História Pretty Mess - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kiba Inuzuka, Konohamaru, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Suigetsu Hozuki
Tags Gay, Lemon, Narusasu, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha, Yaoi
Visualizações 174
Palavras 3.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olôôôô <3
Como vão vocês pessoas terrestres?
Esse capítulo está literalmente uma bagunça, mas uma bagunça estilo Naruto Uzumaki e Sasuke Uchiha e tenho certeza que vocês vão amar huhuhu ~moon face~
Olha esse gif poderoso aí na capa :"3

Capítulo 11 - Deadly Dates


Fanfic / Fanfiction Pretty Mess - Capítulo 11 - Deadly Dates

    - Não.
    - Qual é Naruto! Por favor?
    - Não.
    - Por favor com chantilly em cima?
    - Não.
    - Por favor com... Porra, para de ser viadinho é só um maldito encontro.
    - Dattebayo!
    - Argh! 
    Kiba virou para o lado, sei lá enterrando a cara na grama e eu Bufei voltando a minha competição de olhares com aquele pirralho enjoado. Sim, eu podia ver as intenções malignas de Konohamaru, ali não era só uma criancinha inocente chutando uma bola... Ele poderia estar planejando o próximo ataque ao monumento dos Hokages. Vai por mim, eu era expert em reconhecer pensamentos maléficos.
    - Mas Naru! — Quase tive um ataque cardíaco com o escândalo do Inuzuka, mas que caralhos voadores, pensei que ele tinha dormido! — Olha, você tem que ir comigo.
    - Por que criatura pulguenta? 
    - Se eu não for nesse encontro... A minha vida vai estar acabada!
    Dessa vez deixei de encarar o pirralho Sarutobi. Mas de que diabos Kiba estava falando?!
    - Nesse atual momento, eu tenho completa certeza de que Hinata Hyuuga é a minha alma gêmea. — E só estava ficando mais estranho... — E se você não for comigo, isso vai atrapalhar o meu futuro casamento com ela, e se eu não me casar com ela eu não vou casar com mais ninguém, e se eu não me casar eu vou ficar o resto da minha vida encalhado, e se eu ficar para tio e sem esposa eu vou ser obrigado a me mudar para o porão da sua casa, e eu vou ficar deprimido comendo o seu ramém pelo resto dos meus dias na fossa e sem ter tido meus seis filhotinhos com a minha princesa Hyuuga!
    Juro que meu cérebro estava carregando... Sério estava pior que um computador com internet discada... Até que juntei todos os pedaços do triste relato do meu companheiro vira lata.
    - O quê? 'tebbayo, porque eu é quem vou ficar com a sua bunda encalhada no meu porão... Cara eu nem tenho porão!
    - Oras, quem é que está se recusando a fazer esse mísero favor a mim? Entããão, você vai ser obrigado a construir um porão para me abrigar.
    Pisquei uma, duas, três vezes e calmamente voltei ao Konohamaru na casa do lado... Ele ainda estava ali me olhando como se estivesse planejando o meu funeral... Parecia até um olhar familiar.
    - Oi, cabeçudo?! — Senti um empurrão.
    - Dattebayo! — Levantei minha bela face da grama. — Um encontro...
    - Com o Neji, qual é você já saiu com ele antes.
    - Foi só um sorvete. — Arregalei os meus olhos, porque todo mundo insistia em interpretar isso errado? — E nesse dia achei que Sakura fosse arrancar minhas bolas fora.
    - Ela tem algodão doce dentro da cabeça... — E fora também, que loucura. — Mas, vamos relevar e o Hyuuga especificou que tinha que ser você com toda sua falta de neurônio.
    - Um encontro duplo, você disse? — Ele sacudiu a cabeça. — Não seria mais fácil você enrolar essa Hinata se estivesse sozinho.
