História Pretty Reckless - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Demi Lovato, Justin Bieber, Katy Perry, Taylor Lautner, Taylor Swift
Tags Colegial, Festas, Justin Bieber, Romance
Visualizações 921
Palavras 1.695
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


"E eu espero que o sol brilhe e que seja um dia lindo
E alguma coisa te lembre que você gostaria de ter ficado
Você pode planejar uma mudança no clima e no tempo
Mas eu nunca planejei que você mudaria de ideia"
-Last Kiss, Taylor Swift

Capítulo 9 - Passeio e Casaco


Não, eu sou forte. Resisti. Coloquei minha mão dentro de sua calça, dentro de um bolso interno e peguei meu celular. Ele percebeu.

-VADIA!!-Ele disse entendendo meu plano, bravo.

-Otário, HAHAHA.-Dei uma joelhada no meio de suas pernas e voltei pra lá. Ele ficou no chão se contorcendo de dor. Quando cheguei na mesa, o garçom-gato também chegou, servindo os pratos, e me dando um papel com seu número. Sorri e pisquei pra ele.

-Tava onde?-Chaz disse quando eu me sentei.

-Não te interessa!-Falei e comecei a comer. Vi Justin entrando no restaurante, ele está bravo, com uma cara de nervoso.. Ele veio e se sentou. Começou a comer e não falou nada.

-Sério, onde os dois estavam?-Ryan perguntou tentando fazer a gente falar.

-Já falei que não interessa.-Eu respondi tomando um gole do vinho.

-Aff, depois o Justin vai me falar mesmo.-Ryan disse dando de ombros.

-Tanto faz.-Continuei a comer.

-Ryan que horas são?-Chaz perguntou para Ryan, quebrando o silencio de 5 minutos que estava.

-Não sei, olha no seu celular.-Ryan disse.

-Ah é!-Chaz sorriu e colocou as mãos nos bolsos.-Puuuutz, meu celular! Ryan vem cá, deve ter caído no carro.-Eles perceberam o clima estranho entre nós, só podia ser isso. Ninguém precisa de ajuda para achar um celular dentro do carro. Assim que Chaz e Ryan passaram pela mesa das mães, pedindo a chave, Justin falou:

-Porque fez aquilo?-Ele me olhava como se tentasse me entender.

-Fiz o que?-Eu disse me fazendo de desentendida.

-Me seduziu. Porque fez isso? -Ele disse meio confuso, meio bravo.

-Eu queria meu celular de volta. -Falei.

-Custava pedir? Precisava me deixar naquele estado?-Ele falou sério. Eu ri.

-HAHAAH, tava animadinho é?-Eu falei sorrindo.

-Claro, você descobriu meu ponto fraco. -Ele disse meio baixo.

-HHAHAHAH, bom saber que tem arrepios no pescoço.. -Eu disse sorrindo e bebendo um gole de vinho.

-Não é bom.. Tava doida pra me beijar né? -Ele sorriu. Doido doido.

-Eu? Ahaaaam!! Você que estava doidinho para ter meus lábios nos seus.

-HAHAHAAH, claro que não!

-Eu vi, você queria, tava pedindo por um beijo.

-Mentira, você que estava lá me querendo. -Ele falou.

-UHUM, admita Justin, você queria me beijar.

-Não, eu não admito uma coisa que não é verdade. -Ele sorriu.

-Admita, pra mim, eu não conto pra ninguém. -Ri.

-Eu não vou, não estava querendo. -Ele desviou o olhar.

-Estava e ainda está! Admita, queria um beijo meu.

-Não.

-Sim.

-Não.

-Sim, queria sim!-Eu ria.

-Tá legal ok? Eu queria sim, estava com muita vontade de te beijar. -Ele levantou as mãos. Como se estivesse se entregando.

-Viu. Eu sabia. -Eu disse sorrindo.

-Você estava me exitando, queria o que?-Ele disse e tomou sua Coca.

-HAAHAHAHHAAHAH.. Ai ai.. -Eu falei rindo.

-Agora admita você. -Ele sorriu desafiador.

-Não, eu não queria te beijar, se eu quisesse eu te beijaria. -Falei dando uma garfada em meu raviolli.

-Você não quer dar o braço a torcer que está apaixonada por mim. -Ele falou.

