História Possessivamente Dominador - Capítulo 69


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Boruto Uzumaki, Chiyo, Chouji Akimichi, Darui, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Guren, Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hidan, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hotaru Katsuragi (Hotaru Tsuchigumo), Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Karui, Karura, Kiba Inuzuka, Kizashi Haruno, Ko Hyuga, Konan, Konohamaru, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Maito Gai, Mebuki Haruno, Mei, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Mito Uzumaki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Samui, Sarada Uchiha, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shizune, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Toneri Otsutsuki, Tsunade Senju, Utakata, Yahiko, Yamato, Yugito Nii
Tags Bdsm, Naruhina, Revolução Naruhina, Sadomasoquismo, Sasusaku
Exibições 637
Palavras 6.357
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi genteeeee, boa noite pra todos vocês.

Acabei demorando pra postar o capítulo, mas cheguei.

Capítulo LXVI de Possessivamente Dominador Parte II pra vocês. Confesso que estou com o coração apertado por saber que mais uma parte a história termina. Masssss, calma. Ainda tem uns 36 capítulos pela frente da Parte III Um Novo Começo.

Hoje é a versão do Naruto e o começo da revelação do Passdo Sombrio do loiro. Eu fiquei tensa só em escrever.

A cada capítulo vou fazer dedicações especiais, quero agradecer a todos vocês. Vou dedicar esse capítulo especialmente para os novos e antigos leitores que me acompanham, novos amigos e os meus seguidores. Amooooo vocês.
Também quero dedicar para Lila-san, Carolluppilonge, Genuino, rukiadiaz, DessahCosta, Cleciany, ChynLee, NanamiHaru, Sweet Himawari, Ciganna, papah, BiancaBay, UhuraAGata, hinauzumaki, Priscila Presley, Priscila, jasminedaniela e KaaSaw. Obrigada pelo carinho de vocês e se eu me esqueci de alguém prometo me lembrar no próxino. A final de contas, Possessivamente Dominador está com tanta repercussão graças a vocês.

A todos o meu muito obrigado de coração.
Sem mais delongas, Capítulo LXVI pra vocês.

Beijos e ótima leitura

Capítulo 69 - Parte II Capítulo LXVI


 

 

(...)

 

Hoje eu tinha um motivo para comemorar, eu tinha Hinata, um filho, uma nova vida e era muito feliz.

_ Aishiteru anata, você é minha vida _ Disse ela me beijando.

Eu me animei na hora e a puxei para o meu colo.

Hinata ia ter o comando hoje, eu a queria no controle como presente de aniversário.

_ Hina, eu quero um presente: Estou te dando liberdade para fazer comigo o que quiser _ Disse a olhando nos olhos.

Hinata estava sentada em cima de mim e ela rebolou me atiçando.

_ É mesmo, é? Então, eu posso fazer o que eu quiser? _ Perguntou ela rebolando em meu membro.

Eu gemi desejoso.

_ Pode gostosa, eu sou todo seu _ Disse a ela com a voz rouca.

Hinata se levantou de cima de mim e me pediu um minuto.

Eu a olhei sem entender nada, mas dei a ela o que ela me pediu.

Ela correu até o closet e voltou de lá com uma gravata na mão.

Ela me olhou sorrindo e eu entendi na hora. Ela ia me amarrar a danada. Mas eu prometi que ela poderia fazer o que quisesse, então, eu deixei.

_ Estenda os braços para mim Naruto kun _ Pediu-me ela com doçura.

Hinata amarrou meus pulsos e depois os prendeu na cama.

Agora ela sorria triunfante.

Primeiro ela tirou minha calça e bem, como eu durmo sem cueca já estava no ponto.

Hinata olhou para mim sorrindo.

_ É, está do jeito que eu gosto _ Disse ela sorridente.

Eu fiquei eufórico, Hinata estava se saindo bem.

Ela chegou perto de mim e tirou sua camisola e depois sua calcinha.

Em seguida chegou o rosto próximo ao meu membro e o beijou.

Eu cheguei a levantar os quadris quando ela fez aquilo.

_ Hãhã, não pode se mexer Naruto-kun, senão eu não faço _ Disse-me ela decidida.

Eu ri ansioso, ela estava tentando me imitar.

_ Tudo bem... Como você quer que eu te chame meu anjo? _ Perguntei a ela sedutor.

Ela pensou bem e me respondeu.

_ Me chame de Minha Hime, tudo bem? _ Perguntou-me ela docemente.

_ A senhora quem manda Minha Hime _ Respondi com desejo.

 

E foi assim a primeira vez da Hinata como uma Dominadora aprendiz. E não é que ela se saiu bem! Fiquei impressionado. Eu consegui fazer de Hinata uma amante de BDSM e ela ficou eufórica.

 

Aquele foi o melhor aniversário da minha vida, mas ela que me aguarde em dezembro é o dela e eu vou dar a ela uma recompensa daquelas.


 

A minha manhã começou maravilhosa. Hinata me acordou com um beijo e ela estava mais linda do que nunca.

Tem dez anos que eu não sei o que é um "Feliz Aniversário", mas hoje eu redescobri a emoção de ser parabenizado por alguém que te ama de verdade.

Resolvi me dar um presente naquela manhã: deixar Hinata ter o controle absoluto para ela fazer o que quiser comigo.

E ela simplesmente me surpreendeu.

