História Precious bae. - Pernico - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Nico di Angelo, Percy Jackson
Tags Boyxboy, Cross-dresser, Percico, Pernico
Exibições 70
Palavras 3.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Watch your new Kardash, call me Kylie. 🎶

Capítulo 11 - Décimo primeiro. (After Party, Harry Styles, Möet, Travel)


Fanfic / Fanfiction Precious bae. - Pernico - Capítulo 11 - Décimo primeiro. (After Party, Harry Styles, Möet, Travel)

“Você sabe que eu preciso de alguém, alguém como você, tudo que você sabe, como você fala. Amantes incontáveis disfarçados nas ruas.” Use Somebody, Kings of Leon.

 

Nico não sabia onde se esconder, mas Percy parecia estar se divertindo com a situação.

Depois do ocorrido, Percy se levantou, tomou um banho rápido e voltou a deitar com Nico. Naquela manhã, quando acordou e Nico estava saindo do banheiro também agiu como se nada tivesse acontecido, mas Nico sabia que aquilo iria voltar à tona no primeiro deslize. Tentou não pensar muito nisso quando Percy saiu do banheiro e o pegou no colo, o levando para o andar de baixo. O estranho é que eles mal tinham se falado desde aquilo. Agora eles já estavam em casa e deitados na cama de Nico, Percy alegando que não queria encarar o silêncio da sua casa.

- Percy... – Ele falou baixinho, deitando a cabeça no ombro do maior.

- Não precisamos falar sobre ontem à noite, baby. Você gostou, eu gostei. Tudo bem. – Percy disse enquanto passava a mão no final das suas costas e pelo começo da sua bunda.

- Não, não é sobre isso que eu quero conversar.

- Oh... Então... Fale.

Nico arrastou as unhas compridas por sua cintura descoberta. Já havia percebido que Percy tinha certa mania de ficar sem camisa sempre que podia.

- Eu queria falar sobre sábado.

- Sábado...? – Percy arqueou a sobrancelha e juntou mais seus corpos, enlaçando a cintura fina do garoto em cima de si. – Ah, sábado. Não precisamos falar sobre sábado.

- Sim, Percy. Nós precisamos. Não podemos simplesmente falar ‘’oh, olhe só, eu te magoei, você me magoou. Vamos esquecer?’’. Isso vai cansar uma hora. – Nico ainda não tinha o encarado, mas Percy segurou seu queixo com uma mão e olhou em seus olhos, largando seu queixo e suspirando.

- Olhe para mim, babe. Eu só não aceitei sair com você porque achei que estava me evitando e queria apenas uma diversão por não ter achado alguém melhor, okay? Eu estava... Inseguro. Inseguro sobre isso, sobre nós, como isso ia acabar e etecetera, mas agora eu não estou mais. Eu sei o que quero e queria ter a mesma coisa de você. – Nico deixou um sorriso tomar conta de seu rosto e o abaixou novamente. Sentiu novamente aquela sensação de estar sendo forrado de sentimentos bons.

- Yeh, eu quero isso tanto quanto você, com certeza, mas... – eu não sei se estou pronto. – eu não sei como agir, okay? É a primeira pessoa que eu realmente quero mais do que uma noite em muito tempo. Eu tenho medo de estragar tudo. Sem contar que a gente só se conhece há dois meses, eu...

- Você? – Percy arqueou as sobrancelhas para ele, apertando-o mais contra seu corpo.

- Ainda acho que é muito cedo pra tentar algo sério. Desculpe.

- Não se desculpe, ainda temos muito tempo pra tudo isso. – Percy deixou um selinho em sua testa. – Afinal, eu faria tudo por você. Onde mais se encontra alguém com seus cachinhos, sua cinturinha e esse coração gigante? Lugar nenhum. – Riram.

- Would you do anything for me? Buy a big diamond ring for me?

- Marina and the Diamonds, Nico? Sério? Agora? – Nico lhe deu um tapa fraco no braço.

