História Power Rangers - Lost Stars - Capítulo 7


Escrita por: ~

Exibições 18
Palavras 3.212
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Hora de Morfar


Fanfic / Fanfiction Power Rangers - Lost Stars - Capítulo 7 - Hora de Morfar

PARTE 1 - P.D.V. BLAINE

 

    — A questão toda aqui é, eles esconderam isso da gente. Estamos mais do que despreparados. (Disse Blaine passando os arquivos para os demais)

— Como assim, Power Rangers? (Questionou Hanna andando de um lado para outro)

— E não é só isso gente. Parece que já existiram outros rangers aqui na Terra! (Ressaltou Frankie)

— Todos eles tinham nomes e poderes distintos. Começando por Mighty Morphin, Zeo, Turbo, seguindo geração após geração. Todos estes liderados por Zordon.

— Espera aí Blaine. Zordon não é o … (disse Hanna sendo interrompida)

— O amigo de Lumus. (Continuou Blaine e Frankie)

— Hum, estranho…(analisou Harry) — Se todos os outros rangers tiveram uma base, cadê a nossa?

— Bem, até o momento, o quartel é nossa base. (Respondeu Blaine)

— Isso é estranho mesmo, precisamos saber tudo sobre esses poderes. (Continuou Harry)

— E sabemos… (Seguiu Blaine) — Analisando todos os arquivos daquele sistema, descobri que as jóias além de possuírem poderes específicos como Lumus já havia nos dito, elas se uniram às estrelas aumentando assim seus poderes. Temos até mesmo os nomes delas. Por exemplo, a joia azul, eu nesse caso, se uniu com a estrela Nash, a verde, Zaurak, amarela se uniu com Electra, a da Frankie cor rosa com a estrela Cursa e você, à estrela Keid. Os documentos também relatam que as jóias por sua vez lutam toda vez em que o planeta que as habitavam corre perigo.

— Parece que Karen andou ocupada pesquisando isso! (disse Chucky)

— Agora eu fiquei com uma dúvida… (Hanna interrompeu) — Pensei que as jóias não estivessem mais na Terra.

— De fato, ao destruírem a nave da primeira invasão pode ser que eles tenham ficado pela atmosfera, realizando alguma espécie de monitoramento, e como tudo isso está para acontecer, elas decidiram voltar e nos encontraram.

— Bem, o assunto está muito bom… (Levantou Chucky) — Mas ficar em volta de uma fogueira vai nos ajudar em quê?

— Karen estava trabalhando em algo mais secreto ainda. Está mais pra uma armadura, que é ativada por um dispositivo chamado morfador, assim como os demais rangers, eles eram usados para transformar e aumentar o nível do poder. Mas por alguma razão, Karen não consegue ativá-los. Parece que falta algo.

— E se nossas respostas estiverem no templo de Achird? (Questionou Harry)

— Até que sua teoria é bastante possível.

— Qual foi pessoal? Nem mesmo sabemos onde fica o Templo!

— Nós não Hanna, mas conhecemos alguém que sabe! (Concluiu Frankie)

 

PARTE 2 - P.D.V. FRANKIE

 

    No dia seguinte, ao acordar, chamei Blaine para que pudéssemos chegar cedo na base e encontrar com os outros.

    Quando nos encontramos, seguimos pela base até encontrarmos Lumus que estava na Torre.

 

— Lumus … (O chamei) — Precisamos falar com você!

— Pode falar Frankie.

— Aqui não. Precisamos de um lugar mais reservado.

— Certo, então vamos ao meu escritório.

 

Ao sairmos em direção ao escritório, somos surpreendidos por Karen e Markus.

— Onde pensam que vão? (Interrogou Markus) — Quero todos no meu gabinete, agora!

 

A ordem dada foi entendida por todos.

— Karen me informou que andou fuçando onde não devia, quero saber o porquê Blaine?

Blaine parecia engasgado com as palavras.

— Bem… (ele engoliu suas salivas) — O senhor havia dito que eu teria acesso total ao sistema. Deparei com um arquivo que não tinha, então passei a ter.

— A que arquivo se refere? (Markus perguntou demonstrando preocupação)

— A do Projeto Rangers - Lost Stars.

— Foi o que pensei.

— Então é verdade, pai? (Perguntou Hanna se levantando da cadeira) — Querem nos fazer de armas?

— Não querem, vocês já são. Por isso queria mantê-los fora disso! (Disse Markus demonstrando indignação) — Walter só fez confirmar quem eram os escolhidos e agora, vocês trabalham para o governo.

— Mas nem todo o projeto foi testado, certo? (Questionou Harry) — E se algo der errado?

