguma coisa? _ Perguntou-me Naruto amorosamente.

_ Que horas são Naruto-kun? _ Perguntei a ele.

Eu estava bem, mas Naruto estava sempre preocupado comigo.

_ São 17:47hs, você dormiu bastante e não pode ficar sem se alimentar _ Respondeu-me ele solicitamente.

Eu fiquei boquiaberta, eu devo ter dormido por volta das 14:00hs da tarde e acordei mais de três horas depois.

Resolvi comer alguma coisa para não deixá-lo mais preocupado.

_ A Anko fez salada de frutas? Eu quero um pouco  _ Pedi a ele animadamente.

Anko havia mandado as frutas, então Naruto teria que preparar a salada. Enquanto Naruto foi preparar para mim, Sasuke conversou um pouco comigo.

_ Hinata, Naruto me disse que a maldita foi até o apartamento de vocês hoje cedo. Ela falou alguma coisa para você? _ Perguntou-me ele seriamente.

Até o Sasuke não gostava dela.

_ Hai, ela me deu uma semana para largar o Naruto e eu a enfrentei _ Respondi a ele decidida.

_ Aquela vagabunda fez isso? Kami, aquela mulher é louca! _ Falou Sasuke impressionado _ Hinata, o Naruto já sabe disso?

Sasuke parecia preocupado com a situação e eu apenas neguei com um sinal de cabeça.

_ Olha, não fique preocupada, ok. Vou conversar com o Kakashi e o Jiraya sobre isso, nós iremos resolver tudo _ Falou Sasuke para me tranquilizar.

_ Mas o Naruto me disse que o avô dele não sabe que foi ela quem fez aquilo com ele _ Falei com ele meio confusa.

_ Sim, mas está na hora dele saber, eu disse para o Naruto contar tudo a ele para proteger você. Ela vai se sentir intimidada ao saber que nós quatro também sabemos de tudo o que ela fez.

Sasuke estava certo, era justo que o avô de Naruto soubesse de tudo.

Naruto voltou com a salada de frutas pronta para mim.

_ Tome,  coma tudo _ Falou ele me entregando uma tigela média.

Aquilo era muito, eu não aguentaria comer tudo. Foi dito e feito, comi metade da salada de frutas.

_ Meu anjo, você precisa comer tudo. Ainda tem muito aqui _ Disse ele me olhando.

_ Mas eu estou satisfeita anata, não precisa se preocupar _ Respondi com mansidão.

Se dependesse de Naruto eu iria ficar bem rechonchuda nessa gravidez.

Sasuke foi embora e disse que amanhã Sakura iria me ver. Eu fiquei feliz com aquela notícia, Sakura havia se tornado uma boa amiga para mim.

Quando estávamos indo embora a senhora Kushina ligou para o Naruto. Ela nos esperava para o jantar e disse que o tio dele Iruka queria vê-lo, e estava nos esperando.

Vi que Naruto ficou tenso e eu não gosto de vê-lo assim, então decidi intervir.

_ Naruto-kun, pense bem, sua família não sabe de nada, se nós não formos sua mãe e seu pai ficaram magoados. Vamos por eles e ignore a presença dela naquela casa _ Disse a ele afetuosamente.

Sei que a tia dele também estará lá, mas ele precisava pensar nos pais dele também.

_ Está certo, meu anjo, mas se ela fizer alguma gracinha viremos embora na hora _ Disse ele decidido.

Eu dei um sorriso fraco para ele, eu também não estava com nenhuma vontade de ir, mas foi a mãe dele quem nos convidou e ela estava preocupada comigo. Não podíamos fazer isso com ela.

_ Kaa-chan, nós iremos, mas primeiro vou levar Hinata em casa e aproveitamos para tomar um banho, depois iremos. Antes das 20:00hs chegamos aí, está bem? _ Falou Naruto com a minha sogra.

Eles se despediram e fomos para casa. Naruto parecia preocupado, mas também não disse nada.

 

Quando estávamos indo para casa de seus pais, Naruto me fez um pedido.

_ Hinata, não beba ou coma nada que a minha tia te oferecer. Se possível for, evite ao máximo falar com ela.

Eu entendia a preocupação de Naruto e faria conforme ele me pediu.

Assim que chegamos na casa de seus pais, Minato, meu sogro, veio nos receber calorosamente.

_ Naruto meu filho, que bom que vieram _  Disse ele animadamente.

Mas foi ele me ver que alargou ainda mais o sorriso.

