História Pretty Reckless - Capítulo 56


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Demi Lovato, Justin Bieber, Katy Perry, Taylor Lautner, Taylor Swift
Tags Colegial, Festas, Justin Bieber, Romance
Visualizações 533
Palavras 1.282
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


"Febre Bieber está se espalhando por todo o país
Espere, o mundo! Não, o universo!
Febre Bieber está se espalhando rapidamente
É incurável
Repito incurável"
-Dr. Bieber, Justin Bieber

Capítulo 56 - Alô?


-Mãe! Não é isso! -Falei.

-Sra. Coleen, não é isso, sér sério. -Justin falou nervoso.

-Ai que bom! Se fosse isso.. Os dois estariam mortos. -Ela falou. Pisei no pé do Justin e ele me olhou bravo. Doeu KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK. -Tá tá legal. Sra... -Ele falou quando minha mãe o cortou.

-Sem Sra., Justin. -Ela falou e ele assentiu.

-O motivo pelo que que minha mãe, pe pediu para eu falar com com você. -Não aguentei, comecei a gargalhar. -Desculpa. -Ele falou envergonhado e retomou. -Foi porque eu e a sua filha já.. Temos relações sexuais. -Ele conseguiu? Sim, parecia um tomate, mas conseguiu. 

-Ah! Eu imaginei... -Ela falou sem surpresa alguma. -Achei até que você fosse gay, porque achei que estava demorando. -Ela falou assim! Na cara de pau!

-MÃE! -A repreendi e Justin sorriu aliviado.

-Me desculpa querido, mas é porque vocês dormem juntos e se ainda não tivesse rolado, um dos dois é homo né... -Minha mãe falou e as bebidas chegaram.

-Mãe, você é louca. -Falei. -E por favor não pergunte se a gente usa porque a gente usa. -Falei.

-Ok... Vocês usam camisinha né? -OH CARALHO! ELA É LOUCA? Justin sorriu percebendo que o garçom ouviu e arregalou os olhos, o mesmo garçom daquela vez.

-Você não entendeu o "não pergunte se a gente usa porque a gente usa", mãe? -Falei vermelha também. 

-Só para ter certeza! -Ela falou tomando um gole de seu suco.

-Sim, Nina. -Justin falou sorrindo leve. Peguei meu copo com Coca.

-E ele faz bem? -Minha mãe perguntou rindo e me fazendo cuspir de volta no copo a Coca que eu tinha acabado de tomar.

-Mãe, você bebeu? -Perguntei. Ela riu mais e Justin já estava prestes a cavar um buraco para se esconder.

-Para crianças, só estou querendo tornar isso mais divertido para ambos de nós.

-Ai mãe, você é um poço de diversão. -Falei.

-Mas deve sim, quer dizer, pelo tamanho. -Ela falou isso AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH MEU DEUS AMADO MINHA NOSSA SENHORA AMADA!! Justin ficou vermelho na hora, colocando a mão nos olhos e sorrindo envergonhado. 

-Mãe, calma! Sim, faz sim, pronto. -Falei querendo acabar com aquilo.

-E ela Justin? -EU VOU VOAR NO PESCOÇO DELA! Fiquei mais vermelha ainda.

-Sim Nina, sim. -Ele falou sorrindo.

-Então é só se protegerem, não quero ser avó tão cedo. -Finalmente ela falou alguma coisa que preste.

-OK, mãe. Nós só queríamos comunicar isso. -Falei tentando fechar o assunto.

-E também ontem na praia, lá no mar.. Desconfiei também. -Ela continuou como se fosse um assunto que se fale assim.. 

-Mãe, ta bom, ta bom, chega. -Falei.

-Ah Jay vocês que puxaram o assunto. -Ela falou.

-Mãe o Justin está mais vermelho do que um tomate já. -Falei e ele soltou um sorriso.

-Tá tudo bem.. -Mentiu.

-Mentir não é o seu ponto forte. -Falei o olhando. YES, para a minha sorte.

-OK, eu fico meio envergonhado mesmo. -Ele falou.

-Não precisa Justin. -Minha mãe tentou melhorar as coisas. -Fica tranquilo. -Ela falou parecendo mudar de assunto.

-É porque nesse assunto, eu sou bom mesmo é na cama. -Ele falou rindo descontraído, finalmente perdendo a vergonha. 

-Assim que se fala. -Minha mãe riu junto e fez um toque com ele.

-Tenho que concordar. -Falei mordendo o lábio inferior, descontraindo também.

-Vocês não prestam. -Minha mãe falou e o pedido chegou.

O almoço finalmente acabou, mas minha mãe fez questão de pedir sobremesa. Então, depois de cheesecake de cereja, finalmente entramos no carro.

-Desculpa por o que ela falou. -Falei e ele deu a partida.

-Não precisa amor, eu gostei. Foi melhor do que eu pude imaginar. -Ele falou sorrindo.