Eu nunca a imaginei como uma Dominadora e ela estava se saindo muito bem.

Ela até escolheu um nome para que eu a chamasse: Minha Hime.

Eu adorei, mas ela ainda tinha um pouco de medo. É normal, Hinata é muito tímida, está mudando aos poucos.

Mas mesmo tímida e nervosa ela começou. Ela tinha tirado sua camisola, sua calcinha e também a minha calça.

Hinata ficou entusiasmada quando viu minha ereção. Eu fiquei excitado só com a forma dela me olhar.

Ela começou passando a ponta dos dedos no meu abdômen e foi subindo bem devagar deixando um rastro de fogo por onde seus dedos passavam. Eu simplesmente fechei meus olhos para sentir melhor cada carícia que Hinata me fazia. Depois ela desceu da mesma forma passando a ponta dos dedos perto da minha virilha e eu fui ao céu. Nossa, eu queria que ela me tocasse, mas continuei aguardando o próximo passo.

Ela parou com a mão e seguiu me dando beijos e leves mordidas por todo o corpo. Hinata foi subindo e subindo até chegar no meu pescoço. Quando ela mordeu o lóbulo da minha orelha eu me derreti. Gemi alto de tanto tesão.

_ Hummm, temos um ponto fraco aqui ó _ Disse-me ela vitoriosa.

Hinata deu outra leve mordida e eu fiquei arrepiado.

_ Ahhhhh Minha Hime _ Disse a ela delirante.

Meu Kami, aquilo estava bom demais.

_ Está gostando anata? _ Perguntou-me ela animada.

Eu estava era adorando.

_ Muito, Minha Hime _ Respondi a ela extasiado.

Hinata desceu até a minha barriga e foi em direção ao meu membro. Quando ela estava quase o tocando fez um desvio e foi até a minha virilha. Meu coração disparou de tanta ansiedade.

Cheguei a ficar com o fôlego curto só pelo desejo que Hinata abocanhasse meu membro.

Foi então que ela me surpreendeu. Hinata deu um beijo bem nos meus testículos e eu fiquei desesperado. E sem que eu esperasse ela colocou meu membro em sua boca e ficou parada com ele sem fazer nada.

"Hum, Hinata está planejando alguma coisa." Pensei intrigado.

Fiquei bem quietinho, se ela não se mexer eu também não me mexo.

 

Quando ela começou a me chupar eu vi o céu. Hinata levava fundo até a garganta e o puxava até a ponta. Descia e subia indo o máximo que ela conseguia me deixando louco a cada sugada. Eu senti que ia gozar, meu pau inchou e quando ia me derramar Hinata parou.

Eu quase dei um ataque cardíaco de tanto tesão.

_ Não faz isso Minha Hime, estava tão gostoso _ Falei com ela num suspiro.

Hinata tinha um sorriso sedutor no rosto. Ela estava se divertindo com aquilo.

Foi então que ela começou tudo de novo e ainda mais intensamente.

Hinata sugava e descia até onde conseguia subindo de volta até a ponta. Eu fiquei ainda mais agitado, dessa vez tudo em mim pegava fogo. Meu coração disparou outra vez e eu fiquei ofegante. Não consegui me conter e comecei a me movimentar forçando os quadris para levar meu membro o máximo possível na boca de Hinata.

De repente Hinata segurou em minhas pernas para se apoiar e apertou minha virilha perto do meu membro. Foi como uma descarga elétrica naquela região aumentando ainda mais o calor que percorria o meu corpo. Fiquei mais desesperado ainda.

_ Kami... do... céu!!! _ Exclamei sem fôlego.

Hinata apertou o mesmo lugar outra vez e eu fiquei louco. Tentei me soltar e meter meu pau nela com força para aplacar aquele tesão todo, mas ela sabia muito bem dar um nó.

_ Minha Hime, pelo amor de Kami! _ Implorei a ela desesperado.

Hinata continuou me chupando com força e de repente ela pegou no meu saco. Eu achei que ia morrer de tanto que o meu coração estava acelerado.

E quando eu ia gozar ela parou outra vez. Meu pau chegava a doer de tão duro e pulsante que estava.

Eu mal conseguia falar, respirava com dificuldade como se eu tivesse corrido por quilômetros. A minha adrenalina estava nas alturas.

_ One...gai Minha Hi...me _ Pedi a ela desesperado de desejo.

Hinata ficou eufórica com o que ela conseguiu. Ela tinha todo o perfil de uma Dominadora naquele momento.

_ Onegai o que Naruto-kun? _ Perguntou-me ela sorrindo.

Eu me dou por vencido. Se Hinata parar mais uma vez eu vou dar um treco aqui.

_ Eu quero você agora, Minha Hime _ Pedi a ela com urgência.

Acho que ela teve piedade de mim, pois Hinata olhou dentro dos meus olhos, subiu no meu colo e desceu bem devagar sobre o meu membro me fazendo respirar profundamente.

Eu fiquei extasiado por estar dentro dela, me sentia totalmente completo.

Quando ela começou a se mover meu corpo voltou a esquentar. Sentia aquela descarga elétrica passando por todo o meu corpo e sabia que hoje eu ia gozar violentamente.

Hinata tinha fechado os olhos e se movia ritmadamente. Ela estava tão extasiada quanto eu.

_ Ahhhhh Naruto _ Gemeu ela inebriada.

