História Pre-Destined - (Imagine Jimin) - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Jimin
Exibições 472
Palavras 1.957
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey amores..mil perdoes pela demora da atualização.Meu notebook estava dando problemas na hora da postagem..
Mas enquanto não conseguia postar,eu aproveitava e ia escrevendo capítulos novos..
Espero que entendam..
E sobre o inicio da nova fic com todos os integrantes,logo irei dar inicio okay? Não se preocupem..
Boa leitura!

Capítulo 25 - Capitulo 17


Ouço suas palavras com atenção e pisco meus olhos para ter certeza de que não estou tendo nenhum tipo de alucinação, e mesmo se fosse uma, seria a melhor que já tive em minha vida.

- Eu sei que não mereço vo...

- Shh. - Interrompo-o já sabendo o restante da fala. - Você merece o mundo, acha que pode carregar tudo nas costas e quer sempre proteger a tudo e a todos, isso mostra o quão altruísta e humano você é, uma das pessoas mais generosas que conheço e merece tudo de melhor nessa vida.

- Você não sabe o que está falando. - Diz em um tom de voz baixo, quase melancólico.

- Me deixa terminar. – Jimin assente e prossigo com meu monólogo. - Merece sim, não sei muito sobre seu passado e o de Naomi. - Ao tocar no assunto vejo uma sombra quase imperceptível de tristeza passar por seus olhos. - Mas sei que você a protegeu, como faz até hoje, como faz...comigo. - Sorrio quando ele levanta sua cabeça e olha em meus olhos. - E mesmo no meio de toda essa confusão tudo o que está tentando fazer é proteger a todos que são importantes pra você. - Respiro fundo, abaixo a cabeça, começo a traçar desenhos imagináveis em seu peito e prossigo falando baixinho, quase que para mim mesma. - Acho que percebi o quão profundamente apaixonada era por você no momento em que você estava na maca daquele hospital e algo dentro de mim dizia que não poderia deixá-lo morrer... - Paro o que estava fazendo e olho em seus olhos para que veja a verdade em cada uma de minhas palavras. - Ou meu coração iria com você. - Jimin sorri como nunca vi antes e em seus olhos há um brilho diferente, passa a mão suavemente por meu rosto e agora que terminei meu monólogo começa a falar.

- Você é perfeita...Perfeita pra mim. - Diz suavemente enquanto segura meu rosto em suas mãos e levanta o tronco para me beijar.

O que começou como um beijo suave e romântico de um momento a outro repentinamente e sem avisos tornou-se tão carnal e explosivo como um vulcão em erupção, Jimin sugava minha língua enquanto eu mordia sua boca deliciosa atacando-a sem piedade. Movida pelo tesão e paixão reprimidos em mim, sem separar minha boca da sua monto-o deixando meus joelhos apoiados no colchão um em cada lado de seu tronco.

Sinto sua enorme ereção coberta apenas por uma calça de moletom roçar em minha feminilidade nua já que Jimin não deixou que vestisse qualquer coisa além de sua camisa de malha preta alegando que era desnecessário, apenas com esse simples contato meu corpo ferve em luxúria e desejo, gemo em sua boca quando sinto suas mãos apertando meus seios provocativamente, rebolo em seu pau friccionando nossas intimidades e fazendo ambos gemermos, distribuo beijos por toda a extensão de seu maxilar, passando por sua orelha e deixando ali uma pequena mordida depois sugando-a com carinho. 

Chego a seu pescoço e deixo uma pequena marca, apenas um aviso para as piranhas de plantão saberem que tem dona, sugo um pontinho específico onde descobri a pouco que eleva o tesão de Jimin, mordisco e ouço-o grunhir embaixo de mim, por fim beijo de leve, tenho certeza que amanhã terá um pequeno chupão roxo em seu pescoço.

Rio de minha travessura e agora é minha vez de grunhir e prazer ao sentir os dedos de Jimin rodeando minha entrada em uma tortura sem fim, seu polegar massageia meu clitóris com destreza, retiro a camiseta que estava vestindo com pressa e jogo-a para o lado deixando-a caída em qualquer lugar, Jimin leva sua outra mão aos meus seios e brinca com meus seios já sensíveis apertando-os e beliscando-os até que imploro por mais.Jimin levanta o tronco tomando-os em sua boca e sugando levando-me as nuvens enquanto sinto um de seus dedos penetrar-me.

