História Precisa-se De Um Namorado - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bangtan Boys, Bts, Comedia, Gay, Jeon Jungkook, Jeongguk, Jikook, Jimin, Jimin!seme, Jungkook, Jungkook!uke, Park Jimin, Sextop, Yaoi
Exibições 1.617
Palavras 1.255
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então, era pra mim postar o capitulo só dia 13, em comemoração ao aniversario do meu lindo maravilhoso e gostoso utt-bias
MAS ALGUEM ME OBRIGOU A POSTAR, ENTÃO AQUI ESTOU.

Espero que não esteja tão ruim, juro que no proximo vai ter muita pegação Jikook <3

Capítulo 10 - Jungkookie tem alergia a garotas


Fanfic / Fanfiction Precisa-se De Um Namorado - Capítulo 10 - Jungkookie tem alergia a garotas

Jimin

- Sente-se aqui, Jimin – Jeongguk apontou para a cadeira ao seu lado, já que eu iria me sentar na cadeira da frente.

Estávamos no tão falado restaurante, Omma e Appa conversavam animados, provavelmente sobre a beleza do lugar, adoravam frequentar locais elegantes.

Hesitei em sentar ao lado de Jeongguk, desde que saímos de casa ele esta... estranho. Não sei por que, mas tenho a leve impressão de que ele esta tramando alguma coisa, e para piorar o meu desespero, ele ainda deve estar magoado comigo. Ou seja, ele deveria estar tramando alguma coisa contra a minha pessoa.

Talvez seja apenas paranoia da minha cabeça, mas não custa nada passar a ficar com os olhos bem abertos durante aquele almoço.

Se tinha uma coisa que minha Omma sabia ser, era curiosa. Ela mal se sentou e já foi logo fazendo perguntas e mais perguntas para Jeongguk, que as respondia com um grande sorriso no rosto.

Definitivamente, ele estava estranho.

- Não querendo te deixar desconfortável nem nada, mas eu estou curiosa – Omma disse meio hesitante. La vem merda – Como descobriu sobre sua sexualidade?

Minha vontade era de pegar aquele prato de torradas e meter minha testa nele até que eu estivesse inconsciente. Tinha como ser mais constrangedor?

- Não me deixou desconfortável, sogra – Mamãe parecia ter acabado de ganhar o dia ao ouvir Jeongguk a chamar daquela forma, não nego que estava com uma sensação maravilhosa no estomago também – Minha Omma sempre foi muito super protetora comigo, de modo que eu não podia brincar com qualquer criança sem ser as da escola em que estudava. Acontece que essa escola era apenas para meninos e eu... aish, eu beijei um garoto de lá quando tinha nove anos, a partir dali soube que gostava mais deles do que delas.

Jungkookie parecia estar falando a verdade, o que era raro de acontecer em suas conversas com minha mãe.

- Que fofo – Omma com certeza não batia bem da cabeça, aquilo não era nem um pouco fofo -  ChimChim negava no começo, mas eu sempre soube que ele não gostava de garotas. Ele pareceu aceitar bem depois que terminou com sua ultima namorada. Como era o nome dela mesmo?

- Não importa – Revirei os olhos, Omma provavelmente não se lembrava do rosto da Hyeri adolescente.

Não nego que achava legal o corpo de alguns caras no colegial, mas não é como mamãe falava ali para Jeongguk, nunca dei pinta porra nenhuma.

- Já namorou alguma garota, Jungkook? – Será que Omma estava ouvindo o que o moreno ao meu lado falava? Ele disse claramente que é gay desde os nove anos de idade, é obvio que nunca namorou com uma garota.

- Não, tenho alergia a garotas – Jeongguk fez sua expressão “nojinho”, mas é claro que estava brincando sobre o negócio da alergia.

Senti vontade de rir, aquilo foi a coisa mais estranha que já ouvi ele dizer.

Pra falar a verdade tudo ali era estranho, Jungkookie agia de forma diferente quando estava na presença de meus pais. É claro que deve ser por causa de ser parte do seu papel , porem eu achava adorável a forma digamos um pouco... delicada? Feminina? Enfim, ele ficava mais carinhoso comigo, falava com entusiasmo e sorria com seus dentinhos de coelho quase o tempo todo.

Quem é o idiota apaixonado agora?

Eu mesmo, prazer.

- E como anda o trabalho – Omma voltou com as perguntas após parar de rir da fala anterior de Jungkookie.

- Está ótimo – Foi tudo o que ele disse, provavelmente não sabia muito sobre a rotina de um modelo para poder incrementar sua resposta, mas mesmo assim não deixou de ser convincente.

