História Pra sempre com você! ∞ - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana, Personagens Originais
Exibições 48
Palavras 1.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello, primeira fic. Primeira história, primeira vida... 💙 Boa leitura. 📖

Capítulo 1 - Como nunca vi isso!?


• Malu Narrando

Acordei super cedo, não era novidade. Entrei em meu celular e comecei a ver algumas fotos, de meninos super lindos... Por que não aparece um bendito ser assim? Tá difícil senhor!

Desligo o mesmo e sigo em direção a suíte, tomo um banho não muito rápido já que sou uma pessoa muito lerda! Logo me seco, coloco uma calça jeans clara, um cropped branco com preto e um tênis da Adidas.

Seco meu cabelo, deixando ele assim mesmo. Passo uma maquiagem não muito exagerada, não é de menos que a escola proíbe uso excesso de maquiagem! Que desnecessário...

Pego minhas coisas e vou tomar café, aonde parece Marizete, a empregada da casa. Ela era uma boa empregada, mais super quieta! Tomo o mesmo e saio dali, término de me arrumar e vou para a escola com meu pai que como sempre não vai vir almoçar comigo!

Malu: Pai, poxa!

Breno: Filha, poupe-me tenho coisas importantes será que não entendeu ainda?

Malu: Claro que entendi! Também entendi que eu não entro na sua lista de coisas importantes... — Digo isso e bato a porta do carro, e indo em direção a porta.

Abro a mesma e algumas pessoas dão espaço para eu entrar. Não digo que seja chato é super legal! Vou até a rodinha de minhas 'amigas'.

Malu: Qual é o babado de hoje?

Eduarda: Você não sabe, Malu... Um menino novo irá entrar em nossa sala!

Malu: Bonito ou feio?

Micaela: Eis a questão!

Nicole: Tomara que seja bonito, não aguentamos mais esses nerds...

Malu: Que exagero em Nicole? Eles são fofinhos e passam respostas! 

Nicole: Única coisa que presta neles é isso!

Maria: Oi gente, já encontraram o tal garoto novo?

Malu: Não e você?

Maria: Queria achá-lo. Ele será meu dessa vez...

E como sempre ficaram brigando para quem iria ficar com o guri! De repente um garoto de cabeça baixa, que não reconheço entra e conversa com uns garotos... Droga não era ele!

Logo entrou um lindo garoto, olhos castanhos claros, cabelo castanho escuro, alto e com um corpo todo definido. E elas foram se jogar para cima dele.

Deixei eles para ela, nunca vi aquele garoto. Ele era tão quieto, vejo ele e ele me encara mais logo se vira... Da onde ele apareceu?

Logo tocou o sinal fomos para a sala, me sentei na penúltima cadeira como sempre. E o menino sentava lá na frente! Nicole se sentava atrás de mim...

Nicole: Oque deu em você?

Malu: Por que?

Nicole: Olha que gostoso! Você nem foi se apresentar...

Malu: Não estou com cabeça para isso Nicole! Aliás ele nem é tão bonito assim. — Minto para ela me deixar quieta, mais não deu muito certo.

Nicole: Que!? Está doida!? Só pode. Quando entra um gostoso assim você reclama, Maria! Oque deu em você?

Malu: Nada só que não gostei dele. Simples...

Professora: Quietas aí atrás, Nicole e Maria Luíza...

Paramos de conversar, como a escrever as coisas que era passado no quadro. Pego alguns post it, escrevo algumas coisas e mando para a Nicole. Que logo em responde!

Conversamos por ali mesmo, comecei a fazer o exercício. Devem pensar como sou popular sendo tão esperta? Quem disse que pra ser popular tem que ser burra? 

Professora: Por favor, quero todos da fila do Henrique aqui!

 E assim foi indo fila por fila, até chegar na nossa. Ela pegou meu caderno e deu 'visto'. Qual a necessidade? Nicole levou uma bronca!

Vejo uma borracha no chão, quando vou ajuntar a mesma dou de cara com o tal garoto. Consigo ver sua fase era tão impecável, sem espinhas, apenas um rostinho um pouco triste. Ele logo tampou seu rosto e dei a borracha para ele.

Garoto: Obrigado... — Disse quase sussurrando.

Aquela voz me fez dar um arrepio por todo meu corpo, oque ele está fazendo comigo?

Nicole: Está com frio, Malu?

Malu: Não, não...

Nicole: Está toda arrepiada estão por que?

Malu: Dá isso as vezes é doidão... — Risos.

Logo foi para a próxima aula, era em grupo então fomos nossa 'turminha girls'. Fomos lá para as mesas de fora, começamos a tentar fazer o teatro! Ajudei a Nicole no cenário, a Micaela e a Maria ficaram na história. E a Eduarda ficou no figurino.

