História Cinema - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Skrillex
Personagens Sonny John Moore (Skrillex)
Tags Ansel Elgort, Dillon Francis, Diplo, Getter, Marshmello, Martin Garrix, Mija, Owsla, Slushii
Exibições 47
Palavras 1.119
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um Capítulo!
Não sei o que falar, espero que gostem.

Capítulo 4 - Capítulo Três:


Fanfic / Fanfiction Cinema - Capítulo 4 - Capítulo Três:

 

   -Você está bem Sam?

   -Sim mamãe, estou ótima.

   -Você sabe que Los Angeles é perigosa não é Samantha. Se cuide ok?

   -Meu Deus Grethe eu sei, e alias provavelmente o Sonny anda com caras armados. –respondo para tranqüilizá-la.

   -Seu irmão faz isso Samantha Ryan Elgort? –É, acho que minha tática não deu certo.

    -Poxa mãe, confia em mim. Que coisa!

    -Taaaa. Eu confio, mas eu estou preocupada.

    -Eu sei, pode deixar. Aliás, eu já tenho vinte e dois anos.

    -Bom, sim. Mudando de assunto. Você conseguiu! –ela fala empolgada. –Conheceu ele, o cara que tem o rosto pendurado em todo o seu quarto. Espero que ele goste de você mais do que como uma simples amiga. –ela fala alegremente.

  Fico vermelha mesmo sem ter ninguém que eu conheço ao redor. Bem, não que ela dizer algo como isso fosse raro, nada de diferente para a minha mãe adotiva, aquela que nos envergonhou na comemoração do Oscar porque não conhecia o BRUCE WILLIS!

   -Manheeeeeeeeeee! Para com isso. Eu não acho que isso vá acontecer.

   -Por que não? Você é linda Sam.

   -Eu sei. Mas eu tenho certeza que isso é estritamente profissional. Poxa vai ser o meu primeiro trabalho depois da faculdade. Um trabalho que vai impulsionar minha carreira.

   -Você está certa, mas eu também posso estar, pensa nisso. –minha mãe fala.

   -Eu preciso desligar. Falo com você amanhã.

   -Mande meus comprimentos ao meu futuro genro. –ela diz séria.

   -Grethe Barret Holby!!! –grito e ela ri.

   -Eu adoro te incomodar. Tchau Princesa.

   -Tchau mamãe.

...

  Desembarco do avião apressada e corro para a área das bagagens. Minha amiga me espera ao lado da esteira de braços abertos.

  Allie é a minha amiga mais antiga, atualmente ela trabalha como modelo e é noiva de um também modelo, ou seja, ela é rica. Ela tem cabelos pretos e curtos, olhos castanhos e uma cara de garota Tumblr que às vezes chega me dar nojo.

  Corro para ela e a abraço forte. Faziam quase dois meses que nós não nos víamos.

   -Migaaa!!! –exclama, e me solta.

   -Oie! –respondo. –Há quanto tempo!

   -Pois é sumida, resolveu me dar um perdido? Desculpa não ter ido à sua formatura.

   -Veja, foi você quem me deu o perdido, mas tudo bem, eu sei o quanto a sua agenda é lotada. Obrigado pelo convite.

   -Você é uma das melhores fotografas que eu já conheci, é claro que eu ia te chamar.

  Pego minhas malas e a mochila e me dirijo com ela até o lado de fora. Entramos em sua Lamborghini e ela começa a dirigir.

   -E aí? Como anda a vida? –pergunto.

   -Ótima! –fala alegremente. –Os pais dele finalmente nos aceitaram e agora tudo está na perfeita paz naquela família. E você?

   -Eu estou bem. Depois que eu me formei fiquei dois dias de folga e agora eu acho que arranjei um emprego.

   -Com quem? –pergunta curiosa.

   -Você não vai acreditar. –digo mordendo os lábios.

   -Quem Sam? –insiste.

   -Skrillex. –falo alto.

   -O que? MEU DEUS SAM!!! Isso é incrível!