Hinata aumentou a velocidade e eu comecei a me mover também. Eu já não aguentava mais de tanto desejo.

De repente Hinata se apoiou em mim e ficou ainda mais agitada.

Senti quando os espasmos do orgasmo dela começaram e apertaram meu pau me deixando louco de prazer.

_ NARUTOOOO!!! _ Gritou ela quando o orgasmo estava chegando.

Eu também ia gozar e aquilo pareceu um pedido. Então a liberei.

_ Pode Gozar Minha Hime _ Disse a ela entre os dentes.

Com mais alguns movimentos Hinata gozou me levando junto. Nunca gozei tanto em minha vida, minha mente simplesmente vagou e eu senti um alívio tão grande que eu nem sei como explicar. Hinata caiu em cima de mim exausta e sem força alguma, mas com um sorriso gigante no rosto.

 

Hinata ainda estava deitada em cima de mim respirando de boca aberta e eu já nem sabia como respirar. Só puxava o ar dos pulmões forçando a respiração a se normalizar.

Ela estava cansada, mas muito satisfeita. Eu estava orgulhoso dela, ela realmente sabia como me dar um orgasmo incrível.

_ Hina, omedeto. Você foi incrível _ Disse a ela impressionado.

Eu ainda mal conseguia respirar, mas ver o tamanho do sorriso de Hinata me fez o homem mais feliz do mundo. Ela adorou estar totalmente no controle e merece estar muitas outras vezes.

Quando ela me desamarrou eu estava com o corpo relaxado. A puxei para mim e a beijei. Hinata era a mulher mais maravilhosa do mundo.

_ Toma um banho comigo meu anjo? _ Chamei-a carinhosamente.

Hinata se levantou e fomos para o banheiro. Só de olhar para ela eu me sentia feliz e orgulhoso, ela estava mudando a cada dia. Ela ainda era doce e gentil, mas agora era uma mulher forte e decidida.

A gravidez fez muito bem a ela, um filho realmente muda a nossa vida.

Naquela manhã eu fui trabalhar me sentindo o homem mais sortudo do mundo. Eu tinha uma mulher linda, boa de cama, mãe do meu filho, inteligente e muito gostosa. Hinata hoje me surpreendeu mesmo.

Eu nunca imaginei que aquela moça tímida, que corava por tudo, um dia fosse ter coragem de me amarrar, me fazer "O Oral" e ainda por cima me deixar sem fôlego algum.

_ Uuuuuu _ Exclamei me lembrando de Hinata.

O som do carro estava ligado e eu fui para o serviço ouvindo Kings Of Leon e Asian Kung Fu Generation animadamente. Hoje era o meu dia de ser feliz outra vez.

Assim que cheguei na empresa cumprimentei a todos entusiasmado.

_ Ohayo mina!

Os três me olharam sorrindo.

_ Ohayo Naruto-sama e feliz aniversário _ Disse o Lee me cumprimentando.

_ Arigatou Lee, eu hoje estou muito feliz, sou um homem casado, vou ser pai, a empresa vai assinar um contrato milionário, o que mais eu poderia querer, hã?

Os três me parabenizaram e eu subi animado para a minha sala.

O dia estava realmente maravilhoso, hoje fechamos o contrato com as universidades americanas interessadas no nosso equipamento auxiliar médico. Shikamaru e eu estávamos radiantes, aquele era um grande passo para a empresa, já que a tecnologia desenvolvida naquele equipamento poderia auxiliar na remoção segura de tumores para biópsia. O equipamento foi testado num Hospital Oncológico de Tóquio e outro de Hokkaido, e foi um sucesso.

 

Por volta de 12:00hs eu tive uma surpresa daquelas. Hinata entrou na minha sala toda sorridente trazendo o meu almoço.

_ Hina!!! Que surpresa _ Disse ao ser surpreendido.

Hinata veio até mim e me beijou. Eu já fiquei empolgado.

_ Vim trazer o seu almoço anata. Hoje é o seu dia _ Respondeu-me ela docemente.

Ela se sentou em meu colo e me abraçou, deitando a cabeça em meu pescoço.

Eu fiquei extremamente feliz por vê-la ali e tão bem.

_ Hummm, arigatou meu anjo _ Agradeci a ela sorrindo.

_ Já almoçou Minha Hime? _ Perguntei a ela e sorri de canto.

Tive o prazer de vê-la sorrir ao se lembrar do nome que ela mesma se deu essa manhã.

_ Hai anata, não se preocupe _ Respondeu-me ela carinhosa.

Hinata ficou comigo ali por mais um tempo e depois foi embora.

Só estranhei uma coisa nesse dia: todos os anos eu tinha que desligar o meu celular, o telefone de casa e me negar a receber qualquer ligação no dia do meu aniversário. Mas até agora ninguém me ligou, nem meu pai, nem minha mãe, nem meus avós, ninguém.

Passou o dia todo e ninguém me mandou um oi, tudo bem, nem nada. Já eram 19:00hs e eu estava indo embora. Nem a Temari estava mais na empresa, só os seguranças noturnos, Genma e Kotetsu.

_ Oyasumi rapazes _ Cumprimentei-os ao sair.

Eles se despediram de mim e eu fui embora pensativo. Devia ter mesmo magoado a minha família durante todos esses anos. Ninguém sequer insistiu em me ligar, nem o Sasuke que é meu melhor amigo, ou o Gaara que nunca deixou de vir me ver, me procuraram hoje.

