História Pretty Little Liars - Segunda Geração - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Tags Ashley Benson, Ian Harding, Keegan Allen, Lucy Hale, Pll, Pretty Little Liars, Sasha Pieterse, Shay Mitchell, Troian Bellisario, Tyler Blackburn
Exibições 99
Palavras 1.918
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OI GENTE ♥ Voltamos com mais um capítulo para vocês, esse ta fofinho e temos uma novidade. Estamos preparando momentos fofos dos casais, ao longo da história eles vão aparecer. AH MAIS UMA COISA! NESSE CAPÍTULO TEM POV DA SOPHIA CONTANDO A HISTÓRIA PELA PRIMEIRA VEZ UHUUUUUUUL!! Espero que gostem! Comentem o que estão achando por favor e obrigada por todos que estão acompanhando e elogiando nossa história, que está sendo feita com MUITO carinho e MUITA dedicação ♥

Boa leitura!!

Capítulo 12 - A paz reinando novamente


POV SOPHIA

  Minha cabeça latejava, não conseguia abrir o olho, mas estava escutando tudo e o mais agonizante foi ouvir a minha mãe me chamar e eu não conseguir acordar, mas depois de alguns minutos eu finalmente consegui. Ao abrir os olhos tive a sensação de que meu quarto estava girando, senti uma tontura absurda e então, acabei colocando pra fora o que tinha no estômago. Meus pais me socorreram, minha mãe me ajudou a tomar um banho e eu acabei encharcando-a inteira, não conseguia me equilibrar, como se eu estivesse bêbada ou drogada.
  Minha mãe desliga o chuveiro e me coloca sentada no vaso sanitário e começa a me secar.

– Mãe, eu te molhei toda, me desculpa.

– Ei, você não tem que me pedir desculpa por nada disso, você está aqui comigo e isso é tudo que importa. – Ela me dá um beijo na testa.

– Eu senti tanto medo... Medo de nunca mais ver você ou o meu pai. – Algumas lágrimas escorriam pelo meu rosto e minha mãe me puxou para um abraço reconfortante, me senti protegida e estava sentindo suas as lágrimas caírem sob meu braço.

– Nunca pensa isso meu amor, nós enfrentaríamos o mundo por você, olha pra mim... – Ela levanta minha cabeça e meus olhos se encontram com os dela. – Eu vou te proteger de todo o mal, eu prometo, ninguém vai levar você pra longe de mim ou do seu pai de novo. Eu te amo.

– Eu também te amo mãe.

  Ela me ajudou a me vestir e então fui apoiada nela até uma pequena sala que tinha no nosso quarto do hotel, estavam todos ali, minhas amigas, meus tios e meu pai, que me abraçou e senti sua respiração aliviada.

– Você tá melhor meu amor?

– A minha cabeça ainda doí, mas já estou me sentindo melhor papai.

– Eu sei que eu não devia estar te perguntando isso agora minha filha, mas é importante... Você conseguiu ver o rosto ou alguma coisa da pessoa que te sequestrou? – Meu pai me pergunta e olho pra minha mãe que está olhando para ele com reprovação.

– Não pai, eu não consegui ver, a última coisa que eu me lembro é entrar no elevador para me encontrar com as meninas no jardim, mas quando a porta se abriu havia uma pessoa toda de preto de frente pro elevador, como se estivesse me esperando, depois disso não me lembro de nada.

  Meu pai tenta me fazer uma pergunta mas o interrompo.

– Mãe, eu tô cansada... Minha cabeça está doendo muito.

– Acho melhor irmos embora, Sophia precisa descansar e vocês também, mas se precisarem de alguma coisa, é só ligar, estamos aqui do lado, ok?! Tchau meu amor. – Tia Hanna depositou um beijo na minha testa e junto com ela o tio Caleb e a Alice foram embora, depois minha tia Aria com o tio Ezra e a Carol se despediram e por fim tia Ali, tia Em e Amie também saíram.

  Meu pai me pegou no colo e me levou até o quarto dele e da minha mãe, a cama era maior e eles ficariam ali comigo. Minha mãe chegou com algumas aspirinas e um cobertor. Me ajeitei e apaguei.

POV SPENCER

  Sophia graças a Deus dormiu e Toby me chamou para conversarmos na salinha.

