História Predestinados - Shawmila - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Shawn Mendes
Tags Camila Cabello, Fifth Harmony, Shawmila, Shawn Mendes
Exibições 326
Palavras 2.586
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, como vcs estão? Espero que bem.
Espero que gostem do capítulo.
Boa leitura!

ps.: leiam as notas finais, por favor.

Capítulo 22 - I Know What Did You Last Summer


Fanfic / Fanfiction Predestinados - Shawmila - Capítulo 22 - I Know What Did You Last Summer

 

      Equipamentos e muita gente. Era o que eu via. Um pessoal se movimentando freneticamente de um lado para o outro arrumando todo tipo de aparelhagem possível. Deveriam ter ali, no mínimo, umas trinta pessoas arrumando tudo. Equipamentos de luzes, som, e tinha também um ventilador gigante. Depois de quase duas semanas gravaríamos o clipe, finalmente. Eu estava ansioso.

     Num momento ficou resolvido que seria melhor realmente toparmos com algo “mais simples” que tivesse algo haver com a música mas que não gastasse muito. Iriamos usar os efeitos especiais, como eu tinha dado ideia. Sentei-me em uma cadeira enquanto batia os dedos rapidamente no braço da mesma, tentando de alguma maneira aliviar aquela minha ansiedade. Stephen tentava falar algo comigo.

- Presta atenção, Mendes! – Ele disse tirando do meu transe.

- Foi mal – Eu disse olhando para ele enquanto balançava uma das pernas rapidamente.

      Ele me explicou basicamente o que faríamos. Teriam duas esteiras, uma de frente para o outra e um fundo neutro, para podermos usar os efeitos sem problemas. A equipe colocava terra naquele espaço tentando transformar alguma em alguma coisa que escondesse a esteira. Ele disse que a lógica seria eu andar até Camila e Camila andar até mim, mas sem sucesso. A típica frase “Não consigo te abraçar, não consigo te largar”.

     Falando nela ela estava um pouco atrasada, mas era indiferente, pois ainda estávamos esperando eles terminarem de arrumarem as coisas. Eu respirei fundo olhando para Stephen.

- Você entendeu o que eu falei? – Ele perguntou.

- Sim – Eu assenti enquanto uma mulher se aproximava para passar alguma coisa na minha cara, acredito que uma base ou algo do tipo, na tentativa de esconder alguns defeitos que havia ali no meu rosto.

          Um dos caras da produção chegou perto dele falando algo que não pude ouvir, por conta do barulho que havia ali e nem tinha como tentar prestar a atenção, pois eu estava preso pela moça que passava alguma coisa na minha cara.

- Ok – pude o ouvir responder e o cara sair andando apressadamente. Stephen se aproximou de mim abaixando um pouco na minha frente – Camila acabou de chegar, vou ver se está tudo pronto pra gente fazer um teste. Eu fiz um “ok” com as mãos.

      A moça perto de mim ameaçou se afastar e virou-se novamente jogando alguma coisa no meu cabelo enquanto bagunçava o mesmo para o alto.

- Olá – Senti outra presença feminina e quando a moça saiu da minha frente pude ver Camila parada ali. Ela estava linda, pra variar. Ela deu um sorriso sincero cumprimentando também a moça.

- Hey – Eu me levantei e dei um abraço de lado nela, que retribuiu. Soltei-a enquanto a moça que estava arrumando meu cabelo se afastava, passei a mão pelos mesmo tentando arruma-lo de alguma maneira – Sente-se – Eu disse apontando para ele que tinha uma cadeira como a minha, como se fossem de diretores.

      Ela passou os olhos pelo lugar vendo a movimentação louca que estava ali, concentrou seus olhos em Stephen, que dava ordens para alguém do outro lado do ambiente.

- Isso aqui está... – Ela disse parecendo estar um pouco incrédula.

- Uma bagunça – Eu completei e ela então virou o rosto pra mim de novo, concordando levemente com a cabeça enquanto fazia uma cara meio engraçada. Eu ri pela careta dela.

- Mas eu já estou acostumada – Ela disse relaxada.

- O clipe de Work From Home parece ter dado um trabalho enorme – Eu comentei me arrumando melhor na cadeira, procurando uma posição mais confortável e menos... despojada.

