História Pretty Reckless - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Demi Lovato, Justin Bieber, Katy Perry, Taylor Lautner, Taylor Swift
Tags Colegial, Festas, Justin Bieber, Romance
Visualizações 540
Palavras 2.131
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


"Deixe eu te mostrar o que você está perdendo
O Paraíso
Comigo você é vencedora
Não precisa rolar os dados"
-Eenie Meenie, Justin Bieber & Sean Kingston

Capítulo 57 - Tudo que é bom, dura pouco


-É pra você. -Justin falou seco, me dando o celular.

-Alô. -Falei curiosa para saber quem tinha deixado o Justin puto. 

-Oi Jay, é o Chace... -Bingo! E está explicado o porque... 

-Ah, oi. -Falei.

-Então, deve estar se perguntando quem me deu seu número. -Ele falou.

-Bom, estou com outra pergunta em mente também.

-Qual?

-O por que você me ligou.

-Ahhh, isso que explica os dois motivos. Eu falei com uma das meninas da minha sala se ela tinha o número da Demi e ela disse que só tinha o seu número.

-Ahh, agora eu entendi.

-Eu peguei o seu e achei que você poderia me passar, mas já percebi que arrumei problemas... -Ele falou se referindo a Justin.

-É, mas não esquenta, eu dou o meu jeitinho.. -Falei.

-Ele tem cara de que se você pedir desculpas fazendo um biquinho ele aceita. -Ele falou e eu ri fraco.

-Não, eu preciso de um pouquinho mais. -Falei e Justin passou por mim -sem me olhar- com um prato com hot dog. Damn...

-Dúvido.. Mas então, vai descolar o número da sua irmã?

-Claro, mas não sei porque ela não te deu.. XXxxXXxxX.

-Obrigada e desculpa.

-Tudo bem, tchau Chace.

-Tchau.

Desliguei e voltei pra sala. Justin ocupava o sofá todo, parecendo um animal comendo, com os dois pés no sofá, a boca toda suja.. Assim que me aproximei, ele tirou os pés, me dando espaço para sentar, apesar dessa não ser a vontade dele.

-Justin tenha modos. -Pattie falou. Justin pareceu não se importar com o que a mãe tinha dito.

-Justin, está ouvindo sua mãe? -Jeremy falou. Resolvi me intrometer.

-Tá tudo bem. -Falei tentando melhorar as coisas.

-Justin. -Pattie falou autoritária e pausando o filme.

-O que mãe? -Ele falou.

-Seus irmãos menores e sua namorada estão aqui, seja um pouquinho mais educado. -Ela falou. Justin apenas levantou do sofá e saiu da sala. Ficamos os 3 nos entreolhando.

-Ele atendeu meu telefone e era um menino. -Falei.

-Ah, mas isso não se explica essa falta de educação. -Pattie falou.

-Ele já deu em cima de mim. -Falei.

-Entendi.. Mas ele queria alguma coisa? -Jer falou. Posso chamar meu sogro de Jer né? Posso.

-Sim, o telefone da Demi. -Falei.

-E Justin sabe disso? -Jer perguntou.

-Não. Ele saiu da cozinha antes de eu desligar o telefone. -Falei. -Deixo ele um pouquinho lá ou vou? -Perguntei confusa. As vezes Justin é indecifrável.

-Dá um tempinho pra ele. -Pattie falou recolocando o filme. Me acomodei no sofá e não consegui assistir o filme.

-Não consigo. -Falei levantando e saindo da sala. Fui atrás dele e ele estava deitado de barriga pra baixo em uma das esteiras. Fui devagar até lá e passei a mão em suas costas. Ele não fez nada. Não tinha espaço na mesma esteira, então peguei outra e arrastei para perto dele. Fiquei afagando seu cabelo.