- Yep. – Percy mordeu seu lábio inferior ainda sorrindo. – Você é bobo.

- Uhum, bobo e sortudo... – Percy falou baixinho, sorrindo contra o sorriso de Nico. – Mas isso não é um pedido de namoro. – Ele sorriu divertido, deixando um selinho longo contra os lábios vermelhos de Nico.

- Compreendo. – Nico sussurrou e Percy segurou sua nuca para beijá-lo com calma. Percy sugou seu lábio inferior e o soltou lentamente, cravando as orbes claras nas escuras de Nico. Nico segurou os cabelos da nuca do outro e puxou seu rosto para trás lentamente. Percy apertou sua cintura com ambas as mãos quando sentiu Nico mordendo e sugando o espaço entre seu pescoço e seu ombro. Nico se afastou e limpou o local, sorrindo satisfeito.

- Vai demorar pra sair isso daí. – Percy tocou com a ponta dos dedos a área dolorida e sorriu.

- Alguma segunda intenção com isso? – Percy arqueou a sobrancelha e deu um daqueles sorrisos de lado que desconcertam Nico.

- Segundas, terceiras, quartas, quintas. Todas possíveis. – Nico deu um selinho nele e Percy puxou o celular do menor do bolso de trás de sua calça.

- Tenho que ir, love. Está ficando tarde.

- Dorme aqui comigo. – Nico sussurrou.

- Tentador. – Percy chupou seu lábio inferior novamente. – Mas eu preciso ir para casa, acho que minha mãe está sozinha e ela tem que tomar alguns remédios.

- Okay, eu te levo. – Nico beijou sua bochecha e se levantou, abaixando logo em seguida para calçar o sapato. Percy se levantou e colou seus quadris, a ponta dos dedos chegando perto da sua virilha. Nico se levantou com o impulso e chocou as costas no peitoral forte do outro.

- Já disse o quanto eu amo essas suas calças apertadas? – Percy sussurrou e em seguida mordeu o lóbulo da sua orelha.

- Talvez? – Nico segurou sua nuca. – Vamos Percy, ou só deixo você ir embora amanhã.

- Okay. – Nico sentou na ponta da cama para calçar a bota enquanto Percy colocava a camiseta. –  Saint Laurent?

- Yep. Por quê? – Nico se levantou e segurou a mão de Percy, o pequeno salto da bota fazendo um barulho alto na escada de metal.

- Nada. Esse salto não é muito alto?

- Nope. – Nico o puxou até a cozinha. Maria estava sentada em uma das banquetas altas, lendo uma revista.

- Hey mãe. – Nico beijou sua bochecha, ato que Percy repetiu.

- Boa noite Sra- Maria. – Percy sorriu para ela e encostou-se ao balcão a sua frente enquanto Nico ia até a geladeira.

- Boa noite meninos. – Ela sorriu terna para Percy e largou a revista. Ela usava uma calça social preta, junto de um blazer branco e um salto estilo scarpin envernizado. Ter estilo é de família.

- Quer suco? – Nico ofereceu a Percy, erguendo a jarra de vidro.

- Não, obrigado.

- Mamãe, eu vou levar Percy em casa. – Nico disse após virar o conteúdo de seu copo, o que o deixou com um bigode vermelho e fez Percy segurar a risada, mesmo com Maria os encarando intensamente.

- Okay, mas volte hoje. – Maria disse e Nico se colocou entre os dois, olhando para Percy e enfiando as mãos nos bolsos traseiros da calça. Percy soltou uma risadinha que Maria acompanhou.

- O que foi? – Nico ergueu as sobrancelhas e Percy o puxou pelo braço, esquecendo-se por um segundo da presença de Maria na cozinha. Passou o dedão suavemente pelo rastro de suco e o enfiou na boca do menor. Nico sorriu safado. Maria pigarreou e eles se afastaram, corando até as orelhas o que fez Maria segurar a risada novamente.

- Vão logo, não quero minhas crianças na rua. - Maria brincou e Nico ergueu as sobrancelhas.

