História Primeira vez - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Chichi, Goku
Tags Chichi, Goku, Romance
Exibições 256
Palavras 2.503
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Lemon
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo Único


O Torneio de Artes Marciais havia terminado. E foi de certo modo, apavorante. O filho de rei do mal Piccolo Daimaoh, havia se revelado,  sedento por vingança. Má Júnior. Uma ameaça estaria por assim surgir naquele instante. E uma vez mais, o grande Goku salvou a todos. Uma luta feroz. Ferrenha. Tática.  Onde o erro do adversário definiria a vitória. Depois de ameaçar a paz na Terra, Má Júnior foi derrotado. Em sua benevolência,  incrivelmente Goku o deixou ir. E mais promessas e juras de revanche foram lançadas ao vento. Um dia ele voltaria. Mais poderoso. E por fim o derrotaria. O ser maligno, sumiu aos céus. E seu paradeiro desconhecido. Goku mal esperava por esse dia. Um sorriso inundou sua face. Kami-sama, o deus da Terra, convidou Goku para ser seu sucessor futuramente. E viu o jovem guerreiro, incrédulo com o pedido tão absurdo a seu ver, segurar a mão da jovem Chichi, chamar por sua nuvem voadora e com ela alçar aos céus, acenando um até breve. Rumaram para a Montanha Flipan, lar de Chichi, para encontrar com a pai dela e firmar o compromisso de casamento... Casamento.. Goku ainda tentava entender de fato o que seria isso. 

Ao chegarem, não imaginavam que teriam que salvar o lugar,  com seu pequeno povoado e o Rei Cutelo, pai de Chichi, das impiedosas chamas que ardiam. Algo sobrenatural. Que só poderia ser combatido com um artefato mágico... Lá vai Goku outra vez se aventurar por aí. Que esse tal "doce" chamado casamento, ficasse para depois. Onde tinha desafio, tinha Goku. E ele adorava, amava um.

Uma semana depois....

-- Bulma, eu não sei se teria coragem de usar isso! -- uma ruborizada Chichi olhava para um conjunto de lingerie ousado, a qual Bulma fazia questão que ela a levasse. A morena havia pedido a jovem cientista uma ajuda para escolher alguns intens para o enxoval. Claro que algo daquele tipo não estava em seus planos. Aquilo não fazia seu estilo... Mais Bulma estava decidida que ela levaria mesmo assim. 

-- Uma mulher precisa surpreender o seu homem! E você, vai levar e usar sim! Veja como um presente! -- a azulada pegou o iten, e pôs numa sacola própria da loja, que por sinal estava abarrotada. 

Chichi suspirou. Bulma poderia até lhe presentear, mais usar seria uma outra história.  Não fazia mesmo o estilo de mulher fatal. Apesar que quando mais jovem, usava uma minúscula armadura. Uma doce lembrança veio em seus pensamentos, ao lembrar o dia em que conheceu Goku. Aquele garotinho ingênuo, com um rabo de macaco... E incoveniente. Deu-lhe uma apalpada com o pé, sem pudores. O tapa que ela lhe deu de volta e o grito assustada a fez sair daqueles devaneios. Chichi balançou a cabeça, e pôs a andar com Bulma por outros setores do grande departamento de roupas. Havia muito o que fazer. E faltava pouco para o casamento e um nova vida com seu querido Goku.

--E então está tudo certo para logo mas? -- um entusiasmado Kame, perguntava pela enésima vez a seu discípulo Kuririn, sobre o passeio a noite. Decidiram fazer uma surpresa para Goku,.o levando numa boate de striptease,  como uma despedida de solteiro. Como se Goku se importasse. Disseram a ele que teria vários tipos de comidas. E o ingênuo rapaz acreditou. Louco para experimentar as comidas gostosas do lugar. 

-- Mestre Kame, o senhor precisa se conter. Está mais entusiasmado que o próprio Goku -- Kuririn o repreendida com a postura empolgada de seu velho mestre. Além deles, estavam ainda Yamcha, um Goku fantasiando as comidas do lugar, e Oolong. Ten Shin Han preferiu ficar com Chaos e Lunch na ilha Kame. Eles partiriam após o casamento de Goku. 

