História Power [Imagine Sehun - EXO] - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Visualizações 54
Palavras 1.062
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oin gente! Mais um capítulo para a fanfic!

Sem mais enrolações, vamos para o capítulo!

Capítulo 2 - D.O e sua incrível força


Fanfic / Fanfiction Power [Imagine Sehun - EXO] - Capítulo 2 - D.O e sua incrível força

Não fique com medo, ataque primeiro
Ninguém neste mundo vive uma vida perfeita
Só faça isso como você tem feito
Pronto ou não?

Tudo bem se você falhar, apenas deixe ir ~ Ready or not (Monsta X) 

No dia seguinte, acordei bem cedo, mais do que deveria. Estava ansiosa demais para descobrir mais sobre tudo isso. 

Comecei a desenhar mais, estava ficando bem bonito até então. Mas a bendita hora não me favoreceu desta vez. 

Tive que me arrumar para ir para a escola, e quando finalmente me arrumei, desci e tomei o café da manhã. Logo depois, fui correndo para a escola para não me atrasar. 

Entrando na minha sala, todos os alunos estavam ali, me olhando esquisito por ter entrado desesperadamente pela porta. Por sorte, o professor de física ainda não havia chegado. 

Me sentei em minha carteira e arrumei meus materiais. Quando comecei a desenhar novamente, o professor chato chegou. Ele era o pior professor da escola e tenho certeza que todos os outros concordam comigo. 

Acabei nem prestando atenção na aula, apenas queria acabar logo meus desenhos e foi isso que fiquei fazendo pela aula. 

Para o meu azar, o professor me pegou desenhando durante a explicação e naquele momento eu só queria morrer! 

Ele me pediu para mostrar meu desenho para a sala toda e o fiz, sem escolha alguma. Todos os alunos ficaram cochichando coisas sobre mim, mas eu nem liguei e guardei os desenhos. 

- Não vai explicar para nós o que os desenhos significam? - Perguntava o professor de uma maneira provocadora. 

- Do que adianta se ninguém vai acreditar em mim? - Disse em um susurro. 

- Ei, garota mal-educada, eu posso te ouvir! Diga logo o que significa os desenhos, se não é direto para a diretoria! 

- São apenas desenhos dos meus sonhos, professor. - Menti, pois ninguém acreditaria na verdade. 

- Por que disse que ninguém acreditaria nisso? - O professor perguntava, me deixando completamente sem jeito. - Você só pode estar mentindo! Fale a verdade! - Eu suspirei. 

- Está bem, mas não diga que eu não avisei. Bem, eu sou um experimento, na verdade. Um experimento que deu errado. Eu e mais 9 garotos temos um tipo de poder e cada um desses desenhos é a representação desses poderes. É isso! 

- Que bobagem! 

- Eu disse que não acreditaria! Agora que eu expliquei, me deixe sentar, por favor. 

- Vou deixar passar desta vez, garota! Mas fica esperta! Que história maluca! - Dizia murmurando o professor. 

Quando me sentei, avistei um olhar surpreso para mim. Um garoto, Kyungsoo, olhava para mim de um jeito assustado. Ele nunca havia falado comigo então eu não sei nada sobre ele. 

Depois de todas as aulas com o olhar de Kyungsoo sobre mim, eu saí da sala de aula rapidamente. Coloquei meus fones de ouvido tocando Ready or not do Monsta X. 

Com a música viciante tocando em meus ouvidos, fui caminhando até minha casa tentando esquecer o que havia ocorrido hoje. 

Do nada, sinto uma mão em meu ombro, fazendo eu me virar rapidamente para ver quem era o ser que havia me incomodado. 

Quando me virei, puder ver Kyungsoo, então fiquei surpresa e tirei um dos fones. 

- (S/n)... É o seu nome, não é? - Eu assenti ainda meio surpresa. 

- Aquela história da sala de aula... Como sabe dela? - Ele me perguntava desconfiado. 

- É a verdade. Se não quiser acreditar, o problema não é meu. 

- Então eu finalmente te achei! É você mesmo! - Ele abriu um sorriso, coisa rara de acontecer porque sempre o vejo sério, com uma cara fechada. 

- Sou eu o que? Desculpe, mas não estou te entendendo. - Em um ato inesperado, ele me abraçou forte, mas eu não retribui. Eu não estava entendendo. 

- (S/n)... Sou eu, D.O! Bem... Acho que eu poderia me considerar um meio-irmão? - Ele disse me soltando. 

- E-espera... Você... Você tem poderes também?! - Disse quase em um grito. 

- Ei, fala baixo! Os humanos não podem saber disso! 

- Ah, me desculpe! Mas... Qual é o seu poder? 

- Vem, vou te mostrar. 

Eu o segui até uma casa meio grande. Ali, havia várias decorações com fotos de flores e coisas do tipo. 

- As flores representam a última tentativa de paz que tentaram fazer entre os sombra e nós. - Ele explicou percebendo meu interesse na decoração muito bem-feita. 

-Wow! Muito bonito! 

- Mas enfim, quer ver meu poder ou não? 

- Quero! - Disse animada, abrindo um sorriso doce. 

Vi ele levantando o sofá da sala sem problema nenhum, como se fosse a coisa mais fácil do mundo. - Arregalei meus olhos ao ver a cena impressionante a minha frente. 

- E seu poder é o de luz, né? 

- Bem, eu descobri isso há pouco tempo, então eu não tenho ideia! - Disse um pouco desapontada comigo mesma. 

- Sério?! Seu pai não te contou desde o princípio? - Eu neguei. 

- Bem, eu posso te ensinar a usar seus poderes se quiser. - Ele foi gentil. 

- É claro que quero! É a coisa que eu mais quero desde que descobri sobre isso! - Disse abrindo um sorriso gigante. 

- Bem, mas vamos com calma. Primeiro eu quero que me faça qualquer pergunta que eu possa responder sobre os poderes. 

- Bem, o que somos de verdade? 

- Somos seres denominados "evoluídos". Não somos humanos, mas também não somos monstros. Somos apenas uma versão evoluída dos humanos. - Eu assenti

Depois, eu fiquei fazendo muitas outras perguntas sobre o que queria saber. E então, ele me respondeu todas com facilidade sem hesitar. 

- Bem, você poderia voltar aqui amanhã? Quero teapresentar uma pessoa. - Disse D.O

- É mais um dos 'evoluídos' como nós? 

- Mais ou menos... Não sei como explicar direito... Amanhã ele te explica, se você vir. - Eu assenti

- Então eu volto amanhã. Até amanhã, Kyungsoo. 

- Pode me chamar de D.O mesmo. - Eu assenti e saí da casa do mesmo. 

Caminhando de volta para a minha casa, acabei esbarrando em uma pessoa, mas por incrível que pareça, essa pessoa passou por mim como um fantasma. Vi ele correndo apressado em direção a rua de Kyungsoo. 

Eu fiquei muito assustada naquela hora, e então eu fiquei ali parada, tentando raciocinar o que havia acontecido segundos atrás. 

...


Notas Finais


E aí? O que acharam? No próximo capítulo tem mais! Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...