-Hahahahahahahahahhahaha,EEU????????? SENTA LÁ JUSTIN, TOMA SUA COCA, COME SEU MACARRÃO E ACORDA BEBÊ!! -Eu falei gargalhando, ele é louco. E metido.

-Queria e quer meu beijo sim. -Ele tentou mais uma vez.

-Não queria, nem quero. Seu idiota. -Eu falei e tomei meu vinho. Ryan e Chaz chegaram.

-Estão conversando sobre o que? -Chaz disse se sentando.

-Nada, porra Chaz. Já falei que não é do seu interesse mano. -Eu disse me estressando.

-Vixe! Ae Chaz, otário!!-Justin falou o zoando.

-Cala a boca Justin.-Chaz resmungou e continuamos a comer. Pedi a sobremesa e logo, tínhamos pedido a conta e estávamos esperando por minha mãe pagar.

-Pronto, crianças, vamos para um parque antes de irmos pra casa?-A mãe do Justin falou. Eu sorri e olhei pra Justin, que revirou os olhos.

-Mãe, não somos crianças. -Justin falou, sorrindo pra sua mãe.

-Tanto faz gente, vamos ou não? -A mãe do Ryan falou.

-Vamos vai. -Justin concordou.

-Vamos filha? Você tá bem? -Minha mãe me perguntou enquanto saíamos do restaurante.

-Não se preocupe Sra. Coleen ela está bem, é que, na minha presença, ela fica assim. -Justin falou com minha mãe como se ele já a conhecesse, ele é louco? Porque falou isso? Todo mundo deu uma rizadinha e eu fuzilei Justin.

-Pattie, pode pedir por favor pro Justin parar de mentir? -Eu disse pra Pattie, mãe do Justin.

-Desculpa Jamie, Justin para! -Ela disse pra ele.

-Tá mãe... -Ele revirou os olhos e as mães foram mais a frente, estávamos na rua já, andando até o parque. Chaz e Ryan iam na frente e eu e Justin atrás. Estava ficando frio e eu estava sem meu casaco. Passei a mão em meus braços para tentar me aquecer, uma ideia em vão. Justin me observava e pude perceber seu sorriso no canto do rosto.

-Posso saber do que está rindo?-Eu falei o encarando.

-Nada, Miss Stress, não posso nem sorrir mais?

-Aff.. -Revirei os olhos e passei a mão em meus braços de novo. Meu celular vibrou. O peguei e era mensagem da Demi:

 

"Onde se tá ?"

 

"Na rua, hasuhau, indo pro parque"

 

Coloquei o celular na bolsa e continuei a andar. New York é linda, mas de noite, é muito mais.

-Hey. -Justin falou, me tirando dos meus pensamentos.

-Quê?-Eu disse.

-Toma. -Ele tirou o casaco dele e ofereceu pra mim.-Coloca.

-Não, valeu.

-É serio Jamie, sua boca tá roxa. Toma. -Ele insistiu.

-Não Justin, obrigada, coloca sua blusa, eu posso ficar assim.

-Não, eu sou do Canadá, sou acostumado com temperaturas mais baixas. Pega, por favor.

-Justin, você vai ficar com frio. -Passou uma briza de vento e eu quero muito me aquecer.

-Toma, coloca, você vai ficar doente. -Olhei pra ele. Ele me estendia seu moletom roxo, de capuz.

-Tá vai. -Não deu, peguei o casaco. Coloquei ele na cabeça e pude sentir seu perfume. Era bom, suave, não era muito forte. Era um cheiro bem agradável. -Obrigada.

-De nada. -Continuamos a andar. Porque ele fez isso? Eu o esculachava cada vez mais e ele me dando o seu casaco. Ele era bem estranho. Fomos até o parque em silêncio, eu o observava, e percebia que ele olhava para mim também. Quando chegamos ao parque, não havia muita gente. Sentei em um banco, peguei meu celular e tirei uma foto do parque. Chaz e Ryan vieram e sentaram do meu lado. Não falei nada. Nem eles, por um milagre, talvez. Eu estava com um pouco de sono, quando fico assim, não falo muito. Justin veio e se sentou também. Estamos os quatro quietos. Ficamos assim por 5 minutos.

-Jamie?-Chaz falou.

-Que Chaz?

-Noite bonita né?-Meu Pai amado, olha o que ele me pergunta..

-É Chaz, é. -Falei sem paciencia.