-Jus. -Ele não respondeu. -Ele queria o número da Demi. -Falei. -Ele até se desculpou por perceber que você não gostou que ele me ligou. Mas coloca nessa cabeça: Ele quer a Demi. -Falei. Ele ficou parado ainda. Fiquei ainda sim afagando seu cabelo, até ele se virar para mim e me encarar.

-Ele não tinha o número da Demi? -Ele finalmente falou.

-Não, por isso me ligou, uma menina da sala dele que passou meu número. -Falei calma.

-Ah. -Ele falou indiferente. -Tudo bem. Eu achei que ele queria conversar com você.

-Ele quer a Demi. -Falei sem certeza, mas eu não queria rolo pra cima de mim. 

-Me desculpa? -Ele falou me fitando.

-Sim, mas não acho que é pra mim que você deve pedir desculpas. -Falei.

-Certo... Minha mãe.. Que mancada. -Ele falou lembrando da malcriação que fez.

-Eu vou subindo para o seu quarto, não quero te atrapalhar ou que você fique constrangido. -Falei levantando.

-Tá bom, se você prefere assim. -Ele levantou e tocou meus lábios levemente. Sua mão acariciava minha bochecha e a minha seu cabelo. Ele me puxou para mais perto e pediu passagem com sua língua, e eu permiti logo em seguida. Ele estava aflito. Parecia que não me beijava por 3 anos. Tivemos que nos separar por causa da merda da falta de ar.

-Vamos? -Falei entrelaçando nossos dedos.

-Vamos. -Ele falou e fomos caminhando. Entramos na sala e Justin ficou encostado enquanto eu pegava Jax no colo e lhe desejava boa noite. Fiz isso com Jazzy também e cumprimentei Jer e Pattie. Sorri e dei um selinho em Justin, antes de sair da sala.

Subi as escadas rapidamente, entrei em seu quarto e me troquei, fiz minha higiene pessoal e deitei na cama, fitando o teto. Justin entrou assim que eu alcancei o controle da TV.

-Vou tomar um banho e já venho aqui.. -Ele falou tirando sua bermuda e entrando no banheiro. Liguei a TV e deixei no Bob Esponja. Justin demorou cerca de um episódio e meio para tomar seu banho. Saiu de lá enrolado na toalha e foi pro closet, voltando apenas de cueca. Ele se deitou e seu perfume preencheu todo o ar que eu respirava. Ele ficou por cima de mim e me olhou fixamente. Permaneci meus olhos nos seus e ele subitamente me beijou. Retribui o beijo, parecendo, novamente, que ele não me beijava por um bom tempo.

-O que você tem? -Peguntei parando o beijo.

-Saudade, carência, vontade de você. -Ele falou retomando o  beijo.

-Nem ficamos tão distantes hoje.. -Falei.

-É, só que não ficamos direito.. -Ele falou acariciando minha bochecha. Dessa vez, eu iniciei o beijo. Ele esquentou as coisas, passando a mão por minha coxa e tirando meu shorts do pijama. Tomei a liberdade de tirar minha blusa, enquanto ele me ajudava.

-Desculpa, eu... Não quero. -Ele falou parando tudo, me deixando perplexa.

-Ahn? -Falei incrédula, o fitando.

-Desculpa amor, eu não estou me sentindo bem. -Ele falou tombando na cama.

-Ahn, ok, eu achei que você queria.. Tava todo animado me beijando. -Falei percebendo mesmo um volume em sua cueca.

-Eu estou confuso, com medo, preocupado. -Ele falou.

-O que você tem? Me explica. -Falei sentando.

-Estou com medo... De que você possa me deixar. -Ele falou meio inseguro.

-É isso? -Falei indo pra mais perto dele.

-É. -Ele falou. Sentei em seu colo e virei seu rosto, que encarava o chão, para mim.

-Eu te amo, como eu nunca amei ninguém, e a última coisa que eu quero é ficar longe de você. -Falei.

-Eu não sabia disso.. -Ele falou sorrindo torto.

-Por isso, estou te falando agora. -Falei sorrindo também.