– Eu queria pedir desculpa, por ter pressionado a Sophia. – Toby colocou meu cabelo atrás da orelha e me deu um beijo.

– Tudo bem amor, já passou... – Dei um selinho nele. – Eu acho que deveríamos ligar pro Wren, ele é médico, pode ver se está tudo bem com a Sophia. Ela mal para em pé, estou preocupada.

– Fica calma, ela disse que não se lembra de nada, então ‘’A’’ deve ter dado algo para ela dormir, por isso ela está desse jeito, tenho certeza que quando acordar, ela vai estar melhor, mas se é pra você ficar tranquila, vamos falar com ele.

  E de repente escuto Sophia gritar, olho para Toby e saio correndo pro quarto, ela estava sentada na cama toda suada.

– Meu amor, o que houve? Eu vou buscar uma água pra você. – Toby vai em direção ao um frigobar que temos no quarto.

– Eu tive um pesadelo, eu estava no cativeiro e estava tudo tão escuro e frio, exatamente como era, eu escutava vozes mas não conseguia enxergar nada, minha cabeça parecia que ia explodir e eu sentia alguém me tocar, eu não tinha pra onde correr. – Sophia me abraça e chora de soluçar.

  Olho para Toby e não conseguimos ser fortes, a cada palavra que saia da boca da minha filha, meu coração despedaçava e as lágrimas saiam involuntariamente.

– Tá tudo bem agora meu amor, você não está mais nesse lugar horrível, estamos aqui e não vamos deixar que nenhum mal te aconteça, tenta se acalmar, por favor. – Quanto mais eu pedir para ela se acalmar, mais ela chorava.

– Eu vou ligar pro Wren. – Toby se preocupou ao ver a situação que nossa filha estava, traumatizada, assim como eu e minhas amigas ficamos há quinze anos atrás.

  Não demorou muito para que Wren e Melissa chegassem no hotel, Wren foi examinar a Sophia que já estava um pouco melhor, ela havia se recuperado do susto e estava dormindo novamente, segundo Wren ela foi dopada, com boa noite cinderela, mas que ela ia ficar boa logo, ele receitou algumas aspirinas e um calmante para quando ela entrasse em crise novamente. Minha irmã está me dando a maior força já que meus pais estão viajando e nem sonham que isso esteja acontecendo de novo.

POV EMILY

  Depois que Sophia estava sã e salva com a gente, tudo voltou ao normal, ‘’A’’ não estava mais mandando mensagens e isso nos trazia um certo alívio e uma esperança de que tudo isso tinha acabado. Estávamos todas no restaurante do hotel, resolvemos de última hora nos encontrar para conversar já que os meninos estavam se preparando para irem jogar bola. Pedimos porções de batata frita já que as meninas adoram, quem não gosta?! E quando as meninas terminaram de comer, Carol levantou e disse:

– Eu estou satisfeita, vamos subir para assistirmos um filme?

– Vamos. – Alice, Amie e Sophia disseram juntas.

– Podemos né, tia Aria? – Amie pergunta e olha para Ali e para mim esperando aprovação.

– Claro meninas, podem ir pro nosso quarto, Ezra ainda está lá em cima. – Aria liberou e nos também.

  E assim as meninas foram para o elevador, todas juntas, rindo e nós, mães babonas que somos, sorrimos para aquela cena.

– Isso é tão lindo. – Ali ao dizer segurou minha mão e não entendi o que ela quis dizer, ela percebeu pela minha cara e continuou. – As meninas, elas estão crescendo juntas, são amigas inseparáveis, como éramos e ainda somos.

– Deus queria que elas crescessem juntas e que essa união seja para sempre, como a nossa. – Quando Spencer disse isso, senti algo bom dentro de mim.

– Amém amiga, mas mudando de assunto rapidinho, eu não sei vocês, mas eu não aguento mais ficar trancada nesse hotel com medo. Será que podemos sair um pouco? Já fazem dias que ‘’A’’ não nos manda mensagem... Vamos sair e comemorar a nossa união. – Hanna sorri e espera nossa resposta com um olhar de piedade. (Só a Hanna mesmo rsrs).

– Eu topo, os meninos vão jogar bola mesmo... Mas onde podemos ir? – Aria perguntou e todas ficamos em silêncio pensando onde iríamos e o que poderíamos fazer.

