História Pride, Prejudice and Unexpected Love - Interativa - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~NinnaChann

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yuma Mukami
Tags Comedia, Diabolik Lovers, Disputa, Drama, Faculdade, Fraternidade, Interativa, Personagens Originais, Romance
Exibições 152
Palavras 975
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, amores!
Vim trazer mais um prólogo, mas dessa vez no presente e mostrando as preparações para a "guerra" e informações como os cursos dos meninos ♥
Pedidos e avisos importantes nas notas finais
Espero que gostem

Capítulo 2 - Digging two graves 0.1


Era uma noite fria e nublada em Tokyo, fazendo com que o vento intenso e cortante esvoaçasse violentamente os fios grisalhos do homem que estava em frente a antiga janela com um copo de vinho em mãos e um sorriso discreto em seu rosto. A cena que assistia o deixava imensamente satisfeito: seus seis filhos acabavam de chegar à enorme sede da irmandade Underworld e esperavam os serventes descarregarem a bagagem. 

- Devo admitir, estou surpreso pela cooperação dos meus queridos herdeiros. - o homem soltou uma pequena risada deleitada e tomou um pequeno gole de sua bebida logo após - Claro, qualquer coisa que eles aceitem fazer vem junto a um monte de reclamações e resmungos, mas nada vem de graça nessa vida.

O silêncio preencheu o amplo lugar que se assemelhava a um escritório por alguns instantes enquanto Karlheinz permanecia extasiado pelo êxito da primeira etapa do seu tão bem pensado plano. Ele sabia que não se devia contar com a vitória antes do tempo, porém era quase impossível quando ele lembrava que os pequenos anjos não faziam ideia de que estavam em guerra e, portanto, não saberiam nem que precisavam se defender, quanto mais saber como o fazer. Além disso, ele não sentia orgulho do pai que fora, mas, talvez, sua ausência e o jeito que suas esposas conduziram a criação dos Sakamaki criou o ambiente perfeito para que personalidades extremamente sádicas se desenvolvessem. E isso seria muito útil nesse momento.

- Certifiquei-me de os fazer cientes do que está em jogo. - decidiu comentar um outro homem. que estava nas sombras - Não posso dizer que foi fácil, mas o importante é que foi feito.

- Reiji, chegue mais perto. - ordenou Tougo Sakamaki, virando-se para o canto em que seu filho estava.

O vampiro de olhos purpúreos deixou a escuridão para trás de si e, conforme aproximava-se do pai, a brisa bagunçava mais seu cabelos e faziam os muitos papéis que estavam em suas mãos tremelicarem. Quando chegou bem perto de seu progenitor, Reiji foi surpreendido pela mão dele em seu ombro e uma expressão quase paternal e orgulhosa.

- Agrada-me como você conduz essa e outras situações, meu filho. - o sorriso de Karlheinz se ampliou ao ver que os olhos de seu herdeiro se arregalarem - Continue assim e terá grandes chances de me suceder.

O vampiro não conseguia acreditar no que ouvia e chegou a se sentir tolo quando teve a vontade comum aos mortais que seria "se beliscar" para atestar se aquela conversa era mesmo real. Se lhe perguntassem, é claro que ele negaria, mas deixar Tougo Sakamaki orgulhoso de si era tudo que ele sempre quis e a razão de todo seu esforço. Apesar desse turbilhão de sentimentos e pensamentos, ele manteve seu rosto impassível e apenas deu um breve aceno com a cabeça.

 - Imagino que vá cursar Relações Internacionais assim como eu. - o vampiro mais velho assistiu Reiji assentir novamente e bebeu o restante do vinho que estava em seu copo e o colocou na mesa de madeira próxima de si - Então, você escolheu seguir meus passos... Interessante. Diga-me, o que Shuu escolheu?

- Música. - respondeu ele com perceptível desprezo na voz. Mesmo depois de ter deixado claro sua felicidade por tudo que Reiji fez para cuidar de seus irmãos e negócios, seu pai nunca deixaria de se interessar pelo loiro. Preferidos jamais deixarão de ser preferidos, afinal.

- Tsc. - Karlheinz decidiu que não comentaria a decisão, já que palavras não eram suficientes para expressar seu desgosto. - E os trigêmeos? 

- Ayato cursará Educação Física, enquanto Kanato escolheu Gastronomia e Laito fez a opção por moda. - concluiu depois de dar uma checada nas folhas de papel em suas mãos.

- Será que eu vou ter que passar a noite inteira me perguntando aonde foi que eu errei? - dramatizou o rei do submundo com certo nojo em seu rosto ao pensar nas escolhas de seus filhos. Diante do questionamento, Reiji sentiu vontade de dar uma gostosa risada sarcástica e realmente responder cada erro que seu pai cometeu, mas o vampiro de óculos não queria morrer tão jovem. Tougo, então continuou: - Nunca pensei que eu teria que perguntar isso... Você saberia se Laito não tem, hm, gostos diferenciados?

- Se você está se referindo às preferências sexuais dele, pode ficar tranquilo. - Reiji realmente não tinha um grande senso de humor, mas sentiu vontade de rir pela segunda vez - Na verdade, chega a ser indecente e preocupante o quanto ele gosta de mulheres. Na minha opinião, ele só escolheu esse curso para ficar rodeado delas e ele não tem exatamente uma competição se pensarmos que os outros homem que optaram por Moda não tem o mesmo gosto pelo sexo feminino.

- Pelo menos ele foi esperto. - o mais velho de um riso curto - Oh, se ele usasse essa malandragem em coisas importantes... Por fim, o que diz do nosso caçula?

- Achei a escolha dele realmente curiosa - comentou o filho franzindo a testa e torcendo o nariz - Psicologia.

- Que bonitinho! O pequeno Subaru quer aprender a controlar sua raiva! - o homem de cabelos grisalhos sorriu sadicamente e voltou a se virar para a janela, onde só podia observar o cimento da entrada, já que seus herdeiros haviam entrado - Espero que me mantenha informado de cada passo das garotas de Les Anges.

Reiji Sakamaki virou-se em direção a porta e quando estava prestes a abri-la, foi interrompido pela voz severa de seu pai.

- Se seus irmãos saírem da linha, espero que lembre a quem você deve ser leal, porque se não o fizer... vou ter que me certificar de que aprenda isso da forma mais dolorosa possível.

"Antes de sair em busca de vingança, cave duas covas. - Confúcio"

 


Notas Finais


GENTE, TENHO DOIS PEDIDOS PARA VOCÊS:
Primeiro: Não escolham o curso da OC de vocês sendo o mesmo dos meninos, sério! Isso tem que ser baseado na história, personalidade e etc da sua personagem. É a mesma coisa de fazer personalidade igual a do par.

Segundo: Se vocês puderem, nos indiquem fanfics boas interativas de Amor Doce, Diabolik Lovers, Eldarya e Amnesia! Estamos nos mesmos fandoms, vamos divulgar e ajudar uns aos outros, por favor. Indiquem fics suas, ou de amigas suas, ou mesmo as que vocês acharam e vão fazer a ficha <3

Comentem o que acharam, podem fazer elogios e críticas <3

Estou muito ansiosa para começar essa fanfic, de verdade, e espero que sintam o mesmo

Beijinhos, minhas flores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...