Ao chegarem, Goku arqueou as sobrancelhas. Pelo letreiro e pelo som que vinha do lugar. Ao pagarem e entrarem ao local, seus olhos arregalaram. Aquilo em nada parecia com um lugar que teria bastante comida a sua espera.

-- Que lugar é esse? -- perguntou

-- É um clube de striptease, Goku --.Yamcha rodopiava com os olhos pelo o ambiente.

-- Vocês disseram que aqui tinha comida variada.-- inocentemente falou, correndo os olhos pelo lugar.

-- E tem, ué..  -- Oolong disse, com um sorriso maldoso -- Mais não do jeito que você gosta.

Goku e oa outros escolheram uma mesa que dava para uma boa vista do palco. Ele bufou, desanimado e confuso, já com a fome querendo rondá-lo como um forte inimigo. Suspirou. A noite seria longa. Se era para ele se divertir, ele daria o seu melhor para não decepcionar os amigos. Ao ouvir um anúncio num alto-falante, arregalou os olhos ao ver uma moça semi-nua subir ao palco. Se assustou com os gritos efusiantes de Kame e Oolong. Passou a mão no rosto. Era melhor ter ficado em casa com Ten Shin e Lunch. 

-- Se eu soubesse que o senhor e Oolong fariam aquilo, não teria os trazido juntos.--. Um aborrecido Kuririn , dirigia de volta, frustrado para a ilha Kame. O velho e o porquinho, traziam cada um par de olho roxo. Uma briga generalizada se formou na boate quando os dois, não controlaram a libido, mexeram com a mulher errada. Cadeiras, mesas, garrafas e copos, voaram pelo lugar, formando um verdadeiro pandemônio.  

-- Eiii.. Não pôe a culpa só na gente -- vociferou Oolong -- O Goku também tem a sua parcela de culpa!

-- Eu??

-- Sim, você!  Não faça de inocente. Você parecia um imã, atraindo aquelas mulheres para a nossa mesa. Os outros homens ficaram irados por causa disso. Nunca vi tantos olhares com juras de morte! 

-- Pelo menos nessa confusão toda, consegui descolar o telefone de uma gatinha.. -- Yamcha dava um sorriso triunfante, desfeito em poucos segundos ao ser alvo de olhares especulativos. 

-- Mais Yamcha, você não namora a Bulma? -- Kuririn disse taciturno.

--- Éeeee... Hehehe... Caramba já chegamos! -- um nervoso Yamcha tenta tirar o foco de atenção. 

Todos saíram do veículo. Goku parecia o mais contrariado.

- Goku, amigão, não fica assim.. Tirando a briga, a noite nem foi tão ruim assim

-- Tire por você,  Yamcha. Fui a.um lugar com promessa de uma boa comida e o que encontro é um bando de mulher maluca se esfregando em mim,.. Estou sentindo meus músculos tensos de tanto que elas me apertavam! -- Goku disse bem aborrecido.

-- Ué.. E você não gostou? Peraí..Goku, me responda uma coisa.. Você,  nunca esteve com uma garota antes? -- Yamcha perguntou preocupado.

-- Que eu me lembre, não.  Por quê? --   arqueou as sobrancelhas 

Kuririn olhou para Yamcha, que olhou para Oolong, que olhou para Goku. Os três tirando a mesma conclusão. Goku era virgem. Em todos os sentidos. Ambos caíram na gargalhada, deixando o pobre rapaz confuso. Goku passou a mão sobre a nuca. Um hábito de quando tentava entender algo. Já estava faminto e com pouca paciência para com aqueles três.  Bufou e saiu de perto deles, indo para casa e na esperança de ter sobrado algo do jantar.

-- Eu queria ser uma mosquinha, só para saber o que ia rolar nessa lua de mel -- Disse Oolong, limpando uma lágrina que escorria, pelo ataque de risos.

-- Acho que finalmente aquelas revistas do Mestre Kame, terão outra serventia, que não seja alegrar o dia do coroa -- afirmou Yamcha.

O casamento aconteceu lindamente. Chichi estava radiante. Já Goku confuso. É certo que quando viu o banquete que seria servido após a cerimônia, sorriu de orelha a orelha. Realmente casamento tinha bastante comida. Só não entendeu bem porque raios teria que ir embora agora para uma lua de mel. Pelo nome, devia ser um doce. Mal via a hora de poder experimentar também. 