A Duda precisava de uma ajudinha, então fui até ela e a ajudei... Era meio que uma diretora.

Micaela: Como acha que está ficando?

Malu: Está ótima, parabéns meninas!

Quando todas terminaram suas coisas, elas apenas nos ajudaram nos últimos retoques! Sim conseguimos em uma aula a fazer essas coisas.

Todos nós nos reunimos e fomos discutir a história, mudamos alguns detalhes. Depois de alguns 'detalhes' mudados, fomos treinar. Era só para rir, eu era rainha...

Guardamos as coisas tinha acabado a aula, colocamos tudo no canto. Saímos da sala para ir a Educação Física... Não curtia muito, apenas jogamos Vôlei. — E sério não foi nada legal... —

Fomos para o intervalo, ficamos falando de coisas diversas até que o tal garoto novo aparece.

Garoto: Desculpe meninas incomodar vocês, mais fiquei curioso...

Maria: No quê? — Ela diz toda boba.

Garoto: Qual é o nome seu. — Ele apontou para mim.

Malu: Para que quer saber?

Garoto: Quero conhecer pessoas novas!

Malu: Você não é tão burro assim, é só pensar que acha meu nome...

Nicole: Maria!

Garoto: Ok, Maria... — Ele riu. Então meu nome é Guilherme. 

Ele começou com uma história patética de sua antiga escola, e as bestas todas arreganhadas. Apenas me afastei!

Guilherme: Oque foi, Maria?

Malu: Não interessa! — Saio dali sem explicações.

Garoto abusado e as idiotas acreditam ainda, ele não presta! Sou igual mãe, sei exatamente quem são os perigosos e quem não acredita depois vem dizer que eu tinha acertado.

Queria ficar sozinha, bem longe daquele perfume importado horrível! Fui para a biblioteca, seria o único lugar "calmo" nesse "hospício".

Vejo o garoto da sala, vou até ele mais antes pego um livro...

Malu: Posso me sentar aqui?

Garoto: Claro! — Ele ao menos levanta a cabeça para me ver.

Malu: Então, qual seu nome? — Quebro aquele silêncio.

Garoto: Luan... 

Malu: Prazer, já desse saber meu nome.

Luan: Sim, sim... Maria né?

Malu: Isso. — Rio. É tão quieto!

Luan: Gosto de ser quieto.

Malu: Que bom. Posso te fazer uma pergunta?

Luan: Pode!

Malu: Por que está triste?

Luan: Você já leu esse livro ele é ótimo?! Bem tenho que ir... — Ele saiu como um vulto da biblioteca.

Vejo que ele deixou, uma foto cair. Pego a mesma aonde estava 4 pessoas, deveria ser ele, seus pais e mais alguém não? Ele era pequeno, ou será que é da família? 

Pego a mesma e deixo dentro do livro. Saio dali e dou de cara com as garotas conversando com o Guilherme.

Procuro o Luan, vejo ele saindo do banheiro. Vou até ele...

Malu: Luan, deixou cair isso! — Tiro a foto do livro e o entrego; ele olha a mesma e sorri.

Luan: Obrigado! E desculpe por ter saído daquele jeito.

Malu: Tudo bem, tem seus motivos... — Sorrio.

Luan: Mais então, tenho que ir. Até!

Malu: Até! — Ele sorri sem jeito.

Quando estava saindo, esbarro no Guilherme.

Guilherme: Não é bom se misturar com aquela laia.

Malu: Quem é você para dizer alguma coisa? Agora me larga! — Digo fria.

Saio dali aos nervos, por que ele tem que se meter em minha vida!? Que saco! Estava feliz mais com a chegada desse idiota tudo mudou... 

Eduarda: Finalmente achamos você!

Malu: Não quero falar com ninguém.

Nicole: Oque foi?

Malu: Nada!

Guilherme: Sou eu, não?

Maria: Imagina Gui, a Malu é assim mesmo...

Malu: Se sabe por que pergunta em?

Guilherme: Não entendo. Oque eu fiz? Apenas dei um aviso, melhor segui-lo!

Malu: Quem você acha que é!? Você não tem o direito de falar com quem devo falar, conversar então fique quieto quando não é chamado. — Saio dali bufando.

Chego perto da saída, minha vontade é de sair mais não dá! Fomos para a sala de aula... Logo se passar os infernos de aulas.

Luan: Maria?

Malu: Sim?

Luan: Sobre o trabalho, tem como ser na sua casa?

Malu: Tudo bem então! — Entrego o endereço. Até! — Beijo sua bochecha que logo em seguinte fica corada.

Luan: A-até! — Ele sorri envergonhado e abaixa a cabeça.




Notas Finais


Até o próximo capítulo, beijo, beijo meus tridents. 🎶🎙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...