— Karen desenvolveu toda a tecnologia. Certamente nada dará errado.

— Bem… (Interrompeu Blaine) — Em relação aos dispositivos de morfagem, a Dr. Karen não consegue ativá-la. Então, tecnicamente algo já está dando errado.

— Isso confere Doutora?

— É, na verdade existe um campo de suprema resistência ao qual não conseguimos acesso. Pelo menos não daqui.

— A que campo se refere?

— A Rede de Morfagem. (Respondeu Blaine) — Segundo os arquivos, a morfagem dos antigos só era possível porque envolta de todo o planeta existia um poderosa energia denominada Rede de morfagem, a qual ativa o processo de morfose. Sendo que nos dias atuais ela está bloqueada por algum motivo.

— Mas e se nós cinco pudéssemos ativá-la? (Teorizou Harry)

—Os planos de Walter estaria em perfeita ordem. (Respondeu Markus) — e certamente poderão proteger o planeta. Mas como farão isso?

— O Templo de Achird. Lumus pode nos levar até lá.

— O templo de Achird lida com poderes grandiosos, não sei se serão capazes de suportar. (Informou Lumus)

— Deixe-me entender o que estão planejando… (Ele respirou) — Então me dizendo que querem fazer parte disso?

— E que escolha temos pai já que essas coisas estão vindo para cá? (Disse Chucky)

— Afinal como você disse, já somos parte disso! (Concluiu Hanna)

 

PARTE 3 - P.D.V. HANNA

 

    Uma semana se passou e não havíamos partido atrás do templo de Achird. O tempo essa manhã está esquisito.

    — Pensei que a previsão disse que teríamos um dia ensolarado? (Perguntei para minha colega de quarto)

— Mas disseram. (Frankie respondeu) — Mas não podem acertar tudo!

— Estranho… (Disse enquanto olhava pela janela)... — Tempestade?

— Deixa eu ver! (Frankie foi até a janela)

 

Fomos surpreendidas por Chucky batendo na porta e adentrando.

— Meninas… (Falava ele afobado) — Está acontecendo!

 

Saímos correndo até a Torre.

— Que bom que estão aqui! (Disse Lumus)

— Segundo a NASA o objeto Atingiu a atmosfera cerca de três minutos atrás. Só que por causa da  interferência climática não conseguiram interceptá-lo em tempo. (Disse Blaine explicando a situação)

Para nossa desesperada surpresa, Walter entra na Torre.

— Preciso que vocês quatro vão até lá e destruam aquela coisa. (Ordenou ele excluindo Blaine) — não temos muito tempo!

— Senhor, as armas ainda não estão prontas!

— Como assim, não estão prontas Doutora Washington?

— Não conseguimos ativá-las. A rede de morfagem ainda se encontra bloqueada!

— Está esperando o quê para desbloqueá-la?

— Não podemos sem antes descobrir o que a está bloqueando?

— Lumus nos guiará para o Templo de Achird. Lá encontraremos mais respostas. (Explicou Harry)

— Tem certeza que irá funcionar?

— Não temos Senhor, mas se há uma chance será lá!

— Okay, mantenha Karen e Blaine informados a todo momento. Enviaremos tropas para a cidade para que tomem as medidas cabíveis...

— Senhor… (Blaine o interrompeu) — Acho mais viável que eu vá com eles. Se estivermos certos, os poderes funcionarão em união, se o grupo estiver incompleto pode não funcionar.

— Certo, mesmo não concordando vou autorizar a saída de Lumus para que os levem o mais rápido para o Templo e que tudo dê certo.

 

Mesmo não aceitando o fato que walter nos ache dispensáveis menos o Blaine, seguimos para o hangar para pegarmos o jato.

 

PARTE 4 - P.D.V. CHUCKY

 

    Depois que partimos da base, chegamos em uma espécie de deserto. Não sabia ao certo onde estávamos. Mas durante a viagem ouvimos no noticiário de toda a população havia sido alertada e que estava em pânico.

 

“— Pessoal, segundo minhas leituras, vocês ainda estão em Geórgia. Porém não detectei nenhuma força ou campo proveniente das jóias. Me mantenha informada. E Blaine, não desgruda dessa maleta. Vocês vão precisar!”

 

    Ao sairmos do jato, percebemos que o tempo ainda está tempestuoso e que o vento era cortante.

 

— Lumus, o quê temos que fazer agora? (Perguntou Harry tentando não engolir areia)

— Já estamos nele! (Respondeu Lumus)

— Mas não vejo nada! (Ressaltou Frankie)

— Está aqui bem abaixo de nós!