-Eu te amo. -Ele falou me olhando, logo em seguida me beijando. Senti sua mão acariciar meu seio e parei o beijo.

-Ou vai até o fundo ou desiste, Jus. Não sou uma Barbie. -Falei.

-Me desculpa, eu quero. -Ele falou. Voltei a beija-lo.

 

[...]

 

Acordei com o despertador tocando alto.. Droga. Justin começou a me dar beijinhos nas minhas costas nua e eu me virei pra ele.

-Bom dia amor. -Ele falou.

-Bom dia Jus. -Falei me espreguiçando e levantando.

-Amor, onde podemos levar meus irmãos e meu pai hoje? Quero fazer alguma coisa legal. -Ele falou.

-Deixa eu ver, tem parques de diversões, tem passeio pela cidade, cinema. -Fui sugerindo enquanto escolhia minha roupa.

-Eu gostei da última opção. -Ele falou com um sorriso malicioso no rosto.

-Seus irmãos menores estarão lá. -Falei.

-Estraga prazeres. O que mais?

-Parque, Times Square, zoológico, bibliotecas, boliche... -Fui falando.

-Do que você acha que eles gostariam de fazer? -Ele perguntou vindo até mim.

-Eu gostava de ir ao zoológico quando eu era pequena. -Falei.

-Tá legal, vamos ao zoológico. -Ele disse e eu fui para o banheiro, tomar banho e me arrumar. -Hey, posso entrar? -Ouvi Justin bater na porta e falar.

-Pode. -Falei abrindo a porta. Tomamos um banho normal, sem safadezas. Quando saímos, me troquei e ele também. Arrumei a cama enquanto ele colocava seu tênis e enfim saímos do quarto dele. Somente Pattie estava acordada, fazendo o café da manhã. Eu e Justin entramos na cozinha e tomamos o café da manhã enquanto Justin falava de como tinha sido a conversa com minha mãe. Fomos buscar nossas mochilas para irmos embora e Jazzy estava lá, no quarto de Justin, com um cobertor em mãos e começando a subir em sua cama.

-Ei, princesa. -Justin falou ajudando-a a subir.

-O que foi Jazzy? -Perguntei a cobrindo.

-A cama do boo boo é mais legal e gande. -Ela falou fungando o travesseiro de Justin.

-Ta bom minha linda, pode ficar ai. -Jus falou depositando um beijo em sua testa.

-Tchau Jazzy, até de tarde. -Fiz o mesmo, peguei minha mochila e saímos do quarto. Peguei meu celular no bolso e vi, 23 chamadas perdidas da Demi, desde ontem. Liguei na hora pra ela.

"Ei, o que aconteceu?"

"VADIA" TÁ DANDO MUITO PARA NÃO ATENDER ESSA PORRA?"

"Ow ow ow ow calma, fui dormir cedo ontem, só vi hoje que você ligou"

"QUAL O MEU PROBLEMA COM A RAÇA MASCULINA?"

"Caralho, calma. Cê tá onde?"

"Indo pro meu carro"

"Não vá, eu vou passar ai e a gente te pega."

"Vem logo"

-Jus, vamos pra minha casa. -Falei passando na cozinha. -Tchau Pattie, obrigado.

-Tchau querida, tchau filho. -Ela falou e Jus deu um beijo nela.

-Anda! Ela tá quase soltando fumaça! -Falei abrindo a porta do carro e entrando.

-O que aconteceu? -Ele falou entrando.

-Eu não sei, ela só está com raiva dos homens. -Falei.

-VISH, e se ela quiser me matar? -Ele falou.

-Dirige logo antes que eu te mate, Justin! -Falei colocando o cinto apressadamente.

-UI! -Ele zombou e ligou o carro, rapidamente saindo da garagem.  Eu estava apreensiva, o que será que está acontecendo? TPM? Não, Demi não é muito nervosa quando está de TPM..... Não falei com Justin o caminho inteiro, só pensei no que poderia estar acontecendo. Quando chegamos, ela veio até o carro e quase arrancou a porta ao abri-la.

