História Precisa-se de um submisso (Em correção) - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~jikooka-love

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens G-Dragon, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Rap Monster, Suga, T.O.P, Taeyang, V, Youngjae
Tags Abo, Alfa, Cio, Jikook, Kookmin, Markson, Mpreg, Namjin, Ômega, Sadomasoquismo, Submissão, Vhope, Vkook
Visualizações 1.607
Palavras 1.969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ola gente tudo bem?!
Deculpe esta postando tão tarde...
Enfim..noa vemos nas notas finais!
~Myallien

Capítulo 2 - Só mais um!


Fanfic / Fanfiction Precisa-se de um submisso (Em correção) - Capítulo 2 - Só mais um!

-N-não par...- minha palavras saem em um gemido fraco, estou de quatro me apoiando na cabeceira da cama que se mexia conforme as estocadas que levava já estava ali à quatro horas, e ao mesmo tempo que queria ir embora, eu estava implorando para que Jackson estocasse mais fundo.  

 

O alfa estava no cio e quase não tinha ideia do que estava acontecendo, só queria uma coisa...foder!   

 

 -Gemi pra mim ômega...ahg!- sua voz grossa saio como um rosnado me fazendo obedece-lo de imediato, já que afinal...ele iria pagar! suas estocadas estavam cada vez mais rápidas e profundas...ele iria gozar!  

  

-Jungkook ..ahh!!- gemeu e logo senti seu gozo me preencher, junto com o seu nó que durou alguns segundos, minhas pernas tremiam e eu me apoiava para não desabar na cama.  

 

Exausto Jackson se deitou sobre minhas costas abraçando minha cintura, ainda estava com o nó formado dentro de mim.  

 

Ofegantes ficamos naquela posição até que o nó do alfa acabasse eu não estava no meu cio, mas poucos "clientes" como Jackson me faziam soltar lubrificante natural mesmo estando sem vontade nenhuma de transar eu tinha que admitir Jackson era um alfa e tanto.  

 

 Depois que ele se deitou exausto por completo me levantei e fui até o seu banheiro fazer minhas higienes...   

 

Afinal meu expediente tinha acabado. 

 

Quando voltei ao quarto já vestido com uma calça preta rasgada e uma camiseta cinza de manga longa, o alfa ainda estava deitado na cama com um pedaço de lençol cobrindo suas partes íntimas, mordi o lábio e fui até o criado mudo onde continha um envelope fechado.  

 

Não abri, já sabia o quanto tinha, pois Jackson já era cliente vip e já tínhamos confiança um no outro... andei em passos calmos até a saída de sua casa, e antes de sair de lá dei uma última cheirada no local, o cheiro forte do alfa impregnava o local, um amadeirado que deixaria qualquer ômega afoito, sorri de satisfeito e fechei a porta. 

 

 °°°°°°°°°°°°°   

 

Cheguei em meu apartamento por volta das dez horas da noite, abri a porta colocando as chaves na mesinha de centro da sala.  

 

 Meu apartamento não era tão grande era no máximo mediano, mais continha tudo o que eu havia conseguido com o meu "trabalho" o que me dava um pouco de luxo no local, já que eu não cobrava pouco!  

 

 Sento no sofá de couro preto botando minha cabeça para trás ansiando por uma cama, quando ouço o celular tocar. 

  

Esperava não ser nenhum de meus clientes, por que iria negar na hora, estava exausto e não aguentaria mais nada naquele dia...a não ser uma cama bem macia debaixo de mim!  

 

 Vejo o eclãn do celular que mostrava número desconhecido, e resolvo atender.  

 -Quem fala?- a voz do outro lado sua seria e indiferente  

 -Se identifique primeiro! - falei revirando os olhos, como pode ligar para uma pessoa e querer que ela se abra assim?!   

-Quem fala é Jeon Jungkook? - a voz fala ainda mais áspera e resolvo levar à serio   

-Sim! o que deseja? - falo franzino o cenho, era só o que me faltava   

 

-Amanhã, apareça no endereço que irá ser informado na hora e local exato, qualquer informação vazada desta conversa vai resultar em danos para si próprio! - assim que acabou de pronunciar essas palavras a chamada encerrou. 

  

 Olhei para o celular confuso duas ou três vezes, estava pensando seriamente que fosse um trote a não ser por uma mensagem de texto que também cotia número desconhecido.  

 

 Número : xxx (xx) xxxx - xxxx   

 "Rua: seulpa don rozart/ n°324"                     "Horario: 10:00"  

  

 Eu realmente não estava entendendo pacas do que estava acontecendo naquele momento, então decidir olhar o endereço através do google maps. 