   -É sim. Você sabe o quanto tempo eu fiquei esperando para conhecê-lo? Quantas aulas eu matei para ver os shows dele? E do nada isso? Foi incrível.

   -Sim! Eu vi sua foto de perfil, como vocês se conheceram?

   -Naquela corrida em Cingapura que eu fui com Ans.

   -Uau! –exclama.

  Balanço a cabeça afirmativamente e o meu telefone toca. Número desconhecido, mas eu já imagino quem é. 

    *Ligaçao On*

   -Alô? –falo e espero a resposta.

   -Samantha? Oi, aqui é o Sonny.

   -Oie! –exclamo. –O que foi?

   -Você já está em LA?

   -Sim, estou chegando à casa da minha amiga.

   -Você tem a tarde livre? Tipo, pra vir conversar sobre o trabalho?

   -Claro, minha seção com ela começa amanha. Você me passa o endereço da gravadora?

  Ele me manda uma mensagem na qual eu salvo o seu contato.

   -Até depois Sam.

   -Até Sonny.

   * Ligaçao Off*

 

   -Quem era? –Allie pergunta curiosa.

   -Sonny. –ela abre a boca em formato de O. –Eu tenho que passar na gravadora dele para conversar sobre o trabalho.

  Ela me olha de cima a baixo com cara de nojo. Sem entender olho para o meu corpo. Ahh, claro.

  Para Allie, a linda modelo rica e famosa aparência é tudo, e é isso que nos faz brigar. Tecnicamente eu só me visto bem quando eu vou a um evento, show, ou algo importante. Mas como eu sei que hoje eu não veria ninguém coloquei apenas uma legging e minha blusinha do Batman.

   -Me diga que existem roupas lindas na sua mala. Por favor.

   -O que você acha? É claro que sim, eu só coloquei essa roupa porque eu ia ficar seis horas dentro de um avião.

...

  Trabalho? Como eu fui tão inocente?

  Depois de eu chegar na Owsla, Sonny me arrastou para a praça junto com Alvin Risk e Getter.

  Obviamente eu dei uma pequena surtada ao conhecer o Getter, porque, além de fã do Sonny, eu sou fã de EDM, e conseqüentemente, louca pelo Getter.

  Sento-me em um banco na praça vendo Sonny arrasar no skate e os outros dois conversarem alegremente. Depois de um tempo Sonny desiste das manobras e se senta ao meu lado.

   -Está se divertindo? –pergunta.

   -Pra caramba. –respondo e olho pra ele.

  Sonny respira pesado e está todo molhado de suor. 

    -Que bom.

    -Você parece um pouco cansado. –falo brincando.

    -Só um pouco. –ele olha pro meu sorvete.

    -Quer um? –pergunto.

    -Eu não trouxe dinheiro.

    -E quem disse que você vai pagar?

  Levanto-me e vou até a barraquinha de sorvete no outro lado da pracinha. Sonny para ao meu lado e sem discutir pede um sorvete de creme.

   -Você fica tão sexy com um sorvete. –falo rindo e tiro uma foto dele.

   -Eu sei. –fala sorrindo.

  Nós chamamos os garotos e juntos vamos andando até a gravadora novamente. Sonny passa o braço ao redor do meu ombro, se escorando em mim.

  Tento pegar um pouco de sorvete dele, mas ele o puxa bem na hora, me suja de sorvete por toda a cara e sai correndo.

   -Sonny John Moore! –grito e saio correndo atrás dele.

  Vejo que ele entra na gravadora, e vou atrás dele. Sonny sobe as escadas, indo até um estúdio no final do corredor. Entro atrás dele, e morrendo de rir prendendo ele contra a parede.

  Mas, por incrível que pareça, ou não, Sonny é forte para caralho, e inverte a situação. Paro de rir ao ver a intensidade no olhar dele. Nossos lábios se encontram a centímetros de distância.

  Contemplo o que pode ser um beijo quando alguém bate na porta.

  Ele se afasta de mim e eu vejo Alvin na porta.

   -Charmaine está aqui. –fala.

   -Ok. –Sonny responde e sai andando sem olhar pra trás. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...