História Possessive - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Kaya Scodelario
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Kaya Scodelario, Pattie Mallette, Personagens Originais
Tags Gangsteres, Máfia, Minha, Obsessão, Possessive
Exibições 601
Palavras 1.119
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha, eu fiquei sabendo que estudos indicam que não podemos ter raiva no coração shsushsusjsus amo vocês ♡
Tenho umas notícias para vocês nas notas finais, e uma delas é ruim :'(
》Música tema é TKO do Justin Timberlake ♥
》Espero que gostem do capítulo ♥
》Boa leitura ♥

Capítulo 24 - Capítulo 23 (TKO)


Fanfic / Fanfiction Possessive - Capítulo 24 - Capítulo 23 (TKO)

P.o.v Justin Bieber (Aeroporto do Canadá) 04:06hrs

     O jatinho posou na pista me causando um alívio tremendo. Havíamos voltado para casa, de onde nunca devíamos ter saido. Suspirei forte e olhei para o meu lado, onde encontrei uma Aurora dormindo e com uma das mãos em seu ventre. Sorri estantaneamente com a imagem. Eles eram tudo para mim, e isso eu não negaria, era incrível que agora, eu estivesse assim, mudado.

- Senhor Bieber, eu não queria preocupa-lo, mas o seu pai está em frente ao seu jatinho com diversos seguranças.- meu corpo entrou em alerta e olhei para Kanye assentindo.

- Monte a guarda!- ele assentiu e saiu falando em seu pequeno microfone que ficava preso ao seu terno, e logo avistei os meninos também o seguindo.

     Olhei para Aurora e meu peito apertou, me causando um desconforto. Meu subconsciente estava em alerta e meu coração estava doendo.

- Aurora?- a chamei e a mesma se remexeu, mas logo abriu seus olhos que eu tanto amo.- Chegamos, e eu quero que você saiba que eu te amo, e amo o nosso filho, Ok?- meu coração mais uma vez doeu ao ver seus olhos entrarem em um estado de alerta.

- Eu também te amo!- ela falou e logo pegou a minha mão,  a levando ao seu ventre.- Nós te amamos!- ela sorriu.- Mais por que está falando assim?- suspirei e a puxei beijando a sua testa.

- Jeremy está lá fora, e eu não sei o que ele quer!- falei e me levantei.- Quero que fique aqui dentro, tudo bem? Eu volto para pegar você! - ela assentiu e levantou, me puxou para um abraço apertado e selou nossos lábios em um selinho demorado. A puxei para mim e sorri pequeno assim que nos separamos.

    E assim eu caminhei para fora do jatinho, encontrando o Jeremy com sua pose de fodão junto a diversos seguranças. Ele logo sorriu maldoso quando me viu descer as escadinhas do jatinho. Meus seguranças estavam espalhados pelo lugar, e Kanye estava ao meu lado, atento a tudo, junto aos caras.

- Como ela está? - rio sarcástico e negou com a cabeça. Minha raiva me consumia aos poucos.

- Eu quero que você vá se foder!- ele rio.- Quero que fique bem longe de nós dois, entendeu? Não quero mais assumir o seu lugar! Não mais.- falei simples e pondo minhas cartas na mesa. Eu disse que resolveria quando chegasse aqui, e estava disposto a levar minha mulher e meu filho para longe dessa merda toda.

- Como?- ele me questionou incrédulo. - Você está de quatro por essa vadia!?- meu punho fechou-se com força. - Eu fiz essa porra de casamento! Eu fiz isso porque queria me dar bem e pegar a porra da parte do Robert, e você disse que não se apaixonaria seu merda!- ele esbravejou me fazenso revirar os olhos.

- Você é um panaca mesmo! Eu não quero mais a porra dessa vida, eu vou cuidar da empresa, mas a parte do trafico, pode ficar para você e se quiser, der até para o Jones, aquele veado vem me incomodando muito!- falei e sorri cínico.- Agora se me der licença eu preciso voltar para a minha família!- me virei, mas logo sentir algo me empurrar para o lado, me fazendo cair, olhei para cima encontrando Kanye, Chaz, Chris e Ryan apontando as armas para Jeremy que havia atirado em minha direção.