  

Me surpreendi com o bairro de classe média alta em que a casa ficava, pensei por um minuto se aquilo valia a pena.  

 

Afinal só poderia ser mais um cliente atrás de prazer ou até mesmo necessidade de passar o cio com um ômega!   

 

 Porque não?! 

 

         °°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°° 

 

Depois de ficar assistindo televisão até tarde, olho para minha agenda que estava em cima da mesa de centro da sala vou em sua direção.  

 

 Abro a mesma indo as últimas folhas escritas, era naquela agenda que eu anotava meus compromissos com meus clientes abro uma folha em branco já anotando o endereço da mensagem quando paro para pensar. 

 

Eu sou um ômega sozinho e sem família, para me proteger ou até mesmo para sentir minha falta se algo acontece durante esse "encontro" que terei com um possível cliente.  

 

 E se for um maníaco...ou um psicopata!?   

 

 Nesse momento me lembro de Taehyung, um amigo alfa da faculdade do qual era o único que sabia desse meu segredo de sustento.  

 

 Confiamos um no outro, desde o dia em que um híbrido nos contratou para fazer um ménage.  

 

 Sorri ao me lembrar da cara de espanto e medo, que tanto eu como ele fizemos quando nos vimos de frente a frente na companhia do cliente.   

 

Depois do "serviço" prometemos guardar segredo um do outro para que a nossa ficha na faculdade continuasse limpa, jantamos em um restaurante qualquer e rimos muito de nossas experiências como acompanhante. 

  

Sabia que ele era o único que poderia sentir minha falta se algo acontece por causa da minha profissão.   

 

  Então peguei meu celular que estava em cima do sofá, e liguei para ele...  

 

-Alô!? - ouvi sua voz era de sono do outro lado da linha  

 

-Oi Tae! - falo animado - como foi hoje?!- eu sabia que ele tinha um cliente fixo, que no caso era um ômega bem exigente, seu cio durava mais de doze horas sem descanso, era muito na opinião de Taehyung, que com certeza estava exausto, mas mesmo assim eu gosta de zoar com a cara dele!  

 

 -Nem me fale! - ouso sua voz ainda sonolenta  

 -Acho que não vou para a faculdade amanhã! - fala e o sinto bocejar do outro lado da linha. 

-Sim, o que você quer?! sei que não me ligou a esse horário para nada! - fala mais ativo, e decido ir direto ao ponto.   

 

-Não vou para a faculdade amanhã e preciso que você ligue para a policia, caso eu não dê notícias até depois de amanhã! - falo direto.  

 

 -O que? porque?! - sua voz sua preocupada   

-Nada! só... - faço uma pausa pensando na ligação que tive...   

"Qualquer informação vazada desta conversa vai resultar em danos para si próprio!"   

-Nada demais só... faz o que eu estou pedindo certo?! - falo convicto e o sinto bufar.  

 -Certo!- fala como se fizesse bico e riu de lado   

- Boa noite belo adormecido!- falo brincando sentindo mais um bufar dele e desligo o celular.  

 

 °°°°°°°°°°°°° 

 

 Acordei com o despertador do meu celular e quase o joguei na parede. 

 

Eram exatamente seis horas da manhã, fazia questão de levantar cedo para ir a faculdade, mas logo hoje que teria esse tal encontro pela manhã, resolvi que não ia.  

 

 Levantei vestindo somente uma calça de moletom e fui fazer minha higiene depois disso coloquei uma roupa de malhação e saio para correr.  

 

 A maioria dos ômegas não fazem exercícios, mais como minha profissão exige mais do que tudo, beleza, eu tenho que estar em forma sempre.  

 

 °°°°°°°°°°  

 

 Quando cheguei da corrida já eram umas oito e meia, vou fazer minha higiene, e volto ao quarto colocando a roupa que já tinha separado para a ocasião.  

 

 Uma calça jeans preta, camisa larga de manga longa branca e brincos negros, eu não tenho um estilo nada parecido com a maioria dos ômegas que conheço.  

 

 Todos eles gostam de roupas claras ou até mesmo femininas, de certo alguns clientes exigiam fantasias sexuais o que era um pouco desconfortável para mim.  

 

Mas eles estavam bancando, então...  

 

 Aprendi a me virar cedo demais, e aquele instinto de ômega frágil e fofo foi se diminuindo com o tempo, e experiências que tive, algumas nada agradáveis.   