_ Deixa eu dar um abraço na minha nora e no meu netinho _ Falou carinhoso _ Como está querida, tudo bem com vocês dois _ Perguntou ele me abraçando.

Eu me sentia feliz por ser tão bem tratada pela família de Naruto.

_ Estamos bem Minato-sama, graças a Kami _ Respondi a ele sorridente.

Entramos para a casa e logo vi um moreno simpático caminhar até nós.

_ Ohhh Naruto, que saudades de você, moleque _ Falou ele com Naruto.

_ Iruka, eu digo o mesmo, também sentia muita saudades de você.

O tio Iruka aparentemente era bem jovem e bonito, ele também me recebeu calorosamente assim que me conheceu.

_ Tio essa é minha futura esposa Hinata _ Disse Naruto me apresentando a ele.

_ É um prazer conhecê-la Hinata, fico muito feliz que o Naruto tenha te encontrado _ Disse-me seu tio me abraçando.

_ Aqui, deixa eu apresentá-la a minha filha _ Apontou ele a uma jovem ruiva de olhos azuis _ Essa aqui é a Sara Umino, minha filha.

Eu sorri para a moça em minha frente e ela fechou a cara para mim.

Eu fiquei sem entender.

_ Muito prazer Sara _ Disse a ela e ela me ignorou.

_ Naruto, que saudades _ Disse pulando no pescoço de Naruto.

Naruto se desvencilhou dela antes de falar.

_ Sumimasen Sara, mas eu não gosto muito que me abracem _ Respondeu Naruto seriamente.

A maldita olhou para ele aborrecida e então se pronunciou.

_ Não trate a Sara desse jeito Naruto, ela é sua prima e merece ser bem tratada.

Olhei para Naruto, ele tinha uma expressão séria no rosto.

_ Sumimasen, venha Hinata, vamos ver minha mãe _ Disse ele seriamente.

Ele me levou até a cozinha onde sua mãe estava terminando o jantar. Ela tinha feito um ensopado com carne e legumes. Estava muito apetitoso.

_ Hinata, como está querida? Melhorou? _ Perguntou-me ela me analisando.

_ Eu já me sinto melhor Kushina-sama, arigatou _ Respondi gentilmente.

_ Naruto, vá chamar todo mundo que já está pronto _ Falou ela com Naruto.

Estava tudo muito maravilhoso, eu realmente estava morrendo de fome. Minha sogra ficou muito feliz por me ver comer tão bem daquele jeito.

_ Viu meu filho, agora sim Hinata está bem corada. Peça a Anko que faça mais ensopados assim para Hinata, ela precisa ficar forte e saudável _ Disse minha sogra sorridente.

Naruto conversou bastante com seu pai e seu tio, e me manteve junto a ele em todo o tempo. Eu queria ir ao banheiro e então falei com Naruto baixinho.

_ Anata, preciso ir ao banheiro, tudo bem? _ Falei com ele.

Ele me deu um beijo e me liberou.

Quando eu saía do banheiro dei de cara com sua prima no corredor. Ela me olhava de cima a baixo.

_ Então é você a vagabunda que a minha mãe disse que quer dar o golpe no meu primo, não é? Pois saiba que não iremos deixar.

Eu fiquei passada com a atitude daquela menina na minha frente. Ela não deve ter mais de quinze anos. Tentei responder a ela o mais gentil possível, pois a mesma não tinha culpa da sem vergonhice da mãe.

_ Olha Sara, eu não sei o que a sua mãe lhe disse, mas eu não preciso do dinheiro do Naruto-kun. Se você não sabe tanto eu quanto ele estamos juntos por amor e não por interesse em bens materiais de ambos.

Assim que disse aquilo ela simplesmente riu na minha cara.

_ Haha... coitadinha, você é só uma pobretona que quer enriquecer às custas de um milionário. Se enxerga garota _ Disse ela com desdém.

Agora quem teve que rir fui eu. Tudo bem que meu pai havia me deserdado, mas eu não iria dizer isso a ela, também não permitiria que sua mãe falasse mal de mim daquele jeito.

_ Pois saiba querida Sara que a sua mãe está muito enganada. Eu acho que sou até mais rica do que ele. Agora se me der licença, o Naruto está me esperando _ Respondi a ela e voltei para a sala.

Quando entrei na vista de todos a tal tia Mei me olhou de lado. Via um sorriso debochado em sua face quando sua filha entrou atrás de mim.