– Podíamos tomar um vinho... – Spencer sugere e todas rimos. Eu já falei que vinho é o segundo vício de Spencer? Pois o café ainda continua sendo seu primeiro e maior vício.

  Então sugeri que fossemos em um restaurante próximo à praça principal de Rosewood, já que o lugar é tranquilo e as meninas poderiam ficar ali conversando. Todas concordaram e cada uma foi para o quarto se arrumar e combinamos de nos encontrar na porta do hotel para irmos todas juntas.

POV NARRADORA 

  No quarto de Spencer e Toby estava tudo tranquilo e com um clima romântico no ar... Toby estava colocando sua chuteira em uma mochila quando Spencer sai do banheiro pronta para sair com as meninas e as crianças. Ela estava deslumbrante e isso fez com que Toby ficasse de boca aberta e quase babando pela esposa e para completar, Sophia entrou no quarto deles e estava linda, foi aí que ele percebeu que sua bebê estava crescendo e se tornando uma mulher, como a mãe.

– Vocês estão tão lindas, eu não quero deixar vocês saírem mais não. – Toby sorriu para as duas mulheres de sua vida.

– Ah não pai, pode parar com isso hein... – Sophia abraça o pai que ri.

– Meu amor relaxa, eu sou toda sua. – Eles riem e seus lábios em um selinho.

– Ei, eu estou aqui. Vamos parar com isso, por favor. Ver os pais trocando amor assim não é nada legal. ­– Os pais riram e puxaram a filha para um abraço triplo.

– Ok, paramos. Vamos mocinha? – Spencer abraça Sophia de lado que retribui e balança a cabeça concordando com a mãe, as duas se despedem de Toby e vão para a porta do encontrar com as meninas que já estavam impacientes com a demora das duas.

  Ao chegarem, Aria sugere de ir caminhando para o restaurante pois a noite estava agradável e perfeita para apreciá-la ao máximo.

  No restaurante... As meninas mal chegaram e as crianças já queriam ir para a praça, elas amavam aquele lugar.

– Podemos ir agora mães? – Amie pergunta para as mães que a deixam ir.

– Vocês podem pedir para que sirvam a gente lá, por favor. – Carol disse e Aria se espantou mas depois riu da ordem de sua filha.

– Sim senhora, mandona. – Todas riram.

– O que vocês vão querer comer? – Ali perguntou olhando para o cardápio, até que elas trocam olhares entre si e a resposta é unânime.

– Hambúrguer. – Elas falam animadas e vão para a praça.

  Elas estão tendo uma noite maravilhosa, estão se divertindo, coisa rara em Rosewood, os assuntos eram diversos, até que Ali começa um assunto delicado, porém o melhor que elas poderiam ter nessa noite.

– Vocês pretendem ter mais filhos?

– Ezra e eu já conversamos sobre o assunto e gostaríamos de ter mais um, só que dessa vez ele quer um menino. E vocês? – Aria pergunta e as meninas sorriem ao falar sobre.

– Eu não penso em outro filho agora não, mas quem sabe no futuro, quero investir um pouco mais na minha carreira agora que Sophia está grandinha, mas Toby vive falando sobre termos mais um. – Spencer era a melhor advogada de sua cidade e era reconhecida por isso, mas ela sempre se preocupa e está sempre procurando melhorar.

– Eu quero mais dois, mas se vier mais um já está ótimo, mas também quero no futuro, mesmo se a Alice estiver maior, dá pra esperar mais um pouco! ­– Hanna falou e olhou para Ali e Em esperando a resposta das duas.

– Nós também queremos, mas no nosso caso é um pouco mais complicado, é muita burocracia, queremos para o próximo ano, então precisamos nos organizar e resolver tudo a tempo. ­– Em disse e sorriu para Ali que estava admirando a mulher incrível que ela tinha ao seu lado.

  Elas ficam conversando por mais algum tempo até que o pedido fica pronto, os lanches são servidos e a noite continua ótima, elas conversam, ficam ali tomando vinho mas sempre de olho nas meninas que estavam comendo e rindo de algo que elas não sabiam o que era, mas isso não importava já que as meninas estavam felizes e juntas.


Notas Finais


Esperamos que tenham gostado, comentem aqui pra gente saber e até o próximo capítulo que sairá em breve ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...