História Pretty Reckless - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Demi Lovato, Justin Bieber, Katy Perry, Taylor Lautner, Taylor Swift
Tags Colegial, Festas, Justin Bieber, Romance
Visualizações 598
Palavras 1.822
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


"Me diga o que você gosta, me diga o que não gosta
Eu posso ser seu Buzz Lightyear, voar pelo mundo
Eu não vou querer brigar, você já sabe
Farei você brilhar como se estivesse deitada na neve"
-Boyfriend, Justin Bieber

Capítulo 49 - Eu te amo


-Se o papai deixar e ela também... -Ele respondeu.

-Jay, liga pro meu papai? -Jazzy falou.

-Agora? -Falei.

-É! Vai vai vai. -Ela falou.

-Ta bom. -Falei sorrindo e peguei o celular.

"Pattie."

"Oi, é a Jay"

"Oi querida, está tudo bem?"

"Sim, está. Posso falar um minutinho com Jeremy?"

"Claro, vou chama-lo"

"Obrigada."

"Oi Jay.

"Oi Jeremy, então, a Jazzy pode ir lá em casa rapidinho? Só pra elas conhecerem minhas abre áspas irmãs fecha áspas."

"Claaaaaaaaaaaaaaaaaaro que sim."

"Obrigada."

"Justin vai também?"

"Na verdade... Não sei."

"Ahhn... Brigaram?"

"Sim..."

"Ahn querida, eu falo com ele, pode deixar."

"Não tem necessidade."

"Mas mesmo assim."

"Obrigada."

"Imagina.. AH, e para economizar créditos, já chame seus amigos, os pais deles e seus pais para cá, certo?"

"Ok Jeremy, obrigada novamente."

"Por nada. Tchau, tenham cuidado"

"Pode ter certeza. Tchau."

-Deixou? -Jazzy falou assim que eu desliguei.

-Deixou. -Falei sorrindo.

-êêêêê!!!! E você deixa? -Ela falou.

-Mas é claro né Jazzy. Só que teremos que ir de táxi. Tem problema? -Falei.

-Não, eu quelo andar nesses carros amalelos. -Ela falou observando a janela.

-Eu vou deixar vocês na sua casa, amor. -Justin falou.

-Obrigada. -Falei percebendo que ele já estava pegando a direção pra minha casa.

-Mas eu queria... -Jazzy falou.

-Vocês vão ficar por aqui quantos dias, Jazzy? -Falei.

-Assim ó. -Ela falou mostrando 7 dedos.

-Não se preocupe, vai ter tempo de andar de táxi. -Falei.

-Weeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee. -Ela falou. Eu sorri. Realmente, ela é uma criança adorável, linda, fofa, meiga, e deve ser a mais de todas, no mundo todo. Acreditem, ninguém tem mais sorte do que eu.

Justin estacionou o carro na frente de minha casa e desceu do carro. Tirei o cinto de Jazzy e a desci. Dei um beijo na testa de Jaxon, que estava dormindo. Sai do carro, pegando na mão de Jazzy e a levando para a calçada de casa. Justin veio atrás e segurou em meu braço.

-Amor. -Ele falou e me virei, soltando Jazzy.

-O que? -Falei.

-Não fica me dando um gelo. -Ele falou.

-Depois a gente conversa. -Falei me virando e pegando novamente na mão de Jazzy. -Quer ver quem primeiro?

-Hmmmmmmmmmmmmmmmmmm... Todas ao mesmo tempo. -Ela falou.

-Vou ligar para elas virem aqui. -Falei abrindo a porta de casa.

-Que munita sua casa! -Jazzy falou. Peguei meu celular e mandei uma mensagem para as meninas virem para cá.

-Daqui a um minuto elas estão aqui. -Falei.

-Ode elas moram? -Ela perguntou.

-Aqui na frente. -Falei a pegando no colo. -MÃÃÃÃE?

-OI! No quarto. -Ela gritou.

-Vem, vamos conhecer minha mamãe. -Falei subindo as escadas. Abri a porta do quarto e minha mãe estava no notebook. -Mãe, minha cunhada. -Falei.

-Awwwwwwn que linda! Qual seu nome? -Minha mãe falou levantando e vindo até nós.

-Jazmyn. -Ela falou envergonhada.

-Você é linda. -Minha mãe falou. -E cade o Justin?

-Eles bigaram, tia. -Jazzy falou.

-Awwn, que fofa! Porque?-Minha mãe se encantou subitamente por ela, assim como eu. 

-Porque o boo boo achou que a Jay ia derruba o Jax. -Jazzy falou.

-Eu fui rodar a criança e ele já veio todo agressivo falar que eu podia ter deixado ele cair. Aff mãe! -Falei.

-HEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEY. -Demi falou abrindo a porta. -Awwwwwn quem é? -Ela falou vindo até mim e as meninas entraram também.