Não aguentei aquilo e decidi fazer alguma coisa para mostrar a ela que eu não era uma vagabunda como ela.

_ Vamos embora meu anjo, já está ficando tarde _ Chamou-me Naruto já se levantando.

Acenei com a cabeça em concordância. Então, era hora de me pronunciar.

_ Arigatou gozaimasu Kushina-sama, seu ensopado estava uma delícia, nem a Harumi faz um igual _ Lancei para eles.

O tio de Naruto foi o primeiro a perguntar.

_ Harumi é a sua empregada Naruto?

_ Lie, Harumi é a mulher que ajudou a criar Hinata e os irmãos dela _ Respondeu ele.

_ Harumi é como uma mãe para mim Iruka-san. Depois que minha mãe faleceu, meu pai ficou sozinho com três crianças e tinha que administrar os negócios da família _ Disse a ele gentilmente.

_ Ah sim, e de qual família você é Hinata? Sumimasen por perguntar _ Perguntou-me ele curioso.

Essa era a minha oportunidade. Aquela mulher ia vê só uma coisa.

_ Minha família são os Hyuuga, já ouviu falar? _ Perguntei a ele com satisfação.

_ Espera um minuto, você é parente de Hiashi Hyuuga, um dos maiores empresários da Ásia _ Perguntou ele incrédulo.

"Engole essa descarada." Pensei vitoriosa.

_ Hai, ele é meu pai, Iruka-san.

Tive o prazer de ver a maldita abrir a boca em descrença. Eu não sou vingativa, mas mandar sua filha me dizer desaforos e me ameaçar foi demais.

_ É tio, Hinata tem muito mais dinheiro que nós todos juntos aqui. Acho que tirei a sorte grande _ Disse ele orgulhoso.

Quando estávamos indo embora contei para ele o que a prima dele havia me dito. Ele ficou furioso.

_ Aquela desgraçada. Ela acha que você é o que para falar assim com você? Se eu tivesse visto isso nem sei o que seria capaz de fazer _ Falou ele nervoso.

_ Tudo bem Naruto-kun, eu já coloquei-a no lugar dela. Não se preocupe _ Falei acalmando-o.

_ Da próxima vez que a Sara fizer uma gracinha eu mesmo vou falar com meu tio. Aquela maldita deve ter enchido a cabeça dela com mentiras.

 

Aquela noite foi bem tranquila, Naruto fez amor comigo com mais cuidado do que o normal. Ele disse que não queria me cansar e que só voltaríamos no seu quarto secreto quando a Shizune dissesse que estava tudo bem comigo e o bebê.

Na manhã seguinte eu acordei com um leve sangramento. Naruto ficou desesperado achando que era culpa dele.

Fomos ao hospital e como a Shizune desconfiava minha gravidez era de risco.

_ Hinata, agora é repouso absoluto, de preferência com as pernas elevadas. Nada de trabalhar, alimente-se muito bem, não se estresse e tome suas vitaminas direitinho _ Observou ela.

Eu precisei fazer uma ultrassonografia endovaginal para saber como estava o bebê e ele estava bem, mas ainda assim eu precisava repousar.

_ Você está entrando na quinta semana e até as próximas sete pelo menos você precisa se cuidar. O primeiro trimestre é o que exige mais cuidados. Depois vai ser mais tranquilo para você.

Saímos do hospital e fomos direto para casa. Naruto já estava possessivo comigo, agora sim ficaria mais.

Ele me carregou no colo o tempo todo e quando chegamos no quarto ele mesmo arrumou tudo para que eu ficasse confortável e com as pernas mais altas, como sua tia havia dito.

Ele chamou Anko, Gai e Yamato para dar instruções a eles.

_ Anko a partir de hoje fique de olho em Hinata, qualquer problema, por menor que seja, me avise imediatamente _ Disse a ela seriamente.

Depois olhou para Gai e Yamato e se pronunciou.

_ Gai você e o Yamato vão ficar responsáveis pela segurança de Hinata, não deixem minha tia Mei e sua filha entrarem aqui em casa. Yamato eu vou com meu Lexus para o serviço e o Corolla fica aqui para as emergências, entendido? _ Instrui ele aos três que confirmaram terem entendido.

Naruto olhou para mim apaixonado, me deu um sorriso de orelha e se pronunciou.

_ Não se preocupe meu anjo, eu vou cuidar para que vocês dois estejam em segurança. Quero que você fique o mais tranquila possível.