 

Mas no fundo, quase no petróleo, eu ainda queria proteção, amor e um alfa só meu, mas esses momentos de bad profunda não durava muito tempo, cinco minutos depois, eu  mandava um foda-se para o primeiro alfa que via pela frente. 

 

 Sair de casa as nove e pego um taxi, lhe informo o endereço, logo ele da partida deixando minha casa para trás.  

 

 °°°°°°°°°°   

 

 Enquanto me aproximava do endereço que me foi passado, mais ficava surpreso, era muito bonito!  

 

 As mansões pelas quais eu passava só aumentava minha curiosidade de saber quem seria o alfa ou beta que havia me procurado.  

 

 Fui tirado dos meus devaneios assim que o taxi parou em frete a uma mansão, que sem dúvidas era a mais bonita de todas.  

 

 -Nossa!- sussurei comigo mesmo, por precaução resolvi olhar de novo o endereço que eu recebi e sim era ali mesmo.   

 

 -Aqui está - tirei o dinheiro do bolso e entreguei ao taxista afinal nada era de graça.  

 

Franzi o cenho quando olhei para o taxista, era um beta de idade e não parecia nada contente em está de frente para essa casa parecia mais ...preocupado!?  

 

 Voltei a fitar a mansão a minha frente ela me passava um ar sério, parei de frente para o grande portão que logo destravou sozinho e nesse momento sabia que estava sendo vigiado.  

 

 Adentrei e vi um pequeno jardim e um caminho de pedras que dava a uma grande porta de madeira, sem mais delongas resolvi caminhar até a mesma e tratei de tocar a campainha.  

 

Não o foi preciso repetir o ato, pois logo vi a grande porta a minha frente sendo aberta, senti um cheiro forte de alfa lúpus invadir minhas narinas fiquei extasiado com o cheiro e imaginado como seria seu dono.  

...Foco Jeon Jungkook, foco!  

 

 Adentrei observando a decoração da casa, de cor azul escuro eram as paredes, os moveis de luxo eram na maioria pretos e cinzentos e cortinas de Background cobriam parte da iluminação, que de uma certa forma me deixava mais apreensível.  

 

 Sabe aquele fundo de petróleo de ômega frágil e meigo que tinha?!...parecia querer transbordar agora!   

 

-Está gostando? - tomei um susto ao ouvi uma voz grossa e rígida vindo de uma das janelas.  

 

Olhei em sua direção e vi uma sombra, encostada na parede bebericando um copo de Wisk.   

 

-S-sim! - me amaldiçoou por gaguejar, não queria dar uma de ômega justo agora.  

 

 -Linda casa! - tento disfarçar, mas ainda consigo sentir minhas pernas fracas.  

 

 -Que bom! - fala frio e o vejo acender as luzes da sala o revelando completamente.  

 

Fiquei sem reação ao ver um alfa incrivelmente atraente, ele usava um terno preto feito sub medida, seu olhar era ameaçadoramente erótico.  

 

 Ele não parecia está no cio, mas mesmo assim, seu cheiro era forte e...calma Jeon Jungkook se controla, você esta á trabalho!  

 

 Fito ele vindo devagar em minha direção, me olhando como se fosse me devorar.  

 

 Cadê seu alto controle Jeon Jungkook?! ...FOI PARA O BELELEU!  

 

 Senti um pouco de lubrificação molhar minha box, e um sorriso de lado se fez em seu rosto... 

Droga, ele sentiu! 

   

-Estou interessado em seus serviços para hoje à noite! - falou frio e direto, indo em direção a mesa de canto de vidro e pegando um envelope  

 

Franzi o cenho em curiosidade   

 

-O que terei que fazer? - pela primeira vez minha voz sai como desejada, normal!  

 

 -Terá que ser meu acompanhante em um encontro de sócios!- fala me entregando o envelope que parecia está com dinheiro dentro.   

 

-Não precisa me pagar agora... - eu tinha a mania de que só pegava o pagamento depois de deixar o cliente satisfeito, ele me interrompeu. 

  

 -E quem disse que estou pagando adiantado? - nesse momento ele pegou forte o meu pulso com sua mão livre e me pressionou na parede colando de imediato nossos corpos, arregalo meus olhos.  

 

 -Vamos ver se você da pró gasto! 


Notas Finais


Iai gente o que acharam?!? Uhn?!
Espero a opnião de vcs sobre...estou um pouco nervosa por essa fic! Mas enfim a proxima att não vai demorar muito e bjs ~My😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...