- Ahh, baby. Eu preciso de você. - Digo manhosa entre um gemido e outro.

- Hmm, diz pra mim o que você precisa minha gatinha manhosa. - Jimin diz com a voz rouca de tesão sexy como o inferno enquanto continua movimentando agora não somente um mas dois dedos dentro de mim

- Você...Dentro de mim...Ahh...Com força pra caralh... - Mal consigo terminar a frase e sou tomada por um orgasmo que me leva aos céus.

- Agora sim posso dar o que meu anjo quer. - Diz sorrindo maliciosamente enquanto respiro ofegante e quando volto a realidade estou deitada com Jimin em cima de mim com o pacote de alumínio na mão pronto para tirar a camisinha de dentro mas impeço pegando o pacote de sua mão e devolvendo ao criado-mudo,Jimin me olha confuso, agarro sua nuca trazendo-o para mais perto enquanto enlaço minhas pernas em seu quadril friccionando nossos sexos. Distribuo beijos por seu maxilar e mordo o lóbulo de sua orelha sussurrando. - Eu quero sentir meu homem inteiro, sem nada entre nós.

Jimin olha em meus olhos e nos seus consigo ver puro fogo e luxúria mas ainda há um quê de confusão.

- Seu homem uh? - Pergunta tentando conter o sorriso e arqueia uma de suas sobrancelhas.

- Meu, só meu. - Respondo beijando seu pescoço.

- Bom saber que minha mulher é possessiva.

- Uhum. - Respondo passando a mão por sua barriga trincada.

- Mas...

- Eu tomo injeção. - Digo e rio do seu sorriso.

- Sendo assim. - Começa a beijar e chupar meu pescoço enquanto provoca minha entrada passando seu pau por ela em um vai e vem ao mesmo tempo delicioso e frustrante. Em que momento ele tirou a calça que eu não vi? Ah, quem se importa? Obviamente não eu

- Não posso deixar minha princesa sem o que ela deseja não é? - Pergunta retoricamente mas mesmo assim aceno em confirmação.

Estava com tanto tesão que comecei a passear minhas mãos por meu corpo subindo até meus seios e brincando, tocando e beliscado meus mamilos rijos, soltei a nuca de Jimin e tentei mover a outra mão até minha intimidade para tentar aliviar pelo menos um pouco do fogo que começava a me consumir novamente, mas Jimin segurou minha mão impedindo-me de chegar aonde desejava, grunhi frustrada o que só fez um sorriso idiota brotar em seu rosto.

- Todo o seu prazer hoje, é meu. - Diz com a voz rouca de excitação em uma ordem de macho alfa tão fodidamente deliciosa que acende mais ainda o incêndio dentro de mim que implora urgentemente para ser apagado. Jimin segura minhas duas mãos acima da cabeça e começa a masturbar-se lentamente a minha frente bombeando rápido e forte, a cena que presencio faz minhas paredes apertarem-se, tento inutilmente fecharas pernas já que Jimin está no meio delas. Começo a gemer involuntariamente com o show fenomenal de Jimin e estou quase salivando para ter aquele pau em qualquer lugar dentro de mim.

Suas veias saltadas e o pré-sêmen denunciam sua excitação e vejo que a única sofrendo com essa tortura não sou apenas eu, seu pau babando a minha frente me deixa com água na boca para telo inteiro dentro dela e Jimin percebe minhas reações.

- Gostando do show amor? - Pergunta maliciosamente.

- O show mais delicioso que já presenciei, mas preciso de atenção em outros lugares. - Digo gemendo e fazendo biquinho como uma criança que não ganhou o brinquedo que queria.

- Vamos resolver isso agora princesa. - Vem em direção a mim e sua boca chupa a minha com gana e desejo enquanto seu pênis pressiona meu clitóris e gememos em uníssono, tomada pela luxúria arranhei suas costas não conseguindo me conter quando senti ser preenchida em um golpe duro e certeiro por seu majestoso pau. 