Preciso me desculpar com a minha família.

Quando cheguei no prédio lembrei das pessoas mais importantes da minha vida: Hinata e meu filho.

Eu amo a minha família, mas agora eu tinha esposa e filho para cuidar e amar.

Fui em direção ao elevador melancólico. Eu realmente queria que tudo fosse diferente a partir de agora.

O elevador parou se abrindo no meu andar e eu caminhei até o hall de entrada.

Quando abri a porta a sala estava escura. Acendi a luz e tomei um susto.

_ SURPRESA!!!

Minha família e meus amigos estavam todos na minha casa. Eu fiquei estático, não esperava por aquilo.

_ O que está acontecendo aqui? _ Perguntei a eles chocado.

_ Feliz aniversário meu filho! _ Disse meu pai vinho me abraçar.

Foi aí que eu fui ver a faixa e os balões laranja e preto pendurados na sala.

Olhei para Hinata e dei um sorriso imenso. Mais uma vez ela me surpreendeu.

_ Hina, foi você que preparou tudo? _ Perguntei a ela sorrindo.

_ Bem, a ideia foi minha, mas a sua mãe, a Sakura e a Ino me ajudaram _ Respondeu-me ela sorridente.

Caminhei em direção a Hinata e a abracei. Eu me sentia extremamente feliz por tê-la em minha vida.

Depois minha mãe me abraçou e me deu um beijo na testa emocionada. Hoje para ela era um dia especial, pois no mesmo dia que ela ganhou um filho perdeu o outro.

_ Aishiteru meu filho, hoje você faz 27 anos e eu sou grata pela sua vida. Kami levou o Menma de mim, mas me deixou você e eu sou muito feliz por ser sua mãe _ Disse-me minha mãe emocionada.

Minha avó veio me abraçar e também se emocionou.

_ Sabe meu filho, você foi o melhor presente que seu pai me trouxe dos Estados Unidos. Aishiteru.

Eu fiquei muito feliz por ver toda a minha família ali na minha casa comemorando o meu aniversário. Hinata entrou na minha vida e trouxe a luz que me faltava.

_ Naruto, agora você vai se sentar aqui no meio da sala que nós iremos fazer uma brincadeirinha com você _ Disse-me a Ino animada.

Eu me sentei na banqueta que foi colocada no meio da sala e a loira começou.

_ Naruto, você vai ter que tentar adivinhar o que é o presente e quem te deu.

Ela me deu uma caixinha nas mãos e eu tinha que adivinhar o que era. Sacudi a caixinha e falei com convicção.

_ É uma gravata.

Abri a caixinha e era uma gravata muito bonita por sinal.

_ Agora você tem que saber quem foi que te deu _ Falou a loira empolgada.

Isso sim é difícil, adivinhar quem me deu o presente.

Olhei de um lado a outro e vi a Baa-chan sorrindo.

"Deve ser ela." Pensei entusiasmado.

_ Foi a senhora Baa-chan? _ Perguntei a ela curioso.

A Baa-chan fez que não com a cabeça e todos riram de mim.

É muito difícil isso.

_ Ah, mas é muito difícil saber quem deu o que gente _ Falei me defendendo.

_ Fui eu quem te deu meu filho _ Disse a tia Karura afetuosamente.

Eu a agradeci e peguei o próximo embrulho.

Ah, aquele embrulho era a cara do Tou-chan e parecia ser um porta retrato.

_ Ah esse é fácil, foi o Tou-chan quem me deu _ Falei sorrindo para o meu pai.

_ E o que é Naruto? _ Perguntou-me a Ino animadamente.

_ Acho que é um porta retrato _ Respondi meio duvidoso.

_ Tio? _ Perguntou a Ino para ele.

_ Fui eu quem deu sim meu filho e você acertou _ Respondeu-me meu pai gentilmente.

Quando eu abri o embrulho fiquei emocionado. Meu pai colocou uma foto nossa de quando eu era pequeno e ele me ensinou a andar de bicicleta.

_ Isso é para você se lembrar que você foi o melhor presente da minha vida meu filho e eu quero que você faça o mesmo com os seus filhos também _ Disse meu pai já chorando.

Eu me levantei e o abracei já chorando também.

_ O senhor foi o melhor pai do mundo Tou-chan, nunca se esqueça disso _ Disse a ele chorando emocionado.

Aquela era uma lembrança que eu ia guardar para o resto da minha vida.

Depois peguei outro embrulho e dei uma gargalhada.

_ Esse é do Ero-Sennin, eu tenho certeza _ Disse ainda rindo.

Meu avô confirmou dando uma gargalhada daquelas.

Todo mundo riu também.

_ E o que é Naruto? _ Perguntou-me a Ino rindo também.

_ Ah, é um livro _ Respondi já abrindo a embalagem.

Eu ri de me acabar quando li o título do livro. Mais uma continuação de "Como deixar uma mulher excitada."

_ "Como enlouquecer uma mulher na cama." Ah seu velho safado _ Dei uma gargalhada lendo o título e todos me acompanharam.

O presente mais engraçado foi o do Sasuke. Ele me deu uma katana para decorar a casa nova.