Chichi jogou o buquê.  Indo parar nas mãos de Bulma. Ela deu sorriso brilhante, encontrando os olhos de Yamcha, que lhe devolveu um sorriso amarelo. Antes de se retirarem , ouve um pequeno rebuliço, porque Goku queria que Chichi fosse embora na nuvem voadora. Ela estava decidida que eles iriam de limusine.  Como mandava o figurino. Com latas amarradas e escrito "recém-casados". Cansado daquela discussão,  Goku assentiu. E lá foram eles. 

Chichi esperou que Goku a carregasse para dentro de casa, em seus braços. Ele nem sequer intecionou. Puxando os panos do vestido e pisando duro, ela abriu a porta da casa. Goku veio logo atrás. Olhava tudo deslumbrado. Chichi pegou em sua mão e o guiou para o quarto. Pediu que a ajudasse a desabotoar o vestido. Ela o deixou e foi ao banheiro. Queria logo começar essa lua de mel. Tomou um banho, se perfumou, soltou os cabelos e pôs uma camisola branca. Pôs um hobby por cima e voltou para quarto, dando risinhos de nervoso. Qual sua decepção ao encontrar Goku dormindo. Seu sorriso se desfez. Tudo bem! Ele devia está cansado mesmo, pela festa. Talvez mais tarde. Quem sabe.. Chichi descobriu que além de roncar, Goku tinha um sono de pedra.

Na manhã seguinte, Chichi desperta afoita e decidida. Queria começar logo essa lua de mel. Ela se apoiou no peito de Goku e foi em direção ao seu ouvido, sussurrar algo. Goku despertar num pulo a derrubando da cama. Ela urra de dor ao se estatelar no chão. Goku deperta de seu sono letárgico e corre para ajudá-la. A pôe sentada na cama.

--D-desculpa Chichi -- ele gagueja -- estava sonhando que lutava contra o Piccolo e acabei me empolgando demais. Achei que fosse ele e acabei te derrubando sem querer.

-- Tá bem.. Tá bem.. -- ela o olha , vendo que ele havia dormido com o terno usado no casamento.-- Você acabou adormecendo com isso.

- Pois é.. Estava tão cansado, que nem me incomodei de tirar. Apaguei aqui mesmo.

Um sorriso travesso surgiu nos lábios dela. 

-- E você está esperando o que para tirar? Deixa que eu te ajudo.

Chichi foi tirando peça por peça do terno de Goku. Ela mordeu o lábio e ruborizou ao desfivelar o cinto e desabotoar a calça. Goku olhava intrigado para ela. Chichi desceu a calça o deixando somente de cueca. Ela olhava admirada para o corpo do marido. 

-- Vou tirar a sua cueca, tudo bem?

- Mais para quê? -- ele coçou a nuca

-- Como para quê? -- ela fez uma cara incrédula. Meneou a cabeça e tomando coragem, desceu sua cueca. Seus olhos arregalaram ao ver o que estava guardado naquele pano. 

-- G- Goku... Aiiii... Que kami-sama me ajude nessa batalha

Goku coçou a cabeça. Não estava entendendo o porquê de estar nu na frente dela. Ela levantou a cabeça e olhou em seus olhos. Tudo o que ela enxergava era a inocência em forma de um belo rapaz. Teria que ensinar a Goku o que fazer com seu belo brinquedo. Não que ela fosse uma mulher experiente, longe disso, mas sabia o que um homem e uma mulher deveriam fazer entre quatro paredes. Seria tudo para Goku. Esposa, amiga, amante. Sabia que com ele, deveria ser paciente. 

-- Goku -- ela levou suas mãos, segurando o seu rosto-- Eu quero que você apenas deixe eu te levar. O que vamos fazer será bom e prazeroso. Você verá. Não tenha vergonha de me tocar. Deixe se levar por seus instintos. E você verá o quanto é bom.

