História Presságios de Sobrevivência - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cara Delevingne, Coraline, Halsey, Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug), Originais, The 100
Personagens Chloé Bourgeois, Félix, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug)
Tags Aventura, Drama, Romance, Sobrevivencia
Exibições 9
Palavras 398
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lírica, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeeey :3
Essa é minha primeira fic séria sobre a BEST SÉRIE EVEEEERRRR THE 100 <3 E eu acho q vai ser "bem loko" tlg
PRÁ QUEM NUM ENTENDEU, MARIELE - MARINETTE OKAY??? Mas ela é loirinha genti :') n sou obrigada a nd entaum num vaum mim fazer por cabelo negro nela bitches.
I'M MADONNA, BI-BIP BITCH MOVE
Enfimmmm espero que goste de putaria e agressão física pq isso é oq num vai faltar.
SE VC N VIU THE 100 AINDA, CORRE PRA VÊ OU VAI TER SÓ SPOILER, FDP

Capítulo 1 - Meu Pior Erro - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Presságios de Sobrevivência - Capítulo 1 - Meu Pior Erro - Prólogo

Houve uma manhã fresca e odorífera de inverno em que comecei a apostrofar a minha existência no mesmo instante em que abri meus olhos, cautelosamente, como sempre. Esta manhã era tersa, deleitável e infame. Inspirei fundo aquele ar purificado e levemente adocicado pelo pólen de algumas flores que ali estavam e soltei por meus lábios entreabertos. Realmente era bem detestável ter de dormir no chão puro, mas é um lema que optei por aderir ao longo de meus dias subitamente envolventes no planeta Terra: Melhor dormir na merda que simplesmente não dormir em lugar nenhum. O problema era que, agora, eu não tinha nada. De verdade, nada. Era obrigada a sentir o tremendo hálito quente de minha boca entrar e sair conforme minha respiração acelerava e ter de imaginar que estava saboreando a carne que eu e meu povo conseguimos obter após muito empenho e suor e então, engolir. Era obrigada a me cobrir com o máximo de folhas que encontrei porque não tinham mais cobertas quentes das quais eu e meu povo havíamos confeccionado - demorou cerca de duas ou três semanas fazer um cobertor de casal para os gêmeos de apenas onze anos que dormiam na mesma tenda que sua mãe. Dormiam. - e ainda tinha de aguentar as quantidades absurdas de mosquitos garbosos e indecorosos devido á radiação me picando como se não houvesse amanhã. Minhas costas doíam tanto que eu apenas queria me jogar na minha antiga cama - aquela que eu tinha na Arca - e afundar o rosto no travesseiro, mas eu também não poderia ficar imaginando coisas impossíveis. Digo, é quase a mesma coisa que imaginar-me tomando banho de chuveiro com água quente nessas horas. Que loucura pensar em sabonete, não? 

Existe uma variação infinita desse "lema" que eu criei, como por exemplo, "Melhor comer algumas sementes e raízes que não comer nada" ou "Melhor usar roupas sujas e repugnantes que andar pelado por aí". Sabe, meu pior erro não fora amar uma pessoa que desejava minha morte, ou entregar grande parte de meus medicamentos para que, digamos assim, O Pintor Parasse de Pintar, ou pensar que conforto era maior que a família. Eu criei um paraíso artificial dentro de minha mente, onde logo na entrada estava escrito: "Qualquer um pode se tornar aliado nos tempos de hoje". Acredite, esse foi meu maior erro. E eu ainda estava deitada na palha. 


Notas Finais


Tá aí o prólogo, pourra.
Vou postar o ' capítulo daki a pouco mesmo então n preciso dar tchau nem nd, mas APROVEITE SAKCTA
BYE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...