História Preso por um contrato - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Kakashi Hatake, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Narusasu
Visualizações 346
Palavras 1.443
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 25 - Sou filho da minha mãe


Fanfic / Fanfiction Preso por um contrato - Capítulo 25 - Sou filho da minha mãe

Naruto sorria de maneira sádica enquanto via a luz piscar no seu aparelho, salvaria seu filho e seu marido. O loiro tinha a planta da mansão Uchiha e tinha os melhores homens possíveis para aquela missão. Saber que Minato e Mikoto estavam a salvo também era um alivio. O Uzumaki com o tempo entendeu perfeitamente a estranha amizade que os primos Hyuugas possuíam com o seu moreno e do fundo do seu coração ele sabia que não existiam pessoas melhores para confiar seus filhos.

“Naruto Itachi está no andar de cima, no antigo quarto de Sasuke”-Kakashi afirmou mostrando algumas fotos que tinham tirado

“Significa que Sasuke está em outro lugar, mas a questão é : Porque”- Naruto questionou

“Talvez seja algo pessoal com o Sasuke”-Shikamaru cogitou

“Eu duvido, se fizeram questão de trazerem eles para essa casa, significa que o autor aqui é o mesmo do massacre.”-Naruto comentou

“Mas porque Itachi está separado?”-Kakashi perguntou

“Talvez ele seja como seu pai, veja, Sasuke era uma criança e foi o único a sobreviver”-Shikamaru comentou

“Eu duvido, nem todo mundo na máfia respeitava essa regra de meu pai. O autor não teve oportunidade de matar Sasuke porque Hiashi foi rápido e esperto e depois mantivemos o Sasu sobre vigilância. Essa pessoa ela é sádica e cheia de ódio gratuito pelos Uchihas. Ela não pouparia uma criança com esse sangue nas veias”-Naruto disse

“Talvez não, mas ainda não faz sentido, digo Itachi só é meio Uchiha”-Shikamaru falou e a expressão do rosto de Naruto se alterou

“A menos que a criança também tivesse o seu sangue”-Naruto concluiu

“EI Naruto Kushina é maluca, mas apenas uma mulher fútil”-Kakashi comentou

“E tem muito ódio por todos Uchihas, sempre teve. Ela sempre culpou o Itachi pela queda do Menma”-Naruto falou e as peças começavam a se encaixar

“Ela quer o Sasuke, nesse caso Itachi está seguro”-Shikamaru comentou

“Eu não acredito, Itachi também não está seguro. Precisamos resgatar os dois”-Naruto falou

“Como? Você não pode ir atrás de Sasuke e do Itachi ao mesmo tempo. Raciocina”-Kakashi falou sério

“Por isso vou confiar Sasuke a você. Ele me pediria para cuidar de Itachi em primeiro lugar”-Naruto falou com convicção

“Okay, primeiro Itachi e depois o Sasuke”-Shikamaru concordou imaginando que se a situação fosse o contrario Sasuke faria o mesmo

Naruto e sua equipe começaram a operação e não foi fácil como a principio o loiro imaginou, o ruiva tinha se armado até os dentes. O loiro perdeu alguns de seus homens na empreitada.

Naruto arrombou o quarto onde estava Itachi e o seu moreninho tinha lagrimas nos olhos enquanto um homem segurava seus bracinhos e apertava seu rosto com força. O ódio cegou o loiro e o mesmo não pensou duas vezes antes de atirar na perna do homem que ameaçava o seu bebê

“Papai”-Itachi chamou choroso

“Feche os olhos conte até cem, papai promete que vai te tirar daqui”-Naruto prometeu se aproximando do menor e o envolvendo nos braços

“E o papa, a vovó está com ele”-Itachi falou quando colocou o rosto na curvatura do pai e sentiu quando seu pai colocou tampões de ouvido em suas orelhas

“Papai vai resolvi isso logo, eu prometo”-Naruto selou a testa de seu filho com um beijo carinhoso e sorriu para  os mercenários que Kushina havia contratado, estava na hora de brincar

------------------------------------xxxxxxxxxxxxxxxxx---------------

Sasuke ainda estava navegando entre estar realmente consciente e estar dopado. Kushina havia aplicado um medicamento bem potente para manter o Uchiha apagado enquanto ela dava um jeito nas costas do menor.

O seu médico clandestino tinha feito um bom trabalho com os ferimentos, seja lá qual fosse a droga ilegal que ele usou, tinha curado boa parte, apesar de ter danificado a tatuagem a pele do menor estava quase intacta e sem cicatriz.

O ótimo produto para um mercado de escravo, ainda mais se considerasse a capacidade de progenitor do andrógeno.

Kushina ria, em sua mente ele fantasiava o fim que o moreno teria e nenhum deles era bonito. Sua alma vibrava com o sabor da vingaça, finalmente Fugaku estaria lhe pagando tudo que havia roubado.

