História Pra te fazer lembrar... - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Drama, Ficção, Magia, Romance
Exibições 14
Palavras 730
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Obrigada por escolherem essa historia
Espero que gostem
Bjus...

Imaginem ela com um barrigão de gravida...
Desculpe, mas não a muitas imagens boas de gravidas

Capítulo 3 - Sussurros no corredor


Fanfic / Fanfiction Pra te fazer lembrar... - Capítulo 3 - Sussurros no corredor

Na manha seguinte, minha mãe me acorda aos berros, dizendo que já esta tar e que vou me atrasar para a escola.

Mas eu acabei de sair de um hospital

Será que ela não escutou as palavras do medico?

Isso me faz lembrar de quando eu era criança...

Levanto e começo a me arrumar, o quarto esta organizado e parece mais aconchegante. Tomo café com minhas irmãs mais nova e meus pais. Quando saio de casa vou direto para estação junto com minha irmã, descendo do trem, sem saber para que lado ir, olhando para os lados perdido, acabo dando um encontram em alguém.

-Me desculpe - Diz uma garota baixinha de cabelos loiros

-Hum... - Resmungo - Não tem problema - Então a olho dos pés a cabeça e vejo que seu uniforme é uma versão feminina do meu, então isso quer dizer que ela é da mesma escola que a minha - Eu estou meio perdido e vejo que estudamos na mesma escola, então voce poderia ir junto comigo? - Pergunto rapidamente, antes que eu desista de falar.

-Hum...claro - Diz ela ficando vermelha

Caminhamos por entre aquele mar de adolescentes, indo na mesma direção e depois se dividindo, deve aver muitas escola nessa região, caminhamos um quarteirão antes de chegar a uma ponte, andando pela passarela, acabo olhando para baixo, aonde corre um rio, é cheio de pedras lá embaixo, e se ouve o chiado da agua batendo contra as pedras.

Não muito tempo depois de passar pela ponte, algumas amigas da garota que esta me ajudando aparecem, elas começam a conversar e brincar entre si, fico aliviado, pois não demos uma única palavra desde a estação de trem.
Passando pelos portões da escola, vejo um enorme prédio, com janelas grandes de vidros, e logo me sinto, de certa forma reconfortado, pelo que, Do He, avia me dito, a escola era a minha segunda casa.

Respiro fundo, aquela manha estava fria, e então caminho para dentro do prédio, pegando um papel que avia dentro da minha mochila, aonde dizia a minha sala, subo as escadas um pouco perdido, mas logo enxergo o numero da minha sala e então entro nela. Ouve uma apresentação de cada aluno, Do He chegou um pouco atrasado, conheci alguns professores, e no final do dia, depois de tentar entrar nos clubs que sobraram, eu acabei ganhando uma caixa de bombons e uma carta de amor de uma garota, e amanha saberei se entrei em algum dos clubes.

Caminhando de volta para casa sozinho lembro do que os medicos falara...

"Você foi realmente forte, Kou, realmente forte"

Bom, posso ter sido forte doutor, mas perder a memoria e só me lembrar de coisas que aconteceram até meus dez anos, não foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida ou foi? Tenho quase, absoluta, certeza de que não. Agora parece que toda a minha adolescência voltou a estaca zero, eu realmente não lembro de nada, e ainda por cima, não tenho mais "nojo" de ficar perto de garotas, isso me confunde.

Principalmente aquela garota...

UMA SEMANA DEPOIS E ALGUNS DIAS DEPOIS...

Era uma terça de manha, estava com Do He comprando pão recheado com creme, eu não consegui comer, pois acordei em cima da hora, comendo no caminho para a escola, conversando sobre alguns videos na intermete. Chegando na porta da sala, começamos a ouvir cochichos, cada vez mais fortes, e então começo a olhar na volta, e quando vejo do que todos falavam, não consigo acreditar e paraliso com a boca cheia de pão com creme

Ela... de... novo...

Aquela garota, daquela noite, daquele dia no hospital, é ela...

Caminhando pelos corredores de cabeça baixa com fones nos ouvidos, ignorando a todos a sua volta e passando por nos...

-Ela voltou? - Diz Do He ao meu lado

-Voltou? - Pergunto sem entender me virando para ele

-Hum...sim, ela estudava na nossa escola, mas após alguns boatos sobre ela, ela simplesmente sumiu - Diz ele me olhando

-Hum... - Digo me virando para onde ela estava passando, mas quando olho ela não esta mais lá, olho atento, procurando por ela, mas não consigo acha-la

-O que voce esta procurando? - Pergunta Do He de repente

-Hã... nada - Digo a ele

-Bem vamos - Diz ele me puxando para dentro da sala de aula

E eu pensando que nunca mais iria vela


Notas Finais


Obrigado por lerem
Desculpe por quais quer erros de português
Espero que tenham gostando
Deixe seu comentário para saber o que voce achou
Compartilhem com seus amigos
;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...