 

Como todos olhando para baixo, Hanna questiona:

— E como espera que entremos?

— As jóias são como chaves, o posicionamento correto irá fazer com que o tempo se erga. Estão vendo os círculos, Terão que achar quem pertence a tal círculo. (Ele gritava um pouco por causa da ventania)

— Okay Lumus! (Disse Harry) — Vamos lá pessoal!

 

Cada um ficou sobre um círculo, mas cerca de meio minuto depois nada aconteceu.

— O que há de errado? (Perguntou Frankie)

— Talvez nossas escolhas. (Respondeu Blaine)

— Tentem novamente, sinta a energia e a siga! (Lumus nos orientava)

 

Frankie começou a andar em volta de todos os círculos até que o de onde Hanna está se acendeu em uma luz rosa.

— Vejam pessoal achei o meu!

— Muita bem Frankie. Pessoal, troquem de posição!

 

Assim, todos começaram a trocar suas posições e ao se acenderem todos os círculos, o solo começou a tremer e grandes colunas se erguiam.


 

Ao se erguer por total, todos saímos de perto para não nos ferirmos. O solo deixava de ser arenoso e dava lugar a um grande gamada cheio flores e plantas.

 

— O que está acontecendo? (perguntou Blaine)

— É impressão minha ou essa coisa parece um robô gigante? (Reparou Hanna)

— O poder que vem do Templo é repleto de mistérios, capaz até mesmo que restaurar toda vida ao seu redor.

— Vejam tem uma entrada. Vamos!

 

Todos nós começamos a seguir Harry. No início tudo estava em escuridão. Para nossa surpresa uma porta se abriu e tudo passou a ser visto de forma clara.

 

“— Pessoal, pessoal respondam! (Mais uma mensagem de Karen) — Reportar situação. Fizemos uma varredura em torno da esfera. Descobri que ela não deixa a luz do sol penetrar seu interior. A população já está sendo evacuada. Mas receio que ao anoitecer a invasão comece. Segundos dados passados por Lumus, a estrutura corporal dos Absorvianos não suporta a atmosfera terrestre, forçando-os a procurar um hospedeiro”

 

— Sim doutora entendemos. Acabamos de localizar o templo e estamos entrando nele. Tentaremos ser rápidos. (Respondi a doutora)

 

“— Sim Chucky, preciso desligar.”

 

— Blaine, será que nossa família está segura? (Frankie perguntou a ele)

— Espero que sim. (Respondeu) Segundo a doutora, a cidade está sendo evacuada. Eles devem estão a caminho.

 

— Meus caros, chegamos! (Lumus se pronunciou) — Atrás dessa passagem está o mais grandioso poder que já conheceram em todo vida. Com o passar do tempo Zordon criou e protegeu esse incrível poder por todo universo. Diferente do primeiro poder a qual os antigos rangers tiveram, o poder Ethar como extrema capacidade de transparecer tudo o que somos, é capaz de gerar vidas na mais profunda escuridão do universo. Assim como a lagarta se torna borboleta, sua vida se torna curta. Seus poderes talvez não sejam eternos, por isso o conselho de vos dou é fazer bom uso e proteger aqueles que necessitarem. (Ele respirou) — Como um antigo amigo meu dizia aos seus guerreiros: QUE O PODER OS PROTEJA!

 

PARTE 5 - P.D.V. HARRY

 

    Lumus nos deixou na entrada. Seguimos um ao lado do outro pela entrada que se abriu com nossa presença. A beleza do lugar era grandiosa. Parecia com o interior de uma caverna, mas dessa vez, com cristais e adentrando grandes aparatos tecnológicos. Paramos ao chegar diante de cinco pilares principais, um com cada cor representados por chamas.

    Conforme ficávamos de frente ao nosso respectivo pilar, uma sombra sendo iluminada na nossa frente principiou a falar:

 

“— Olá, jovens guerreiros, meu nome é Achird. Vocês encontraram o meu templo, minha morada. Se estão aqui é porque as jóias os escolheram, e se elas os escolheram certamente a Terra está em imenso perigo. Há muito tempo, eu e mais um grupo de amigos, encontramos as jóias vitais. De alguma forma fui trazido para esse local, onde conheci Zordon e Alpha. Fui instruído ao que deveria fazer. Muito tempo depois o fruto do amor entre Pryus e Rudy trouxe as jóias para cá. Antigos seres absorsores vieram então para este planeta, mas as jóias os impediram. O templo voltou a se enterrar. Entre vocês deve ter aquele que será o líder, o nobre, a corajosa, assim como a graciosa e o fiel, e também o inteligente. Essas características vindo desse poder, Ethar, é essencial para a estabilidade de cada nação em qualquer lugar nesse universo.”