- Que bom querido. Você posa muito para o ChimChim?

- Há, não. Foi só uma vez mesmo – Bem que eu queria te fotografar mais vezes, Jungkookie.

- E isso já foi o bastante pra vocês se apaixonarem? – Era quase possível ver os corações substituindo os orbes da minha Omma. Ela se amarrava em um romance.

Droga, ela ficaria tão chateada se soubesse da verdade.

- E tem como não se apaixonar – Fiquei estático ao que Jeongguk abraçou meu braço e encostou sua cabeça em meu ombro, a esfregando levemente ali.

Ele não estava evitando meus toques lá em casa? Ah foda-se, vou aproveitar a deixa para tentar me redimir.

Encostei minha cabeça na dele, dando um selinho demorado em sua testa. Detesto admitir que senti saudade de toca-lo. O cheiro cítrico de seus cabelos era muito bom, me dava vontade de afundar meu rosto entre suas madeixas negras e ficar ali por um bom tempo, apenas inalando seu aroma delicioso.

- Ai que lindos. Não se mexam, preciso tirar uma foto – Omma falou toda animada enquanto tirava seu celular de dentro da bolsa, logo o flash já me cegava levemente, me fazendo esfrega-los com as pontas dos dedos.

Essas câmeras de celulares deixam muito a desejar. E olha que sou apaixonado por câmeras.

Senti Jeongguk ainda agarrado ao meu braço, ele me apertava com força, como se quisesse arrancar o membro que segurava para fora do meu corpo. Não estava doendo, porem não deixava de ser estranho.

Afinal, o que ele tem?

- Ficou maravilhosa – Os olhos de Omma brilhavam, era fofo ver a sua euforia – Vou colocar como proteção de tela.

- Se acalme, SooMin – Appa se pronunciou pela primeira vez, ele ria fraco enquanto olhava para Omma também.

- Me deixa, homem.

Enquanto eles “discutiam”, aproveitei o momento para por meu mirabolante plano de me redimir com Jungkookie em ação. Havia acabado de bolar, pois já tinha minha confirmação de que ele não estava totalmente bravo comigo, afinal, estava me abraçando ainda, certo? Certo.

O plano era simples: iria dar um jeito de leva-lo para o banheiro; confessaria meus sentimentos – que nem eu mesmo faço ideia de qual sejam ao certo; depois daria mais um beijo naqueles lábios doces e atrevidos, isso é claro, se ele aceitar minhas explicações; e no fim nos dois voltaríamos para a mesa e agiríamos como um casal feliz e apaixonado, o que seremos de verdade depois desse maravilhoso plano.

Quem se importa com o fim da semana se aproximando? Eu certamente não, aquilo só queria dizer que eu não teria que pagar mais Jeongguk para namorar comigo, pois ele faria aquilo por vontade própria assim que eu pedisse.

Esse garoto realmente esta me mudando, nunca havia pensado tanto apenas para me redimir com uma pessoa, na verdade eu nunca havia sentido nem metade do que sinto perto de Jeongguk com outra pessoa.

Era especial, por isso não hesitaria em tentar mais uma vez ter um relacionamento. Dessa vez eu faria dar certo, não seria falho como os outros.

Uma moça veio anotar nossos pedidos, pedi qualquer coisa, não estava com fome, por isso não faria muita diferença para mim.

Enquanto esperava, comecei a pensar um plano para levar Jungkookie para o banheiro, o problema era que simplesmente não conseguia bolar nada. Já estava começando a mudar os planos quando Deus resolveu me ajudar e mandou água para a bexiga de Jeongguk.

- Preciso ir ao banheiro, com licença – Ele disse se levantando meio apressado, deveria estar mesmo apurado.

Obrigado Deus, vai me ajudar a desencalhar.

Me levantei, dando a desculpa de que precisava ir ao banheiro também. Fiquei meio assustado ao ver o sorriso malicioso de Omma, mas fingi que não havia nem percebido sua demonstração clara de pensamentos impuros, e segui na mesma direção de Jungkookie.

É agora que eu vou pegar aquele garoto de jeito.


Notas Finais


Jungkook é tão gay que tem até alergia a garotas hueheuheue

Já vou avisando que amanha vou att TODAS as minhas fics em andamento e postar mais uma, ok?
Vou ver se att essa de novo ja que ALGUEM ME OBRIGOU A POSTAR O CAPITULO PELA METADE.

Estou cada vez pior, puta que pariu '-'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...