-Eu quero ter porta ainda. -Justin falou.

-Cala a boca se quiser ter pescoço ainda.. -Legal, só teve uma vez que Demi se estressou á esse ponto: Joe.

-Dá para parar com essa porra toda? Tá com o cú pegando fogo, caralho? -Falei com ela.

-NÃO! O FILHA DA PUTA DO CHACE ME TRAIU! SEM NEM ESTARMOS NAMORANDO! -POOOOOOOOORRA, NÃO ACREDITO!

-COMO????????????????????? -Perguntei perplexa.

-Ele me chamou pra sair e quando eu chego lá, com quem ele está? HEIN? Com quem? -Ela falou.

-Não sei? Ahn??? -Falei querendo saber.

-A vadia da Lisa, amiga da outra vadia! -Ela falou com os olhos queimando de raiva..

-WOW, aquele ali não perde tempo. -Justin falou.

-ESTÁ FALANDO QUE FICAR COMIGO É PERDA DE TEMPO? -Demi gritou.

-Demi, menos, não foi isso! -Falei.

-Não Demi, to falando que ele é um idiota que quer várias. -Justin falou concertando.

-Calma véy, não vai adiantar você ficar gritando! -Falei pra ela.

-Arrancar o pinto dele fora, vai adiantar? -Ela falou ironicamente calma. Justin se segurou para não rir.

-Não, isso também não vai. -Falei.

-Porque eu não posso achar meu "Justin" na vida? Ahn? Porque meu futuro namorado não aparece logo, meu príncipe? Um cara que me trata bem e me faz feliz igual ao Justin com você não aparece? Ahn? Sou eu? O problema é comigo? Vou virar lésbica nessa porra então! -Ela falou "gritando".

-Para de exagero, vai virar porra nenhuma de lésbica! -Falei.

-Então vou me mudar, caralho! -Ela falou.

-Você vai se acalmar, primeiro fazer isso. Depois eu vou contratar um garoto de programa pra você, por que é disso que você está precisando! -Falei. -Nenhum cara vai chegar pra você e falar: Oi Demetria eu sou seu príncipe. Você vai ter que procurar, conhecer gente nova, ir atrás, porque enquanto você ficar esperando sentada, nada vai acontecer. -Falei e Justin estacionou o carro. Descemos e Justin veio para o meu lado, já vendo o resto do povo e indo até eles.

-O que vamos fazer? Tem que ser bem doloroso. -Katy falou se aproximando.

-Vamos pensar, galera! -Tay falou animada com a vingança.

-Jus! -AH NÃO, A VADIA DA CASSIE NÃO! Apertei a mão de Justin. -Bom dia fofinho.

-Cassie, se chamar ele de fofinho de novo, sua cara vai ver quão fofinho o asfalto é. -Falei.

-Ahh, calma, Srta. Stress Coleen. É que no domingo, ele me deixava chamá-lo assim. -BISCATE!

-Ahn? Como é que é? -Falei.

-Domingo! Aqui querido, você saiu apressado. -Ela falou jogando uma camiseta que Justin tinha, de um time de hockey canadense, o Maple Leafs. Uma das que ele já foi pra minha casa, das primeiras vezes que ele foi lá, eu tinha certeza que era dele, na mão dele dava para sentir o perfume da camiseta. O irreconhecível perfume dele.  Respirei fundo...


Notas Finais


OH MY GOD JUSTIN TRAIU A SN O.O OMG
E AGOOOOOORA? O QUE VCS ACHAM QUE VAI ACONTECER????
MDS *-* eu *-* consegui *-* fazer *-* a prova *-* de fisica *-* *-* *-* *-* *-* *-* to explodindo felicidade :3333333333
agora só resta saber se eu acertei :333333
muito obrigada por tudo meninas <3 amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...