História Pretty Reckless - Capítulo 64


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Demi Lovato, Justin Bieber, Katy Perry, Taylor Lautner, Taylor Swift
Tags Colegial, Festas, Justin Bieber, Romance
Visualizações 481
Palavras 1.625
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


"Tão claro para mim agora, não posso explicar o que você está fazendo comigo
Eu fiz mas eu não sei como
Isso vai levar algum tempo
Mas eu vou descobrir isso"
-Thought of You, Justin Bieber

Capítulo 64 - TÁ BRINCANDO?


Fiquei torcendo para que fosse algum de meus amigos, no mínimo.

-Podem sair dai, a gente sabe que vocês estão aqui. -Ouvi a voz de Caio e sai. Justin saiu também. -Vocês são muito idiotas.

 

** 6 Meses depois **

 

Eu e Justin estávamos muito bem, não brigávamos muito, Cassie parecia ter desistido dele, ninguém nos incomodava. E eu estava muito apaixonada, mesmo, de verdade, como eu nunca estive. Eu o amo muito, sabe? Jazzy e Jax não voltaram desde aquela vez, mas Jeremy falou que Jazzy iria entrar pra escolinha em breve e não podia ficar faltando. Justin cresceu dentro do time e sim, eles ganharam todas as partidas.

Demi tinha, por incrível que pareça voltado com Chace, exatamente uma semana depois da tal conversa. Nós não queriamos muito. Depois do que ele fez pra ela, e isso. Mas eles saíram algumas vezes e ele veio conversar com a gente e disse que estava/está apaixonado pela Demi. Ai..Estão até hoje.. O resto do povo continuou solteiro. Todos nos já tínhamos escolhido nossas faculdades, ia ser a mesma, exceto por Demi e Katy que iriam para uma um pouco longe de nós -2km-.

Estávamos todos em minha casa, assistindo filme. Fui fazer mais pipoca, quando voltei, eles pararam a conversa.

-Falando sobre? -Falei me sentando de volta em meu lugar, no colo de Justin.

-O jogo. -Chaz falou pegando um pouco de pipoca.

-Eles estavam me explicando, sabe que eu sou um pouco lenta né? -Demi falou.

-Sei.. -Falei ainda desconfiada. Justin estava meio, estranho sabe? Ele ficava conversando mais com as meninas, e isso já tinha acontecido algumas vezes, eu chegar e eles pararem de conversar do nada.

-Vem cá minha pequena, não fique desconfiada. -Justin falou me dando um de seus abraços de ursos, que nesse inverno era uma ótima coisa.

-Demi, seu mino. -Caio falou quando ouvimos a buzina.

-Awwwn. Tchau cabeçudos, até depois. -Ela falou saindo.

-Cara, que vontade de um macho. -Tay falou.

-Opa. -Ryan falou indo pro lado dela.

-Falei macho, não biba. -Ela disse o empurrando e nos fazendo rir.

-Mancada loira. -Ele falou fingindo um bico. Algum celular começou a tocar e tive que sair dos braços de Justin, pois era o dele.

-Oi mãe.

-Aham

-Como é?

-Wow.

-Aham

-Ah mãe, não dá.

-Ela não vai topar.

-Tá muito frio ai!

-Mãe, por favor.

-Eu vou ver com ela.

-Ta, eu também, beijo.

-Algum problema? -Falei.

-Sim, na verdade. Tem algo errado com a minha documentação e se eu não arrumar até dois dias, serei deportado. -Justin falou.

Meu coração parou, eu não posso deixa-lo ir, não, de jeito nenhum ele sai daqui, a menos que formos para nos 2 morarmos juntos. Nos vamos ficar juntos.

-Sério vey? -Caio disse.

-É mano, eu tenho que ir, mas eu não quero te deixar sozinha. -Ele falou pra mim. -Mas lá tá muito frio.

-Eu não vou te deixar, eu vou com você. -Falei pra ele, eu não podia deixar o meu amor ser deportado, de jeito nenhum. Já estamos a tanto tempo, porque isso agora? Ele já está aqui há tanto tempo...

-Faz isso por mim? -Ele falou alisando minha bochecha.

