História Possessive - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Min Yoongi, Possesive, Romance, Suga
Exibições 39
Palavras 582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente desculpa a demora pra postar e porque eu ainda tava escrevendo no meu caderno para depois passar pro meu celular só que demorou mais do que eu esperava por meu celular tava bugando e o notebook tava com minha mãe então não tinha como eu postar não hora que eu queria pelo notebook... Por isso que eu to postando agora ok? Era só isso, bia leitura

Capítulo 2 - Cap:1


EU VOU EMBORA DESSA CASA NÃO AGÜENTO MAIS ESSA DROGA DE VIDA - grite, indo em direção ao meu quarto e logo pegando minha mochila, aonde procurei colocar o máximo de roupa lá dentro.

S/N VOLTA AQUI AGORA, VC NÃO VAI A LUGAR NENHUM - meu pai gritou de volta vindo até mim - ah não vou papai - falei com deboche

-e vê a Cindy torna minha vida um inferno dentro dessa casa

Cindy observavatudo às vezes até dava aquele sorrisinho falso dela - eu não fico nem mais um segundo debaixo do mesmo teto que essa vadia, que você trouxe para casa e ainda chama de mulher - s/n querida... - meu pai tentou se acalmar.- você tá sendo injusta com a Cindy, ela e como uma mãe pra vc - NUNCA MAIS... nuncamais mesmo compare minha mãe com qualquer uma, mais ela conseguiu o que queria eu vou embora dessa casa.

Ate vi aquela puta sorri mais logo voltava ao normal com aquela cara de cachorro que caiu da mudança.



00:39. Eu realmente não sabia para onde iria a essa hora nas resolvi arriscar , meu pai tentou me impedi.       Porém, ao mesmo tempo que ele era mais forte do que eu , eu era mais rápida, na minha mochila que agora pesava em minhas costas, enquanto eu andava pelas ruas um pouco mal iluminadas do meu bairro, haviam algumas peças de roupa,coisas para higiene e um pouco de dinheiro da minha mesada, eu estava quase me arrependendo o medo e frio apenas eu e minha insegurança

Eu planejava pegar um táxi e pagar com o dinheiro que tava na minha mochila. Enquanto pensava comigo, passei por um grupo de garotos, se eles não tivessem feito gracinhas, eu nem perceberia.- ei garota Isso é hora da princesinha está na rua?- Continuei andando o mais rápido possível, mas podia ver que eles estavam me seguindo - ei gatinha?! vai mais devaga r rápido assim só na cama.- os garotos riram e até aonde deu para ver tinham seis, não pude ver muito, pois o medo me impedir de olhar para trás, em minha cabeça só conseguia pensar *"Continue andando"*- olha V acho que ela tá com pressa, hein!- um garoto com uma voz rouca maravilhosa falou, e logo Começou a rir. 

Então eu sentir uma mão segurar meu braço com força.- Qual é a parte do *"não corre"* você não escutou. 

- Merda qual o seu problema? me larga seu idiota.- falei tentando tirar sua mão do meu braço pude observar todos que estavam lá se divertindo com a situação menos um garoto de cabelos verdes claro e os olhos lindos Resumindo GATO. Até que Percebi quem realmente era e estremecida. Seu celular tocou ele atendeu e foi saindo.

- Falou, V to largando. Ah, e peguem livre com essa mini vadiazinha ai - ele riu e virou de costas com intuito de ir ao seu destino. Me irritei dele ter me referido dessa forma.

- Do que você me chamou, seu resto de Johnny Bravo?. Eu sabia quem ele era, mais mesmo assim fiz essa merda. Ele se virou e me olhou de cima a baixo com uma expressão séria e ao mesmo tempo sedutora, mas mantive a pose.

- Te chamei de mini vadiazinha. Por que? Algum problema?- ele era o líder dos the canadian a maior gangue da cidade, mas tava nem ai.

Eu sabia que ele existia mais não sabia que era tão gato, eu pensei que era feio, gordo e nojento que nem no filmes


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e desculpa mais uma vez pela de mora do capítulo... Bjs da candynha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...