 

— Achird, sou Harry. Precisamos saber como reativar a rede de morfagem?

 

“— Grande Harry, a rede de morfagem nunca foi desativada. Acontece que ela responde ao poder do bem vindo da força vital de Zordon. Depois de sua morte, esse poder se espalhou por todo universo dando origem a novos poderes. As jóias contém apenas poderes superficiais. A real chama desse poder estão nos pilares de jade, apenas esperando que vocês os encontrasse.”

 

— É, com licença! (Interrompeu Hanna) — Como podemos ser os escolhidos se nunca foi de nossa vontade salvar o mundo?

 

“— Minha jovem, a essa altura, levando em consideração os trajes que usam, certamente já passaram por treinamento. Como você toparia ser treinada se não quisesse salvar seu lar? O poder que está dentro de cada um de vocês nesse momento, vai se adaptando à medida que evoluem, logo não se sentirão com esse sentimento de recusa. Não há tempo para espera. Porém, é uma decisão que precisa vir de dentro de cada um de vocês. Se quiserem poderei remover o poder de vocês, mas se toparem, somente a morte poderá fazer isso! Quando estiverem pronto, estarei aqui assim como as chamas!”

 

    Depois que Achird ficou em silêncio, nos sentamos por ali mesmo e pensávamos sobre o assunto.

 

    — Pessoal, precisamos resolver logo isso. Não temos tanto tempo! (Apressou Frankie)

    — Frankie tem razão. Olhem, não pôr pressão, mas se nos escolheram sabem que podemos fazer isso! (Continuou Blaine)

    — Não precisa ser a gente. Ele mesmo disse, se quisermos pode tirar o poder!

    — Não Hanna, ele não pode … (Me pronunciei após pensar)... — Você é a mais corajosa aqui, não me admiro o que esteja falando. (Ela abaixou a cabeça) — Nós estamos aqui, treinamos pesados e aturamos o que tivemos que aturar. Não vamos desistir. Vamos salvar o planeta!

 

    Começamos então a andar em direção a Achird.

 

    “— Então meus jovens, a qual decisão chegaram?”

 

    — Vamos salvar o mundo!

 

    “— Sábia decisão a de vocês. Posicione-se em frente a cada pilar para que o poder seja liberado”

 

    Ao fazermos isso, as chamas se intensificaram e uma grande quantidade de energia nos atingia.

 

— Cara que sensação estranha! (Disse Chucky)

— Me sinto mais forte! (Blaine)

— Certo pessoal vamos lá! (Continuei)

 

    “— Agora serão os novos Power Rangers, e a Terra defenderão. Boa Sorte, e que o Poder os proteja!”

    Assim Achird desapareceu.

 

    “— Pessoal … (Chamava a voz de Karen nos comunicadores)”

“— Diga doutora, estamos ouvindo!”

“— Anoiteceu, a esfera está se abrindo e naves estão seguindo em direção ao zoológico da cidade. Algo não vai acabar bem. Como vão as coisas por aí?”

“— Estamos a caminho doutora!”

“— Karen, tente acessar a rede agora!”

“— Certo Blaine, vou tentar!”

 

— Blaine, o zoológico, eles vão usar os animais para se adaptarem! (Disse Frankie)

— Okay pessoal precisamos ir!

 

Nos posicionamos um ao lado do outro, e novamente aquele feixe de luz vibrava pelo nosso corpo e nos teletransportava dali.

 

Quando chegamos na cidade, nos deparamos com boa parte das ruas destruídas.

 

— O que houve aqui? (Perguntou Hanna)

— Não sei mana, mas boa coisa não é!

 

Quando olhamos para frente, na saída do zoológico, vimos grandes criaturas com forma de ursos e macacos, assim como lobos e felinos vindo calmante contra nós!

 

— Parados.. (Gritei) ..— Não irão a lugar algum!

— Ora ora, o que temos aqui? (Vinha de uma voz no fim do grupo. Era uma espécie de aranha mutante) — Pensam que irão conseguir nos impedir?

 

— Cara, ela fala? Como assim a aranha fala? (Ironizou Chucky)

— Tolos, somos muito mais inteligentes do que pensam. Queremos as jóias e deixaremos esse belo planeta em paz para você destruírem.

 

“— Pessoal, consegui acessar a rede, estão carregados, só ativar!” (Disse a doutora).

 

— Já disse, que não irão a lugar algum!

 

Blaine se abaixou e pegou a maleta.

— Tome pessoal, são os morfadores. Vão apertar o botão central e uma explosão de energia deve nos morfar.

