História Pretty Woman - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Cole Sprouse, Justin Bieber, Personagens Originais, Ryan Butler, Selena Gomez
Tags Jelena, Justin Bieber, Selena Gomez
Visualizações 522
Palavras 1.888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi minhas filhas lindas, como vocês estão? Sentiram minha falta? Eu senti falta de vocês. Queria pedir perdão por ter demorado tanto pra atualizar, eu tive problemas com o computador, mas agora já está resolvido.


NOTAS FINAIS.

Capítulo 3 - Tão perdidamente apaixonado por ela.


Fanfic / Fanfiction Pretty Woman - Capítulo 3 - Tão perdidamente apaixonado por ela.



Gomez, point of view.
 

Abro os olhos novamente, encarando minha imagem no espelho a minha frente. O vestido branco bufante faz com que meu coração palpite algumas vezes. Deslizo minhas mãos sobre as rendas da saia e sorrio, pensando no quanto eu esperei por esse momento.

— Selena?  — ouço a voz doce de Ashley chamando-me.  — Já está pronta?  — volta a perguntar.

Abro a cortina repentinamente, pegando todos de surpresa. Ashley abre a boca e seus olhos se enchem de lagrimas, como se aquela fosse a cena mais emocionante de um filme de romance.

— Você está tão linda.  — comenta, passando o dedo indicador por baixo dos olhos.  — Ainda não acredito que vai mesmo se casar. Isso é tão surreal.

— Ashley, pelo amor de Deus, pare de chorar.  — digo brincalhona, e então ela vem até mim e abraça forte meu corpo.

— Tia ela não está a coisa mais linda?  — dessa vez, a pergunta é dirigida a minha mãe, que seca o rosto com um lencinho de papel.

— Ah, está parecendo uma princesa.  — então, minha mãe volta a chorar.

Estou tão cheia de alegria, que meu corpo chega a tremer sozinho. Meus olhos marejam e em questão de segundos, meus olhos soltam as lagrimas que estavam presas a algum tempo. Uma das vendedoras vem até mim e me da um lenço, agradeço-a, secando o rosto e os olhos em seguida.

Quando termino de colocar minhas roupas, lembro da primeira vez em que vi Cole. Nós nos olhamos por alguns segundos, e foi como se eu já soubesse que aquele homem seria meu marido.

— O que uma moça tão bonita como você faz sozinha em um lugar como esse?  — viro calmamente meu corpo vendo de perto os olhos claros de quem acabou de dizer aquilo.

— Estou de férias.

— Eu também.

— Eu sou a Selena.  — digo, sorrindo.

— Eu sou o Cole.  — ele repete o ato.

Nessa mesma noite, nós demos o nosso primeiro beijo apaixonado. Ele segurava meu rosto com todo o cuidado do mundo, e eu pousei minha mão em seu ombro. Nossas cabeças se movimentavam em movimentos alternados: direita, esquerda, direita e esquerda. Quando se afastou de mim, permaneci com os olhos fechados por alguns instantes, e quando os abri, vi-o sorrindo para mim, e naquela momento, eu percebi que tinha encontrado o amor da minha vida.

 

— Selena, nós temos que ir.  — mamãe me chama. Pego minhas coisas e saio do provador.

— Eu vou ficar com esse.  — digo, apontando para o vestido que acabei de vestir.

— Tudo bem. Volte aqui essa semana para vermos os ajustes.  — a vendedora fala, e eu anuo.

— Obrigada.  — digo, vendo-a acenar com a cabeça.

Nós saímos da loja e vamos direto para o apartamento de Cole, ele fará um almoço para os padrinhos e madrinhas. Caminhamos em um ritmo calmo. Passamos em frente a várias lojas, olhamos várias vitrines e eu pedi que um dia pudesse voltar ali para entrar em todas as lojas.

— Aquele garoto da foto vai estar lá?  — Ashley me pergunta baixo.

— Qual garoto?

— O loiro Selena.

— Ryan?  — olho para seu rosto.

— Acho que não, o outro que você disse que é melhor amigo do Cole.

— O Justin?  — ela assente, e sua bochecha começa a ruborizar.  — Claro, ele é padrinho de Cole.

— Você poderia me colocar para entrar com ele, né?