Goku a olhava confuso com tais palavras. Repentinamente Chichi colou seus lábios nos seus. Ele sentiu cócegas com aquele roçar. Arregalou os olhos. Afastou seu rosto e olhou para ela, que estava com a boca entre aberta. Achou tão linda, que dessa vez ele tomou a iniciativa. Foi a beijando lentamente.  Seu coração começou a palpitar mais acelerado e uma onda de calor foi se apoderando de seu corpo. Seu beijo foi ficando mais envolvente, faminto... Ele a envolveu nos braços e a trouxe para perto de seu corpo. Ele permitiu que língua de Chichi invadisse a sua boca. Chichi pensou, como Goku aprendia rápido. Suas mãos poderosas começaram a percorrer o seu corpo. Eles se soltaram do beijo ofegantes e colaram suas testas. Goku levou suas mãos aos ombros de Chichi, soltando-lhes as alças da camisola. O tecido fino deslizou pelo seu corpo, a deixando nua. Ele arfou de admiração.  Nunca tinha visto uma mulher nua. E não imaginava ser tão bonita. Ele desceu lentamente de seu pescoço, chegando aos seios, sentindo a veludez daquela pele branca. Ele passou o dedo levemente nos bicos rosados e Chichi arfou, contendo um gemido. Curioso com a sensação que seu toque proporcionava a ela, Goku sentiu uma vontade primordial de sugá-los. E o fez..Chichi se contorcia e puxava aqueles cabelos espetados. Gemendo baixinho, fazendo Goku arrepiar-se e sentir algo latejar e endurecer no meio de suas pernas. Chichi e ele olharam abismados pelo tamanho de sua ereção. Ele voltou a olhá-la e ela assentiu

-- Faça sem medo. Siga seus instintos... Eu confio em você. 

Goku a pegou nos braços e a levou para a cama,deitando-a com delicadeza. Ele alisou seu rosto, voltando a beijá-la com ternura. Sentiu sua mão deslizando suavemente,  até chegar no meio de suas pernas. Sentiu-a úmida. Gostou. Levou seus dedos até lá e percebeu que Chichi se contorcia. Encontrou uma protuberância. Conforme tocava,  mais ela gemia e molhada ficava. Goku deslizou os dedos para a entrada dela. E ela estremeceu. 

-- Eu sou virgem --ela disse. -- Nunca tive um homem 

-- Se for assim, eu também sou. Nunca tive uma mulher antes -- ele sorriu 

-- Você sabe o que tem que fazer? 

--  Adoraria que você me guiasse

Ela abriu aa pernas para que Goku se posicionasse entre elas.. Deixaria que seu instinto o guiasse. Como uma estocada. Ambos gemeram. Dor antes do prazer.-- Continue-- ela disse.

Goku retirou e a penetrou novamente,trincando os dentes. Ele olhou para ela que estava com lágrimas nos olhos. Queria parar, mais ela o puxou de volta. Ele estava dentro dela. E seu animal interior o mandou que se movesse. E conforme o fazia, a dor aos poucos era substituída por algo sublime,  prazeroso. Ele nunca havia sentido aquilo antes. Muito mais gostoso que sentir o KI percorrendo cada parte de seu corpo. Era como correr pelos céus. A medida que aumentava as estocadas, Goku sentia uma plenitude vindo.de dentro dele. Algo que parecia querer explodir em mil estrelas. Uma satisfação.. Um gozo.. Ele urrou quando sentiu aquela força jorrar dentro do corpo dela. Ele tombou. E logo se deitou ao seu lado. Ofegantes. 

Ao se recuperar, ele a trouxe para junto de seu peito. 

--  Sabe Chichi, eu achava que casamento era algo de comer. -- ela levantou o rosto séria para ele -- E de fato é mesmo. Pois acabei de provar o doce mais suculento da minha vida... E tenho certeza, que eu vou querer cada vez e cada vez mais

Ela sorriu-lhe. Depositando um beijo cálido. Goku se virou para ela.

-- E estou com fome.. Com fome de você novamente..

E eles se beijaram e se entegaram ao amor..

.


Notas Finais


Nossa.. Primeira fic de Goku e Chichi.. Sempre escrevo de VegBul..
Eu acho que Goku aprendeu bem rapidinho como se faz.. Ele é tapado para algumas coisas.. Apenas!
Espero que gostem! Beijos e até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...