O Sai me deu um quadro e eu gostei muito. Ele é muito talentoso, o quadro que ele pintou de mim e da Hina estava pendurado na sala e era muito realista. Hinata simplesmente adorou e disse que queria mais um para a casa nova.

A Baa-chan me deu um perfume, a Sakura um relógio, o Gaara uma caneta personalizada, meu tio Kakashi uma camisa social, o Obito um sapato, a Shizune uma calça jeans, a tia Mebuki um terno slim grafite muito lindo, a Ino uma trio de cuecas boxer e assim foi indo, até eu pegar dois embrulhos especiais: o da Kaa-chan e o da Hinata.

O da Kaa-chan era um embrulho muito bonito e quando eu abri chorei de emoção.

_ Eu copiei todas as fotos da sua infância e adolescência para você meu filho, espero que goste _ Disse ela me abraçando.

Eu realmente fiquei feliz pelo presente da minha mãe, ela guarda todas as minhas fotos com tanto carinho e agora me deu uma cópia de cada uma delas.

O próximo presente era o do meu anjo. Estava numa sacola de papel branca decorada, com um laço lilás na ponta a fechando.

_ Naruto quem te deu esse presente _ Perguntou-me a Ino.

Eu já sabia que era dela, mas não imaginava o que era.

Olhei para Hinata e dei um sorriso de canto.

_ Este foi a Hina quem me deu _ Respondi convicto.

Hinata olhou para mim e confirmou ser o presente dela. Eu sacudi o embrulho, mas não fez barulho nenhum.

_ E o que é Naruto? _ Perguntou-me a Ino.

_ Ah, esse eu não sei Ino, não tem como eu adivinhar _ Respondi a loira e abri o presente.

Quando eu abri meus olhos brilharam de emoção. Era um cachecol vermelho.

_ Era isso que você estava escondendo de mim, meu anjo? _ Perguntei a ela surpreso.

_ Hai, gostou? _ Perguntou-me Hinata com doçura.

Eu confirmei sorrindo. Eu mais que gostei, na verdade eu adorei. Ela estava escondendo algo de mim a semana toda. Hinata mesma tricotou aquele cachecol para mim.

 

Eu fiquei muito feliz com aquela festa surpresa, Hinata fez o bolo e estava uma delícia.

Depois que todos foram embora subi com Hinata para o nosso quarto e a chamei para tomar um banho comigo. Meu aniversário ainda não tinha acabado e eu queria aproveitar ao máximo.

_ Venha Hina, vamos tomar um banho _ Disse a abraçando.

Tirei as roupas dela e depois as minhas e a levei para o banheiro apressado.

_ Sabe Hina, meu aniversário ainda não acabou e amanhã eu não irei trabalhar, amanhã nós vamos para Nagoya, então, que tal aproveitarmos hoje, hum? _ Disse já a abraçando.

Hinata deu um sorriso daqueles. Ela realmente está mais fogosa.

_ Venha, suba no meu colo _ Disse estendendo os braços para pegá-la.

Peguei Hinata no colo e a encostei contra a parede.

Meu membro já estava bem duro e Hinata ficou toda manhosa assim que a penetrei. Ela já estava mais que excitada.

_ Tão gostosa _ Disse a encaixando em meu membro.

Hinata abraçou meu pescoço enquanto eu nos movia de forma lenta e prazerosa.

Fui nos movendo e Hinata ajudava, aumentei o ritmo e ela ficou ofegante.

Hinata respirava com dificuldade, mas aquela posição era a que ela mais gostava.

De repente ela ficou muito agitada, a fricção em seu clitóris era maior naquela posição. Eu apertei Hinata contra mim e senti meu pau ser apertado dentro dela.

_ Ohhhh Naruto _ Disse-me ela se entregando.

Eu nem precisei dizer uma palavra, pois ela gozou gemendo meu nome enquanto eu a seguia gozando fartamente, sentindo todo meu corpo estremecer de prazer.

Ao terminarmos estávamos os dois extasiados, satisfeitos e respirando com dificuldade. Era sempre assim quando nós fazíamos amor ou sexo, terminávamos os dois completamente relaxados e felizes.

 

Fomos nos deitar e eu só acordei no dia seguinte ainda cedo. Hoje é o casamento do Konohamaru com a irmã de Hinata e nós tínhamos que viajar para Nagoya.

Quando Hinata acordou ela estava com um sorriso enorme no rosto. Eu sorri apaixonado por vê-la feliz daquele jeito.

_ Ohayo meu anjo, que carinha de felicidade é essa? _ Perguntei a ela sorrindo.

_ Ohayo anata. Adivinha? Eu sonhei com o bebê _ Respondeu-me ela alegremente.

Eu arregalei os olhos e fiquei entusiasmado.

_ É mesmo? E o que você sonhou? _ Perguntei a ela curioso.

_ Sonhei que um garotinho loiro corria de um lado a outro dentro de casa, daí eu o chamei. Então, já sei qual será o nome dele _ Disse-me ela confiante.

Uau! Hinata sonhou com nosso filho.

Aquilo me animou tanto que eu fiquei muito curioso.

_ E qual o nome que você chamou Hina? _ Perguntei a ela empolgado.

Hinata me respondeu toda feliz.

_ Boruto. Este vai ser o nome que eu vou dar a ele.

Eu parei para pensar e analisei o nome que ela falou.

_ Boruto, Naruto. É, eu gostei, combina com o meu _ Respondi a ela animadamente.