-Claro. -Falei retribuindo o carinho.

-Mano, que viadagem. -Ryan falou e recebeu um tapão meu.

-Vocês me ajudam? -Falei para as meninas.

-Yep! Shopping, lá vamos nós. -Tay falou já de pé.

-Olha, está menos 10 graus lá, com certeza vamos pro shopping. -Katy falou.

-Você vai fazer sua mala, amor, vamos o mais rápido possível. -Falei. -Eu volto rápido.

-Tudo bem, eu vou em casa, compro as passagens, os meninos me ajudam com as malas e a gente vai tudo bem?

-Tudo amor. -Falei lhe dando um selinho. Subi correndo as escadas e coloquei um casaco mais pesado e desci. -Tchau, daqui uma ou duas horas a gente está aqui.

-Tchau minha pequena, obrigado. -Ele falou me abraçando.

-Tchau bebe. -Falei lhe dando um selinho e as meninas correram pro carro.

-Man, que loucura. -Falei colocando o cinto.

-Demais, vei. Anda! -Katy falou e rapidamente tirei o carro. Incrivelmente chegamos em 2 minutos. Devo ter atropelado umas 2374532 pessoas que estavam no meio do caminho.

-Andem logo. -Falei descendo do carro.

-Calma tá? -Katy falou correndo atrás de mim.

-Calma? Meu namorado vai ser deportado pais e você quer calma Katy? O caralho! -Falei.

-Tudo bem, mas tenta respirar pelo menos então? -Tay falou. Entramos no shopping e fui na primeira loja de roupas que vi. Tinha poucas roupas de frio. Comprei alguns casacos e saímos.

-Man, você viu quanto foi? -Katy falou;

-Claro que não. -Falei. Eu não tinha nem experimentado. Estou aflita demais pra isso.

-70 dólares. -Tay me falou.

-Vocês também ao invés de me ajudarem né, porra. -Falei entrando em outra loja. Dessa vez elas me ajudaram, de verdade.

-Esse aqui! -Tay falou colocando um casaco de neve exageradamente grande em mim.

-É muito! -Falei tirando.

-Esse. -Katy falou jogando na minha cara. O analisei: verde com bolinhas amarelas.

-Mano, vai tomar no cu! Limpa tua bunda com isso! -Falei tacando nela e ela riu.

-E isso? -Tay falou me jogando. -Era um cinza com detalhes em vermelho.

-Pode. -Falei vendo o tamanho M e o separando. -Vamos logo com isso. -Falei pegando outros. Terminamos naquela loja e fomos para outra, comprar umas calças e cachecóis. Passamos no Starbucks e compramos chocolate quente, que eu amo e me ajudou a relaxar.

-Tá melhor? -Tay perguntou

-Mais ou menos. -Falei. -Quero ir logo resolver isso. -Falei.

-Então vamos, acho que 7 casacos está bom, mais 4 pares de luvas e 5 cachecóis né? -Katy falou.

-É, vocês vão rápido não vão? -Tay falou.

-Sim, eu acho que sim, só vamos resolver isso. -Falei. -Vamos então. -Falei levantando e indo pro estacionamento. Meu celular tocou e era minha mãe.

-Oi mãe.

-Oi filinha, o Justin me ligou, e explicou tudo.

-Ok, mãe, eu vou ir, meus passaportes, identidade tão tudo certo?

-Sim, mas eu falei com o Dr.Simon, e ele falou que você vai ter que tomar um remédio.

-O que? Que remédio?

-É pra você não enjoar querida.

-Mas mãe, eu nunca enjoo.

-Mas terá que tomar, ele recomendou.

-Af, ta bom.

-Tudo bem querida, apareço em casa em 5 minutos.

-Eu to indo pra lá.

-Ok filha, beijo.

-Tchau mãe.

Voltamos rapidamente e cheguei no mesmo momento que minha mãe. Havia um táxi e Justin colocava uma mala lá dentro.

-Ei amor! -Ele falou vindo até mim.

-Oi bebê. -Falei o abraçando.

-Hm, a gente vai pro aeroporto. -Ele falou.