 

— Lacaios, peguem eles!

 

Os monstros corriam em nossa direção.

 

— Pessoal, estão pronto?

— Sim! (Responderam todos)

 

— Hora de morfar! (Dizíamos em sincronismo)


 

Assim como Blaine disse uma explosão de energia percorria nosso corpo e a mudança ocorria. A explosão derrubou os monstros!

 

— Nash Ranger, azul!

— Cursa Ranger, rosa!

— Zaurak Ranger, verde!

— Electra Ranger, amarela!

— Keid Ranger, Vermelho!

 

— Juntos nós somos… (Disse em primeiro) — Power Ranger Lost Stars (Continuamos a frase juntos)

 

— Power Rangers? Que ridículos! Ataquem!

 

As criaturas voltaram para nos atacar, e começamos a lutar.

 

— Cuidado, eles têm presas forte! (Chucky dizia depois de quase ser mordido)

— Vem Frankie, vamos lutar juntas! (Hanna diz)

— Certo Hanna. (Acertavam golpes nas criaturas)

 

Eu por minha vez, corro atrás dos felinos e tento impedir que avancem.

 

— Cara, estou me sentindo o homem de ferro. Podemos voar, doutora?

“— Não Chucky, você não pode!”

 

— Karen, as roupas são demais. Mas não tem algo que posso usar para aumentar meu poder? Não fui treinado como os outros!

“— Não se preocupe Blaine, tem sim. Acionem as armas e verá!”

 

— Legal! (Blaine acionou o botão) — Canhão Nash!

Blaine dispara seu canhão, errando os alvos, deixando com que os monstros venham em cima dele.

 

— Parem aí, Sabres Keid! (Atingi os monstros impedindo que ferisse Blaine).

— Valeu Harry (Diz ele meio abalado).

— Disponha companheiro. (Voltei para a luta)

 

— Cursa Arco disparar! (Frankie atinge uma boa quantidade deles)

— Eletronadores! Uhuhh! (Hanna dispara sua arma)

 

— Vamos ver o que faça. Marreta Zaurak, Rah! (Chucky bate com a marreta no chão, derrubando o restante)

 

— Malditos, eu voltarei! (A aranha monstruosa sobe em uma nave menor e volta para a esfera.

 

— Para onde ela está indo?

— Não sei Frankie!

— Ela está voltando para a esfera! Vamos!

 

— Esperem, … Vamos unir as armas!

— Unir as armas? (Perguntei)

— É, li nos arquivos que poderíamos uní-las aumentando o poder do disparo!

 

— Certo! (Começamos a conectar as armas)

 

— DETONADOR ETHAR MAX, DISPARAR! (Miramos na esfera. Mas nem mesma tamanha energia foi o suficiente para arranhar a esfera)

 

— Droga! (Gritou Hanna) — Não podemos deixar que escapem!

— Calma. Vejam, a esfera está subindo. Está partindo! Vencemos!

 

— Uhu! (Comemoramos)

— Voltem mesmo de onde vieram! (Gritavam Frankie)

— Ainda bem que retiraram as pessoas, senão do jeito que sou, elas acabariam mortas! (Disse Blaine)

— Ah Blaine, não diz isso! Todo mundo consegue aprender, e você é inteligente… Vai se sair bem! (Disse Frankie o consolando)

 

Voltamos para a base, ainda em clima de comemoração.

 

— Viu doutora? Mandamos os aliens de volta pra casinha deles! (Disse Chucky)

— Não comemoraria antecipadamente Chucky. Segundo uma informação que acabamos de receber da NASA, a esfera ainda está dentro da atmosfera da Terra. Talvez estejam camuflando. Mas a guerra ainda não foi vencida.

Paramos de comemorar na mesma hora e ficamos abalados.

Na manhã seguinte enquanto tomava meu café da manhã na casa da minha irmã, aumentei a tv ao ver o Major Walter no noticiário.

 

“— Senhoras e senhores, as forças armadas está fazendo tudo ao seu alcance para manter o estado seguro. Ao que sabemos todo o mundo pode estar em grande perigo, mas por hora, não há o que temer, os acessos para suas residências serão autorizados, e não se preocupem, temos os Power Rangers!”

 

— Power Rangers? Quem são eles? (Perguntou Alexandra)

— Não sei. Não podem deixar que as pessoas voltem, vão ter mais ataques!

— E como você sabe disso Harry?

— Alexandra, é uma invasão alienígena, as pessoas não podem ficar andando por aí só porque tem quem as defenda! Isso tá errado muito errado!

 

“— Agora vamos com nossa repórter Rachel Samarin direto do zoológico.”

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...