“Kushina-sama, a casa está sendo invadida. Naruto levou o garoto”-A secretaria da ruiva informou

“Maldito seja!”-A mulher praguejou e olhou para o corpo pendurado do genro, ela estava perto demais para desistir

“Eu disse que ele viria”-Sasuke sussurrou ainda que não tivesse quase força nenhuma

“Calado”-Kushina deu um tapa no rosto alvo do menor

“O que fará senhora?”-A mulher perguntou

“Iremos levá-lo daqui, pode não ser do jeito que imaginei, mas eu ainda vou me vingar”-Kushina falou cega pela vingança

A ruiva arrastou com ajuda de sua secretaria o corpo de Sasuke, se embrenharam na mata ao redor da mansão Uchiha. Ela jogou o menor contra um tronco de árvore e abriu um vidro

“O que é isso?”-Sasuke perguntou, mas suas duvidas foram sanadas quando um pouco do liquido pingou em algumas folhas e elas queimaram, era acido

“Vamos ver se Naruto te amara mesmo deformado”-Kushina riu como louca, mas ela não esperava que Sasuke ainda tivesse força o suficiente para lhe dar uma rasteira e levantar

O moreno não foi longe a secretaria da ruiva enfiou uma estaca de madeira em sua perna e o moreno gritou de dor. Mas a mulher não teve um final feliz, pois uma bala atravessou o seu crânio.

“Você se atrasou”-Sasuke tinha um sorriso sofrido em seus lábios ao olhar para o marido

“Finalmente, parece que é a reunião perfeita”-Kushina comentou, mas seu rosto estava desfigurado, o acido caíra em si quando Sasuke a derrubara

Naruto levantou os braços

“Não o machuque, Sasuke é inocente”-Naruto argumentou

“Ele não é, nenhum Uchiha é inocente”-Kushina gritou

“Todo esse ódio por causa de Menma, ele está morto”-Naruto falou de maneira grossa

“Não é só por causa do Menma, a culpa é toda de seu pai”-Kushina gritou

“Do papai?”-Naruto perguntou e Sasuke compreendeu o que o loiro queria, ele estava ganhando tempo

“Seu pai, aquele bastardo. Me trocou pelo tosco e intragável do Fugaku”-Kushina gritou

“Ele tinha bom gosto, o que eu posso dizer”-Naruto brincou

“Você está muito risonho, não deveria rir tanto”-Kushina ameaçou puxar o gatilho

“Eu vou, porque você querida mamãe não faz idéia do castigo que te reserva”-Naruto riu e Shikamaru aplicou uma injeção de sonífero na mulher. Realmente aquele rastreador era milagroso

“Nar..ruto”-Sasuke gemeu

“Calma, eu vou cuidar de você”-Naruto sorriu

“itachi?”-Sasuke perguntou

“Seguro, agora iremos te tratar”-Naruto sussurrou enquanto alisava os fios negros de Sasuke

“Dessa vez realmente acabou”-Sasuke sorriu antes de perder a consciência

“Tsunade já está apostos esperando por você e pelo Sasuke”-Kakashi informou assim que chegou no local e não conseguiu esconder a cara de repulsa ao ver o rosto deformado da ruiva que um dia fora tão bela

“O que faremos com ela?”-Shikamaru perguntou

“a morte seria muito fácil. Kushina era uma mulher vaidosa, sempre foi. Faremos ela viver o seu pior pesadelo todos os dias”-Naruto declarou maligno

----------------------------------xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx-----------------

Kushina acordou e sentiu seus braços presos, ela vestia pouca roupa apenas uma camisola de hospital, mas quando os olhos focalizaram ela soltou um grito escandalizado. Era um quarto cheio de espelhos, as paredes e o teto eram todos espelhados. A ruiva podia ver seu rosto deformado e ela sentia repulsa de si mesma.

No quarto tinha uma cama e na porta um pequeno lugar para passar a comida a ruiva supôs. No final das contas naruto era seu filho. Naruto era o filho dela.

A porta abriu e ela viu Danzou passar com um sorriso sádico no rosto

“Veja só como você acabou. Orochimaru foi um idiota de ter confiado em você”-O homem falou

“Meu filho contratou você para arrancar as partes do meu corpo e vender?”-Kushina perguntou temerosa e notou o homem desabotoar o cinto

“Não , Naruto tem outros planos para você.”-Danzou sorriu

“O que meu filho planeja?”-Kushina perguntou

“Bom, você pode estar feia, mas seu corpo ainda é desejoso, então iremos utilizar. Não estamos mais no Japão querida. Você está no oriente médio. Acredite esses homens estão acostumados a não verem o rosto das mulheres com quem fodem. Se ver essa sua face repugnante todos os dias não a fizer perder a sanidade, bem o que esses homens fizerem, com certeza vão. Eu sempre achei os Namikazes uns idiotas, mas Naruto esse sim, ele é inteligente”-Danzou sorriu e Kushina se amaldiçôo pelo seu fim, Naruto conseguirá.

“E o que garante que eu não ponha fim ao meu sofrimento?”-Kushina falou tentando não se ver nos espelhos

“Temos nossos métodos, acredite querida, esse é só o inicio do seu inferno”-Danzou sorriu se aproximando da mulher enquanto ela tentava inutilmente se debater

Aquilo seria divertido, Kushina pagaria por todos os seus pecados



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...