    - Bléh, mas ela vai levar o Neji e o Lee, então estou ganhando pontos e achando um par para eles também... Você tem que agradar o primo da minha amada!
    Arranquei um tufo de grama, cutuquei um arranhão no meu antebraço, observei uma formiga do mau subir pela perna do Kiba...
    - Espera?! Neji... Lee... Isso aí é dois, vai me dizer que você quer que eu seja o par dos dois?! — Saltitei sentado.
    - Não, eu estava pensando em outra pessoa para o Lee... — Kiba calou a matraca de repente.
    Vi uma sombra no gramado e logo aquele rosnado que só uma bola de pêlos enviada direto do inferno poderia dar.
    - Massacre. — A voz de Sasuke chamou, mas o bichano me olhou como se expeculasse alguma coisa.
    - É isso! — Kiba pulou e Massacre rosnou ficando em posição de ataque. — O alienígena!
    Olhei para o lado, Sasuke estava com uma camiseta do Avenged Sevenfold, que por milagre não era minha, mostrando seus joelhos ossudos através dos buracos no jeans cinza e claro, quase brilhando na luz do sol... Totalmente vampiresco.
    - Hey, garoto de outro planeta?! — Pulguento balançou os braços berrando, como se o Uchiha não estivesse a alguns metros de nós. Puff, que escândaloso.
    - Oi, ele está logo ali, cala essa matraca, dattebayo! — Ok, eu tinha motivos para gritar, não que eu fosse escândaloso... Nunca!
    - O que é? — Demônio perguntou com sua cara de parede de sempre.
    - Você estaria interessado em um ilustre encontro? — Kiba balançou as sobrancelhas, droga, parecia que elas iriam sair voando da testa dele a qualquer segundo.
    Engasguei de surpresa, filho de Lúcifer arqueou a sobrancelha, mas no geral ele nem se mexeu.
    - Um encontro, cara quer que eu explique? — Inuzuka levantou, ele era bem maior que o Uchiha. — Lá no seu planeta isso não deve existir.
    - Encontro com quem?
    - Eu e Hinata, Naruto aqui com o Neji e você com o Lee.
    Os olhões cor de ônix me olharam, e esquece a Sakura, certeza que minhas preciosas bolas seriam arrancadas por mãozinhas pequenas e pálidas. 
    - Por favor, Sasuke, eu juro que vou te agradecer pro resto da minha vida! — Kiba se inclinou para tentar enchergar algo na cara do Uchiha. — O Naruto Já aceitou ir com o Neji!
    - Kiba, não foi bem assim. — Belisquei a perna daquele retardado com alma de cachorro.
    Sasuke então me fuzilou com o olhar, como se quisesse que as pragas do Egito viessem chutar minha bunda... Certo, eu iria para a cova mais cedo.
    - Hehe, Acho que eu também não vou, sabe estou começando a sentir umas tonturas, Tenho quase certeza que deve ser um sintoma da doença aguda do pepino!
    - Não. — O Uchiha se aproximou, cada passo daquela perna de graveto e eu já sentia o chute na minha cabeça chegando. — Nós adoraríamos ir.
    Meus olhos quase saltaram para o chão e dançaram ballet... O quê?
    - O quê?! — Inuzuka juntou as mãos, eu quase podia ver os arco íris vindos da boca dele. — Mesmo?
    - Mesmo? — Repeti não crendo nos meus ouvidos, ele estava dizendo que "nós" dois iríamos?
    Sasuke revirou os olhos e sem dizer nada pegou a bola de pêlos e começou a marchar de volta para dentro da minha casa.
    - Espera... — Carregando... Carregando... Carregando.
    - Caralhos, agora nós teremos um encontro triplo!
    Um encontro... Com Neji e Sasuke...
    E o Uchiha não iria ser o meu par...
    Era oficial... Meu infarto chegaria em muito breve!

