História Praying (Cherryberry.) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Error Sans, Ink Sans, Papyrus, Personagens Originais, Sans
Tags Cherryberry, Rebornfell
Visualizações 45
Palavras 1.262
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eiiieeee, tudo legal?

Tava de buenas aqui, e... DEU UMA PUTA INSPIRAÇÃO !

daí que, eu vou tentar atualizar minha três Fic's!!!
Seus contornos - Terá um lemon (HorrorxLust)

I Really do Hate them - Tretas envolvendo ciúmes. -q

E essa aqui. \o/

Capítulo 3 - Rebornfell †††


Fanfic / Fanfiction Praying (Cherryberry.) - Capítulo 3 - Rebornfell †††

Tempo depois...


O esqueleto albino com uma mancha no rosto, caminhava pela Ômega Time line, observava atento ao lugar que era muito bem enfeitado pelos demais moradores. Quase todos pelo menos...

Quer dizer, nem todas as Chara's ajudavam, ou Sans's, por motivos pessoais e inimagináveis. Os próprios não se misturavam, eles por nojo das genocidas, que os desprezavam arduamente. Para falar a verdade, nem mesmo eles sabia o porquê de todo aquele ódio e raiva.

Isso fez o artista revirar as orbitas deixando certos pensamentos de lado. Seu sorriso se alargou ao ver um certo "Ex-Destruidor" ao longe.

O porquê das aspas? Bom...

Havia pouco tempo desde que ambos pararam de brigar pelos multiversos, e foi ai que Dream propôs que fizessem uma trégua. A ideia não foi muito aceita de imediato... Então resolveram fazer um “Teste-Drive” assim por dizer, vendo quanto tempo aguentavam sem atacar um ao outro.

O de cachecol se aproximou no maior sigilo do de roupas negras, que parecia ocupado demais conversando com alguém qualquer.

- GLITCH! — Gritou por fim, fazendo com que o maior soltasse um berro com alguns bugs, já começando a travar e obter alguns Glichs. O menor soltou uma gargalhada alta e contagiante para aqueles que estavam ao redor observando a cena.

- INK! — Gritou enfurecido, com a voz rouca e grossa travando as vezes. Com o pouco tempo que já estavam passando juntos, um tendo que aturar o outro, era esperado que o maior já tivesse se acostumado com as travessuras do artista. — Já disse pra não fazer isso!

Tentou repreender, mas aquilo não pareceu ter intimidado o menor, que continuava a rir sem parar, começando a contagiar os que estavam a volta. Sua risada era alegre, agitada, eufórica, e travessa, e logo o de ossos negros se rendeu a alegria do outro, dando um breve sorriso de canto

- HAHAHAHA!! ...você Hahaha!! você tinha Hahahaha!! que ver a sua cara!! — O menor tentava retomar o fôlego perdido, pelo fato do maior ter berrado esteticamente, e a voz ter saído mais fina que o de costume.

- Ta ta, mas chega de "brincadeiras" por hoje, ta legal? — Fez as aspas com as mãos, logo cruzando os braços, voltando a expressão séria de antes.

As risadas do menor já estavam em seu termino, quando ele limpou uma lágrima que escorria devido as gargalhadas, revirou as orbitas que mudavam de cor a cada piscada.

- Hum, estraga prazeres. — Respondeu por fim, com a voz desregulada devido a euforia anterior. - Certo, e ai, o que anda fazendo pela Time Line? -

- Ouvi dizer que ia ter um evento, ai vim dar uma olhada... — Murmurou olhando a sua volta os enfeites, quando seus olhos tricolores trataram de pousar no menor a sua frente, que estava com os olhos em formatos de estrelas e um grande sorriso, indicando a euforia do mesmo. - Isso não quer dizer que eu vá vir na festa! 

Informou, fazendo com que o sorriso do menor diminuísse, mas não por completo. Ink apenas bufou, olhando para o maior.

- Você vai vir. — Indagou começando a caminhar a frente do maior, que arqueou uma sombrancelha, não acompanhando o artista, fazendo com que o próprio parasse a uma certa distância de Error.

- Hã? Não vou não. — Respondeu dando um passo na direção do esqueleto albino.

- Veremos. — Ink disse a última parte sério, com um mínimo sorriso travesso que não pareceu agradar o Destruidor, e o fez se arrepiar por algum motivo, vendo o artista caminhando para outra direção parecendo nao ter se importado.

