História Pretty Reckless - Capítulo 66


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Demi Lovato, Justin Bieber, Katy Perry, Taylor Lautner, Taylor Swift
Tags Colegial, Festas, Justin Bieber, Romance
Visualizações 483
Palavras 1.173
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


"Você tem medo que eu não sobreviva à tempestade
Você deveria estar aqui comigo, a salvo e quentinha"
-Home This Christmas, Justin Bieber feat The Band Perry

Capítulo 66 - Estou de volta


Saimos de lá e fomos andando até a praia, o apartamento era perto, na frente. Justin estava animado e ficava sorrindo todas as horas, e eu, mesmo não AMANDO aqui, eu estou feliz de estar aqui de volta, está agradável, ainda mais ao lado dele. Chegamos ao calçadão e eu tirei meu sapato, o pegando na minha mão e Justin tirou seu inseparável Supra. 

-Jay, está tudo bem? Você tá quieta amor. -Ele disse interrompendo meus pensamentos. 

-Estou sim amor, só pensativa. -Falei pra ele. -Vamos? -Perguntei. 

-Sim. -Ele disse sorrindo e pisando na areia. Os pescadores retiravam seus barcos da água, fomos até a bera e ficamos deixando nossos pés molharem enquanto caminhávamos lentamente vendo o sol sair.    

-Muito obrigada. -Falei o parando. 

-Porque? -Ele disse um tanto confuso. 

-Por isso, por me trazer. E por estar do meu lado, por ser meu namorado. Há um tempo atrás eu não acreditava nessa coisa chamada amor, mas você me fez acreditar. Você fez aquela menina durona se transformar nessa mulher que eu sou hoje, que tem coragem de estar falando essas coisas melosas para o namorado. Eu nunca pensei que um guri, idiota, mandão, folgado e criança faria eu acreditar no amor. Eu te amo mais do que eu já amei qualquer um, Justin Drew Bieber. -Falei olhando em seus olhos.

-UAU. -Ele disse boquiaberto. -Eu te amo. -Ele disse e juntou nossos lábios, dando início a um longo beijo. Que teve que ser interrompido pela merda da falta de ar. Ele me pegou no colo e me girou, fazendo-nos cair na areia. Justin retomou a me beijar e a alisar meu corpo, e se eu não parasse ali, algo a mais ia acontecer. 

-Vem, vamos continuar a caminhar bebê. -Falei levantando. 

-Sério? Não quer continuar? -Ele disse continuando aonde estava. 

-Sério, vem. -Falei lhe estendendo a mão, ele a pegou e levantou, retomando nossa caminhada. Andamos por mais ou menos meia hora e voltamos para o apartamento. Entramos no apartamento e fui para a varanda, vendo a vista da praia de lá. 

-Hey. -Justin sussurrou, fazendo meus pelos do pescoço se eriçarem. Ele deu pequenos beijos ali, enquanto suas mãos tocavam minhas coxas. 

-O que você quer? -Falei como um sussurro.

-Exatamente o que está pensando.. -Ele disse e me virou, me beijando. Passei meus braços pelo seu pescoço, o puxando para mais perto de mim. Suas mãos estavam por debaixo de minha blusa.

-Leite com biscoitos? -Falei parando o beijo. 

-Cara... Agora eu até broxei. -Ele disse. Ri o puxando para dentro do apartamento. 

-Veremos. -Falei indo até o quarto. Ele veio atrás e se jogou na grande cama. Subi em cima dele e abri lentamente o zíper de sua bermuda.

Claro que ele não tinha broxado. Abaixei sua bermuda e sua cueca, me deparando com 'Jerry'. 7 meses de namoro e não consigo falar Jerry normalmente. Segurei nele e comecei a dar lambidas. Justin começou a gemer baixo. Dei mais algumas lambidas e depositei um beijo no topo. Tirei minha mão de lá e deitei ao lado dele.

-Viu, eu sabia.

-Pode continuar então. -Ele falou me olhando. Sorri perversa, subindo em cima dele e o beijando. -Não vai continuar o que começou? -Ele falou e eu neguei. -Eu detesto quando você faz isso. -Ele disse cruzando os braços. -E detesto quando você não me responde cara! -Ele dizia e eu só o encarava. -Você é muito chata! -Ele falou se virando de lado.

