História Primeiro, único e último amor - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, V
Tags Jeon Jungkook, Kim Taehyung, Park Jimin, Suícidio
Visualizações 77
Palavras 979
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiheeeeeee Pãezinhos de Açucar 💙

Hoiá eu com mais uma One shot, com criatividade que eu tirei to talo do cu, pq n ta facíl, desculpa os erros to sem tempo para revisar as fics sorry.
Boa leitura 💋

Capítulo 1 - One Shot - Just One Love


"JungKook mais uma vez encontrava-se apreciando, escondido, a beleza de Park Jimin, um amor não conrrespondido pelo mais velho."

"Jimin trocava poucas palavras, sobre assuntos aleatorios com JungKook, mas ainda sim para o mais novo era como se eles trocassem palavras de amor."

"JungKook espiava Jimin as escondidas, sem o mais velho saber"

"JungKook o seguia pra todo lugar, como se o mais velho fosse propiedade sua, o mais novo queria ter certeza de que Park seria só seu."

"JUNGKOOKIE tinha chegado a uma desição algum tempo atrás, de que queria se declarar para o seu amado." Essa foi uma das piores desições que ele podia ter tomado, na sua vida intera. (Ele podia amar outra pessoa, mai não vou amar o Jimin, só pra me fuder mermo).

"Se passaram algumas semenas, talvez meses, e JungKook ficou mais proximo de Park."

"Jeon e Park estavam sozinhos em um parque, essa era a hora perfeita para Jeon se declarar para o seu amado."

"Chegou a Hora."

"Jimin posso falar com você?" - Perguntou o Mais novo.

"Claro." -Respondeu o mais velho.

"Você promete não me odiar?" -Foi a pergunta de Jeon.

"Prometo." -Respondeu Park com um sorriso no rosto.

"É que....eu queria saber se..."

"Se?"

"Se você gosta de mim?" -O mais novo perguntou ficando corado.

"Claro, somos amigos."

"Não, eu queria saber se você gosta de mim em outro sentido?"

"Como? Você quer dizer: se eu estou apaixonado por ti?" -Ele dizia rindo. "Claro que não, ta louco?"

"Mas eu achei..."

"Sabe, eu odeio, ODEIO gays, eles ou melhor vocês me dão nojo." -Park dizia se levantando.

"Não, mas..."

"Eu tenho NOJO, NOJO de vocês." -Park disse pegando Jeon pela gola da camisa, e lhe dando.

"Um"

"Dois"

"Três"

"Quatro"

"Cinco"

"Seis"

"Sete..."

"Park destribuiu SETE socos pelo rosto singelo, e angelical de Jeon."

"Nunca, ta me entendendo? Nunca mais apareça na minha frente." -Park dizia.

"Mas por que?" Essa pergunta se repetia na cabeça do pequeno, que estava confuso pelo que acabou de acontecer.

"Park foi em bora, e o menino Jeon ficou tentando entender o por que de tanta violencia."

"Se passaram alguns dias, semanas, messes que Jeon não ia mais para a escola, ficava trancado en seu quarto sem comer nada, vomitava e passava mal o tempo todo, estava muito fraco, e não queria ver ninguem."

"Ele passava horas chorando, pensando no que aconteceu a algum tempo atrás."

"Jeon morava sozinho, pois forá abandonado por seus pais na porta de um orfanato logo depois de seu parto, nunca foi adotado, fugiu do orfanato com 8 anos, e passou a morar na rua, nunca soube o que era amar alguém até encontrar Park Jimin, seu primeiro, unico e último amor."

"Jeon não aguentava mais sofrer, ele queria acabar com aquela dor, queria esquecer tudo."

"O mais novo pensou em varias maneiras de acabar com aquilo, e escolheu a pior de todas as opções possiveis."

[...]

"Park estava em um namoro serio com um menino sim Kim Taehyung, um garoto fofo, bonito, simpatico, extrovertido, entre outras qualidades que Park amava."

"Kim abriu os olhos de Park, mostrou a ele que a fruta que as garotas gostam ele pode chupar até o caroço."

"Park se sente mal por tudo que disse ao Jeon, contou sua historia com o mais novo para Kim, que disse para o Park procurar o garoto e se desculpar de joelhos."

[...]

"Jeon já havia preparado tudo, o lugar, a hora, as coisas e......a corda, e a faca."

[...]

"Park foi até o apartamento de Jeon, e o porteiro disse que o mesmo ainda morava lá, ele deixou Park subir e lhe deu uma chave reserva, pois sabia que o mais novo não ia abrir nem pro papa."

"Park subiu até o andar aonde Jeon se encontrava, ficou parado na porta por 1 minuto e depois tomou coragem para entrar."

"Quando estava dentro do apartamento se deparou com uma bagunça imença, caixas de pizzas espalhadas pela sala, cuecas, blusas, janelas e cortinas fechadas."

"Park procurou o Garoto por todo o apartamento, mas não achou."

"Ficou faltando um lugar para ele ver, era uma porta trancado, se Park não se engana era a porta do banheiro."

"Park procurou por chaves, ferramentas ou qualquer coisa para abrir a porta. E se lembrou que a chave que o porteiro lhe deu tinha as chaves de todos os comodos da casa, procurou que nem um louco pela chave do banheiro, depois de minutos ali ele achou."

"Quando abriu a porta se deparou con a pior cena de todas. JungKook estava com uma corda em seu pescoço, seus pulsos cortados, e a bangeira cheia de sangue."

[...]

"JungKook havia se matado emforcado, não queria mais sofrer daquele jeito."

[...]

"Park tirou aquela corda do pescoço do mais novo, e saiu correndo de lá."

"Levou o Jeon oara um Hospital, mas não foi possivel o salvar, Park havia chegado muito tarde."

"Se passaram 2 anos, Park e Kim estavam casados, Park com o tempo conseguiu tirar aquela cena horrivel de sua cabeça (sqn ele fingia ter esquecido, para que Kim não ficasse preocupado), para poder viver feliz com seu amado."

"Os dois estava felizes juntos, Park ainda se culpava pela morte de Jeon, toda vez que lembrava disso ia a um psicologo, que tentava o ajudar a esquecer, mas era dificil."

"Park cuidou do funeral e enterro de Jeon, as unicas pessoas que apareceram foram o Park, o Kim e o primo do Jeon?"

"Sim, Jeon tinha um primo seu nome era Jung Hoseok, que ficou tão triste com a morte do mais novo, que não conseguio ficar bravo com o Park."

"Park queria esquecer, e com o tempo consegui fazer isso, esquecer a pessoa que descobriu ser seu primeiro amor."

[...]

"Mal sabia Park que Jeon ainda o observava de longe, ele também nunca esqueceu o seu primeiro amor."

End...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, espero que não me matem, eu sei q foi curta, mas pelo menos saiu oq eu queria espero que tenham gostado
Bjs.😘💋
T+


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...