História Pra sempre sua (Imagine Suga) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine, Min Yoongi, Suga
Visualizações 140
Palavras 1.044
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - 12


2 meses depois.

- Como esta nossa bebê? – Yoongi perguntava por chamada de vídeo.

Ele ainda estava todo bobo por descobrir que seria uma menina, infelizmente ele não pôde ir ver o ultrassom, mas meu irmão não perdeu tempo em ligar para ele por vídeo-chamada para que mesmo que indiretamente ele estivesse lá.

- Ela está bem, saudável e forte. – “eu que estou fraca...” pensei.

- Aconteceu alguma coisa? – Ele percebeu meu rosto abatido.

- Não, não é nada, só estou ansiosa. – Disse fingindo um sorriso.

- Você esta escondendo alguma coisa de mim. – ele disse e suspirou. – Por favor, não minta pra mim, porque ainda está no hospital? Aconteceu alguma coisa, ou você ficou sabendo de algo?

Apenas balancei a cabeça positivamente. E as lágrimas caíram sem que eu deixasse.

- Nós corremos perigo... – disse em meio às lágrimas.

Deixei meu celular escorregar da minha mão e só o ouvi dizer:

- Eu tô indo prai! – e a ligação acabou.

E mais uma vez eu estava chorando, eu sabia que algo ruim iria acontecer e quando a médica detectou os sintomas e me disse o que estava me fazendo ficar tão fraca entrei em desespero.

Minha gravidez já estava enquadrada em risco pr eu ser nova, minha obstetra do Brasil já havia explicado que eu tinha um caso, não tão raro assim, de “útero infantil” foi como ela chamou, não é o nome certo pra isso, mas foi como ela conseguiu me explicar...

Meu corpo não tinha se desenvolvido 100% ainda, mesmo com meus 19 anos, o que é incomum, já que a maioria das mulheres já têm seus órgãos reprodutores desenvolvidos suficiente para aguentar uma gravidez saudável aos 18.

Por isso desde a descoberta eu tomava remédios e vitaminas para me manter saudável e forte pra aguentar o bebê que crescia em mim. E isso já estava normalizando, por assim dizer.

Porem... Porque sempre existe um porém...

Minha obstetra daqui percebeu algo estranho ao fazer meus exames rotineiros...

Um hormônio diferente foi encontrado nos exames e ela me diagnosticou com Pre-eclampsia... só uma das doenças mais perigosas pra uma grávida, pelo simples fato de que... A única cura é o parto.

Mas minha filha talvez não aguentaria nascer agora, 6 meses não é o suficiente pra um bebe estar formado, e essa maldita doença a impede de crescer normalmente.

Eu sei o que vai acontecer...

O mesmo que aconteceu com a minha avó. Ela morreu no parto e meu tio também não resistiu. Eu era só uma criança quando isso aconteceu e por isso deixei as bonecas de lado e parei de brincar de querer ser mãe, por medo de acontecer comigo... e olha só... O destino é cruel as vezes...

(...)

- Hey, ___? – Yoongi me acordou passando as mãos em meus cabelos bagunçados.

Olhei para a janela, ainda estava claro, ou eu havia dormido até o dia seguinte?

- Que horas são? – perguntei sonolenta e com dor de cabeça.

- Já passou das cinco da tarde, você precisa comer alguma coisa, JunHo disse que você não aceitou comer nada o dia inteiro... – ele suspirou e ficou em silêncio.

- Yoongi... – murmurei seu nome e ele me olhou com um olhar triste. JunHo deve ter contado pra ele.

- Vamos, você precisa se alimentar e ser forte... vai dar tudo certo...

“não... não vai...” pensei.

(...)

A maquina que média minha pressão estava me irritando, esse som insuportável de “pi pi pi”... odeio hospitais e ficar internada não era à melhor coisa do mundo.

Yoongi tinha saído mais cedo, pouco antes de eu pegar no sono novamente. Me perguntava se ele havia voltado para Seul...