-Minha cunhada, Jazmyn ou Jazzy. -Falei e as meninas começaram a conversar com ela. Caio entrou também, minutos depois. 

-Sua filha? Já? -Ele falou se jogando na cama da minha mãe.

-Ai! Anta! Não, minha cunhada. -Falei colocando Jazzy na cama.

-Que criança liiiindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa. -Ele falou pegando ela e jogando ela pra cima. Jazzy ria. Quando Caio a colocou na cama ela pediu de novo HAHAHAH.

-E você, não está bem. -Demi falou pra mim.

-Dá pra perceber? -Falei.

-A gente sempre percebe. -Katy falou.

-Ahhh... Ele não confia em mim pra nada. Nem pra brincar com o irmão. -Falei.

-Explica direito. -Demi falou.

-A gente tinha acabado de deixar as bicicletas de lado e ele pegou a Jazzy pra brincar no ar com ela e o Jaxon queria também e eu o peguei e fiz o mesmo. Só que ele revoltou falando que eu ia deixa-lo cair, que ele era muito pequeno. Que eu não sabia cuidar de crianças. -Falei.

-Aiiiiiiin meu Deus. Mas ele falou ou gritou? -Tay falou.

-Ele não chegou a gritar, mas foi meio ignorante. -Falei.

-Aff. E depois? -Demi falou.

-Ele pegou o Jaxon do meu colo e eu coloquei Jazzy na bicicleta e fomos embora. -Falei.

-E vocês estão como? -Tay falou.

-Eu não troquei uma palavra com ele durante o caminho, a não ser 'obrigada'. -Falei.

-Ahhh, por isso ele não está aqui? -Katy falou.

-É. -Falei.

-Jay, não liga pro boo boo, ele vai te pedi deculpa. -Jazzy falou vindo até mim.

-Awwwwwn que fofa... Quem é boo boo, Jazzy? -Demi falou a pegando no colo.

-É o meu imão, eu chamo ele de boo boo poque é legal. -Ela falou brincando com o cabelo da Demi.

-Awwn... -Demi falou, e era incrível! Jazzy conquistava a todos!

-Ah véi, conversa com ele. -Katy falou.

-Eu não. Não fiz nada de mais. -Falei. Não sou orgulhosa, sei reconhecer meus erros.

-Então espera ele falar com você né, cabeçuda. -Minha mãe falou.

-Mas... Eu não quero ficar sem ele. -Falei.

-AAAAAAAAAAh, se mata vai! -Demi falou.

-Concordo, para ow! -Caio falou.

-Deixa... Ah, vocês todos estão convidados para o churrasco mais tarde. -Falei.

-Opa! Comida! -Caio falou brincando.

-HAAHAH, e você também mãe. -Falei.

-OK, a gente vai então, que horas? -Ela falou.

-Apartir das 14h. -Falei e Jazzy veio pro meu colo.

-OK. Fechado. -Caio falou. -E vamos fazer o que até lá?

-Eu não sei. -Demi falou.

-Eu vou ligar pra Pattie, já volto crianças. -Minha mãe falou saindo.

-Hmm, o que você quer fazer Jazzy? -Katy perguntou.

-Quero brincar de alguma coisa, mas eu não sei o que... -Ela falou.

-Quer brincar de casinha? -Katy perguntou.

-Queroooooooooooooooooooooo! -Ela falou empolgada. Caio a pegou no colo e todos nos descemos para a parte da piscina e começamos a arrumar uma casinha de barraca, meio grande até HAHAHAHAH, depois de montarmos, Jazzy foi falando:

-Eu sou a filinha menor. A tia Jay é a mãe, o tio gande é o meu imão, a tia amalela tamém minha imã e e a Deme tamém e a Katy tamém. E o boo boo... Ah, o boo boo tava viajando.

-Eu sou o chefe da casa então! -Caio falou.

-Não, eu sou a sua mãe! -Falei. HAHAHAAHAHHAHA.

-Droga... -Ele resmungou e rimos.

E foi assim, ficamos brincando de casinha, eu cuidava da Jazzy e as meninas estudavam e o Caio brincava com a Jazzy e eu fazia comidinha de mato, as meninas me ajudavam porque eram grandes, segundo Jazzy, que inventava todas as regras da brincadeira, e nós gostávamos, era uma coisa que lembrava nossa infância e demos risada durante a brincadeira, até minha mãe nos interromper. 

-Ei, filha! -Minha mãe falou vindo até a piscina. -Crianças?!

-Vem, vamos ver. -Falei saindo da barraca. -Oi.

-Seu celular está lá em cima, no seu quarto, tocando. E é melhor vocês irem se trocar, são 13:45. -Ela falou.

-É o Justin? -Perguntei seca.

-Não sei filha, pode ser seu sogro ou a Pattie! -Ela falou.

-Ta bom, eu vou. Cuidem da Jazzy, rapidinho. -Falei passando por ela e entrando em casa.