Antes que eu responda, nós já estamos em frente ao prédio de Cole. Aperto o botão do interfone e quem atende é Justin. Em segundos, a porta é aberta e então nós entramos. Subimos os dois lances de escadas sem muita pressa, e quando eu bato na porta, é Justin quem abre. Ele me olha por alguns segundos, até ver Ashley logo atrás de mim, que sorri para ele.

— Você não me disse que Selena tinha amigas tão bonitas, Sprouse.  — Justin diz assim que todos já estamos para dentro.

— Justin, por favor, não começa a dar em cima delas.

Nós rimos, mas então eu encontro o olhar de Cole e tudo a minha volta some. Caminho até ele e rodeio meus braços em seu pescoço, sentindo suas mãos pesadas pousarem na minha cintura. Nós nos beijamos calmamente, indo para a direita e em seguida, para a esquerda. Nossos corpos se juntam um pouco, e quando nossos rostos são afastados um do outro, abro os olhos só para ver o sorriso de Cole bem perto de mim.

Eu o adoro tanto, que chega a ser difícil de explicar até para eu mesma.

Bieber, point of view.

 

Meu estomago embrulha quando vejo a cena dos dois se beijando, porém minha atenção é tirada dos dois pela voz dócil da garota que acabara de chegar com Selena.

— Justin?  — volto minha atenção para ela.

— Sim?

— Eu sou Ashley. Cheguei de viajem hoje.

— Ah, que bom.  — respondo, não sei bem aonde ela está querendo chegar.

— Eu estava pensando, sabe, como você mora aqui a um tempo, talvez você pudesse me levar para conhecer alguns lugares.  — seus olhos estão brilhando, e nisso, eu molho meu lábio inferior com a língua, vendo-a acompanhar esse movimento com os olhos.

— Claro, eu te levo sim.  — respondo, e então, ela sorri abertamente para mim e caminha até Selena.

E agora, eu estou novamente disperso no meio dos meus pensamentos, olhando para a morena a uns poucos metros de mim, e pensando na tamanha falta de sorte que tenho por poder estar tão perto dela e não poder toca-la da maneira que meu corpo todo anseia.
Contudo, Ryan senta novamente ao meu lado e nós ficamos em silencio, um ao lado do outro, apenas observando tudo o que acontece a nossa volta. Ryan resmunga alguma que eu não me preocupo em entender, e então, nós viramos a cabeça e nos olhamos.

— Ainda está apaixonado por ela?

— Perdidamente apaixonado por ela, você quis dizer.

— Já pensou, em conversar com ela sobre isso?  — rio.

— Penso nisso todos os dias.  — respondo, pegando a pequena garrafa de cerveja que está ao meu lado.  — Mas me parece muito injusta essa situação toda.

— Injusta como?

— Ela está apaixonada por ele. Você viu a maneira como ela o olha?  — Ryan assente.  — Seria injusto eu chegar para ela e dizer "Ei, Selena, eu estou apaixonado por você". E Cole jamais me perdoaria.

— Você não pareceu se importar com o Cole quando começou a gostar da Selena.

— Eu não pensei que iria ficar assim, Ryan.

— Assim como?

Tão perdidamente apaixonado por ela.

— Você sabe que qualquer que seja sua escolha, eu irei te apoiar.

— Sim, eu sei.

Sem nenhuma cerimonia eu me levanto rapidamente de onde estou e caminho até a porta, ouço Cole me chamar diversas vezes, porém não me preocupo em voltar até e dar algum tipo de satisfação pra ele. Apenas continuo andando. Desço as escadas sem me preocupar com qualquer coisa que possa acontecer lá dentro, e que talvez eu perca algo importante. Eu simplesmente saio dali. Quando saio do prédio, dou um gole curto na cerveja que tenho em mãos.

Vou caminhando até um parque que tem ali perto, e ao avistar o primeiro banco vazio, sento-me e penso sobre tudo o que está acontecendo. Fecho os olhos por alguns segundos e revejo todos os traços de Selena em minha cabeça. Seu sorrio, seus olhos, seu cabelo, seu corpo e até mesmo as roupas meigas e discretas que ela usa no dia-a-dia.

Penso estar delirando quando ouço o som da sua voz chamando meu nome, e a cada segundo, parece estar mais perto de mim. Até que eu sinto algo tocar meu ombro, e quando abro os olhos, ela está ali, parada em minha frente.

— Por que saiu tão depressa?  — questiona, sentando-se ao meu lado.

