História Pretty Little Liars - Just a game - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jason Dilaurentis, Lucas Gottesman, Mike Montgomery, Mona Vardewaal, Personagens Originais, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh, Wren Kingston
Tags Carol Montgomery, Isabel Hastings, Julia Fields, Melissa Marin, Pll, Pretty Little Liars
Exibições 27
Palavras 2.345
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Mistério, Orange, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii, tudo bem? Bom, nesse episódio eu resolvi dar uma fugida do objetivo das liars de pegarem -C para um episódio mais calmo. 😉

Boa Leitura. 😆

Até as notas finais. 😅

Capítulo 8 - Atrás de um par


Fanfic / Fanfiction Pretty Little Liars - Just a game - Capítulo 8 - Atrás de um par


P.O.V Julia Fields
Acho que conseguimos, -C nos mandou uma mensagem logo depois de termos bolado um novo plano e nada dele falar do plano na mensagem, isso é ótimo, pois assim nós teremos mais chance de pega-lo. - Ou ele sabe do nosso plano, e não está falando dele para nos enganar, ou ele não sabe de nada mesmo!. - Melissa sugeriu. - Não, acho que ele não sabe de nada, acho que conseguimos meninas!. - Eu disse esperançosa, elas também abriram um sorriso de orelha a orelha e então comemoramos pedindo uma pizza, já que os pais de Carol não estavam em casa e também resolvemos ver um filme de terror.
Resolvemos por então dormimos todas na casa de Carol e depois irmos juntas para a escola amanhã, obivamente elas avisaram os pais delas.
Acordamos atrasadas e tivemos que nos arrumar rapidamente para não perdermos a primeira aula. Já pronta nós saímos juntas em um carro só e durante o caminho ficamos conversando sobre o casamento que teria amanhã. - E aí meninas, qual vai ser o par de vocês? - Carol perguntou. - Eu vou com o Jason, irmão da Ju... - Parecia que só eu e Mel tinhamos um par, já que depois de Mel dizer seu par, a Isa e a Carol ficaram depois em completo silêncio. Eu não iria contar que iria com o Caleb, decidi por fazer uma surpresa a elas amanhã. - E vocês? Não tem par ainda? - Nós ficamos em silêncio. - Vou dar uma ajuda a vocês então! Carol, lembra daquele detetive que nos interrogou no dia do desaparecimento da Car? Acho que era Hoolbrook o nome dele... eu lembro que sempre que ele a via, ele te olhava diferente, porque você não o chama ele pra sair para conhece-lo um pouco e depois não o convida para ir ao casamento com você? - Carol fez uma cara de que não via gostado muito da idéia, mas depois logo cedeu aceitando a idéia da Mel. - Mel, será que eu posso chamar seu irmão se ele estiver sem par ainda? - Isa perguntou a Mel. - Pode sim, ela até me falou que está sem par, então o caminho está livre para você. - Isa abriu um sorriso, e então foi a vez de Mel perguntar para mim. - E você Ju, também sem par? - Fiquei um pouco em silêncio mas logo eu disse. - Na verdade eu já tenho um, mas vocês vão ver quem é só amanhã! - Eu disse e logo em seguida Mel começou a me chantagear para contar, mas resisti a todas essas chantagens até chegarmos a escola. 

P.O.V Carol Montgomery
Mel havia me dado a idéia de levar o detetive que nos interrogou na época do desaparecimento da Carla, no começo eu até pensei em recusar, mas logo cedi, eu até podia me lembrar das olhadas que ele dava para mim, nos dias que íamos a delegacia. Eu já estava na escola, andando pelos corredores até a minha sala, quando ví uma figura de casaco preto me observando no fim do corredor, eu parei na mesma hora e fiquei observando a misteriosa figura que também me observava. - Quem é você? - Perguntei a Figura, quando um grupo de alunos despercebidos passou na frente da figura misteriosa e logo ela havia sumido do lugar onde estava. - Que estranho... - Eu disse, e então fui em direção a minha sala. 
Era hora do intervalo, sai da sala e me dirgi até o refeitório onde já se encontravam, Isa,Mel e Ju sentadas em uma mesa no centro do local, então me sentei junto com elas e começamos a conversar. - E aí Carol, pensou em na minha idéia? - Mel disse, concerteza ela estava falando da ideía de chamar aquele detetive para o casamento... - Pensei, vou dar uma chance a ele, depois da escola eu vou a delegacia chamar ele para sair para a cafeteria que nós sempre íamos... - Eu disse e logo depois foi a vez de Isa se pronunciar. - Depois da escola eu vou perguntar ao Andrew se ele vai querer ir comigo... - Nós continuamos a conversar até o sinal bater indicando o inicio da próxima aula.