Se o sonho de Hinata for verdade ela deve estar muito feliz, pois eu sei que no fundo ela quer ter um menino.

 

Quando estávamos saindo para Nagoya a irmã de Hinata ligou nervosa. Ela queria ter a irmã com ela nesse dia especial.

Saímos de casa as 08:45hs e nos encontramos com demais na saída de Tóquio.

Buzinei para o Sasuke e parei no acostamento.

_ Está todo mundo aí Teme? _ Perguntei a ele de longe.

_ Está sim, se quiser podemos seguir viagem _ Respondeu-me ele entrando no seu carro.

Dei seta para entrar na estrada e parti rumo a Nagoya.

Chegamos lá antes da 13:00hs da tarde e deixamos as meninas na casa do meu sogro.

_ Qualquer coisa me liga, está bem meu anjo? _ Disse a ela e dei-lhe um beijo carinhoso.

Dali fomos para a casa do Asuma onde Konohamaru nos esperava junto do Neji, do Ko e do Udon.

_ E aí Peste, muito nervoso? _ Perguntei brincando com ele.

_ Ah cara, eu acho que vou infartar, meu coração parece que vai sair pela boca _ Respondeu-me ele nervoso.

O restante do dia foi tranquilo e às 16:45hs estávamos todos na casa do meu sogro para o casamento.

A cerimônia e a festa seriam realizados no jardim da mansão Hyuuga.

Meu sogro estava emocionado, ele terminou de criar os três filhos sozinho e agora estava casando a filha caçula.

A cerimônia foi muito bonita e tudo estava muito lindo, mas ninguém se comparava a beleza da minha esposa. Hinata ficou lindíssima de vermelho.

_ Você está linda! _ Sussurrei no ouvido dela.

Ela ficou corada quando disse aquilo para ela.

Estávamos dançando agarradinhos e quando a música terminou, o Konohamaru nos chamou para tirar algumas fotos.

As meninas ficaram eufóricas quando viram as camisetas que nós vestíamos por debaixo da camisa social.

O Sasuke estava se achando vestido de Batman e o Gaara parecia ter incorporado o Homem Aranha.

_ Nossa, eu sou a esposa do Capitão América! _ Disse Hinata impressionada.

_ Gostou é? E olha que eu sou um americano nato _ Disse a ela brincalhão.

 

A festa estava maravilhosa, tudo corria muito bem até o diabo aparecer em forma de um Loira Vadia.

E a quem ela veio infernizar? A mim e a Hinata. Desgraçada.

_ Naruto, amor. Ainda com essa ridícula _ Ironizou ela olhando para Hinata.

Que nojo dessa puta desgraçada.

_ Eu vou dar na sua cara Shion se disser mais uma gracinha aqui. Suma antes que eu te bata _ Avisei a ela furiosamente.

A vadia virou as costas e se dirigiu para Hinata.

_ Gaguinha desgraçada, eu mesma vou te entregar para o Toneri e você vai se arrepender de ter cruzado o meu caminho. Você e esse maldito que carrega na barriga _ Disse ela com abuso.

Eu ia dar na cara daquela piranha, mas Hinata fez primeiro. Meu anjo me deixou impressionado, deu um tapa daqueles na cara da vagabunda da Shion.

Ô delícia!

_ Escuta Shion, eu cansei das suas ameaças. Foram anos com você me humilhando sem eu fazer ou falar nada, mas agora chega. NII-SAN? _ Disse Hinata para a loira e gritou pelo irmão.

Hinata chegava a tremer de raiva e eu a puxei para perto de mim.

_ O que essa vagabunda fez dessa vez? _ Perguntou Neji ao chegar.

Ele olhava para loira com ódio nos olhos.

_ Nii-san, chame um dos seguranças a Shion me ameaçou _ Respondeu Hinata seriamente.

Eu fiquei maravilhado com a postura de Hinata. Ela não se deixou intimidar em momento algum e ainda conseguiu se manter firme na sua decisão.

_ Hinata, perdoe a Shion, ela é a sua prima.

Parece que a mãe da vagabunda quem veio implorar pela filha.

Hinata e Neji estavam decididos a colocar a loira para fora da festa.

_ Tia a Shion vem ameaçando a Hinata faz tempo e agora ela está trabalhando com o Toneri _ Disse o Neji taxativo.

A piranha vendo que tinha perdido começou a fazer um escândalo enorme chamando a atenção de todos.

De repente ela começou a gritar e o estrago foi inevitável. Shion gritou no meio da festa, com todos os convidados olhando que eu era um Sádico, um espancador de mulheres. Hinata ficou boquiaberta com a ousadia da loira. A festa da irmã acabou ali.

_ Me larguem. Estão vendo o marido perfeito da ceguinha? Ele não passa de um espancador de mulheres. Ele é um Sádico que já dormiu com muitas e agora está dando uma de santo _ Gritou a loira aos quatro ventos.

Todos olhavam para nós e meus pais ficaram em choque. Hinata vendo a situação interferiu enfaticamente.

_ Cale a sua boca Shion, o que diz respeito ao Naruto não é da sua conta. Baki, ponha essa mulher para fora agora _ Chamou ela o segurança da família.

Ele e outro segurança levaram a loira arrastada para fora ainda gritando como uma louca, mas agora era tarde demais. Minha mãe me olhou amargurada.