- Minhas? Crianças?

- Yep. – Maria sorriu e passou os braços pelos ombros dos dois, os levando até a porta. – Quero você em casa antes da meia noite. – Ela encarou Nico e em seguida deu um abraço rápido em Percy. – Tchau Percy querido, até.

- Tchau Maria. – Ele sorriu brevemente e Nico o puxou pelas escadas.

- Minha mãe te adora. – Nico falou quando sentou no banco do motorista.

- Dá pra perceber. – Percy sorriu, segurando sua mão no espaço entre os bancos. – Eu também gosto dela.

Nico sorriu, mas não respondeu.

 

- Eu deveria estar em casa. – Nico murmurou sobre os lábios de Percy, que abraçou mais sua cintura.

- Eu sei. – Percy tirou a franja de cima dos olhos do outro. – Mas não quero que você vá.

Nico sorriu e o beijou de novo, Percy apertava sua bunda com a mão dentro do bolso da sua calça. Os lábios de Nico tremeram com o frio e ele se apertou mais contra Percy.

- Está com frio?  - Nico assentiu e Percy tirou o moletom.

- Não, não precisa. – Nico esticou o moletom preto de novo.

- Pega, eu vou entrar agora. – Percy disse daquele jeito calmo de sempre e Nico sorriu, se afastando para colocar o casaco. Percy se desencostou do carro e abraçou Nico pela cintura, de modo que Nico conseguia colocar o rosto em seu pescoço.

- Tchau, P. – Nico se despediu e o beijou de novo. – Não esqueceu nada?

- Acho que não.

- Se eu achar alguma coisa levo amanhã. – Nico disse e Percy mordeu o lábio inferior, murmurando um ‘’okay’’. Nico lhe deu mais um selinho e entrou no carro, esperando até Percy entrar em casa para liga-lo e ir embora.

 

~

 

- Mamãe pediu pra te convidar para o desfile e After Party da YSL e Victoria Secret’s que vai ter hoje. – Nico falou e em seguida colocou o canudo do milk-shake de novo na boca. Percy soltou uma risada e encarou Nico. Eles estavam sentados debaixo de uma árvore no jardim do colégio, o último tempo havia acabado há meia hora. Percy estava com a cabeça deitada no colo de Nico, que fazia cafuné com a ponta dos dedos.

- Nope, obrigado.

- Como assim não? – Nico parou o cafuné e deixou o copo de lado. – É óbvio que você vai.

- Nico, eu não tenho nem roupa pra isso. Não sei nem como me comportar nesses eventos. – Nico sorriu para ele.

- Mamãe pensou nisso, vamos sair hoje de tarde e resolver a questão ‘’roupas’’ e você não vai dizer um “A”. E, babe, você vai estar comigo, não precisa se comportar como se fosse o presidente ou algo assim.

- Não, Nico. Não posso aceitar isso. Muito menos aceitar que vocês fiquem gastando dinhei-

- Quieto peixinho. Você vai sim e ponto final. – Percy revirou os olhos.

- Mas-

- Sem ‘’mas’’. Você vai. – Nico voltou a fazer o cafuné e Percy fechou os olhos sorrindo pequeno, o que fez Nico sorrir também. – Olhe pelo lado bom: sabe quem está representando a SS17 esse ano?

- Nope.

- Harry Styles. – Percy abriu um olho.

- E daí? – Nico revirou os olhos e o encarou. As pequenas mechas que caíam de seu coque frouxo quase se encostando ao rosto de Percy.

- Pelo amor, Percy! É Harry Styles. Lindo, canta bem, gostoso-

- Okay. Entendi. – Percy o cortou e Nico gargalhou, fazendo Percy sorrir.

- Ciúmes?

- Já tivemos essa conversa. – Percy fez um bico gigante e Nico se abaixou para mordê-lo e em seguida deixar um selinho em seus lábios.

- Yep. Vamos passar agora na loja, yeh?

