História Princesas aos 18 - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Bela e a Fera, A Pequena Sereia, A Princesa e o Sapo, Aladdin, Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland), Branca de Neve, Chapeuzinho Vermelho, Cinderela, Enrolados, Frozen - Uma Aventura Congelante, Mulan, Peter Pan, Pocahontas
Personagens Aladdin, Alice Kingsley, Anna, Ariel, Bela (Belle), Branca de Neve, Chapeleiro Maluco, Chapeuzinho Vermelho, Cinderela, Elsa, Fa Mulan, Fera, Hans, Peter Pan, Princesa Jasmine, Rapunzel, Tinker Bell, Wendy Darling
Exibições 46
Palavras 338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


uma versão simples da Branca, estou fazendo outra versão.

Capítulo 9 - Branca de Neve: versão simples


Fanfic / Fanfiction Princesas aos 18 - Capítulo 9 - Branca de Neve: versão simples

Eu estava lá em meu sono profundo depois de ter sido enganado e enfeitiçada pela minha própria madrasta, você apareceu e me despertou com o beijo de salvação.

Os pequenos sete anões que alí cuidaram de mim com amor e às vezes bravura, me fizeram se sentir segura mesmo não podendo fazer muito por eles.

  Fomos longe com seu cavalo branco e desfrutamos do doce aroma do "amor verdadeiro", fomos até seu castelo e no dia seguinte já nos casamos.

Com meu perfume de maçã eu limpei sua alma e cuidei dela como um pássaro ferido, ajuntei suas folhas caidas e varri sua impureza para longe.

Meu doce príncipe, porque me deixa-tes? Sua princesa que foi salva pelo beijo puro e com seu sopro de hortelã fui purificada, hoje já estou abandonada com minhas taças de vinho com gosto do sangue perdido chamado: amor.

À bela donzela que foi salva por você, hoje vive amargurada com líquidos quentes que me levam mais para o buraco do esquecimento, à ilusão de ser salva pelo príncipe dos sonhos é tão infantil que acaba sendo apenas conto de fadas, nem mesmo no meu mundo encantado eu posso saber o que é ser feliz.

Tudo que eu pedi ao nascer foi ser feliz, más nem meus coelhos de pelúcias me ouviram e todos os pequenos animais viram meus olhos serem costurados por pequenos botões. Já caí sozinha e fui levantada por pedras e acolhida pela uma boa garrafa de uísque e vodca, o forte vinho me vicia levando para o delirante chá de cogumelo, estou caminhando pelo bosque da chapeuzinho e caindo no buraco do coelho branco.

Uma princesa formosa e amaldiçoada pela eternidade enquanto que espera os operários micóbrios comerem meu coração que já está morto depois que descobri o que é sofrer por amor, o primeiro amor. Dizem que o primeiro amor nós nunca iremos nos esquecer, realmente, à podridão e a carne podre chamado: príncipe, nunca irá sair da minha mente que está sendo corroida pela culpa e arrependimento.


Notas Finais


até o próximo capítulo, estarei fazendo uma história contando mais sobre o príncipe,logo estarei postando aqui.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...