História Presa no amor- Uma garota diferente! - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 32
Palavras 1.561
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Uhahaha-If i stay é o nome de um filme muito legal.
Espero que gostem desse cap :3

(Minha cara já tá doendo de tanto deixar o celular cair nela enquanto tô digitando-se fosse Nokia eu já ia tá morta😂)

Capítulo 7 - If I Stay? -Se eu ficar?


Fanfic / Fanfiction Presa no amor- Uma garota diferente! - Capítulo 7 - If I Stay? -Se eu ficar?

Arthur

-Está tudo bem, você vai ficar bem... você vai ficar bem, Safira- disse acalmando a ruiva em meu colo. Logo meu pai ficou indignado, sua ira caiu sobre mim.

-Como pode uma garota apenas com um arco e flecha invadir meu castelo cheio de guardas!!!!-Ele gritava com seus guardas.

-Vossa Graça-o senhor de armas explicava-Creio que ela pegou a todos de surpresa, além de que metade do esquadrão estava em treino comigo meu senhor.

-SIGNIFICA QUE ELA SOZINHA DERROTOU METADE DA MINHA GUARDA?!?!?!!!-O rei ficou irado.

-Meu senhor, não sei que dama é essa mas, creio que ela foi bem treinada para...-Ele foi interrompido pelo rei.

-CHEGA!!!ESTOU ESTRESSADO COM VOCÊ LORDE DHIS, ESSA MOÇA É UMA CAMPONESA!!-Ele explodiu-Saia de minha frente-Ele disse impaciente.

-Sim Meu rei-o lord saio fechando a porta.

-Você também Verón-Ele dirigiu-se ao meu irmão-Quero ter uma conversa séria com Arthur, e leve essa moça a um quarto e a tranque.

-NÃO!!! NÃO VAI FAZER ISSO!-falei.

-VOCÊ NÃO TEM PALAVRA NESSA CONVERSA ARTHUR, ESSA JOVEM INVADIU MEU CASTELO E DERROTOU A METADE DE MEU ESQUADRÃO, ELA É UM PERIGO POR ENQUANTO!!!- meu pai me fuzilou-Vá logo Verón.

Assim que meu irmão saio da sala com Safira no colo o rei disse.

-Diga me Arthur-ele mudou de humor repentinamente ficando mais compreensível-O que aconteceu entre você e essa moça? O que a fez ficar com tanta raiva?

-Não faço a mínima ideia pai-falei sincero.

O rei soltou uma enorme gargalhada estridente-Então meu filho creio que esteja em águas de bacalhau*-ele começou a rir novamente.

-Por que diz isso pai?

-Ahh meu filho- ele soltou um suspiro-Eu era incrivelmente apaixonado pela mãe dessa garota...ela tinha um gênio mais forte do que o dessa moça, ela vivia me dizendo que nasci em um lugar rodeado de pessoas que não sabem lutar de verdade, des de pequena ela caçava nessas florestas e ficava sempre impressionado em ver que ela sempre conseguia pegar um cervo por dia-ele continuou- Eu ficava sempre a vigiando, como ela conseguia sobreviver na floresta sozinha e depois levar um cervo para casa. Até que um dia ela percebeu que eu a espionava...com o tempo nos tornamos amigos e ela me ensinou a manejar melhor um espada do que meu próprio mestre. Ela se tornou uma grade guerreira destemida e sempre batalhou ao meu lado até quando estava preste a virar rei pedia sua mão, mas ela recusou e disse que amava um elfo, mas nunca deixou de está ão meu lado, tanto que na guerra contra o castelo negro ela deu sua vida para me salvar, até hoje sou grato por ela. Com a mãe dela meu filho, eu aprendi que não é bom lhes deixar irritadas, porque não sei como, mas elas tiram uma força brutal irritadas.

-Mas não fiz nada que a deixasse irritada ontem pai.

-Acredite meu filho, tem um motivo para tudo nelas, mesmo quando ele não existe elas criam.

-Pai, o que você fará com ela?

O rei ficou pensativo- Isso irei discutir com a mão mais tarde, agora acomode aquela moça por favor!-Ele ordenou.

Me retirei da sala e fui em direção aos quartos dos visitantes. Encontrei Verón parado na frente de uma porta.

-Como ela está?-pergunto.

-Dormindo-ele respondeu-Cuidado acho que ela acordará mais estressada do que antes.

-O rei pediu que eu a acomodasse.

-Quem sou eu para dizer algo, só não esqueça irmão que no final das contas terá que se casar com uma princesa, e não uma plebéia-Ele provocou-Ela é uma bela moça, ao contrário de você querido irmão, terei bastante tempo para me divertir com muitas moças. É já mencionado que eu adoro RUIVAS-Ele enfatizou a palavra.

-Fique sabendo que eu e Safira só somos amigos, mas sei que ela nuca chegará perto de uma pessoa como você-Entrei no quarto onde ela estava. A ajeitei na cama e cobri com um cobertor, logo uma criada entrou com um pano e um jarro de água, ela molhou o pano e colocou sobre sua testa. Fiquei ao seu lado até que minha presença foi solicitada na sala do trono horas depois.

-Queria me ver meu pai?-perguntei entrando na sala vendo que a mão do rei estava ao seu lado.

-Falei com a mão e ele soube que uma casa na campina pegou fogo na noite passada-Ele continuou-Lembro que Denafh, a mãe e Safira morava lá com ela e seu pai.

