História Princesa, o futuro Rei - uma outra história - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Fa Mulan, Personagens Originais
Tags Amizade, Aventura, Capa, Espada, Natureza, Romance
Exibições 3
Palavras 817
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Saga, Sobrenatural
Avisos: Cross-dresser, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P)
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


venha criar este história comigo....deixe seu comentário, sua dica. Valeu.

Capítulo 1 - Deixe brincar


Fanfic / Fanfiction Princesa, o futuro Rei - uma outra história - Capítulo 1 - Deixe brincar

Era apenas mais um inicio de tarde ensolarada de primavera, e finalmente as aulas da manhã haviam terminado, o intervalo havia começado. Pelos jardins do fundo da grande escola Milenar das terras do norte, podia-se ,tomar sol, ler, brincar, ou mesmo criar histórias imaginárias, e era exatamente isso que as amigas Safir e Glenda faziam. No bosque das mangueiras, as duas continuavam a vivenciar a grande história da pedra milagrosa:

- aha! agora você não tem mais escapatória Lorde Tenebroso, devolva a pedra milagrosa e liberte os camponeses! - disse Safir pulando de uma arvore encima de Glenda, esta caiu de bruços no chão não conseguindo se defender.

- Não... você pode me matar, mas haverá outros, nunca a pedra milagrosa será sua. - gritava Glenda com seu rosto grudado entre folhas no chão.

- então serei obrigado a tortura-lo com as luvas inaguentáveis! - disse Safir se preparando para tortura.

- Não, isso não, você é desleal Lorde ventania, nãooooooooo... -  mal ecoou as ultimas letras e as duas ouviram ao longe a Voz da Mestra Dinde chamar incessantemente por ela...

- Safir! Safir apareça! - Mestra Dinde, havia saído correndo pela porta da ala leste procurando Safir, perguntou para algumas alunas que prontamente indicaram o bosque, para onde ela havia ido junto com Glenda "brinca" com aquelas histórias esquisitas.

- Xí, é com você. Que sorte a sua. - e juntas levantaram do chão com suas roupas cheias de folhas, terra e orvalho ainda não evaporado da manhã.

Não demorou muito e Mestra Dinde as encontrou, as duas ainda tentando limpar as roupas.

- Olá senhoritas! não ouviram eu chamar, estou a minu... - Mestra Dinde parou de falar quando seu olhar pode ver exatamente o rosto das duas e como pega em um susto perguntou com uma voz assustada e irritada. - Você cortou seu cabelo? quantas vezes já pedimos para você não cortar o cabelo, ah garota, por favor!!!! - Mestra Dinde, já estava encima dela, com suas mãos envoltas nos cabelos que estavam na altura dos ombros, cheio de folhas, tentando achar os fios já perdidos pela tesoura em formato de ganso.

- Mestra Dinde, meus cabelos só estão um pouco acima do ombro, eles não estão curtos, e depois precisava modifica-los para meu personagem... - falou ofegante, tentando tirar as mãos de seus cabelos.

- Personagem?! Vocês duas e estas histórias fantásticas, me diga que personagem é esse? não me diga que é um homem?! - Mestra Dinde já estava com a impaciência em sua voz e uma cara tão brava que seus olhos pareciam soltar fagulhas.

- Homem?! Não meu personagem é o tenebroso Lorde Tenebroso! - Disse Glenda, fazendo olhares de mal para Mestra Dinde, não durando muito porque em seguida levou uma boa palmada nas nádegas.

- Então Lorde Tenebroso, saia deste corpo que não te pertence! - Mestra Dinde, continuou a dar tapas nas nádegas de Glenda até ela pedir com a voz de donzela em perigo para que para-se.

- Eu falei para você não cortar os cabelos, as histórias estão aqui dentro da nossa mente, basta sentirmor elas, mas, você é uma cabeça dura... - ao mesmo tempo que falava, Safir  ia acompanhando as duas pela estrada que voltava ao grande escola milenar, e prontamente foi interrompida pela Mestra Dinde.

- Safir, trate de se recompor, a grande Mestra está esperando você no salão ovalado Jade, é para você ir prontamente para lá, sem parar pelo caminho, entendeu! Ela já perdeu tempo demais com seu sumiço. - disse mestra Dinde com a dureza que lhe era peculiar.

Safir não entendeu por naquele  momento sentiu um forte arrepio pela sua coluna, do seu cóccix até o inicio do seu crânio, e muito menos pelo apertou forte e frio que sentiu no seu peito, tão forte que por segundos sentiu uma vertigem.  "Salão Ovalado Jade", pensou, ir a este lugar era sempre motivo de alegria, mas hoje, hoje, não, e Safir temeu pela primeira vez em seu caminho, o que iria encontrar.
​A porta  da ala leste parecia tão longe, Safir parou de andar desejando que o sinal do inicio das aulas da tarde tocassem, mas o que ouviu foi Mestra Dinde ao seu lado.

- Senhorita Safir, é para você ir rapidamente, vá!  -  Mestra Dinde a olho nos olhos e desta vez com uma compaixão inédita.

- Vou guardar seu lugar na aula de filos, volta logo!. - disse Glenda rapidamente antes de levar outro  tapa nas nádegas.

Safir acenou para as duas, em seus olhos haviam um misto de amor e apreensão, virou para porta que estava a 3 metros de seus passos, respirou profundamente o ar puro do pátio com  aroma forte de hortelã selvagem e tulipas, colocou sua mão esquerda na maçaneta e girou, a porta abriu exatamente na hora que as nuvens cobriram o sol do inicio da tarde de primavera.

 

 

 


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...