 

    Treinei mais uma vez como abrir minha porta. Sério, eu estava lá com a mão na maçaneta a pelo menos uns treze minutos e trinta e dois segundos.
    Mas veja bem, durante a tarde toda eu tentei pensar positivo. Tudo bem que eu nem tinha espectativas, eu mal sabia o que era um "encontro romântico". Mas tipo, o que demais poderia acontecer?
    1° Neji e Sasuke seriam coisinhas educadas e iriam se comportar... Bom pelo menos eu espero isso.
    2° Kiba e Hinata estarão lá, felizes e selando um futuro que com fé levaria aquele sarnento a ficar bem longe do meu porão imaginário.
    3° Eu sou uma pessoa muito legal, então eu faria com que ninguém explodisse o restaurante ou algo do tipo... É, super Naruto em ação!
    - Dattebayo, isso aí... Foco! — Escancarei a porta e desci com movimentos ninjas para a sala.
    Tirei meu celular do bolso e estava prestes a mandar uma mensagem para o meu amigo cachorro, quando ouvi barulhinhos e lá estava, Demônio descendo as escadas...
    E com isso todo o foco sumiu.
    Sasuke estava ajeitando seu cabelo, o que fez sua blusa levantar e mostrar uma linha da sua pele pálida... Tão bonita... Ele estava com uma camiseta gola v preta, um colete cinza chumbo por cima e deuses, uma skinny tão apertada que deveria ser crime a usar em público.
    - O que foi, Dobe?
    Pisquei e desviei para qualquer canto que não fosse um pedaço de Uchiha pecaminoso.
    - Nada não. — Dei as costas para ele, voltando a minha tarefa árdua de achar o contato do Kiba.
    Sasuke brotou na minha frente e como se fosse a coisa mais natural do mundo se curvou, sim ele simplesmente se curvou para amarrar as suas botas... De costas para mim, na minha maldita frente. E com aquela calça que deveria ter sido costurada pelo próprio Lúcifer em pessoa.
    "Vamos, seja o super Naruto e desvie o olhar da tentação!"
    Eu tentei... Juro do fundo do meu coração que eu tentei ouvir os conselhos sábios da minha voz interior... Eu a chamava de Kyuubi... Porém meus hormônios adolescentes erammais fortes. Dattebayo, eu tinha Sasuke Uchiha praticamente dobrado na minha frente e expondo aquela retaguarda toda para mim... Só para mim.
    Por enquanto... O encontro dele seria com o tal Lee, não é?
    - Não! — Berrei largando o celular. Não! Não! E Não!
    Eu não podia deixar o Teme sair de casa parecendo o último bolo de chocolate no deserto!
    Quantas vezes eu tinha que dizer que só eu poderia colocar meus olhos... E outras coisas sobre as partes avantajadas no corpo daquele bastardo?! E com toda certeza, essa calça não ajudaria a continuar com esse objetivo.
    Sasuke se remexeu um pouco arqueando as costas... Unicórnios voadores do universo me dêem forças!
    Coloquei minhas mãos atrás das costas, controlando os meus dedos teimosos, nada de tocar.
    Ouvi a campainha e foi a minha chance de escapar da tentação do filho do senhor das trevas.
    - Oi Kiba! — Abracei o pulguento.
    - Wow, ainda bem que você está animado! — Kiba me apertou de volta.
    - É, ainda bem. — Sasuke passou batendo no meu ombro... Senti o perfume de baunilha.
    Kiba felizmente começou a tagarelar sobre como o cabelo da Hinata era a coisa mais fantástica que ele já tinha visto, o que tive que acrescentar que o cabelo do Neji também era um espetáculo... Tenho quase certeza que senti um chute no meu banco assim que disse isso, mas nunca se sabe.
    O restaurante, Tadaima's, era próximo ao centro de Konoha, e era todo iluminado e bonito. Fiquei feliz em ter colocado um blaser azul marinho sobre a minha camisa laranja, rum, eu era um cara muito fino.
    Kiba foi saltitando na frente e eu fiz questão de ir atrás, tentando obviamente acobertar coisas na parte de trás do Teme.
    A mesa ao lado da janela, e Kiba quase quebrou o vaso de cristal sobre a toalha branca assim que se sentou, fazendo o garçom quase desmaiar... Eu estava apostando quanto tempo levaria para ele nos chutar dali.
    Sasuke se sentou do meu lado e Kiba do outro. Eu juro que eu não queria, mas meu nariz insistia em querer se enterrar naquele cabelo de porco espinho e sentir melhor aquele cheiro de baunilha...
    O que diabos eu estava pensando?! Isso só podia ser efeito do nervoso de estar ali.
