História Presa no amor- Uma garota diferente! - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 19
Palavras 1.243
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi puvu :3
Aqui tá mais um cap, espero que gostem :3

Tá com tretas😎

Capítulo 5 - As lágrimas não me deixam.


Fanfic / Fanfiction Presa no amor- Uma garota diferente! - Capítulo 5 - As lágrimas não me deixam.

Safira

Fomos à floresta, lá peguei meu arco e flecha, Arthur ficou impressionado quando mostrei a ele. Confiava nele para que não contasse para ninguém que caço na floresta.

-Então, você é uma boa caçadora com esse arco?

-Claro que sou-dei uma risada-Quase peguei um cervo aqui.

-E por que não pegou?

-Por que um cavaleiro saiu daquela trilha-apontei para a trilha-Ele estava em um cavalo branco alto, ele aparentava ter 25-27 anos.

-Entendo, mas sabe, aquela trilha só leva para o muro do castelo.

-Deve ter uma porta, ou portão secreto, algo do tipo porque seu cavalo estava em galope, e não estamos tão distantes dos muros.

-Umm, bem depois falamos disso, quero ver se você consegue no mínimo pegar um esquilo.

-Ei!! Eu comi ensopado de esquilos no almoço, com certeza sei caçar melhor que você.

  Andamos um pouco vejo o carvalho que sobi para me proteger do cavaleiro.

-Sabe subir árvores ALTEZA?-enfatizei a palavra.

-Claro que sei -Ele bufou-Mas esse carvalho é muito ruim, os galhos dele estão muito altos.

-ALTEZA, veja e aprenda-falei enquanto tirava meus sapatos, segurei nas trepadeiras colocando meus dedos do pé entre pequenos buracos e emaranhados, logo chegei a um galho que usei para apoiar a mão, em seguida puxei para meu corpo ir a frente, logo chegei em um galho que teria que usar novamente como apoio, hesito quando toco nele e ele se desfaz, estava oco.

-Arthur, cuidado alguns galhos estão ocos-olhei para ele que ainda estava no chão, tive que apoiar meu pé em um galho então tive que abrir minha pernas. Logo consigo alcançar um galho grosso e forte no qual me sento nele balançando os pés- você viu tudo?!?-gritei a ele.

-N-n-n-n-não...quer dizer s-s-sim! Mas não!! Eu n-n-n-n-n-não vi!!!!!-Ele gaguejou corado.

-Arthur do que é que você está falando?!?

-Das suas pernas!!! v-v-você me chamou quando estava aberta!!-Ele gritou envergonhado.

-Ohh, Arthur seu tarado!!! Você olhou por debaixo do meu vestido!?!-fiz uma cara de séria quando só estava brincando.

-N-n-n-n-n-n-n-n-n-n-n-n-n-não!!!!quer dizer s-s-sim mas!!! Foi sem querer!!! Me desculpe, desculpe, perdão, não olharei mais, não se preocupe, não vou mais olhar!!-Ele tampou os olhos com as mãos balançando a cabeça em negatividade.

-Arthur-ri da cara dele- não se preocupe, não me importo com isso, além do mais você já chegou a me cobrir com seu casaco. É mesmo que você não tenha olhado meu corpo, acredito que você não fez por mau.

-.....-Ele olhou para mim.

-Suba!vamos logo! Venha!- gritei a ele, que rapidamente começou a subir, notei que ele subirá do mesmo jeito em que eu subi, mas quando ele tocou no galho oco em que hesitei ele apoiou todo seu corpo naquele galho.

-Arthur!!!!-gritei quando ele estava caindo, sem pensar duas vezes me jogo com ele, consigo pegar sua mão , então com minha outra mão agarra um galho firme-Arthur, você é pesado!!-foi a única coisa que consegui dizer enquanto puxava ele para o galho.

-Safira... obrigado....muito obrigado-Ele estava ofegante.

-Agora estamos empatados-comecei a rir junto com ele.

Notei que mais a cima, algumas trepadeiras deram lugar a amoreiras, pedi que Arthur ficasse ali e subi mais, ele me prometeu que em nenhum momento olharia para cima, as coloquei na bainha de meu vestido e comecei a descer até onde ele estava. Comemos as amoras juntos e logo um esquilo colou suas nozes em uma árvore. Disse a ele que pegaria o esquilo que estava na outra árvore, porém ele me impediu e disse que era melhor ter muitas nozes todos os dias do que um pouco de carne. Descemos da árvore e fomos até o lago que disse que tinha encontrado, nem ele saiba que lago era aquele. Notei que tinham peixes nele.