_ Naruto, é verdade o que ela disse? _ Perguntou-me ela incrédula.

Abracei Hinata e respondi a minha mãe com o coração na mão.

_ Kaa-chan, onegai, aqui não é o lugar adequado para falarmos sobre isso _ Disse a ela sério.

_ Então é verdade? _ Insistiu ela.

Minha mãe estava decepcionada comigo, mas aquilo não era a verdade. Eu não era um espancador.

Meu tio vendo a situação interveio a meu favor.

_ Kushina, eu peço que você aguarde até amanhã, aí nós sentamos e conversamos está bem _ Disse ele tranquilizando-a.

Meu pai abraçou minha mãe a tirando dali. Ele me olhou compadecido mesmo sem saber de nada.

Meu tio e o Sasuke estavam próximos a mim e a Hinata. Eles conheciam a minha história e sabiam o que eu estava sentindo.

_ Naruto, chegou a hora de dizer toda a verdade e isso inclui contar tudo sobre a Mei. Eu espero que a sua mãe fique bem, pois eu também temo pela vida da Mei. Ela assistiu a tudo nervosa e o Iruka saiu com ela aos prantos daqui.

Foi meu tio Kakashi dizer aquilo para eu me angustiar. Não tinha mais volta, teria que dizer tudo para os meus pais.

Hinata puxou meu rosto para o dela e olhou dentro dos meu olhos.

_ Naruto-kun, eu estou aqui e estarei sempre. Não se preocupe, tudo vai se ajeitar _ Disse-me ela carinhosamente.

Depois daquilo a festa acabou, muitos convidados começaram a ir embora e o avô de Hinata discutia com o pai dela. Até falar em nos separar e dar Hinata em casamento para o Toneri o velho disse.

Hinata ouviu tudo aquilo e começou a se sentir mal.

_ Vamos embora anata, eu não estou me sentindo bem _ Disse-me ela nervosa.

Meu sogro vendo a filha passar mal se desesperou assim como eu.

_ Naruto, suba com a Hinata e durma aqui hoje. Não dê ouvidos ao que o meu pai disse _ Falou ele preocupado.

_ Naruto, onegai, não estou me sentindo bem _ Disse-me ela segurando em meus braços.

Hinata estava muito pálida e eu fiquei nervoso.

_ Hina! O que foi meu anjo? O que você está sentindo? _ Perguntei a ela apreensivo.

Quando ela ia me responder, Hinata esmoreceu em meus braços.

_ KAMI, ALGUÉM ME AJUDA AQUI, ONEGAI _ Gritei pedindo ajuda.

O pai de Hinata correu em nossa direção e me ajudou.

_ Tem algum médico aqui? _ Perguntou ele desesperado.

Meu tio veio correndo junto da Sakura, mas Hinata não acordava.

_ Naruto, vá com ela agora para o Hospital. Hinata pode perder o bebê _ Disse meu tio Kakashi preocupado.

Meus pais chegaram e minha mãe ficou desesperada vendo Hinata desmaiada em meu colo.

_ Venha meu filho, eu te levo para o Hospital _ Falou meu pai já correndo até onde o carro estava estacionado.

 

Fomos para o Hospital e ao entrarmos Hinata foi levada às pressas numa maca.

Eu fiz a ficha dela e tive que esperar.

Naquele momento meu pai e eu conversamos pela primeira vez sobre o que me aconteceu há dez anos.

_ É tudo culpa minha Tou-chan, eu devia ter resolvido tudo quando meu tio me mandou _ Disse ao meu pai de cabeça baixa.

Eu estava arrasado, se meu filho morrer é por minha culpa.

_ Naruto, eu sei que você está preocupado com a Hinata, mas agora é hora de esfriar a cabeça _ Disse meu pai para me confortar.

_ O senhor não diria isso se soubesse quem eu realmente sou Tou-chan. Eu sou um monstro.

Eu me sentia horrível, foi minha culpa tudo o que aconteceu hoje naquele casamento.

_ Meu filho, você não acha que está na hora de eu saber a verdade? O que você não me contou há dez anos? Confia em mim meu filho, eu sempre vou acreditar e confiar em você _ Disse meu pai me olhando com amor.

Eu respirei fundo antes de me pronunciar.

_ Tou-chan eu não sei como te contar, eu tenho medo do senhor ter nojo de mim _ Disse a ele com sinceridade.

_ Eu nunca teria nojo de você meu filho. Aconteça o que acontecer eu sou seu pai e sempre serei.

Fechei os olhos e comecei.

_ Tou-chan, o que aquela vadia disse é verdade. Eu sou um Sádico e já tive várias mulheres, mas nunca espanquei nenhuma como ela disse. Eu sempre fiz um contrato com cada uma delas e elas me diziam tudo o que aceitavam, e em troca ganhavam uma boa quantia para ter um relacionamento de até três meses comigo. Só uma durou três meses que foi a primeira, as outras eu dispensei antes do tempo porque nenhuma me satisfazia ou tirava aquele ódio de mim.

Meu pai ouviu tudo sem me julgar ou me apontar o dedo.

_ Tudo bem meu filho, eu acredito em você. Eu sei como é isso de BDSM, eu já experimentei com a sua mãe. Mas a questão é o que te levou a isso? Porque todo esse ódio meu filho? O que aconteceu naquela viagem para Sapporo? _ Perguntou-me meu pai aflito.