Depois daquele dia minha vida foi ficar deitada com as pernas para cima descansando. Eu recebi muitas visitas, a Sakura e o Sasuke vieram naquele dia a noite, e ela mesma me examinou, aferiu minha pressão e viu se eu estava bem.

Outro dia vieram o Gaara e a Ino, depois meu irmão e a Tenten, que já estava quase entrando no quarto mês de gravidez.

Os rapazes aproveitaram para irem comprar a roupa que usariam em meu casamento que seria em um mês e meio. Eu estava feliz por tudo o que estava acontecendo, apesar de estar triste por ficar presa em casa o dia todo. A minha sorte era que estava quase tudo certo para o meu casamento. A mãe do Chouji e ele fariam todos os doces que seriam servidos, a mãe de Naruto contratou o senhor Teuchi e sua filha para servirem lamen a pedido do Naruto e também um buffet com comida japonesa tradicional. Os arranjos já estavam encomendados,  os vestidos das madrinhas estavam todos comprados, meu vestido Yamato buscaria para mim no dia marcado e todos os convites estavam entregues. Só faltava uma coisa: contratar uma banda para tocar ao vivo. Eu queria fazer uma surpresa para o Naruto e foi o Kakashi quem me ajudou.

 

(Kakashi, dois dias atrás, apartamento de Naruto e Hinata)

 

Fui visitar a Hinata e o Naruto para saber como eles estavam. Além da gravidez dela ser de risco a Mei a estava ameaçando e perturbando o Naruto. Ela havia dado uma semana para ela largar o Naruto e hoje já é segunda-feira, isso aconteceu na quinta, logo que a vagabunda chegou.

Cheguei no apartamento às 19:37hs e Naruto estava sentado na sala com Hinata deitada em seu colo.

Ela parecia triste, pois está ficando praticamente dentro do quarto sem poder sair para lugar nenhum.

_ Konbanwa mina, como estão? _ Perguntei a eles.

Naruto não estava bem, eu vi pela sua expressão que ele estava deixando o Menma totalmente no controle o tempo todo.

Me preocupei, pois isso era para ser somente naquela bendito quarto dele e ser usado com as submissas. Como Menma, ele lidou mais facimente todos esses anos com tudo o que ele viveu.

_ Vamos bem tio, sente-se aqui _ Disse ele me convidando para sentar.

Eu o avaliei o tempo todo que estava ali.

Parece que o estresse com a volta da Mei e a preocupação com Hinata fizeram ele operar no modo Dominador 24hs. Talvez foi a única solução que ela tenha encontrado para lidar com essa situação.

_ Hinata, como tem passado esses dias? E o bebê? _ Perguntei a ela interessado.

_ Estamos bem Kakashi, o sangramento parou, mas ninguém me deixa fazer nada _ Respondeu-me tristonha.

Pelo jeito que Hinata estava me preocupei que ela tivesse uma depressão pré-parto. Isso não seria bom nem para ela nem para o bebê.

Hinata precisava tomar sol e sair um pouco, agora como eu convenceria o Naruto era outra coisa.

Olhei para ele que acariciava os cabelos de Hinata e fiquei mais tranquilo. Ao menos um pouco do Naruto ainda tinha ali. O Menma nunca faria um carinho em ninguém.

_ Naruto, você já contou a verdade para o papai? Você disse que contaria tudo a ele _ Perguntei para ver se ele reagia.

_ Vou contar amanhã a noite e peço que o senhor e o Sasuke estejam presentes. Acho que vai ser mais fácil para mim _ Respondeu-me ele sério.

"Nenhum sorriso, expressão inalterada, rigidez de comportamento, fala mecânica..."

Anotei tudo isso em minha mente. Naruto estava agindo controladamente em tudo.

Precisava falar com Hinata em particular.

De repente o celular de Naruto toca e ele pede licença para atender. Era a oportunidade que eu precisava.

_ Hinata, como o Naruto tem se comportado com você esses dias? _ Indaguei a ela.

_ Muito bem, ele tem sido sempre atencioso, carinhoso, nunca me deixa sozinha, almoça comigo todos os dias e sempre vem para casa mais cedo _  Respondeu-me firmemente.

Bem, isso era bom, sinal de que ele havia conseguido um equilíbrio.

De repente Hinata me surpreende com uma pergunta inusitada.

_ Kakashi-san, por acaso você não conhece alguma banda? _ Perguntou ela olhando para onde Naruto tinha saído.