- Você não faz ideia – Ela riu e passou uma das mãos pelo cabelo, fazendo o cheiro de seu shampoo entrar pela minha narina – Quando acabamos de gravar estávamos literalmente imundas.

        Ela disse sorridente enquanto colocava as mãos sobre as pernas. Camila era diferente, da maneira dela. O que mais me encantava era seu modo de viver alegremente, ela simplesmente era feliz. Eu poderia facilmente ver uma áurea iluminada em cima de sua cabeça. O bom do nosso “algo-quase-relacionamento” era a nossa amizade. Passamos a sair, mas não deixamos de sermos amigos. Erámos mais amigos do que qualquer coisa.

 - Ei – Ela chamou minha atenção com um riso preso nos lábios – Você estava viajando aí. No mundo da lua?

- Me desculpa – Eu disse querendo cavar um buraco no chão e me esconder ali. Não respondendo sua pergunta. Eu queria simplesmente beijá-la até que lhe faltasse ar. Abri a boca para falar alguma coisa, mas fui interrompido antes.

-------

 

          Observei Shawn nas nuvens enquanto eu falava sozinha, após chamar sua atenção ele fez uma carinha fofa, ficou super sem graça e eu segurei o riso na boca. Ele ameaçou dizer algo, porém Stephen interveio antes.

    - Oi Camila – Ele disse saudoso apertando minha mão e eu dei um sorriso sincero – O Shawn já te explicou alguma coisa? – Ele perguntou e eu o olhei confusa, pois Shawn não havia comentado nada ainda, virei meu rosto lentamente vendo-o negar com a cabeça enquanto cruzava os pés.

       Stephen chamou alguém com as mãos enquanto pegava uma cadeira para sentar-se também. Ele explicou todo o processo que seria feito. Falou sobre o que deveríamos fazer e a maneira que deveríamos. Falou detalhadamente  sobre cada coisa ali. Eu observava tudo apenas assentindo com a cabeça. Ele se levantou e antes de sair acrescentou:

- Antes de qualquer coisa nós vamos uma pequena “entrevista” com vocês, digam do processo, do que acham... o que quiserem – Ele disse intercalando os olhares entre nós e então alguém o chamou pelo rádio, ele fitou Shawn e completou – E você, apresente tudo pra ela – Ele disse saindo andando apressadamente no meio do pessoal. Esse alguém era Eddy, que iria fazer a tal entrevista para passar com um extra. Por trás das câmeras.

    

      Eddy arrumou a câmera antes de perguntar.

- Podemos começar? – Eu assenti enquanto Shawn se arrumava melhor na cadeira.

- E aí, eu sou Camila Cabello – Ele disse rindo e dando a deixa pra mim.

- Oi, eu sou Shawn Mendes – Eu entrei na pequena brincadeira rindo, fazendo a entrevista fluir tranquilamente.

( link do vídeo.: https://www.youtube.com/watch?v=qnxvzLMbeK4 )

     O Shawn meio que tentava não olhar pra mim, ainda que prestasse atenção no que eu dissesse, apesar de ter me olhado algumas vezes. Ele era o garoto mais gente boa que eu havia conhecido. Aquele tipo de garoto que você vira amiga nos dez primeiros minutos. E ele era muito extrovertido, pateta. Estava sempre de bem com a vida. Ele estava fofo na entrevista, confesso.

     Falamos algumas – poucas – coisas e Eddy deu por finalizado a tal entrevista, mas ficou ao nosso lado a todo momento com a câmera filmando o que acontecia ali no set.

    Shawn estava parado ao meu lado com uma garrafinha de refrigerante, ele havia me oferecido, porém eu evitava ao máximo, bebia, mas evitava. Nos aproximamos da área arrumada enquanto ele explica algumas coisas que iriam acontecer, eu ainda não tinha visto as esteiras ali.

   Ele se aproximou explicando as coisas para a câmera enquanto eu o acompanhei dando um riso frouxo. Ele disse basicamente o que iria acontecer e eu tentei fazer uma piada.

- É porque você está fugindo – Ele parou de falar esperando o que viria da minha boca, mas quando eu disse isso ele só ameaçou dar um riso e eu completei – Você está fugindo de mim – Ele trocou olhares comigo antes de fingir que eu não havia falado nada e continuou explicando para a câmera o que iria acontecer.