-Eii.. -Sussurrei em seu ouvido, arranhando suas costas por debaixo da blusa. -Ei meu garoto bravinho.. Você não tem noção de como fica sexy bravo... -Ainda sussurrava;

-Para, to de mal. -Ele falou. 

-Sei.. -Falei e tirei sua blusa, dando beijos em suas costas. -Tem certeza? -Sussurrei mordendo o lóbulo de sua orelha. Ele suspirou pesado e se virou pra mim, me beijando. Minhas mãos voltaram a arranhar suas costas, e suas mãos tiravam meu shorts. Tirei sua bermuda também, colocando Justin em baixo de mim. Parei o beijo e fiquei o observando. Ele, tirou minha blusa e depois meu sutiã. Ficou olhando para meus seios e sorriu, flexionando minhas costas para que sua boca pudesse alcança-los. Ele me virou e rapidamente tirou a única peça de roupa que me restava, e tirei a dele. Ele sentou na cama, procurando algum lugar que tivesse camisinha. 

-Mas a moça falou que tinha! -Justin falou revirando as gavetas. 

-Você não tem, Bieber? -Falei. 

-Não, ficou tudo lá. -Ele falou indo até o banheiro.

Fui até minha mala e com certeza a idiota da Demi teria colocado um monte aqui. Abri o pacote onde havia a tal da calcinha fio dental e no fundo da embalagem, tinha outra sacola. A retirei e tinha várias camisinhas, e um par de algemas.

-O que ta vendo ai? -Justin disse vindo até mim.  

-Isso! -Falei mostrando as algemas. Ele olhou espantado e começou a rir. -Eu vou matar aquela menina. 

-Quer usar? -Ele falou sorrindo tarado. 

-Tem esse fetiche? -Falei recolocando o biquíni na mala e pegando a sacolinha. 

-Não.. Eu acho.. -Ele disse rindo. -Pelo menos achou?

-Sim. -Falei lhe dando a  sacola. Me deitei novamente, esperando por ele. Dentro de instantes ele estava ao meu lado, se matando para abrir a porra do pacote. -Tá tão difícil assim? 

-Tá... -Ele falou tentando abrir com os dentes. Peguei da mão dele e abri rapidamente. -Que vontade em? -Ele disse malicioso pra cima de mim. 

-Você que é lerdo! -Falei. Ele me beijou e já podia sentir as entocadas vagarosas. Arranhei forte suas costas e ele aumentou a velocidade, nos fazendo gemer. Eu me virei, tomando o controle, e comecei a 'cavalgar' nele, ele gemia mais e apertava o lençol com a mão. Me virou e deu mais algumas entocadas antes de eu sentir um alívio no corpo, uma sensação de prazer enorme.

-O que quer fazer agora? -Ele disse com a respiração dificultada, tombando ao meu lado.

-Vamos fazer compras e depois iremos a praia. -Falei. 

-Então vamos, gata. -Ele falou levantando. -Vem tomar banho comigo? 

-Uma ducha. Rápida! -Falei o seguindo até o banheiro, que tinha uma linda banheira. 

-Tem certeza? Poderiamos aproveitar essa banheira aqui... -Ele falou. 

-Anda logo menino! De noite a gente aproveita. -Falei indo pro box e abrindo o chuveiro. Justin ficou parado me olhando enquanto eu me ensaboava. -Vai ficar parado ai? Mula.. 

-Não, eu estou indo já. -Ele disse vindo pra perto de mim. -Me ensaboa? -Ele disse me prensando na parede. Sorri e comecei a passar o sabonete em seu corpo. Depois do

banho, saimos do banheiro e fomos até nossas malas. 

-Amooor, põe aquele biquine? -Justin falou abrindo sua mala. 

-Nada disso! -Falei.

-Por favor? -Ele falou fazendo biquinho.

-Jus... -Falei tentando o convencer. 

-Amor, por favor? -Ele pedia com biquinho. 

-O que eu não faço por você né! -Falei pegando a bosta do biquíni.

-Weeeeee! -Ele disse animado e colocando sua sunga. 

-Nada disso! -Falei.

-O que? -Ele perguntou.

-Bermuda! -Falei indo pro banheiro. 

-Chata! -Ele berrou. Ri e me troquei..


Notas Finais


Pouca coisa né :c sorry, não quero que acabe aklsdjlkasjda
desculpa, mas só entrou agora, só consegui postar agora :)
me contem oq acharam ^^
amo vcs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...