História Pra você guardei o amor - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Hopega, Jikook, Namjin, Yoonseok
Exibições 96
Palavras 601
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabble, Famí­lia, Fluffy, Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI! Perdão pelo atraso, eu estive com alguns problemas e daí deu no que deu.
Amo vocês, tenham todos uma boa leita <3

Capítulo 4 - Beijos são nojentos;


— Eu não quero mais saber, para mim não tem mais nada entre a gente!

A garota de cabelos encaracolados e olhos esverdeados de ascendência espanhola, disse de maneira rude assim que levantou as pressas, afastando-se do seu melhor amigo e namorado  de algumas horas atrás. Yoongi, por sua vez, permanecia com os olhinhos castanhos e sonolentos arregalados enquanto observava a menina marchar para longe de si na caixa de areia.

O menino não entendia nada. Não entendia a irritação da mesma, não compreendia o término do namorico que durou apenas algumas horas – desde o dia anterior, para ser mais exato – e o motivo de toda aquela discussão.

Min maneou a cabeça negativamente por alguns instantes, suspirando com a sua cabeça cheia e aparentemente cansada de entender alguma coisa que tivesse a ver com mulheres. Era tão confuso, não sabia como seu pai conseguia lidar com a sua mãe todo santo dia, fazendo um drama diferente a cada manhã. Ou não.

— O que aconteceu? — Hoseok, curioso como sempre fora, aproximou-se do melhor amigo assim que viu todo o ocorrido.

O castanho sentou-se em frente ao outro, que parecia concentrado montando um castelo que logo desabava por conta da areia pouco adequada do pátio da escola.

— Eu não entendo as mulheres, Seokie — disse com um bico nos lábios, abandonando a brincadeira.

Jung riu, passando a fazer o castelinho que o mais velho não conseguia. Assim que ele parecia prestes a desmoronar mais uma vez, Yoongi juntou-se a ele, ajudando-o a reerguer o montinho de areia sem forma alguma, que servia somente para se entranhar entre as vestes e os dedos dos garotos.

— Por isso eu não gosto das garotas.

Yoongi surpreendeu-se com as palavras de Hoseok, estranhando a careta feita pelo amigo ao franzir o narizinho arrebitado em sua carinha habitual de nojo. Min, ao contrário de Jung, gostava das meninas e gostava também da namoradinha que havia lhe deixado para trás. Achava o máximo ter uma namorada aos oito anos de idade. Hoseok que era o estranho.

— Meninas são legais, Seokie, porque você não gosta delas?

— Eu não tenho nada contra elas — deu de ombros. — Eu só não quero namorá-las.

— Como assim? — O menor exclamou curioso, não entendendo o verdadeiro rumo que aquela conversa tomaria.

— É simples, Yoongi-ah — o mais alto começou, terminando o castelinho e colocando um soldadinho verde sobre o seu feito. — Eu sou como meus pais. Eu não sinto nada por garotas, mas gosto de estar perto dos meninos.

As covinhas do mais novo se fizeram aparentes assim que seu rosto se focou em Yoongi, que o encarava de maneira assustada. Demorou alguns segundos até que a carranca do rapazinho se desfizesse, sorrindo de lado para Hoseok.

— Eu acho que está tudo bem ser como os tios Kim — admitiu com um muxoxo. — Eu posso ser assim também?

Hope concordou de imediato, feliz com a ideia.

— Sim, claro que sim! — Exclamou contente, indo até ele em um pulo. — Você será como meu pai Namjoon e eu serei como o papai Seokjin.

Hobi entrelaçou seus dedinhos fofos aos de Yoongi, que apenas os apertou entre os seus próprios. Naquele momento decidiu que não precisava da namoradinha, e muito menos sentia falta dela. Decidiu, então, que seria como seus tios ao crescer e que seria com Hoseok.

O menino ingênuo na época, não sabia que não era questão de escolha, mas era inteligente o suficiente para saber que no futuro, tudo que viesse a acontecer, seria ao lado de Hoseok.

— A gente tem que beijar como nossos pais? — Yoongi perguntou.

— Não essa parte a gente pula. É nojento.

Hoseok também era ingênuo.


Notas Finais


Gente, eu estou pensando em abordar um pouco mais da adolescencia deles, sair um pouco dessa parte muito infantil e ingenua, para mostrar as descobertas de ambos. E talvez, mais para a frente, eu faça umas cenas deles no futuro, já adultos e entendidos.

Digam o que acham e deixem as suas opiniões e pedidos. Amo vocês <33

xx madu.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...