P.O.V Isa Hastings
O sinal indicando o fim das aulas havia batido e então eu fui em direção a casa da Mel para ver se eu encontrava o Andrew lá. Entrei em meu carro e liguei o rádio e coloquei algumas das músicas que eu mais gostava para me distrair até chegar lá.
Depois de alguns minutos de cantoria eu cheguei a casa de Mel e então bati na porta, e logo fui atendida pelo Andrew. - And, tudo bem? - Eu disse cumprimentando ele. - Oi Isa, estou bem. - Eu fui então direto ao assunto. - Olha eu queria saber se você não quer ir comigo ao casamento da Alison DiLaurentis... - Perguntei a ele... Ele ficou um pouco em silêncio e então disse. - Desculpa, mas eu já tenho com quem ir... - Ele se desculpou, se eu não arranjasse alguém para ir comigo, eu estaria ferrada. - Não, tudo bem... bom, eu vou embora, tchau! - Ele se despediu e então eu fui embora um tanto quanto envergonhada, logo quando entrei no carro peguei meu celular e mandei uma mensagem a Mel.
*Celular*
Isa: Mel, você não disse que o And está sem par?
Mel: Disse, porque?
Isa: Eu acabei de perguntar a ele se ele queria ir comigo ao casamento e ele recusou dizendo que já tem um par...
Mel: Nossa, que estranho, ontem mesmo ele me disse que não tinha par, ele deve ter achado um entre ontem na escola e hoje... Parece que você terá que achar outra pessoa...
Isa: Sim... Bom, eu tenho que fazer o dever de Física e Biologia, nos falamos mais tarde, bjs!
Mel: Bjs!
Desliguei meu celular e liguei o carro e fui para casa fazer os deveres de casa e talvez, quando termina-los, ir atrás de um par. 
Eu estava já na metade do caminho quando meu celular vibrou novamente...
*Celular*
Eu posso ser seu par Isa...
Prometo que não mordo!
-C

P.O.V Andrew Marin
Isabel havia vindo até minha casa para perguntar se eu queria ir ao baile com ela, tive que recusar já que eu já iria com Mike, não pude deixar de ficar com dó dela, ela concerteza estava desesperada para achar um par. Logo depois dela sair, eu continuei jogando um jogo em meu celular, já que eu não tinha nada pra fazer quando eu ouvi outra batida na pota, fui então atender, era o Mike, eu havia me esquecido que nós iriamos sair hoje. - Mike! - Eu disse um pouco surpreso. - Parece que alguém esqueceu que iria sair hoje. - Ele disse, concerteza ele havia notado minha surpresa ao ve-lo - Foi mal, não tenho a melhor memória... *risos* - Ele entrou e eu disse para esperar aqui em baixo enquanto eu me trocava para nós sairmos, ele me disse que iriamos ao cinema e depois comer alguma coisa...
Já no meu quarto eu peguei uma calça e um tênis e os coloquei em meu corpo e então comecei a procurar uma blusa... Depois de finalmente eu me decidir e colocar a blusa eu me virei e dei de cara com o ele me observando sentado na minha cama. - EI! - Eu disse assustado por ter dado de cara com ele. Ele logo ao perceber minha reação não conseguiu se conter e começou a dar risada. - Há quanto tempo está aqui? - Eu perguntei a ele. - Desde quando você abriu esse guarda-roupa... - Na mesma hora eu corei, se ele estivesse aqui desde a hora em que eu estivesse aberto o guarda-roupa ele concerteza teria me visto quase nú trocando de roupa. Ele então ao ver meu rosto corado parou de rir e se aproximou de mim. - Eu queria te perguntar algo depois do cinema, mas não consegui me conter... - Ele disse se aproximando de mim e puxando de um pequeno bolso da camiseta dele uma pequena caixa bem feita por sinal, com duas pulseiras, uma com letra A e a outra com a letra M. - O que é isso? - Eu perguntei já podendo imaginar o que seria. - Eu sei que é cedo, mas, desde o nosso primeiro beijo, eu não consigo deixar de pensar em você e eu quero muito fazer isso, pois, assim, vou ter alguém para chamar de MEU novamente... - Ele disse me mostrando as pulseiras de prata que ele havia comprado, que eram muito bonitas por sinal... - Andrew... - ele fez uma pequena pausa e disse. - Quer namorar comigo? - Eu fiquei um pequeno tempo em silêncio, ainda não podendo acreditar no que eu via... Até que finalmente eu pude dizer algo e acabar com o suspense que concerteza estaria rondando a cabeça dele.- S-SIM! - Eu disse quase gritando fazendo ele abrir um sorriso de orelha a orelha. Ele então me puxou para um beijo calmo e apaixonado, que logo em seguida eu pedi passagem com a língua que ele concedeu no mesmo minuto, nós ainda estavámos nos beijando quando de repente nós acabamos caindo na minha cama, o que fez o beijo ficar mais intenso, ele então tirou sua blusa e logo depois ele tirou a minha e continuamos o beijo que logo se intensificou mais. Ele comecou a dar beijos em meu pescoço e dar alguns chupões que deixariam marca, eu então joguei ele no meu lugar, invertendo as posições me deixando em cima dele e ele deitado na cama, eu então comecei a dar também beijos em seu pescoço que foram seguidos de chupões, nós iriamos intesificar mais este momento, quando ouvimos a minha irmã entrando em casa, chamando por mim. - AND, ESTÁ EM CASA? - Ela disse gritando nas escadas, eu me levantei e dei outro grito no corredor dizendo. - Estou sim, eu e Mike estamos... estudando... - Eu disse travando um pouco na hora de falar, pela dificuldade de inventar uma desculpa a ela. Eu fechei a porta no quarto e me virei e pude ver Mike deitado ainda na cama já de blusa, eu peguei minha blusa e assim que a coloquei ele levantou e então eu o puxei para outro beijo, também completamente apaixonado. - Eu te amo! - Ele disse dando outro beijo em mim. - Eu também te amo!. - Eu disse a ele abrindo um sorriso.