- Nico, sério, não precisa se preocupar com isso...

- Blá blá blá. Levanta peixinho, vamos logo. – Percy suspirou e eles se levantaram. Percy indo para o carro de Nico enquanto ele ia jogar o pote do milk-shake no lixo.

- Como você vai pagar isso? – Percy perguntou quando Nico ligou o carro e saiu do estacionamento do colégio. Ainda sem tirar os olhos da rua, ele levantou um pouco do banco e puxou um cartão azul.

- Mamãe me emprestou.

- Nico, olha, realmente não-

- Percy, com todo o respeito: cale a boca. – Nico sorriu quando Percy bufou ao seu lado.

- Okay, okay. Mas é só que-

- Quieto.

- Mas-

- Qui. E. To. – Nico falou sílaba por sílaba e Percy bufou novamente, apoiando o rosto nas mãos e olhando pela janela. O resto do caminho fora silencioso, com Percy apenas tocando a mão de Nico quando ela parava em sua coxa.

- Não se preocupe porque mamãe não se importa em fazer isso. – Nico disse e segurou sua mão, enquanto olhava algumas vitrines.

-... Okay.

- Vem! – Nico tentou puxá-lo para dentro de uma loja que ele reconheceu como a Huntsman, mas Percy segurou seu braço.

- Nope. Você não vai comprar nada muito- Nico rolou os olhos e o beijou com força. O barulho dos lábios soando alto e molhado, Percy relaxou contra o toque suave da mão pequena tocando seu bíceps.

- Pare de reclamar, yeh? – Nico sorriu e o puxou para dentro da loja.

 

- Nico, chega. Eu já provei mais de dez ternos e todos eles são iguais! – Nico rolou os olhos pela milésima vez no dia.

- Você é tão reclamão, Perseu, parece que tem cem anos de idade. E eles não são iguais, você que não gostou de nenhum. Vamos para outra loja então. – Nico segurou seu braço e o puxou para fora da que parecia ser a décima loja que eles entraram. – Vamos ver algo na Gucci.

- Meu Deus. – Percy murmurou e cobriu o rosto com uma mão, enquanto Nico gargalhava daquela forma doce de sempre.

- Seu Deus. Uhum. – Nico murmurou de volta e começou a olhar os ternos, voltou dois minutos depois segurando mais seis ou sete cabides. – Não demore huh?

- Por que uma parte de mim diz que você só está fazendo isso pra me irritar? – Percy murmurou franzindo a sobrancelhas, já um pouco irritado.

- Porque é bem isso. – Nico rebateu e entregou os cabides. – E porque você fica gostoso nesses ternos.

- Toda essa intimidade desde quando?

- Não preciso nem te lembrar, innit? Agora, vá vestir isso e não demore. – Nico não tirou o sorriso convencido dos lábios até que Percy saiu do provador com um terno de blazer azul claro e calça preta. Nico torceu os lábios e franziu a sobrancelha.

- Pela sua cara não vou nem perguntar como ficou. – Ele deu meia volta e entrou novamente no provador. Nico olhou para trás onde duas garotas soltavam risadinhas e cochichavam uma para a outra, olhando dele para o provador de Percy. Interessante...

Percy provou mais alguns ternos e disse que não gostou de nenhum e Nico soltou um suspiro pesado, ouvindo mais risadinhas e cochichos atrás dele o que o fez fechar a cara para Percy involuntariamente.

- O que foi? – Percy franziu as sobrancelhas e tocou sua cintura. Nico meneou com a cabeça para trás.

- As garotas ali atrás. Estão te encarando e cochichando há éons. – Percy sorriu.

- Algum problema?

- Muitos. Numerosos. Bastantes. Diversos-

- Já entendi que você conhece muitos sinônimos. – Percy riu e colocou seus corpos, o beijando devagar. Nico sorriu entre o beijo e passou os braços pelo pescoço de Percy. Eles estavam quase do mesmo tamanho, já que Nico estava usando a mesma bota da noite passada. – Passou o piti? – Percy perguntou com um sorriso convencido no rosto.