    - Narutoooo! — Agora eu quase quebrei o vaso. Mas antes disso Kiba sumiu do meu lado e sem mais nem menos, Neji Hyuuga estava no meu colo me apertando contra ele. — Que saudades!
    Balancei meus braços, até finalmente abraçar Neji de volta, acho que não tinha outro jeito... Ele era até fofinho e...
    - É um prazer conhecer você, senhor Sasuke. — Quase virei minha cabeça como um personagem possuído de filme de terror.
    Um ser não identificado, com cabelo de tigela, um terno verde e com as sobrancelhas mais parecidas com taturanas desse planeta segurava a mão do Teme... Do MEU Teme!
    E como se não bastasse ele beijou os dedinhos de Demônio, e pra variar, o Uchiha deu um meio sorriso.
    Não!
    - Olá, Naruto, Sasuke. — Hinata fez uma mesura no seu vestido fofo cor de rosa e se sentou estendendo a mão para Kiba por cima da mesa. Neji me jogou um beijo e se sentou ao lado da prima. Lee e Sasuke foram os últimos. Estreitei meu olhar para aquele sobrancelhudo, mas ele acenou de volta com uma alegria desgraçada.
    O Uchiha me olhou ainda com aquele sorrisinho maléfico. Ok, talvez o próximo passo dele fosse realmente explodir o restaurante... Massacre deveria estar pronto para saltar de algum canto com as dinamites.
    Kiba e Hinata conversavam, e até que tenho que admitir que o Inuzuka nem estava se comportando como Akamaru. Eu estava orgulhoso dele.
    Lee aparentemente era um ótimo contador de histórias, e tinha muita energia... E a mão dele insistia em tocar a do Teme. Eu deveria ter trazido uma das facas especiais de cortar churrasco do meu estimado pai.
    E estava tudo indo bem, até o milkshake de flocos que Neji pediu de sobremesa chegar. Vamos analisar, tinha um Hyuuga fofinho e com seus cabelos soltos na minha frente, sugando um canudo grosso com líquido branco saindo de dentro... Meus olhos pela centésima vez do dia quase dançaram Macarena...
    - Você gosta de milkshake, Naru? — Neji perguntou se inclinando sobre a mesa e eu pisquei sentindo... Coisas se animarem no meu jeans.
    - Gosto, gosto muito... — Ele passou a língua na pontinha do canudo...
    - Eu vou no banheiro. — Sasuke disse baixo. Se levantando e como se fosse completamente normal, passou suas pernas por cima do meu colo, fazendo pressão rapidamente em cima de Naru Júnior e pediu licença para Kiba.
    Hinata nos olhava como se fosse desmaiar, Lee ainda tinha aquele sorriso bizarro, era impressão minha ou tinha fogo nas íris dos olhos dele. Kiba abriu a boca mas não saiu nada e Neji parecia a ponto de morder minha cabeça fora...
    - Gelo! — Pulei da cadeira. — Vou pegar gelo para nossas bebidas!
    - Naruto, é só pedir para o garçom...
    - Bléh, não eu mesmo pego hehe. — Coloquei minha mão na boca de Kiba e saí correndo.
    Eu sentia meu corpo todo quente. Mas que coisa! Naruto Júnior estava cada dia mais desobediente... Talvez eu devesse achar o Sasuke e...
    Senti minha canela ser puxada e de repente algo me puxava para trás de um vaso cheio de plantas. Senti um soco no topo da minha cabeça e aquela sensação  de ver estrelas que eu já conhecia muito bem.
    - Seu puto!
    - Eia Narutinho, seu tarado.
    - Você é um estúpido.
    Abri meus olhos, rezando para aquilo ser só apenas uma reação ao tombo. Mas não, ali atrás daquelas plantas estavam, ninguém mais ninguém menos do que eles... As pragas do Egito já estavam se abatendo sobre mim.
    Sakura, Karin e Suigetsu estavam de joelhos, Karin e Suigetsu com chapéus cheios de folhas e linhas de tinta preta sobre suas bochechas. Algodão Doce com um binóculo de visão noturna e suas luvas de luta.
    - O que vocês estão fazendo aqui? — Por favor que isso seja só um pesadelo!
    - Seu vadio, estamos tentando entender como você fez para Sasuke e Neji quererem dar para você! Maldito sortudo! — Minha prima cabeça de tomate tirou os óculos.
    - O quê?!
    - Você só pode ser retardado, como você vem em um encontro com o Hyuuga e trás o Sasuke junto?! — Sakura apertou o punho. Me afastei, sendo abraçado por Cabelo Branco.
    - Ou isso tudo seria um plano? — Plano? — Seu pequeno pervertido.
    - Oi, você está pensando em foder os dois ao mesmo tempo? Não, meu priminho virgem está crescendo! — Karin berrou com os cabelos de tentáculos de polvo.