O maior virou, e se juntou a algum grupo qualquer iniciando alí uma outra linha de diálogos aleatórios.


----------


A organização da festa estava até mais adiantada do que o planejado, alguns humores até osavam dizer que a festa ocorreria bem antes do que o esperado, e isso era o suficiente para que alguns moradores do local, ficassem mais animados, ou não, dependendo de cada um, essa 'comemoração' poderia estar vindo em uma das melhores oras, por outro lado, poderia não ser desejada em certo momento.

Bom, isso convinha de cada um, dependendo do seu estado.


Enquanto isso, uma pequeno esqueleto com asas e um rabo, estava dentro da banheira, com os joelhos abraçados próximos a sí. Obtinha um olha triste, estava a lembrar do universo, e se realmente deveria tê-lo abandonado. Ele apenas estava cansado dos 'dias' serem sempre tão monótonos, e iguais.

No fundo sentia um pouco a falta do irmão, dos 'amigos' e inimigos, de frisk e até mesmo — Porque não dizer — de Flowey, que ele tanto xingava e odiava profundamente.

Respirou fundo, tentando afastar aqueles pensamentos de sí, se levantou enrolando toalha na cintura, que fora erguida atrás por conta da cauda que o mesmo obtinha.

Saiu do banheiro indo para o quarto colocando as roupas de sempre, pro to para sair e fazer o que sempre fazia, comprar um vidro de mostarda e beber andando por ai. O local estava realmente enfeitado, e seria bom olhar por ai, claro, tomando um pouco de cuidado para não esbarrar com Flowerfell Frisk, porque certamente ela o pegaria no colo e o arrastaria por ai contra a sua vontade.


Abriu a porta olhando a sua volta, tratando de começar a caminhar. Haviam fitas de múltiplas cores, barracas sendo erguidas, conversas paralelas sobre o que haveria na festa, bebidas, comida, doces, salgados, de tudo um pouco. O pequenino de vestes pretas, vemelhas e amarelas deu um minúsculo sorriso de canto, se distraindo demais.


Do outro lado um pequenino esqueleto de vestes azuis ajudava a dona dos cabelos achocolatados e das flores douradas a carregar algumas caixas aleatória, pois o namorado da morena estava ajudando no erguer da barraca de Underlust Sans e dava para se ouvir gritos enfurecidos do namorado da garota, junto com a fala calma do de vestes roxas. O que de fato parecia o irritar mais ainda — e talvez no fundo essa fosse a ideia de Lust. —

O pequenino de lenço azul, seguia a maior com euforia e demasiada determinação contagiante, enquanto segurava algumas caixas com enfeites que de certo modo tapavam sua visão, o impossibilitando de ver quem ou o quê estava a sua frente.

E... Bom.

Ele realmente acabou por se esbarrar em alguém, este sendo o mesmo esqueleto de antes, quando o de asas negras já ia começar a gritar enfurecido, arregalou as orbitas ao ver o menor a sua frente, o que o fez instantâneamente engolir em seco os palavrões que vinham e se prendiam em sua garganta.

- Oh céus!! S-Sinto muito s-senhor!! E-eu não queria, ah... Eu N-não tinha te visto!! — Murmurou quase que em pânico, até perceber que os enfeites que estavam nas caixas entravam por cima dos mesmos, e nao pode evitar de dar um sorriso de canto ao ver a quantidade de purpurina encima de ambos, fora os laços e fitas.

Fell se levantou ainda um pouco sério, mas pode perceber o menor de vestes azuladas se segurando para não rir e quando olhou, havia um belo laço cor de rosa em sua testa, ele rapidamente tratou de o tirar, enquanto obtinha um forte rubor abmvermelhado na face.

Mas já era tarde demais para Blue, ele já não podia evitar de rir daquela cena, tentando pedir em vão desculpas entre um riso e outro, sendo que até ele mesmo obtinha mais purpurina do que outra coisa. E isso fez Fell começar a rir também.

Flowerfell Frisk observava a cena, e dava leves risadas por achar os pequeninos as coisas mais fofas do mundo. Quando as risadas cessaram, ela convidou Fell para os ajudar com as caixas, e ele acabou por aceitar, assim por dizer.



Notas Finais


Notas iniciais. C:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...