      Escutei tiros e logo corri para trás do jatinho, puxei a minha arma e fiquei em alerta. Na minha cabeça só vinha a Aurora e o nosso bebê. Andei até a ponta e tentei vizualizar a entrada do jatinho, logo avistei um dos capangas do Jeremy sair com Aurora, uma arma apontada para sua cabeça e a mesma com as mãos para cima. Porra, ele não fez isso.

     Mirei na cabeça do cara que estava com minha garota, e atirei. Foi certeiro. Avistei Aurora correr para atrás do jatinho, onde eu estava. Assim que ela me viu, seu sorriso abriu, correu em minha direção e logo a abracei forte, a apertando contra mim.

     E meu coração parou quando a vi se soltar de mim e ficar atrás do meu corpo. Um tiro, seu corpo escorrendo lentamente até o chão, seus olhos levemente arregalados. Olhei para frente e encontrei Jeremy, sorrindo e a arma apontada para mim, pronto para atirar novamemte, quando Kanye apareceu e atirou bem na sua cabeça.

     Me abaixei rápido e peguei o corpo da Aurora, que olhava para mim, com dor e sofrimento. Soltei uma lufada de ar e corri para um dos carros estacionados ali. Coloquei o corpo pequeno e frágil de Aurora no banco do passageiro e corri para o do motorista. Fiz ligação direta e logo o carro ligou, me permitir voar pelas ruas do Canadá até o hospital mais próximo.

    Olhava para o meu lado, e meu mundo parecia desmoronar-se lentamente. Seus olhos levemente pressionados e a mão sobre o ombro. O sangue jorrava e isso só fazia eu me desesperar mais.

- Fica acordada, ok? Eu esto aqui.- falei tentando acalmar ela, mas a mesma parecia não me ouvir.- Qual vai ser o nome do nosso bebê?- tentei puxa-lá para uma conversa.

- Justin, i-isso não é h-hora!- eu sorri trêmulo e assenti.

- É hora sim, vamos, me diga!- falei e logo avistei o hospital.

- Menino, Owen! Menina, Sierra!- meus olhos estavam marejados.

- O nome completo, amor!- falei sorrindo enquanto descia do carro, corri em direção ao seu lado e abri a porta, logo a pegando em meus braços, corri para dentro do hospital e gritei.- Ajuda!- e logo apareceu enfermeiros com uma maca e pediram para que eu a colocasse deitada ali. E assim eu fiz. Logo escutei sua voz doce.

- Owen Knight Bieber e Sierra Knight Bieber! - e logo a maca foi levada para dentro das portas duplas, me deixando parado ali, com uma cara de bobo e preocupação. Porra ela precisa ficar bem, ela precisa.

    Eu fiquei andando de um lado para o outro com uma dor em meu peito. Eu a queria bem, eu a queria perto de mim e olha o que eu causei. Ela merecia coisa melhor que eu, mas o problema era que eu não a deixaria ir, nunca. Ela era tudo para mim, e eu era egoísta demais para vê-lá com outro cara que não seja eu.

      Ela era a minha pequena luz, tudo para mim. Tudo.

~Diga que você recusou o homem
Que pediu sua mão
Porque está esperando por mim...~ Ed Sheeran


Notas Finais


Vamos logo as notícias:
1- Esse é o antepenúltimo capítulo de Possessive.
2- Eu já terminei de escrever a fanfic!
3- Posterei tudo hoje, mas com o intervalo de tempo para cada capítulo!
4- Eu amo muito vocês ♥

Leiam as fanfic's da minha amorinha do coraçãozinho roxo ♥
Link: https://spiritfanfics.com/historia/all-that-matters-6277616
Link: https://spiritfanfics.com/historia/dangerous-love-6697216


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...