— Estava me sentindo sufocado.  — sou sincero.

— Ashley te azucrinou muito?  — ela pergunta rindo, porém eu nego.

Ficamos esse tempo em silencio, e com isso, eu consigo terminar a cerveja que restava na garrafa. Selena se mexe ao meu lado, então, vira seu corpo para o meu e me encara.

— Posso te perguntar uma coisa pessoal?  — olho para ela.

— Claro.  — respondo, ainda olhando para seu rosto branco.

— Você está apaixonado por alguém?  — a pergunta me pega de surpresa, que eu engasgo com a saliva.

Não a respondo de imediato, fico pensando se devo mesmo falar sobre isso com ela. E então eu questiono a mim mesmo, que mal tem eu falar sobre isso com ela?

— Estou.

— E em que intensidade é isso?

— Na maior que existe.  — ela sorri.  — Sabe quando você está tomado por um sentimento que não consegue explicar, só sentir?

— Acho que sei.

— Eu estou assim, Selena. Eu mal consigo respirar quando olho para ela. É como se ela fosse o sol que iluminasse meus dias cinzentos. Como se ela estivesse em todos os lugares que eu vou, em todas as coisas que eu olho.

— Ela sabe que você está apaixonado por ela?

— Não sou corajoso o suficiente pra dizer isso a ela, mas eu aposto que se ela soubesse, iria dizer que eu sou louco.

— Você não não precisa se sentir assim. Quero dizer, eu não sei se já senti isso por alguém, mas você deveria conversar com alguém, se abrir. Falar sobre isso as vezes ajuda.

— Eu não sei o que fazer.

— Converse com Ryan.

— Ryan acha que eu sou pirado.

— Bom, eu também acharia.

— E você, o que faz aqui?  — pergunto, e ela fica sem jeito.

— Pra ser sincera, eu também me senti um pouco sufocada. Então quando você saiu, Cole foi pegar o celular no quarto e eu sai atrás de você.

— Está em duvida sobre o casamento?

— Não, claro que não.  — seu tom de voz é tão convicto que chega a ser como um balde de água fria pra mim.  — Eu só não consigo imaginar quando foi que tudo isso aconteceu. Sabe?  — nego, e ela ri.  — Eu estava em um bar, e então Cole chegou, nós saímos, nos beijamos e ele me pediu em casamento alguns meses depois. E agora nós estamos aqui, à alguns meses do casamento e eu ainda não consegui absorver tudo.

— No seu lugar eu estaria louco.

— Homens são bem fracos mesmo.

— A não diga isso. Está chamando seu próprio noivo de fraco.

— É quase isso.

— Cole é um cara ótimo.  — ela assente, sorrindo, quando me ouve dizendo isso.  — Eu nunca o vi tão apaixonado por alguém. Já vi Cole apaixonado um milhão de vezes, mas como ele está por você, essa é a primeira vez.

— Ele é ótimo.  — comenta.  — Eu o adoro, com todo o meu coração.

Ao ouvir tais palavras meu coração quase sai pela boca. A melhor garota do mundo está bem aqui ao meu lado, e eu não posso toca-la, mas ouvi-la dizer que adora o noivo, faz com que uma pontinha de esperança cresça dentro de mim.

Conversamos por mais alguns minutos, e então resolvemos que já está na hora de voltarmos para a casa de Cole. Nós caminhamos lado a lado, e enquanto passamos em frente as lojas, Selena faz milhares de perguntas sobre como é morar aqui, e como ela gosta de passa em frente as vitrines e ficar olhando para as coisas que tem nelas, sem se preocupar com qualquer outra coisa.

E é nesse momento que eu concluo que a cada segundo que passa eu fico cada vez mais apaixonado por ela.
 

 


“Quando você diz que ele é o que você quer. Você está desperdiçando todo seu tempo.
Nesta situação errada”.
— Treat You Better
 


Notas Finais


Gente, Justin e Selena tiveram a primeira conversa deles. Agora, eles vão se aproximar bem aos poucos, não vai ser nada muito afobado.
Ashley e Justin vão ter um pequeno "lance" na fanfic, mas é coisa rápida.
Me perdoem o capítulo curto, eu vou tentar melhorar e escrever coisas mais longas pra vocês.

Até o próximo, me chamem no twitter (https://twitter.com/kendallite), sempre que puder vou estar respondendo vocês lá.

Beijinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...