Olhei para a poltrona do outro lado do quarto e o encontrei, dormia com um embrulho em suas mãos, ele estava todo desajeitado naquela poltrona desconfortável.

Tentei de alguma forma voltar a dormir, mesmo com o som das máquinas me irritando.

No dia seguinte, acordei com uma enfermeira me oferecendo meus remédios diários e meu café da manhã, tomei todos e me sentei na cama encarando Yoongi que agora estava acordado mexendo em seu celular.

- Bom dia. – ele disse com um sorriso doce ao olhar em minha direção.

Assim que a enfermeira saiu do quarto, ele veio até mim e depositou um beijo em minha testa.

- Você não devia ter passado a noite aqui, aquela poltrona é desconfortável e você tem muita coisa pra fazer.

- Cancelei tudo. E não ligo pra onde eu tenha que dormir, mas vou ficar com você sim, não vou te deixar, nunca mais... – ele passou as mãos pelo meu cabelo delicadamente.

Apenas suspirei. Não podia negar que o queria ali comigo. E estava grata por ter ele nesse momento tão difícil.

- Tenho um presente. – ele disse indo ate a poltrona e pegando o embrulho que havia visto noite passada.

Ele me entregou com um sorriso singelo e um olhar doce, abri o embrulho com cuidado e encontrei uma caixinha de joias, mas ela era grande d pra ser uma aliança.

Dentro havia um colar, com 3 corações pequenos em um cordão, em cada coração havia uma letra, Y, (Sua inicial) e S.

- O S, do que é? – perguntei curiosa.

- Você disse que eu poderia escolher o nome do bebê, eu pensei muito e me lembrei de quando éramos jovens, quando dizíamos que íamos fugir e viver juntos, quando planejamos uma vida inteira juntos, quando seus pais estragaram tudo... – ele suspirou. – Eu me lembrei que você havia me dito que amava o nome Sunny, que te lembrava sua avó.

Sorri boba, ele se lembrava disso tudo.

Eram coisas que eu nunca esqueci, mas imaginava que depois de tanto tempo, ele tivesse se esquecido...

- Senhor, você não tem autorização para entrar nesse quarto. – Ouvi alguém falar do lado de fora do quarto.

Meu coração disparou, Yoongi me olhou aflito, nós sabíamos quem era.

- Como não? Ela é minha filha. - a voz familiar que eu não ouvia a anos gritou com o segurança. – Você sabe quem eu sou? Tem noção de com quem está falando?

Tapei os ouvidos.

Não, não podia ser verdade...

É um pesadelo, é só um pesadelo!

Tentava colocar isso em minha cabeça.

Yoongi me abraçou forte.

E a porta se abriu.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^^
É eu sei... Tá pesado... mas quem disse que a vida é um mar de rosas?
Desculpem qualquer erro!
Kissus da Unnie 💋

Outras fanfics que talvez você goste 😉

✏ WHO'S YOUR ARMY? (Já está finalizada)

💬 O que acontece quando 7 garotas passam uma semana com BTS pra um programa do VAPP?
Essa é uma fanfic de comédia, com um toque de ilusão e muita zueira.
https://spiritfanfics.com/historia/whos-your-army-6127874


✏ A TRAINEE

💬 2° temporada da fic acima, mas nessa não terão brincadeiras ou coisas engraçadas, só a realidade de como é ser Trainee em uma empresa coreana.
https://spiritfanfics.com/historia/a-trainee-segunda-temporada-de-wya-9294259


✏ W I N G S

💬 Shippa Yoonseok? 🌚 minha primeira fic yaoi com o meu OTP maravilhoso ❤ baseado no dorama High school love on!
https://spiritfanfics.com/historia/w-i-n-g-s-hiatus-6465488

📝Lista completa das minhas fanfics, imagines e oneshots no meu perfil:
https://spiritfanfics.com/perfil/miny00ngis2

😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...