  

                 A gravação ocorreu de maneira tranquila. Erramos umas duas vezes, por conta da esteira, pra arrumar a velocidade direitinho, mas depois foi rolando direto. Como a música já estava gravada a gente só dublava e se encarava em cima da esteira. A quantidade de pessoas ali havia diminuído bastante. Quando cheguei havia mais ou menos umas trinta pessoas, e a essa altura do campeonato se tivessem 15 pessoas ali seria muito.    

 

- A primeira parte já está concluída – O diretor do vídeo anunciou – Temos 10 minutos e vamos voltar para fazer a caminhada com a chuva – Ele completou enquanto descíamos do local da cena.

      Eu já havia feito as minhas cenas sozinha e o Shawn também. Ele estava parecendo uma criança, fazendo graça de tudo e tendo as ideias mais mirabolantes possíveis. Quando finalizamos a primeira parte e descemos Shawn foi correndo direto para um grande aparelho que lembra mais um ventilador gigante, tirando sua jaqueta e parando na frente do mesmo.

    A galera da equipe riu quando ele pediu para ligar e tentou se aproximar. O vento era tão forte que ele sequer conseguia chegar perto daquilo. Estava cômico. Eu sentei novamente na cadeira bebendo um pouco de água, enquanto via ele fazendo palhaçadas e sendo filmado. Você vai se machucar, pensei mas guardei pra mim mesma.

       Depois de fazer o povo dar umas risadas ele foi pra perto de mim sentando na cadeira e pegando também uma garrafinha d’água. O diretor se aproximou da gente dizendo como ele queria mais ou menos que fizemos aquela cena. Quando você faz um clipe com um enredo você acaba virando uma atriz/ator. Pode ser o pouquíssimo tempo que for, mas acaba exigindo isso de você.

        Concordamos com a cabeça enquanto prestávamos seriamente atenção no que ele falava. Quando ele acabou, se afastou dando um pouco de liberdade pra gente. A equipe toda estava envolvida e todos queriam terminar aquilo logo para cada um ir para sua casa descansar. Shawn olhou pra minha cara estendendo sua mão direita, e eu dei minha mão pra ele sem me importar se alguém veria, afinal, não havia nada demais naquele ato carinhoso.

- Como vamos fazer com a divulgação? – Perguntei enquanto sentia ele fazer uma pequena carícia nos meus dedos.

- Stephen e Roger estavam querendo lançar o áudio já agora e segurarmos o clipe mais um pouco – Ele disse ainda segurando minha mão. Seu rosto estava com uma manchinha de alguma coisa, soltei sua mão levando até seu rosto e passando os dedos ali, limpando rapidamente o local.

- Estava sujo – eu disse e ele assentiu levemente com a cabeça, passando a sua própria mão no mesmo lugar – Queria saber se vamos lançar antes do VMA – perguntei.

- Acredito que sim – Ele disse olhando ao redor – Vem aqui comigo rapidinho – Ele levantou e me chamou com as mãos, sem me puxar.

- Pra que? Já vão chamar a gente mesmo – Eu disse só querendo ficar sentada. Ficar andando de salto naquela esteira estava maltratando meu pé.

- Ok, então fica aí – Ele disse saindo e eu resmunguei me levantando e indo atrás dele, porém ele estava andando muito rápido e virou em algum canto no meio de algumas lonas que haviam ali. Ou eram panos? Enfim, ele havia se metido ali no meio e eu fui também.

    Andei alguns pequenos metros e nem sinal dele. Vou voltar, pensei. Quando fiz menção em virar novamente senti alguém me agarrar firmemente.

- MAS QUE MER... – Eu tentei gritar enquanto sacudia os braços como uma louca na tentativa de bater em quem estava fazendo aquilo comigo. Senti uma mão tampando minha boca e se provavelmente estivesse escuro ali, naquele momento eu estaria morta do coração. Perdi o ar quando vi a cara do Shawn, mas perdi o ar de raiva.

     Ele riu baixinho ainda com a mão na minha boca tentando de alguma maneira me enrolar no meio daquela confusão de panos. Eu mordi sua mão enquanto ele puxava-a rapidamente se contraindo para receber alguns tapas.

- Auch – ele resmungou baixinho enquanto passava as mãos nos próprios braços.

