História Pretty Hurts. ° YoonJin ° - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bangtan Boys, Hoseok Pra Mim É Hetero, Lemon, Mpreg, Nammin, Taekook, Yoongi, Yoonjin
Exibições 240
Palavras 802
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, eu sei que é um shipper bem... Diferente (?) mas, eu gosto, acho fofo. Mas enfim, espero que gostem dessa história, foi feita e pensada com muito amor. Podem me chamar de Loly, eu gosto.
Me amem.

Capítulo 1 - Primeiro.


— seok jin, meu bebe, você tem certeza? É muita gente e...   

 — sim, mãe... Eu vou conseguir. — interrompi.  

 Minha família precisava de dinheiro, eu faria de tudo... Até entrar nesse concurso egoísta para uma revista de moda,  que particularmente, nunca li.  

 O dono dela, era extremamente rico e influente na cidade, dizem... Que o filho dele faz muitas garotas molharem as calcinhas, um alfa cobiçado e quente... Bom, é o que dizem. Eu nunca o vi, não gosto de olhar para coisa bonitas. 

 Sabe por que não devemos olhar de mais o céu? 

 Bom, quando você fica encarando o céu, você se encanta e se perde nele. Depois fica se questionando se o céu é realmente azul ou violeta bem fraco, eu não sou daltônico... E você também não, mas nós hipnotizamos ao ponto de perdemos os sentidos, e ver coisas que não existem. 

 O mesmo vale para a beleza, ela nos hipnotiza...daí vem o ditado, quem vê cara não vê coração... Bom, pelo menos para mim, é isso. 

 — kim seok jin. — chamou uma atendente.  Ela era bonita, cabelos loiros até a cintura, lábios em forma de coração, corpo violão. 

 — eu!— parecia que eu estava respondendo a chamada do colégio. — sou seokjin. 

 Sorri para a moça que continuou seria, pensei que atendentes sempre tinham um sorriso no rosto... Mas, ok. 

 — a porta... No final do corredor. — falou seria e me entregou um papelzinho com meu nome e um número. — anda garoto.  

 Minha omma me acompanhou até o fim do corredor, uma me abraçava forte pela cintura. O cheiro dela já me confortava, essa mulher sentirá orgulho se mim.  

 No fim do corredor, abri a porta.  e sentadas em cadeiras rosas, várias concorrentes. Gemi baixinho, minhas chances talvez fossem zero. Me sentei no fundo, esperando todas serem entrevistadas pelo filho do dono da empresa, eu só queria voltar para casa e enfiar minha cabeça debaixo do travesseiro.


  Depois que tudo se esvaziou, o homem olhou para mim, fez um jesto para que me aproximar, eu fui andando até a mesa, tropeçando nos próprios pés e um pouco tímido.

  Me aproximei e me sentei na cadeira. 

 — Kim seokjin. — falou meu nome como se fosse uma piada. 

 — eu mesmo. — falei firme. 

 — você... Tem 16 anos?! — falou surpreso. — posso te fazer uma pergunta? 

 — fique à vontade. 

 — por que... — ele parou para pensar, com os dedos sob os lábios. — por que está aqui, seokjin? 

 Uma lágrima quase caiu. 

 — minha família é bem pobre e...

 Ele bocejou, como se não estivesse nem aí, o que realmente não estava. O garoto me olhou da cabeça aos pés.

 — é só isso? — arqueou a sobrancelha. — tem certeza que não é só interesse em mim? 

 — e por que eu teria interesse em alguém como você? — desafiei o diabo. 

— porque eu Min foda Yoongi. 

 — a claro, a pessoa infantil e fria que está a minha frente?! Você? — confesso que estava bravo já. — tudo que fez até agora foi debochar de mim.

 Me levantei da cadeira, e já ia sair da sala mas ele me segurou pelo pulso. 

— não se esqueça seokjin, que você é só um ômega fraco e eu... Bom, sou mil vezes mais forte que você. 

 — e mil vezes mais infantil também. — cuspi umas verdades para ele. — com licença,  Min Yoongi. 

 Sai da sala e bati a porta com força. 

 — QUEBRA! —ouvi a voz de Yoongi meio abafada, mas era um grito, eu ouvi.

 — IDIOTA! —gritei para ele. 

 Minha omma veio até mim e me abraçou. 

 — o que achou? —perguntou ela.

 — que Yoongi é um imbecil. — resmunguei. 

 Minha mãe apertou minha mão, fazer o que, né? Com certeza... Depois dessa, eu não seria escolhido para o concurso de beleza, eu particularmente não me importo, posso arrumar outro emprego.

 — vamos para casa, huh? — falou omma com um sorriso. — afinal, meu anjinho precisa descansar, certo?

 Assenti e logo saímos, fomos a pé... Não tinha dinheiro para ônibus. Enquanto eu passava pelas ruas iluminadas e frias da cidade, eu lembrava da feição do alfa. Olhos castanhos escuros, pele de pálida como papel, lábios finos, cabelos negros. Um anjo, tão bonito... Por que tão bonito mas tão cruel? Tão... Ruim... Bem, ruim. 

O garoto era como o céu, é azul o violeta? Ele me causou falta de sentidos, falta de ar, bochechas coradas... Mas não deixava de ser um babaca. 


 Chegando em casa, kookie estava assistindo drama e comendo pipoca, ele gosta muito de dramas e pipoca. 

Me sentei ao lado dele e encostei a cabeça sob o ombrinho delicado de Kook, não me lembro como peguei no sono. Só sei que peguei.   


Notas Finais


Espero que gostem, não julguem meu primeiro shippe no Bts, mesmo que hoje meu otp seja namjin... Não me matem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...