 - Sempre apertada pra caralho. - Diz e minha intimidade aperta-se ao redor de seu pau. - Ahh porra ___, se continuar assim não vou durar amor. - Puxo sua nuca e tomo sua boca dessa vez tomando o controle do beijo, mordo seu lábio inferior e ouço-o grunhir deixando-me mais excitada.

- Sempre grande pra caralho amor. Ahh. - Grito de prazer quando Jimin estoca mais rápido e forte gerando um prazer inigualável, mas repentinamente para e sai de dentro de mim deixando-me na beira do abismo.

- Fica de quatro princesa. - Obedeço prontamente e logo sinto suas mãos segurando firmemente meu quadril e a cabeça de seu pau em minha entrada e em seguida uma forte estocada fazendo-me não apenas gemer,mas gritar de prazer. - Nós nunca mais vamos usar camisinha anjo. Ah merda. - Diz e em seu tom de voz escorre excitação. - Meu pau sendo engolido pela sua buceta sem nada entre nós é a porra da melhor sensação que já tive na vida. - Os golpes fortes e certeiros de seu pênis em mim juntamente com palavrões levam-me diretamente ao melhor orgasmo que já tive na vida e em seguida sinto Jimin jorrar todo seu gozo dentro de mim, e porra se eu fodidamente não amei isso.

Seu corpo caiu ao lado do meu e logo desmoronei em seu peito ofegante assim como ele. Jimin tenta se mover mas resmungo não querendo sair da posição.

- Vou pegar um pano com água quente pra limpar você princesa, eu já volto. - Ao ouvir isso sobressalto-me imediatamente.

- Você é uma graça por se preocupar comigo assim baby, mas prefiro um banho, além disso, pano com água quente não tira suor, se bem que ficar com seu cheiro a noite toda é tentador. - Deixo um selinho em seus lábios e corro para o banheiro tomar uma ducha.

Terminamos o banho juntos entre carícias e beijos nada além disso e voltamos para cama e para a mesma posição de antes. Lembro-me repentinamente que tenho que falar com Jungkook, agora que estamos em uma "relação" não acho certo continuar espionando Jimin e tenho certeza que irá me contar o que está acontecendo de livre espontânea vontade pelo menos é o que espero. Sou tirada de meus pensamentos pela voz sensual do homem ao meu lado.

- Já tem acompanhante para o baile da FCSCOS esse sábado? Porque se tiver sinto muito mas terá que desmarcar. - Levanto a cabeça e olho-o com uma sobrancelha arqueada como se perguntasse quem ele é para achar que manda em mim.

- Primeiro, se tivesse companhia não desmarcaria só porque você gentilmente pediu. - Digo sarcasticamente. - Segundo, a sua sorte é que estou de bom humor e irei relevar, e terceiro, não tenho companhia mas arrumarei uma rapidamente. - Tento me afastar de Jimin e ir até o outro lado da cama mas logo em seguida sou puxada para perto de seu corpo.

- Hey, me desculpa, estou acostumado a dar ordens. Sei que não tenho direitos sobre você, mas só em pensar em outro homem ao seu lado lhe tocando a noite inteira fico maluco, me desculpa princesa, por favor? - Pede tão carinhosamente que não posso resistir e desculpo-o acenando afirmativamente e volto a me aconchegar a seu corpo.

- Eu já tinha até esquecido desse baile.

- Queria que fosse minha acompanhante, aceita? - Pergunta receoso e sorrio perversamente agradecendo por ele não poder ver meu rosto.

-Eu não sei, estava pensando em chamar um medico gostosão lá do hospi...AII. - Grito por sentir um beliscão em minha barriga para rir logo em seguida. - É brincadeira, claro que aceito ser sua acompanhante no baile. - Respondo sinceramente.

- Mas não quero apenas uma acompanhante ao meu lado, quero minha namorada. - Escuto suas palavras com atenção e ergo a cabeça para fitá-lo. –Park ___ ___, aceita ser minha namorada?


Notas Finais


Imagina só .. Park Jimin usando o sobrenome dele para pronunciar SEU nome!!! <3
Até o próximo! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...