- Yep. – Nico sorriu e pegou sua mão. – Vamos comprar ao menos um blazer então, innit?

- Okay.

- E skinny jeans! – Nico completou sorrindo.

- Pra você? – Percy perguntou confuso, o seguindo para fora da loja.

- Nope. Eu vou de vestido.

- Ai meu Deus, não quero nem imaginar isso. – Percy murmurou e Nico voltou a gargalhar.

- Eu quero. De muitas formas. – Percy revirou os olhos, mas ainda assim sorriu.

~

Eles estavam no salão da After Party entre muita gente importante e muita roupa cara. Por mais que Nico não gostasse daquele tipo de ambiente e nem ligasse muito parta o dinheiro da sua família, era indescritível a sensação que tinha ao ver o brilho nos olhos de Percy. Fazia muita coisa valer a pena, inclusive aquilo.

- Ai. Meu. Deus. É a Sara Sampaio? – Percy murmurou na orelha de Nico.

- Yep. E com ela, Alessandra Ambrósio, Cara Delevingne, Adriana Lima e Harry Styles.

- Eu morri e estou no céu? São mais bonitos ainda pessoalmente. – Percy murmurou e Nico riu.

- Isso que você não queria nem vir.

- Yeh. – Percy olhou por cima da cabeça de Nico mais uma vez.

- Vai lá. – Ele disse simples e Percy o encarou como se fosse um assassino.

- Que?

- Vai lá, pede um abraço, uma foto, sei lá...

- Mas eu... Que? – Nico soltou uma risada alta.

- Eu vou contigo. – Nico o puxou pela mão, mas Percy travou no lugar. Nico virou os olhos e meneou com a cabeça para um garçom que passava ali perto. O homem se aproximou e Nico pegou duas taças, entregando uma para Percy. – Se acalme e tente não tropeçar nos próprios pés. – Percy respirou fundo e deu alguns goles no conteúdo da taça, colocando-a no balcão em seguida. – Pronto?

- Yep. – Nico sorriu e entrelaçou seus dedos com uma das mãos, enquanto ainda segurava a taça de Möet com a outra. Aproximou-se do grupo com um sorriso largo, afinal já conhecia os cinco. – Oi gente.

- Hey Nico! – Alessandra, Sara e Adriana lhe cumprimentaram com um beijo em cada bochecha, que foram correspondidos. Cara lhe deu um abraço e Harry apenas um daqueles sorrisinhos de canto e assentiu com a cabeça, levantando a taça. Cara estava com um vestido de um tecido parecido com o de Nico, alças finas e um corte em ‘’V’’ na sua perna esquerda, e ele batia na metade de suas coxas. As outras meninas estavam com roupas parecidas, que Nico reconheceu serem peças do desfile de mais cedo. Harry o olhou de cima a baixo.

- Nico! Está lindo, como sempre.

- Styles. Obrigado, o mesmo.  – Ele segurou o braço de Percy, o apresentando para eles. – É a primeira After Party dele, gente, peguem leve. – Então o soltou e lhe deu um selinho. – Já volto.

Nico saiu de perto deles rindo porque Percy o fitou de olhos arregalados, mas Maria tinha chamado Nico havia alguns minutos e ele ainda não tinha ido falar com ela. Ele passou os olhos pelo salão e achou a mulher ao lado do balcão conversando com um homem de cabelos grisalhos e barba rala. Esperou eles darem um tempo na conversa para se aproximar.

- Mamãe?

Maria lhe olhou e sorriu, tocando o ombro do homem com uma mão, pedindo licença rapidamente.

- Filho! Onde está Percy? – Nico meneou a cabeça para o outro lado da pista, onde Percy conversava agora apenas com Cara e Harry.

- Fazendo amigos. – Nico sorriu acompanhando a mais velha.