Subi as escadas e meu celular tocando. Quando pisei no corredor ele parou de tocar. DROGA. Atravessei o mesmo rapidamente e abri a porta do meu quarto. Haviam muitas rosas vermelhas, amarelas e laranjas espalhadas pelo chão, muitas mesmo, não estou exagerando! Elas chegavam a cobrir 100% do chão, Justin estava parado, na frente da minha cama, com um buque de rosas brancas na mão.

-Me perdoa? -Ele falou. Ele se aproximou devagar.

-Você não confia em mim. -Falei ainda pasma com aquele chão. 

-Eu confio. Demais. Eu errei em não ter confiado em você com o Jaxon, eu sei. Mas me perdoe, eu me preocupo com ele. -Ele falou.

-Eu nunca deixaria ele cair. -Falei olhando em seus olhos. 

-Desculpa. -Ele falou.

-Pra que tudo isso? -Falei retornando a encarar o chão, e ele se aproximou de mim.

-Pra você. Pra você perceber o quanto eu te amo. -Ele falou passando seu polegar em minha bochecha. Olhei para ele e ele sorria fraco, seus olhos mel estavam brilhando Ele aproximou sua boca da minha e a tocou, com delicadeza e suavidade. Minhas mãos foram para seu cabelo, massageando-o suavemente. Seus braços contornaram minha cintura, me puxando para si. Nossas línguas estavam em perfeita sincronia. O longo beijo teve que ser parado pela falta de ar de nós dois.

-Eu te amo Justin Drew Bieber. -Falei.

-Eu te amo Jamie Coleen. -Ele falou sorrindo.

-Como conseguiu fazer isso? -Perguntei me referindo as milhares de rosas.

-Eu falei com a sua mãe, perguntei onde você estava, os caras entraram, fizemos tudo isso, peguei o buque, liguei pra sua mãe pedir pra você subir e liguei para o seu celular. -Ele falou.

-WOW, e eu não vi isso? -Falei.

-Não, estava lá brincando. -Ele falou. Alguém bateu na porta e entrou.

-WOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOW, ESSA É A COISA MAIS FOFA QUE EU JÁ VI! -Tay falou.

-Eu sei, eu sei. -Justin falou.

-Quanta flor!!!!!!!!!! -Jazzy falou passando ao lado de Tay e entrando no quarto.

-Seu irmão que fez tudo isso Jazzy... -Falei.

-Que liiiiiiiiiiiiiiiindo. -Ela falou pegando as rosas e jogando para cima.

-Porque ninguém faz isso pra mim. -Tay falou.

-Awwwwwwwwwwwwwwwn. -Falei. -Ainda terá, Tay.

-Está demorando.  -Ela falou manhosinha.

-Ai Tay... Amor, vamos? Temos que ir né? -Falei.

-Sim, temos sim, meu pai já estava esquentando a grelha quando eu sai. -Ele falou.

-Então eu vou me trocar e a gente vai. -Falei me soltando de seus braços e indo pro meu closet, tomando cuidado para não estragar as flores. Me troquei:

E terminei de me arrumar no banheiro.

-Pronto, vamos. -Falei saindo do banheiro.

-Você está linda. -Justin falou levantando da cama.

-Que isso amor, estou bem simples. -Falei.

-Continua linda. -Ele falou vindo até mim. -Vamos?

-Sim. -Falei e saimos do quarto de mãos dadas. -Gente, cade a Jazzy? -Perguntei pro Caio.

-Estamos a procurando. -Ele falou olhando atrás do sofá da sala.

-Como assim? -Falei respirando fundo.

-A gente está brincando de esconde esconde, só que ela é boa! -Katy falou.

-HAHAHHAHAHA, sua casa não é pequena, amor. E agora? -Justin falou.

-Você só inventam também. Já procuraram aonde? -Falei.

-Na casa toda. -Demi falou.

-Ah meu Deus, uma criança não pode sumir assim! Procura na casa de vocês, eu falei que vocês são meus vizinhos. -Falei.

-OK, vai time! -Caio gritou e cada um foi pra um canto. Eu e Justin subimos, correndo. Entrei no primeiro quarto de hospedes e comecei a procurar.

-Achou? -Justin falou.

-Não, e você? -Falei fechando o armário.

-Não!-Ele falou...


Notas Finais


**Para terem noção de como era o chão do quarto *-*: esse clipe: http://www.youtube.com/watch?v=Jb2stN7kH28
**A cara da Taylor quando entrou no quarto: http://1.bp.blogspot.com/-GKdYjsYZ5lQ/UJf0ZvN_Q6I/AAAAAAAAAXc/H6IEcIWV-tA/s1600/tumblr_ljxinxsLs11qfkcdp.gif
**Dou o Justin pra quem adivinhar onde a Jazzy se escondeu *u* haahahhahaha :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...