História Pretty U - Capítulo 15


Escrita por: ~, ~Jessiludida e ~JkatherineS

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan"
Tags Amizade, Fanfic, Kpop, Romance, Seventeen, Verkwan
Visualizações 64
Palavras 954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esperamos que gostem do capítulo!
Boa leitura ♡
~Jf
~Jk

Capítulo 15 - Capítulo 14


Fanfic / Fanfiction Pretty U - Capítulo 15 - Capítulo 14

POV’s Jiwon

Fui sutilmente forçada a ir àquele restaurante com esse garoto que conheci há pouco tempo e que agia como se já fossemos íntimos. Agora cá estou eu, sentada, encarando aquele  restaurante que já estava familiarizada, logo vejo Mingyu acenar do balcão e eu retribuo.

- O que acha de pedirmos carne? – Wonwoo pergunta com a cabeça mergulhada no cardápio.

- Uau.. temos alguma comemoração especial? – Falo rindo e ele abaixa o cardápio me olhando com curiosidade.

- Ué.. – ele fala pensativo - Porque não um começo de uma nova amizade?

- Desde de que você pague a conta, eu como até pedra. – Falo.

- Mal começamos uma amizade e você já começou a me extorquir? – ele fala com um sorriso nos lábios.

- Acho que é uma forma de vocês agradecerem o quão boa amiga eu sou. – Falo irônica.

- Então minha boa amiga, eu não sei muito sobre você. A única coisa que sei é que você senta ao meu lado desde o começo do ano e que todos os intervalos, você e a dupla estão na arquibancada.

- Desde o começo do ano? Sério? Eu não tinha reparado. Nossa, eu sou mesmo desligada. – dou um tapinha em minha cabeça.

- Tudo bem, foram SÓ dois meses. – Ele fala rindo. – Não é como se eu estivesse te olhando toda hora.

- Ahh.. bem. Quer pedir algo pra beber enquanto eles não vem? – Pergunto.

- Por mim, tudo bem. 

A moça anota nossos pedidos e não demora muito para entrega-Los.

- Você tinha falado de me ver nos intervalos na arquibancada, como você sabe? Perae..não me diga que você faz parte dos garotos que jogam e voltam suados para a sala. – Ele riu.

- Eu bem que gostaria mas ultimamente estou no banco.

- Quer um conselho de amiga? Acho melhor e para o meu bem parar por ai.. Vocês não tem consciência do cheiro que ficam.

- É.. o Seung falou que você era bem sensível com os cheiros.

- Seung? Desde quando vocês conversam sobre mim? – falo dando um gole no meu suco.

- Na festa das irmãs Lee, sábado passado. A gente falou de você por alto, eu tinha perguntado a ele o porque de vocês três não estarem juntos como de costume e ai ele falou que você tinha ficado de castigo mas isso eu ja tinha escutado no corredor.

- Ahhh.. você é o boxeador, o cara do soco no armário.

- Eu mesmo – ele sorriu. – A propósito fiquei curioso do porquê de você ter pegado o celular da mão da professora daquele jeito. Alguma foto imprópria?

- Por Deus, não. Eu só estava tentando proteger minha amiga mas to vendo que não adiantou de nada já que ela mesmo abriu o bocão hoje.

- Ah.. ela é mesmo sua amiga, né?

- Quase desde a barriga pra falar a verdade, ela é mais velha que eu um ano mas fomos criadas juntas. Nossas mães são brasileiras e vieram pra cá na adolescência pra fazer intercâmbio, elas se apaixonaram pela Coréia e acabaram por ficar aqui mesmo. 

- Isso explica muita coisa. Vocês tem alguns traços ocidentais que são bem bonitos.

- Obrigada, mas eu não sei muita coisa sobre você, amigo.

- O que quer saber? Sou um livro aberto.

- Então faremos assim, eu faço perguntas e você me responde a primeira coisa que vem em sua cabeça, pode ser?

- Okay mas só se você responder minhas perguntas depois

- Tudo bem. Vamos lá, primeira pergunta. Idade?

- 19

- Ídolos?

- Meus pais.

- Bolo de arroz picante ou rámen?

- Rámen

- Terror ou comédia?

- Terror

- Okay, terminamos nossa amizade aqui.

- Eu deixo você segurar no meu braço quando tiver com medo. - Nós rimos.

- Não tenho mais o que perguntar. Hum.. que tal o clássico, sua cor favorita?

- Acho que você está sendo muito invasiva, Dona Jiwon. - Ele fala irônico e rimos. 

- Você é engraçado, Wonwoo.

- Obrigado, eu me esforço pra isso, gosto de ver as pessoas sorrindo.

Meu celular apita avisando que uma nova mensagem tinha chegado, Seung havia avisado que não viria mais, ele disse algo sobre conversar com a Soo.

- Woo, o Seung disse que não vem mais. - falo olhando pro celular.

- Aconteceu algo? - ele pergunta preocupado.

- Ele falou que acha melhor levar a Soo pra conversar.

- Entendi, vamos fazer os pedidos, então?

- Vai querer comer mesmo sem eles?

- Porque não? Eu gosto da sua companhia, eu to com fome, somos amigos e é minha vez de fazer as perguntas. - Ele sorri.

- Então vá em frente, pode fazer suas perguntas.

- Ser diferente ou fazer a diferença?

- Fazer a diferença sendo diferente. - Sorrio.

- Boa resposta. Se sente estranha quando alguém fica te olhando muito?

- Pra falar a verdade, eu não reparo muito.

- Prefere ouvir conselhos ou aprender com a vida?

- Porque suas perguntas fazem parecer que as minhas são tão infantis? - ele ri. - Prefiro aprender com a vida. 

- Aventura ou Segurança?

- Aventura.

Nosso almoço foi mais ou menos assim, Wonwoo se mostrou uma pessoa amigável, gentil e engraçada. Ele fez questão de pagar a conta e me levar o mais próximo do meu bloco.

- Precisava mesmo me trazer até aqui? - falo rindo.

- Claro. Imagina se você desse de cara com Jeonghan?

- Você é mesmo amigo daquele panaca, né? Porque você é tão legal e ele tão idiota?

- Não sei, isso você tem que perguntar a ele. - Ele pisca pra mim. - Já vou indo, até mais, Jiwon.

- Até, Wonwoo. - Aceno com a mão.

Dou as costas e subo para o meu quarto. Dou de cara com ele vazio, mando uma mensagem para Seung, perguntando onde eles estavam e me deito na cama aguardando a resposta. Adormeço esperando ele retornar a mensagem e não pude parar de pensar o quão próximo eles estavam ficando, começo a achar que nessa amizade, eu estou ficando pra escanteio.


Notas Finais


Até o próximo Capítulo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...