- Harry e Cara são boas influências. O que eu queria te dizer? Ah, claro. Eu vou viajar com Octavian até segunda da semana que vem para a Fashion Week em Paris e você vai ficar sozinho em casa, okay? Pedi para Alberto e John virem comigo, porque os seguranças de Cara e Harry foram despedidos por uma falha trazendo eles até aqui, enfim. – Nico assentiu e esperou ela continuar. – Não te chamei porque Percy não poderia ir com a gente e eu sei que você não iria gostar de ficar longe dele, já que eu sei que você não vai pra escola essa semana mesmo.

Nico sorriu e assentiu.

- Tudo bem, mãe.

A mulher o abraçou rapidamente.

- Percy está prestes a sair correndo. – Nico sorriu e beijou a bochecha dela antes de se virarem e irem até eles. Sara, Alessandra e Adriana já não estavam mais ali.

- Perdi algo? – Ele parou ao lado de Percy já sorrindo, a pequena covinha aparecendo em sua bochecha.

- Nada de importante. – Harry respondeu.

- Seu namorado é um amor, Nico! – Cara falou animadamente. – Aprendendo com você, innit?

- Concordo. – Styles disse.

Nico sorriu, tentando ignorar a palavra ‘’namorado’’ e Percy corou fortemente.

- Eu sei! – Riram. Styles puxou Maria pelo braço e a abraçou.

- E Percy tem uma ótima sogra. E linda, também.  

- São seus olhos. – Riram.

- Não posso discordar. – Percy disse e Maria sorriu.

O resto da festa foi tranquila e com muitas selfies, a felicidade de Percy quase escorria por seus poros. No final da festa, Nico comprou uma garrafa de Möet para Percy e pediu para Alberto levar para casa para que Martha embalasse.

- Quer passar na sua casa pegar alguma coisa? – Nico perguntou enquanto tirava os sapatos já dentro do carro.

- Nope, meu pai está em casa, não quero vê-lo.

- Seus pais não separados? – Nico perguntou enquanto tirava o carro do estacionamento. Ele abaixou os ombros. – Desculpe.

- Não se desculpe. – Percy colocou a mão em sua coxa e ergueu um pouco seu vestido, puxando a meia calça para cima e a soltando, vendo a pele alva ficar avermelhada. – Eu não conheço meu pai, ele foi embora quando eu era bebê e eu cresci com meu padrasto, por isso o chamo de pai, mas não é como se eu o considerasse meu pai.

Nico entendia esse sentimento. Ter um pai, mas não o conhecer direito e um padrasto que só o fazia mal... Yep. Ele conseguia entender. Mais um motivo para querer sair de casa, mas não conseguida pensar na hipótese de deixar Maria sozinha com Octavian. Hades já tinha outro filho e tinha provado que conseguia seguir sua vida, já Maria... Nico defendia a ideia de que, como ela o protegeu antes, era sua vez de fazê-lo.

- Entendi... – Ele murmurou, enquanto Percy continuava a brincar com sua meia. – Se rasgar a minha meia vai ter que comprar uma nova. Igual.

- Ignorante.

- Sou. – Nico sorriu convencido.

- Mas eu até que gosto, namorado. – Percy se esticou e beijou sua bochecha.

- Eu sei que gosta namorado. – Nico sorriu para ele, a covinha funda marcando sua bochecha.

Naquele momento particular, Percy sentiu o coração bater mais rápido e se aquecer. Havia conhecido Harry Styles, Alessandra Ambrósio, Sara Sampaio e mais muita gente de classe social renomada, mas o que mais importava para ele era estar ali com Nico. O lugar onde ele sempre acabava no final da noite.  


Notas Finais


Heyhey, quem é vivo sempre aparece, innit?
Esse capítulo é o meu favvvvvv <3
Escrevi ele ao som de Panic! e Paramore, quem diria huh?
But anyway!

Comentáriozinho que deixa a autora feliz e sem querer reescrever tudo por estar achando que está uma bosta, heheeeee

bjbj, all the love as always! xo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...