-Eu também sou? -Ele continuou..

-Bonito?? HAAHAHAHHAHAHAHAHAHAHA É LINDO CHAZ!-Falei ironicamente, Ryan e Justin riram. Minha mãe vinha vindo, fui em direção dela.

-Mãe, eu to morrendo de sono, e tem três patetas falando bobagem no meu ouvido. Posso pegar um táxi? -Minha mãe sorriu.

-De quem é essa blusa?! -Ela disse com um olhar malicioso, ela não ouviu uma palavra do que eu disse.

-Do Justin, mãe ele me ofereceu e eu tava morrendo de frio.

-Awn que lindo. -Ela falou, e por um instante achei que fosse Taylor ali.

-Mãe, ele não é lindo. O que ele fez pode ser considerado como cavalheirismo, mas não como lindo. -Eu disse cruzando os braços.

-AHAH, tá bom então. Então, eu ia te falar pra você chamar os meninos para irmos embora.

-Ahhh que bom! Vou lá. -Ela sorriu e eu dei meia volta.

-Hey, vamos embora. -Eu disse tirando meu salto alto, estava com um pouco de dor, esse sapato é novo.

-Tá, quer insinuar que é para eu oferecer meu tênis também?! -Justin perguntou levantando do banco.

-O que? Aff claro que não mano, só to com dor no pé. -Disse enquanto íamos andando até nossas mães. Ele ficou quieto. Na volta até o restaurante, ficamos quietos. Chegamos no restaurante e fomos até o estacionamento.

-Tchau Jamie, foi muito bom te reencontrar. -A mãe do Chaz me deu um abraço. -Até depois.

-Tchau, até.-Eu disse sorrindo, ela foi cumprimentar o resto do povo.

-Tchau Jamie, até outro dia querida. -Agora era a mãe do Ryan, que também foi se despedir dos outros.

-Jamie, foi um prazer te conhecer, espero que nós nos veremos em breve. -Pattie me abraçou.

-Sim Pattie, vamos se ver sempre. -A abracei e ela foi pro seu carro, que Justin devia dirigir.

-Filha, te espero no carro, to com frio. -Minha mãe disse entrando no carro.

-Tá. Falou pirralhos, eu fico por aqui, boa noite, não batam punhetas pensando em mim. AAHAHAHAHAH -Falei rindo.

-Aaaf idiota. Tchau minha namorada, até amanhã.-Chaz veio pra perto de mim e eu dei um tapa em sua testa. Ele foi pro carro da mãe.

-Tchau também, Jay.-Ryan me falou se aproximando, resultando outro tapão na testa AHHAHAAH. Ele entrou no carro também. Estávamos eu e Justin do lado de fora dos carros.. Um olhando pra cara do outro. Tirei sua blusa.

-Obrigada Justin, você foi muito gentil. -Falei entregando.

-Sou um cavalheiro, mesmo com uma mulher que me exita e me deixa lá sozinho. -Ele disse sorrindo.

-HAAH. -Olhei pra ele e ele me encarava, como se procurasse alguma coisa. -Quer um beijo meu ainda?

-Hmm... não sei.. -Ele passou a mão nos cabelos, sorrindo.

-Tchau João, até amanhã. -Dei um tapa em sua testa e entrei no carro. -Mãe, vamos embora, por favor.

-Ficou? -Ela disse assim que eu sentei. Ahn ?????????

-O que??

-Ficou com o Justin agora??-MEU DEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEUS MUIÉ DOIDA AAAHAHAH!!!

-Mãe, claro que não, eu não vou ficar com ele.

-Então porque demorou lá com ele, sozinhos....?? -Ela perguntou maliciosamente.

-Porque estava devolvendo o casaco dele.

-Sei sei...tá gamada no Canadense novato. -HAAHAHAHAHAHAHHAAHAHHAAHAHAHAHA AIAIAIAIAI CANADENSE NOVATO É FOOOOOOOOOOODA!!

-Mãe AHAHAHAHAH não inventa, eu não to ''gamada'' nele. Essa palavra nem deve existir mais.

-Existe sim.-Ri e me acomodei no banco. Não demorou muito, estávamos em casa. Subi pro meu quarto, botei meu pijama e fui dar boa noite para minha mãe. Quando voltei, fui ao banheiro, retirei a maquiagem, fui pra cama e capotei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...