-Gosta de peixe alteza?-perguntei.

-Sim, e pare de me chamar de alteza somos amigos Safira.

Peguei meu arco e respiro fundo, analiso as curvas que o peixe faz, até que ele se distancia dos outros indo para o raso, então disparo minha flecha, um outro peixe que chegou perto do raso foi pego por uma nova flecha rápida. Arthur preparava uma fogueira enquanto pegava mais peixes para meu pai.

-Vê se acende essa fogueira-ri da cara dele que tentava esfregar uma pedra na outra-Chega pra lá-disse, peguei outra pedra melhor, no momento em que raspo uma na outra a fogueira ascende, com isso dou as duas pedras para Arthur e começo a cantarolar vitoriosa.

-Tá!! Você sabe se virar na floresta muito melhor que eu- ele admite.

-Ee??-perguntei por mais.

-Você sabe caçar bem, e escalar árvores,você é incrível. Satisfeita?

-Sim- comecei a rir. Quando limpei o peixe Arthur ficou com uma cara de nojo, em seguida coloquei os peixes para assar, depois os comemos e passeamos um pouco pela floresta, estava andando na frente quando Arthur me pega por sintura e me puxa para seu peito.

-O que você está fazendo!!-grito com ele envergonhada.

-Cuidado-ele pega um pedaço de galho e coloca no lugar onde ia passar, quando ele encostou o galho uma armadilha feita de vários dentes de ferro se mostrou- Parece que você não é a única que caça por aqui.

-obrigada por..me ... salvar-falei tímida.

-Ei que tal você me ensinar a mecher nesse troço- ele apontou para meu arco-flecha.

-Claro!-o ensinei a atirar quando já escurecia-desculpa tenho que ir para casa.

-lhe levarei lá, quero conhecer seu pai-se ele soubesse que meu pai estava doente tentaria nos ajudar, mas não queira sua ajuda, poderia cuidar de tudo sozinha.

-Não se preocupe estarei bem.

-Vá no castelo amanhã novamente!-Ele falou nervoso-Quero lhe ensinar esgrima.

-Claro, até.

-Safira!! Tenho uma proposta a você!

-Sim?diga.

-Nada, não é nada, até minha linda caçadora.

  Novamente fiquei envergonhada então sai correndo em meio a floresta, ele já estava perto das torres do castelo, agora eu estava lonje de minha casa.
Quando cheguei perto das colinas notei uma estranha luz, quando cheguei mais perto percebi que era fogo. FOGO NA MINHA CASA!!!

-PAI!!!!-gritei correndo em direção as colinas, não estava nem aí se minhas pernas doíam muito, ou se eu tropeço duas vezes a cada 3 minutos. Só queria chegar em casa o mais rápido o possível!!!-PAI!!! PAI!!!!-gritava em meio aos choros e quedas, quando finalmente chegei percebi que a casa já havia sido queimada a muito tempo.

-PAI!!!-grito-PAI!!!!!!!-Não ouço resposta, me jogo no chão chorando, porém uma mulher se forma nas chamas e me oferece a mão para entrar no fogo. Hesito quando a toco.

-Tudo Bem, não se preocupe eu não vou lhe fazer mau querida. Venha comigo, venha até seu pai-essa voz era a do meu sonho. Peguei sua mão e notei que ela não queimava-Aqui-ela disse quando paramos na cozinha, o corpo de meu pai ainda estava intacto.

-PAI!!!-comecei a chorar quando ele pegou minha mão.

-Safira, eu estou tão feliz! Eu estou...com sua mãe!Eu...te... amo... querida-dito isso seu corpo sumiu e sua alma virou luz muito forte, quando consegui ver o fogo tinha lhe dado forma como um espírito, e ele caminhou para o céu junto a mulher de fogo.

-PAAAIIIIIII!!!!!-gritei chorando em meio aquele fogo que não conseguia me queimar, chorei muito, chorei tanto que o fogo de apagou e eu continuava chorando, dormi ali mesmo, em meio as cinzas chorando.

"Eu estou tão feliz!! Eu estou...com sua mãe"

  Por que me deixou sozinha!!?? Por que vocês me deixaram?!?!?!! Por que? Novamente comecei a chorar, e minhas lágrimas eram as únicas coisas que não me deixavam.
   


Notas Finais


Espero que tenham gostado!😘
Choraram?
Ficaram tristes?
Como se sentem?
Me contem 😝


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...