P.O.V Carol Montgomery
As aulas já haviam acabado e eu estava indo em direção a delegacia para chamar o detetive Hoolbrook para sair. Eu havia ligado o rádio e estava passando algumas notícias diárias que logo me entediaram e logo então coloquei uma música animada para ouvir.
Depois de mais ou menos 5 minutos cantarolando algumas músicas eu cheguei a delegacia. Desliguei o rádio e saí do carro em direção a entrada. Eu entrei e ela estava vazia havia apenas a recepcionista e um guarda perto de uma porta. - Boa tarde, procuro o detetive Hoolbrook, ele está? - Ele demorou um pouco para responder pois estava distraída no celular. - Ah, desculpe, eu estava distraída, enfim, ele está sim, o esritório dele é a terceira porta no corredor aqui do lado. - Ele me indicou o corredor com o dedo e assim eu a agradeci e fui em direção ao corredor. Não demorei para achar a porta certa e então eu dei uma leve batida nela, esperando ele responder. - Entre. - Ele disse e assim eu fiz, entrei um pouco tímido e me sentei na cadeira que estava a frente dele. - Bom dia... Detetive Hoolbrook não é? Eu sou Carol, Carol Montgormery, uma das amigas da menina desaparecida... agora morta, Carla DiLaurentis... - Ele enfim olhou para mim pois ele estava corringindo alguns documentos, ele ficou olhando um pouco pra mim, o que me fez ficar um pouco desconfortável mas logo depois ele disse. - Carol, eu me lembro, de você o que a traz aqui? - Ele disse abrindo um sorriso no rosto. - Bom, eu vim... é... conversar um pouco com você, o que acha de nós... sairmos daqui a pouco? - Ele ficou um pouco em silêncio, acho que ele ficou surpreso. - Tudo bem, faltam 5 minutos para eu poder ir embora, se você esperar nós podemos ir a algum lugar sim! - Ele disse com um sorriso de canto que me deixou um pouco hipnotizada e fazendo olhar para ele por alguns segundos. - Ok, eu espero! - Eu disse a ele, e saindo de sua sala e me sentando em uma das cadeiras da sala de espera da recepção. 

Depois exatamente 5 minutos ele veio até mim. - Vamos? - Ele disse estendendo a mão para mim, eu segurei sua mão e me levantei e fomos a cafeteria conversar um pouco.
Chegando lá nós fizemos nossos peidos, ele pediu um café e eu pedi um café também com alguns biscoitos, nós começamos então a conversar sobre, gostos de filmes, o que cada um mais gostava e odiava e acabei percebendo que tinhamos muito em comum, foi então que eu lembrei que eu deveria perguntar se ele iria querer ir comigo ao casamento. - Ei, por acaso você não quer ir comigo a um casamento amanhã, como meu par?... - Eu perguntei a ele um pouco tímida... - Ah, vou sim, que horas eu posso te pegar? - Eu então pensei um pouco pensando em um horário adequado até finalmente eu me decidir. - Me pega ás 20:00, tudo bem? - Ele concordou e assim nós continuamos conversando sobre outras coisas, até ele ter que ir embora.
Bom... eu já vou indo... Esteja encantadora amanhã, pois eu também vou estar. - Ele me disse, logo depois soltando uma risada. - Ta bom, eu vou estar. - Eu ri também e assim nós nos despedimos com um abraço e assim foi cada um para a sua casa.
 


Notas Finais


O que acharam desse capítulo? 🙂

Obrigado por ler. 😂

E até o próximo capítulo que saí amanhã! 💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...