"Hum, porque será que Hinata quer saber sobre isso?" Pensei curioso.

_ Algum motivo especial? _ Perguntei a ela curioso.

_ Hai, eu quero fazer uma surpresa para o Naruto _ Respondeu animadamente.

_ Entendo, mas que tipo de surpresa seria essa? _ Perguntei ainda mais interessado.

_ Quero cantar para ele no nosso casamento _ Falou ela decidida.

E foi assim que eu tive um lampejo brilhante: chamarei o Minato, o Obito, o Itachi e o Sasuke para tocarmos no casamento deles, vai ser uma surpresa e tanto.

Naruto voltou para a sala e manteve a mesma expressão inalterada, a única diferença é que com Hinata ele continuava carinhoso e cuidadoso.

Me aliviei em vê-lo assim, sinal de que Hinata conseguiu o impossível: mudar o Menma dentro do Naruto.

 

(Dias atuais)

 

Com tudo resolvido agora era pensar em como eu ia fazer para poder ir ensaiar? Já que Naruto não me deixa nem ir ao banheiro sozinha mais.

Eu escolhi três músicas para cantar para ele e o repertório restante deixei que o Kakashi preparasse com a banda a banda.

Só restava um problema: a maldita.

Ela tinha me dado uma semana para largar o Naruto e hoje já é quarta-feira. Nesses últimos dias eu nem ouvi falar dela, e Naruto estava mais calado e sério do que nunca. Quando ele chega em casa a sua preocupação é somente comigo e com o bebê, ele procura saber como foi o meu dia, se eu me senti bem, quem veio me ver e como estava as preparações para o casamento, fora isso mais nada.

Já era 12:20hs e Naruto estava chegando para almoçar comigo. Eu estava deitada na cama como estive todos esses dias.

Ele veio até mim todo carinhoso e sorridente. Eu amo vê-lo desse jeito.

_ Hinata meu anjo _ Disse ele me beijando _ Está tudo bem? _ Perguntou-me carinhoso.

_ Hai, eu me sinto ótima, só gostaria de sair um pouco _ Disse a ele entediada.

Ficar em casa deitada na cama o tempo todo é muito entediante. Eu queria sair um pouco, tomar um ar, um sorvete. Hummm de chocolate.

Naruto olhou para mim me avaliando, vendo se eu realmente estava bem mesmo, então se pronunciou.

_ Quer passear um pouquinho comigo? _ Perguntou-me ele com um sorriso imenso.

Aquilo me animou na hora, sair de casa um pouco era tudo que eu queria.

_ Eu quero, onde vamos Naruto-kun? _ Perguntei a ele animada.

_ Calma, não precisa ficar ansiosa, vai te fazer mal. Nós vamos ao Shopping e aproveitamos para tomar um sorvete. O que você acha? _ Disse sorrindo de canto.

Eu dei um sorriso enorme para ele e comecei a me levantar da cama para me arrumar. Ele não deixou.

_ Hãhã, primeiro a senhorita irá almoçar, depois nós iremos, entendido? _ Falou ele gentilmente.

Eu acendi com a cabeça confirmando e então ele desceu para buscar nosso almoço. Eu comi muito bem, já que o remédio para enjoo parecia estar fazendo efeito.

Naruto ficou satisfeito em me ver comer tudo, depois ele me ajudou a me arrumar para sairmos. Hoje iremos só nós dois, ele disse que se precisasse ligava para o Yamato e o Gai irem nos encontrar.

Nós fomos ao Ginza Mitsukoshi, um shopping imenso cheio de lojas de departamento.

Naruto comprou muitas roupas novas para mim e também compramos algumas roupas para o bebê. Como não sabemos ainda se é menino ou menina compramos pouca coisa e em cores neutras.

Eu adorei ter saído um pouco de casa, mas como nem tudo é perfeito acabei por conhecer outra submissa maluca do Naruto. Eu queria saber o que se passa na cabeça de uma mulher dessas para se humilhar a tal ponto. Se ele quisesse ter alguma coisa com qualquer uma delas ele estaria com elas até hoje. Hoje conheci a "Garota Chiclete", eu até ri do apelido dela, mas aí o Naruto me contou o motivo.

_ Essa daí é a Akane, eu precisei até bloquear o número de celular dela. Ela não respeitava a regra de não me procurar e por isso não passou de um mês _ Falou ele sem emoção alguma.

Pode até parecer estranho eu perguntar essas coisas para ele, mas tudo aquilo nunca teve importância alguma para o Naruto e eu também não me importava, pelo contrário, até preferia saber a verdade.