-Ah, imaginou ela te mandando tomar no cu? Ou "quem deixou você comer minha filha?" Ou então "Justin, vocês são muito novos"? -Falei brincando.

-Por ai... -Ele falou. Fomos conversando até chegar em sua casa. Não tinha ninguém, pelo o que parecia. Entramos e Justin leu o bilhete em cima da mesa:

-Saimos para o parque, voltaremos antes das 16h. -Justin falou. -Temos tempo. -Ele falou olhando para o relógio e mordendo o lábio inferior. Sorri leve e fui para a sala, tirei meu tênis e a meia. Justin entrou na sala já sem camiseta e também sem tênis.

-Você não tem camisa? -Perguntei dando um espaço para ele deitar em meu colo.

-Não. -Ele falou sorrindo e se deitando em meu colo e eu comecei a passar meus dedos entre seu cabelo lindo.

-O que vamos fazer hoje? -Perguntei.

-Sexo. -Ele falou com um sorriso malicioso.

-Nossa Bieber, tá safado hein? -Falei o puxando para um beijo, que não sei como, fez ele ficar em cima de mim.

-Essas conversas de hoje me deixaram assim. -Ele falou.

-Você é tão otário, vey. -Falei. Ele voltou a ficar em meu colo, ligando a tv e colocando em qualquer coisa

[...]

-Está tão tedioso aqui né... -Ele falou enquanto víamos um filme na tv. -Vamos no Starbuck's? -Ele falou levantando.

-Vamos vai. -Falei e levantei. -Você, camiseta. -Falei já que ele estava pegando a chave da porta.

-Sim senhora. -Ele falou me zoando e colocando a camisa. Saímos de casa e fomos andando até o Starbuck's mais perto.

-Você não deveria estar treinando, Jus? -Perguntei.

-Não. Eu falei com o Josh e ele entendeu porque eu queria parar essa semana, falei que meu pai está aqui e ele aceitou. -Justin falou sentando com seu frappuccino na mão.

-Então estão se acertando? -Perguntei sentando também.

-Eu não tenho nada contra ele, a menos que ele ouze a tocar em você. -Ele falou e eu sorri de lado. Terminamos nossas bebidas e ficamos andando tranquilamente, conversando sobre nada e ao mesmo tempo tudo. Bem normais. Na volta pra sua casa, encontramos as crianças com Jeremy e fomos todos juntos então. Jazzy queria brincar. De tudo. Sim, tudo: casinha, amarelinha, médica, boneca, assistir TV, esconde-esconde, pega-pega... Até fazermos tudo isso, já eram 7h da noite, mas eu e Justin nos divertimos. Deixamos os dois vendo "Toy Story" e subimos para o quarto dele.

-Eu estou cansado. -Ele falou se jogando na cama.

-E eu preciso de um banho. -Falei pegando minha toalha e entrando no banho. Me lavei e lavei meu cabelo também.

Quando sai do banheiro, Justin não falou nada, ele estava de costas para mim. Me troquei e chamei por ele. Nada. Chamei de novo. Nada. Fui até ele, sim, ele estava dormindo, igual a um bebê. Sua respiração era calma e profunda, tadinho, está cansado. Pattie nos gritou e eu estava com dó de acorda-lo. Desci e avisei a Pattie, que sorriu e falou para deixa-lo dormir. Ajudei Pattie a arrumar a mesa e jantamos. Ficamos todos assistindo desenho, até Justin descer, com o cabelo todo bagunçado, os olhos quase se fechando, sem camisa, todo "amassado".

-Vocês já comeram? -Ele perguntou.

-Sim, filho. Está com fome? -Pattie perguntou e Justin balançou a cabeça positivamente. Ele veio até mim, -meio deitada no sofá, com Jax no colo - e tirou Jax do meu colo, colocou no seu colo e se deitou comigo.

-Já acorda carente. -Falei arrancando algumas risadas de meus sogros. Justin não falou nada. Devia ter voltado a dormir.

-Leva ele pra comer, por favor Jay? -Pattie falou e eu o cutuquei.

-Amor, vamos comer. -Sussurrei baixinho. Ele resmungou alguma coisa e não se levantou. -Vamos, você tá com fome. Ele se levantou resmungando e deu Jax para Pattie, eu levantei também e fui atrás. Algum celular começou a tocar.. Acho que é o meu. Justin pegou o celular e atendeu. Sim, era o meu.

-Alô? -Jus falou com a voz sonolenta.

-Quem? -Ele falou irritado. Pude ver seus olhos se espremerem e os lábios contraindo.


Notas Finais


O.O MAIS SUSPENSE 0//
ALÇSKDÇLASKDA vei , que mãe fala esse tipo de coisa?
Agora sério, quero pedir que todas rezem por mim. amanhã tem filosofia *-* awn *-* SO QUE NÃO! EU ODEIO FILOSOFIA E NÃO SEI PORRA NENHUMA, então por favor, peçam para Deus me iluminar :333
obrigada por todos os comentários, e espero que estejam gostando <3
amo vcs e até amanhã :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...