    - Cala a boca! — O garçom de antes passou e arregalou os olhos quando nos viu ali "escondidos". Eu poderia morrer de vergonha nesse momento.
    - Naruto, seus últimos neurônios devem ter pifado! — Sakura levantou os braços.
    - Eu não fiz nada, isso tudo foi ideia do Kiba... — Travei. — Como vocês brotaram aqui?
    Todo mundo olhou para Karin, ela se escondeu atrás de Cabelo Branco'.
    - Talvez, só talvez, eu tenha espionado a casa do Inuzuka ontem a noite e ouvido uma conversinha dele.
    - Você estava stalkeando o Kiba?!
    - Nós viemos analisar a sua situação, loirinho. — Suigetsu se inclinou mostrando seus dentinhos afiados. — E vejo que você não pode dar conta desses dois, sugiro que você dê o Sasuke para nós e aproveite o Hyuuga. — Olhos roxos pareciam do tamanho da lua.
    - De acordo! — Karin gritou e até Sakura assentiu, traidora.
    - Eu vou dar três segundos para vocês desaparatarem daqui. — Rosnei, sentindo a áurea assassina me possuir.
    - Nunca, você já deu uma olhada na bunda do Sasuke com essa calça? Eu preciso de fotos!
    - Só quem pode olhar para a traseira dele sou eu, Tomate! — Pulei em cima de Karin. Mas Sakura me segurou.
    - Aaahn, acho que você deveria ir lá. — Suigetsu apontou por entre as folhas, espiei e lá estava. Neji quase em cima da mesa e Sasuke do outro lado levantando a mão...
    - Isso só fica cada vez melhor. — Karin começou a filmar com o celular.
    Sai de trás do vaso e corri até a mesa, bem a tempo de ver Sasuke tentar alcançar o vaso entre ele e o Hyuuga, isso sim era áurea maligna!
    - Kiba, minha casa está sendo invadida por uma legião de formigas furiosas! Tenho que ir, beijo me liga!
    Peguei o Uchiha e saí antes que ele jogasse uma maldição eterna sobre Neji, ou pior, o vaso!
    - Me larga, Usuratonkachi. — Sasuke rosnou.
    Ignorei aquele ser entrando no primeiro táxi que parou na nossa frente... Tenho certeza que vi chapéus de folhas atrás das árvores na entrada do restaurante.
    - O Kiba vai dançar em cima do meu cadáver. — Choraminguei certeza que o pulguento iria colocar veneno nos meus raméns.
    - Você estragou tudo. — Uchiha devolveu... Senti meu olho dar um tique nervoso.
    - Eu?! Você estava quase atacando o Neji fofinho e eu quem estraguei tudo?!
    Sasuke simplesmente cruzou os braços e se espremeu contra a porta, fiz o mesmo. Teme idiota.
    Assim que o cara bigodudo parou o táxi em frente a minha casa, Uchiha praticamente voou para a porta. Me fazendo o seguir.
    - Sasukeeee! — Berrei assim que ele entrou e foi correndo para a escada.
    - Vai se foder, Dobe. — Segurei por trás aquele ser das trevas. — Uzumaki!
    - Sasuke eu não entendo você, foi você quem quis ir nesse encontro idiota, e quem colocou essa calça idiota, e quem estava lindo como um idiota! Então por quê nesse mundo, parece que fui eu quem fez algo de errado?!
    - Se acha isso, porque ficou babando pelo Hyuuga?! — Uchiha se virou dando soquinho no meu peito. — Por que ficou todo feliz em estar nesse encontro com ele?
    - Eu não queria um encontro com o Neji! Foi por você que eu estou babando, e é por você que eu continuo tendo pensamentos nada puros... Dattebayo, é tudo por você!
    Arregalei meus olhos, os cor de ônix fizeram o mesmo, e antes que eu pudesse sequer respirar, Sasuke já estava pulando em cima de mim, pernas em volta da minha cintura e tudo.
    Desci minhas mãos até finalmente a coisa que aquela calça mais destacava. Macia e firme... Dattebayo, era a bunda perfeita!
    Encostei Sasuke no corrimão da escada e ele se apressou em tirar meu blazer e eu mesmo tirei minha camiseta. teme mordeu meu pescoço me fazendo gemer... Naru Júnior estava tão animado que não dava espaço para que eu sentisse vergonha.
    Segurei o rosto delicado e vermelho do Demônio, ele sorriu antes de segurar, minha mão e colocar meu indicador na sua boca, o chupando devagar...
    - Voltei querido filhote!
    Dattebayo?!
    
    

    


Notas Finais


Na vida eu sou o trio doido espionando o encontro alheio atrás das plantas kajsjka
E olha quem voltou... Na hora errada 😒
Comentem, favoritem, não sejam fantasmas huehue
Amo cada um de vocês viu ❤❤❤

Xoxo 🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...