_ Ai meu Kami, Naruto-senpai, até que enfim eu te encontrei _ Disse ela escandalosamente no meio da praça de alimentação do shopping.

Naruto simplesmente a ignorou.

Ela não desistiu e virou-se para mim.

_ E você, é a submissa nova dele é? _ Perguntou com deboche.

Eu respondi como se fosse a coisa mais normal do mundo. Não estava afim de discussões com ninguém.

_ Lie. Sumimasen, vamos anata _ Chamei Naruto para irmos.

Ele se levantou, pegou todas as sacolas de compra e fomos caminhando deixando para trás uma mulher envergonhada.

Nem eu nem Naruto queríamos dores de cabeça para nós. Saímos tranquilos sorrindo e conversando sobre o nosso dia.

Mas quando chegamos em casa tivemos uma surpresa desagradável: a maldita tia Mei estava sentada na sala nos esperando como se fosse a dona do apartamento. Naruto ficou irado com aquilo.

_ O que você está fazendo na minha casa? Quem deixou você entrar? _ Perguntou ele com a cara fechada.

Ela olhou para nós e sorriu debochadamente.

_ Ninguém, peguei a chave com a Kushina. Disse a ela que queria fazer uma "surpresinha" para minha mais nova sobrinha e aqui estou _ Falou ela tranquilamente.

Aquela mulher estava procurando problemas com as próprias mãos.

Naruto colocou as sacolas sobre a mesa, caminhou até ela decidido e a agarrou pelo braço.

Eu, Yamato e Gai que assistimos a cena ficamos assustados ao vermos aquilo.

_ Meu Kami! Naruto-sama, ela é sua tia, não faça isso _ Falou Yamato sobressaltado.

_ Tia é o cacete, eu quero essa mulher fora da minha casa agora _ Disse ele decidido a arrastando pelo braço para fora.

Ninguém ousou dizer ou fazer nada, até que ela deu um solavanco no próprio braço soltando-se do aperto de Naruto e se pronunciou.

_ Não banque o violento comigo bebê, eu ainda sou sua tia. Eu só vim dar um recadinho para sua noivinha _ Disse ela olhando para mim com raiva _ O seu prazo acabou querida e eu te avisei. Passar bem _ Falou ela isso e foi embora por conta própria.

Naruto correu até mim preocupado e me perguntou com urgência: _ Hina, o que foi que essa desgraçada disse para você?

Olhei para ele assustada pela situação que havia acabado de presenciar e então contei a ele.

_ Na primeira vez que ela esteve aqui com sua mãe ela me deu uma semana para te largar, mas eu a enfrentei e disse que nunca faria isso. Então, ela me ameaçou e disse que eu me preparasse, pois faria da minha vida um inferno.

Vi Naruto fechar os punhos furiosamente e tremer de raiva pelo que havia acabado de ouvir.

Ele se virou para o Gai, o Yamato e a Anko, e assim deu seu ultimato: _ A partir de hoje só entra aqui em casa quem tiver ordens na portaria para isso, não importa que seja da minha família, estão me ouvindo?

Os três olharam para ele assustados, Naruto estava mais sério do que nunca quando disse aquilo.

Vi que todos três concordaram silenciosamente, ninguém sabia da verdade por trás daquela mulher com cara de santa.

Foi então que ele tomou uma decisão que me doeu até a alma. Eu sei que ele está muito preocupado comigo, e eu tentaria entender aquela atitude.

_ Gomenasai meu anjo, mas a partir de hoje eu não quero que você saia de casa por nada. Se for sair será somente comigo. Eu não posso deixar que nada aconteça nem a você nem ao nosso filho _ Disse ele taxativo.

 

Eu não disse nada na hora que ele falou aquilo, mas quando ele voltou para empresa eu fui para o quarto e chorei até dormir.

 

Eu agora era prisioneira dentro da minha própria casa por causa de uma mulher louca e obsessiva. A única coisa que me resta é acreditar que essa nuvem negra vai passar e que no final eu irei ver um lindo sol raiar no céu outra vez.


 


Notas Finais


Gente, esse capítulo está bastante dramático, mas é necessário nessa segunda parte, já que estamos tratando de um tema delicado que é o passado do Naruto, que foi bem traumático. Ok?

Vou voltar logo.
Me desculpa não ter respondido aos comentários antes, realmente não tive como.

Abraços
Dani


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...