-Tudo bem, só coloca isso na minha mala, por favor, vou ver se eu peguei tudo. -Falei o dando as sacolas.

-Tudo bem amor, vai. -Ele falou me dando um selinho. -Eu arrumo aqui. Subi correndo e peguei tudo: minha bolsa, fio de carregar celular, notebook, tudo. As meninas me ajudaram e todos iriam conosco para o aeroporto. Desci e minha mãe veio até mim, arrumando meu casaco já.

-Tchau filha, vão com Deus e voltem vivos, por favor. -Ela falou.

-Tudo bem mãe, vamos? -Falei desesperada.

-Toma, o remédio. -Ela falou me dando em um frasco, uma pílula.

-Nunca precisei dessa porra. -Falei pegando e colocando na bolsa.

-Toma quando forem decolar. -Ela falou.

-OK... -Falei e fomos todos para o carro. Justin e eu no táxi, junto com nossas duas mães e o resto do povo no carro deles.

-Obrigada amor. -Justin falou se virando pra mim. 

-Eu farei tudo por você. -Falei acariciando seu rosto.

-Eu te amo. -Ele disse doce.

-Eu te amo mais. -Falei sorrindo.

Em 15 minutos estávamos no aeroporto. Eu não prestei atenção em nada, em chamada de voo nem nada, estava muito avoada para isso.. Só queria saber de ficar ao lado de Justin. Fizemos todas aquelas coisas necessárias para embarcarmos. As meninas foram comigo comprar água pra eu tomar o bendito remédio enquanto Justin despachava as malas. Eles me esperavam na porta do lugar para embarcar.

-Tchau gente, eu vou mais volto. -Falei dando um abraço coletivo em Katy Taylor Caio Ryan e Chaz. -Mandem um beijo meu pra Dems.

-Ok, vai com Deus, não apronta. -Caio falou.

-Pode deixar bobão. -Falei lhe dando um beijo na bochecha.

-Tchau mãe. -Falei lhe dando um beijo e um abraço.

-Tchau Pattie. -Falei lhe abraçando também. Justin falava com nossos amigos.

-Obrigada querida. -Ela falou.

-Tudo bem. -Falei.

-Tchau filha, juízo, toma o remédio. -Minha mãe me alertou.

-Pode deixar. -Falei.

-Tchau, até depois. -Justin falou e pegou em minha mão. -Pronta? -Ele falou com um sorriso.

-Sim. -Falei sorrindo torto. -Tchau gente. -Falei e entramos no portão de embarque. Justin só pegou em minha mão e fomos já carimbar as passagens e também o passaporte. Meus pensamentos rondavam em se conseguiríamos. Eu não sabia nem se tinham pessoas naquele lugar.

-Vamos. -Ele falou sorrindo e entramos na pista onde o avião ia decolar. Meus cabelos voavam, até entrarmos. -Aqui. -Ele disse. Sentamos bem no meio.

-Preciso tomar meu remédio amor. -Falei. Peguei a água em minha bolsa e tomei a droga do comprimido.

-A gente vai chegar rapidinho. -Ele falou afagando meus cabelos.

-É, é aqui do lado né. -Falei rindo fraco. Meus músculos começaram a relaxar.

-Quer dormir amor? -Ele falou me deitando em seu peitoral. Senti meus olhos pesarem.

-Sim. -Falei e não sei como, dormi!

 

***********************************************************************************************

 

-Amor, levanta. Bebê. -Senti Justin me sacudir.

-Oi, acordei. -Falei.

-Vamos, chegamos. -Ele disse se levantando. Estranho, acho que dormi demais...

-Nossa, aqui tá mais quente do que eu pensei. -Falei e fomos indo pra fora do avião. Jus ficou mudo. Chegamos no portão de desembarque, eu ainda estava sonolenta.

-Seja bem vinda. -Justin falou sorrindo e tirando o casaco pesado.

OH

MY

GOD!


Notas Finais


aushduhashdua HEY MINHAS MENINAS *U*
vcs tão pedindo second season né :3 mas eu não sei se tenho tanta criatividade para isso... vou pensar com carinho <3
gostaram? e o que será que aconteceu?????????????????
xx amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...