Meu coração disparou e eu comecei a chorar involuntariamente.

Meu pai ficou preocupado com o meu choro e me abraçou carinhosamente.

_ Ei, calma meu filho, eu confio em você e não vou te julgar, não precisa ficar assim. Apenas me conte _ Disse-me ele serenamente.

E chorando eu contei a verdade para ele naquele dia.

_ Eu fui estuprado Tou-chan. Me drogaram e eu fiz coisas terríveis. Depois daquilo eu quis morrer e tomei nojo de mulher. Mulher para mim era só para humilhar e nada mais _ Contei a ele cheio de lembranças.

Meu pai ouvindo aquilo me abraçou e chorou junto comigo. A dor que eu sentia era a mesma dele.

_ Só me diz uma coisa meu filho: quem foi o desgraçado que fez isso com você? _ Pediu-me ele sério.

Eu entrei em desespero, se eu contar minha mãe vai querer morrer.

_ Pelo amor de Kami Naruto, não esconda isso de mim. Quem fez isso com você? _ Exigiu-me ele enfático.

Foi então que eu criei coragem e contei a ele. Antes tivesse ficado calado, meu pai acabou se culpando por tudo.

_ Minha tia Mei _ Respondi friamente.

A cara de espanto do meu pai já dizia tudo.

_ A Mei? Kami! Mas ela sempre tomou todos os remédios corretamente, essa era a condição para ficar perto de você meu filho _ Disse meu pai espantado _ Oh céus! O que foi que eu fiz!

Meu pai ficou arrasado, não era culpa dele, não era culpa de ninguém.

_ Onegai Tou-chan, a culpa não é sua, nem da Kaa-chan. Pare de se culpar, eu não vou suportar isso _ Pedi a ele angustiado.

Meu pai e eu conversamos mais um pouso até o médico vir me chamar.

_ Uzumaki-sama, a senhora Uzumaki está bem e já foi medicada. Foi só um susto, está tudo bem com ela e o bebê _ Disse o médico nos sorrindo

Meu pai se acalmou depois daquela notícia e eu fui para o quarto de Hinata ficar com ela. Assim que ela acordasse, era só ficar uns quarenta minutos e depois estávamos liberados.

Quando ela acordou eu me senti aliviado.

_ Graças a Kami Hina, eu quase morri de preocupação _ Disse a vendo acordar.

_ Onde estamos? _ Perguntou-me ela confusa.

_ Você desmaiou e eu te trouxe para o Hospital com o Tou-chan. Hina, eu conversei com ele, meu pai não me julgou, mas ele se culpou pelo que aconteceu _ Disse a ela triste.

_ Naruto-kun, ninguém pode te julgar pelo que aconteceu e também seus pais não tem culpa nenhuma. Se você ficar triste eu também vou ficar _ Respondeu-me ela amorosamente.

Eu sabia que mais cedo ou mais tarde esse dia ia chegar. Eu só não sabia como enfrentá-lo.

Hinata olhou para mim e sorrindo se pronunciou.

_ Eu vou estar ao seu lado em todos os momentos da sua vida e não importa o que acontecer eu nunca irei te deixar. O Boruto e eu nunca iremos sair de perto de você, eu prometo _ Disse-me ela sorrindo.

Assim que passou os quarenta minutos deixamos o quarto e meu pai nos esperava para irmos embora. Voltaríamos para Tóquio ainda hoje.

Quando chegamos a casa do meu sogro somente a minha família e a de Hinata estavam nos esperando. Já eram 21:00hs e eu queria ir embora.

_ Amanhã eu e seu pai iremos a sua casa para conversarmos, ouviu Naruto. Eu quero saber toda a verdade _ Disse-me minha mãe autoritária.

Ela se despediu de Hinata, passou a mão na barriga dela dando um sorriso e se foi com meu pai.

Hinata buscou suas coisas, nos despedimos da sua família e pegamos estrada.

Ela foi o tempo todo sorrindo para mim até que o cansaço a venceu.

Chegamos em Tóquio 00:43hs e eu subi com Hinata no colo para o nosso apartamento.

Ela estava tão exausta que nem acordou.

Troquei a roupa dela e depois me troquei.

Apaguei a luz e me deitei junto de Hinata a abraçando.

Acariciei a barriga de minha esposa e fiz uma oração.

_ "Kami, me ajude a resolver tudo. Eu não sei o que fazer."

Naquela noite eu mal consegui dormir. Todo aquele medo voltou como uma avalanche.

 

Eu só espero que minha mãe não me julgue ou me aponte o dedo. Eu não suportaria essa situação.


É agora ou nunca. Chegou a hora de colocar um ponto final no meu passado sombrio e dar início a um novo começo. Com Hinata ao meu lado eu sinto que nada vai estragar a nossa felicidade. Aconteça o que acontecer eu nunca vou deixar o meu anjo. Nunca.


Notas Finais


Genteeeeee, espero de todo o coração que tenham gostado. Estou muito cansada, mas estou aqui me esforçando para dar a vocês uma história linda de se ler. Prometo me esforçar sempre.

Muitooooo obrigada.
Me aguardem com a revelação do Passado Sombrio do Naruto.
Toneri vai voltar mais louco do que nunca.

Abraços
DaniShippuuden(Danielle)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...