-Estava a procura do ferreiro quando me disseram que ele estava desmaiado, disseram que garota ruiva vinda das colinas o tinha atingido só com um soco. Fiquei curioso e subi ao subir as colinas notei que só havia uma casa queimada lá. Não tinha sobrado mais nada além do piso.

-...Safira-foi a única coisa que consegui dizer.

-Creio que ela não tem um lugar para ficar, quando ela acordar você dirá a ela que quero que ela fique conosco até segunda ordem.

-Sim senhor-Fui para seu quarto e fiquei ao seu lado, esperando ela acordar.

....4 dias se passaram.

Já estava preocupado com Safira, ela não acordava a 4 dias, um médico foi solicitado e ele disse que ela só estava sobre estresse e cansado, ele também mencionou que a perda do pai fôra algo que poderia ter causado mais estresse e cansaço. Acordei no meu quarto e logo me ajeitei para visita-la. Quando cheguei no seu quarto ela ainda estava dormindo, sentei em um banco e fiquei ao seu lado. Algumas horas depois ela começa a se mecher na cama, logo fico alerta.

-Safira?-a chamei, ela gemeu e coçou os olhos com a palma da mão. Logo ela se sentou na cama.

-Onde estou?-ela disse olhando para os lados.

-Você está no castelo comigo. Você tinha derrotado metade do esquadrão do meu pai sabia?

-A quanto tempo estou aqui?-ela perguntou.

-Você apagou por 4 dias.

-4 dias!!-ela ficou perplexa-Essa não meu pa...-sua voz morreu quando ela olhou pela janela-FOI CULPA SUA!!!

-O que?!?!?-perguntei assutado.

-A CULPA É SUA!!!-Ela gritou, e se aproximou de mim, ela prepara sua mão para um soco mas consigo para-lo.

-Espera o que eu fiz?-perguntei confuso. Ela desfaz o soco e chuta meu joelhos sem almenos eu ter visto. Me sento no banquinho e acarecio meu joelho com a mão-Aiaiiai.

-hunf, se você não fosse por você, eu teria chegado em casa mais cedo e ajudado o meu pai!-gritei.

-Mas foi você que quis vir não foi? Eu não te obriguei a nada. Somente lhe pedi...Eu não sou responsável pelo o que aconteceu ao seu pai Safira.

-Espera quem lhe contou o que aconteceu ao meu pai?-Ele pergunta.

-Além do fato que se passaram 4 dias e que todos já sabem o que aconteceu, a mão do rei ouviu o que tinha acontecido e me contou.

-Arthur... desculpa..-ela falou arrependida- eu joguei a culpa em você quando...-a interrompi.

-Olha tudo bem, mas não é a mim que você tem que pedir desculpas e sim ao rei. Ele realmente ficou muito bravo por você ter derrubado metade do esquadrão dele.

-...-ela ficou calada.

-Ah, ia me esquecendo o rei quer que você fique conosco até segunda ordem.

-Não!! não posso aceitar!

-Ele é o rei, melhor não questionar, mas caso queira falar com ele agora ele está na biblioteca. Mas antes mandarei que as criadas lhe ajudem no banho.

-Arthur!-ela chamou minha atenção-Eu não posso ficar.

-Mas você ficará.

...Depois que a deixei fui na cozinha e pedia as criadas que lhe ajudassem no banho, e que comprassem lindos vestidos. Con certeza ela iria adorar. Em seguida fui para meus aposentos e encontrei minha irmã mais nova mechendo em minhas coisas.

-Hana?-enfatizei o nome-O que você estava fazendo?-Perguntei quando ela se virou assustada e logo ficou com cara de brava.

-Por que você só fica com aquela garota e não comigo, você disse que iríamos andar a cavalo dois dias atrás, eu quero saber que garota é aquela!-ela falou brava.

-Bem. Hoje provavelmente ela irá almoçar conosco.

-Ela é sua namorada?-ela perguntou.

Corei-Não...ela só é minha amiga.

-E por que ela irá almoçar conosco, achei que só era uma camponesa?

-E ela é, porém algo ruim aconteceu a ela, e o rei exigiu que ela ficasse conosco.

-Depois posso vê-la?

-Depois, agora vá brincar com Miley.

  Ela saiu correndo feliz, adoro Hana.

... já mais tarde visitei Safira novamente entrei no quarto e me deparei com ela coberta somente com uma toalha. Ela se assusta.

-Ahhh, desculpa não bater na porta!!-me desculpei me virando a deixando se vestir.

-Pode se virar-Ela disse, ela usava seu vestido verde, suponho que as criadas estariam comprando agora seus vestidos.

-Quer que a leve até o rei?

-Sim.

..... A levei até a biblioteca, onde meu pai falou com ela e eu fiquei ao seu lado.

-Safira vou direto ao ponto, você ficará conosco até segunda ordem, e nem pensará em sair desse castelo, hoje lhe adoto como minha filha.

-Não, desculpa mas não posso aceitar, não sou sua filha de sangue além de que não posso ficar.

-Por que não?-perguntei a ela.

-Por Que Irei Me Apaixonar Por Você!!-a quelas palavras foram uma facada em meu peito.

-Arthur deixe-nos... agora por favor!-Ele ordenou. Logo me retirei e fechei a porta, olhando uma última vez para o rosto de Safira e a última coisa que pensei foi;

"Safira, você me ama ou não? Fique por favor...fique por mim"


Notas Finais


Owww, o que vocês acharam?
Espero que tenham gostado e me falem o que acharam, me ajuda bastante 😉

*Águas de bacalhau-significa que a pessoa está em uma enrascadas ou ferrada como a gente diz hoje(bem foi o que minha professora disse)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...