- Auch? Eu quero te matar – Eu disse entre dentes, tudo estava tão bem. Por que ele tinha sempre que me assustar?

- Foi só pra descontrair – Ele disse parando de se esfregar enquanto.

- Não teve graça – Eu disse com os braços cruzados sobre o peito.

- É porque você não viu sua cara, amor – Ele ameaçou rir de novo e eu me virei pra voltar pra locação, então ele me segurou meu braço me puxando de novo – Desculpa – Ele disse e viu que eu não tive reação alguma. Permaneci com a mesma cara – É sério. Não vou fazer mais. – Ele disse por fim colocando uma mão no meu rosto e fazendo um leve carinho ali.

- Acho bom mesmo – Ele sorriu segurando minha mão e dando um beijinho nela, com uma cara de criança que tinha feito merda. E ele tinha feito mesmo! – Por que você me trouxe pra cá? – Perguntei olhando ao redor.

- Porque eu queria ficar um pouco com você?! – ele disse óbvio.

- Você está comigo o dia todo – deixei um riso frouxo escapar pelos meus lábios.

- Você entendeu – Ele disse balançando os ombros.

- Não entendi não – Me fiz de boba.

- Oh, sério? – Ele entrou no meu joguinho de quem era mais idiota e fez a cara de ironia mais engraçada que eu já tinha visto na minha vida. Eu assenti a cabeça tentando não rir e consequentemente prendendo a língua entre os dentes quando um sorriso escapou. Então o vi se aproximando mais de mim – Então acho que vou ter que te mostrar – ele praticamente sussurrou enquanto colocava uma das mãos na minha cintura antes de fazer aquilo que eu estava morrendo de vontade desde a hora em que tinha o visto naquele dia.

------

  A respiração dela falhou um pouco quando cheguei mais próximo. Seus braços rodearam meu pescoço enquanto minha boca capturava a seus lábios macios e carnudos e minha mão permanecia fazendo uma leve carícia em sua cintura, fazendo então um caminho rápido pela lateral do seu corpo. Senti ela abrir um pouco a boca e deixei que minha língua tocasse seus lábios levemente, deixando ali um rastro de fogo. Naquele momento eu só queria que estivéssemos sozinhos e que tivéssemos todo o tempo do mundo.

      Camila deu alguns passos para trás encostando-se à parede e me puxando consigo enquanto tentava de alguma maneira capturar minha língua com a sua. Eu dei uma risada entre o beijo deixando que ela beijava apenas meu lábio inferior. Ela desceu a boca para o meu queixo dando um beijinho ali.

- Agora você entendeu? – Eu perguntei sem manter um contato visual com seu rosto enquanto ela se afastava lentamente, ainda encostada a parede. Então pude ver aqueles olhos cor de chocolate. Eu amava chocolate e amava Camila.

- Acho que sim – Ela disse baixo enquanto não tirava os olhos da minha boca. Me aproximei de novo mas dessa vez passei a língua em seu lábio superior, antes de introduzi-la na sua boca. Ela mordeu meu lábio inferior o puxando levemente e quando soltou chegou a fazer um barulhinho engraçado. Ela deu uma risada baixa, que soou mais como um sussurro e se aproximou novamente.

- Vamos começar a segunda parte – O diretor anunciou e Camila sequer havia tentando alguma coisa. Eu respirei fundo pensando na possibilidade daquilo estar melhor. Muito melhor e pude vê-la abrir um sorriso maravilhoso antes de me dar um selinho de consolação.

      Ela se afastou passando uma das mãos pelo meu rosto antes de sair andando na frente sem sequer olhar pra trás, me deixando plantado ali como um lerdo.

- Depois a gente termina isso – Eu disse um pouco alto demais, fazendo referencia ao nosso beijo, ela apenas virou-se e riu antes de adentrar novamente na locação. Eu passei a mão pelo rosto com um único pensamento: Graças a Deus que essa parte do clipe eles vão jogar água em mim.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, sério.
Percebi que a fanfic tá tendo pouca visualização, mas não vou desistir. Juro.
Só queria pedir pra você que lê e nunca deixa um comentário: deixe um comentário, por favor, porque isso é um ânimo pra gente que escreve.
Obrigada por lerem e quem sempre comenta <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...