História Princesas na cidade - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Cana Alberona, Charlie, Chelia Blendy, Erza Scarlet, Frosch, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Laxus Dreyar, Lector, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Michelle Lobster, Mirajane Strauss, Pantherlily, Personagens Originais, Tauros
Tags Fairy Tail
Exibições 27
Palavras 3.626
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiii, fic nova
essa fic veio do além
é isso espero que gostem

Capítulo 1 - A cidade e já tem um chato no meu pé !


Fanfic / Fanfiction Princesas na cidade - Capítulo 1 - A cidade e já tem um chato no meu pé !

Cada pessoa tem seu nome, sua aparência, sua história, seu pesadelo, seu sonho, seu dom, seu gosto, todos tem a sua vida e cada uma diferente das outras.

Mas entre todas essa vidas meramente inúteis se destaca Erza Scarlet, Juvia Lockser e sua irmã Levy Lockeser, Lucy Heartifilia, e Lívia Darkness, princesas, deusas, soberanas, imperadoras, todas diferentes ou mais ou menos,

Cada uma possui sua história. Cada uma tem a sua forma de comandar seu reino e modo tratar os que habitam nele, mas nunca gentil demais.

Mas você deve estar cansado de ler isso e gostaria de conhecer essas adoráveis meninas mais afundo se me entendem certo? Ok, vamos começar por Erza Scarlet

{Erza Scarlet}

Seu nome como todos já sabem é Erza Scarlet, Erza é uma jovem mulher com o cabelo longo, vermelho e olhos castanhos. Ela tem seios grandes, Seu traje mais comum consiste de uma blusa branca com uma gravata vermelha por cima, uma saia Vermelha, meias pretas e Sapatilhas pretas.

Sua história não é triste e nem feliz...Erza atualmente ocupa o cargo de imperadora do seu reino Avalon, um lugar onde a briga era permitido, mas ninguém ousava brigar, pois os vencedores deveriam lutar com ela até a morte, como ela chegou a esse cargo?

Erza é a filha do rei Kentaro e da rainha Amaya, mas como sempre o rei queria um filho, um menino e como em todo conto, a criança é deixada de lado, mas nessa a mãe ordenou, ou melhor amaldiçoou a criança a obrigando ser uma imperatriz digna, com o passar do tempo a criança crescia e não queria saber desses assuntos e sempre ignorava, até um dia sua mãe irritada entrou no quarto de sua filha que no momento estava desenhando um cavalheiro de cabelos azuis e uma tatuagem no seu olho esquerdo toda alegre, a mãe enlouquecida com a cena, pegou a folha e rasgou, a filha assustada olhou para a mãe com os olhos marejados quando erza ia dizer algo sua mãe a começa bater até a criança desmaiar, havia cortes profundos no corpo da criança, o que depois da sua mãe voltar ao normal percebeu e em choque escondeu a criança, Já na manhã seguinte erza acorda em um quarto totalmente do seu, era branco e havia várias camas pelo quarto, erza em uma tentativa tentou se levantar, mas por causa dos ferimentos profundos não conseguiu, uma moça de cabelos rosa, atravessou a porta segurando uma tigela e um copo de agua, erza se assusta com a mulher e se espreme na parede

- Não tenha medo minha jovem- disse em um tom doce que fez a garota relaxar e se aproximar da mais velha

- onde estou tia?- disse colocando suas mãozinhas na tigela quente, a moça se sentou ao seu lado na cama ajudando a criança a comer

-Isso está muito bom tia!- disse limpando a boca com o braço

-Obrigada princesa!- a menina olhou-a assustada

-Princesa? – A mulher a olhou espantada

-Sim! Você é a princesa não sabia?

-Não, meu pais nunca me falaram nada bem, eles quase não falavam comigo – disse rapando a tigela

- não sei se tenho esse direito mas, você foi amaldiçoada pela sua própria mãe, seus pais queriam que fosse um menino para governar o reino, não me estranha o fato de não ganhar carinho

- como assim tia?

- é difícil de explicar !

- E se eu me tornar responsável e forte como um garoto? Eles vão gostar de mim?

- eu não sei querida- disse fazendo cafuné em seus macios fios Scarlet

Sua mãe entra no quarto com uma cara séria, seu braços estava cruzados e não utilizava o seu tradicional vestido vermelho

- Joy cure ela imediatamente e vá arrumar suas coisas- disse se aproximando da garota

-Por que mamãe?

- Você falou que se você fosse forte e responsável iriamos gostar de você certo?

-Sim mamãe- abriu um sorriso de orelha a orelha

- então vamos ver se aguenta!  Agora vá para o castelo e arrume suas coisas, estarei esperando as duas no portão do reino – Dito isso saiu da sala, erza olhava para a apelidada “tia” assustada tentando raciocinar essas palavras.

                                            {-~-~-~-~}

As 3 Garotas andavam por uma trilha de terra em silencio, o lugar não era muito distante então chegaram em apenas uma hora de caminhada, quando chegaram ao local de treinamento, puderam ver um belo campo com flores brancas e uma casinha de madeira com dois andares, a mãe puxou as duas até a casa mostrado tudo e sua “tarefas”
                                           {2 dias depois}

Erza acabara de conhecer como seria seu treinamento e estava indo para a “arena” que era no campo de flores brancas, teria que preencher tudo aquilo com o sangue do inimigo ou seja pessoas presas que foram trazidos pela sua mãe, mas antes disso tudo ela teria que lutar contra a sua mãe que não pegava leve em nenhum instante, sua mãe quebrara todos seus ossos e a tia a curava e depois com um arma era obrigada a lutar com os bandidos e mata-los se perdesse era obrigada a dormir na agua do lago sem roupa. Além de apanhar criando vários cortes em seu corpo

 

                                          {12 anos depois}

 Agora Erza tinha 17 anos e estava treinada para ser a imperadora, seu pai acabara de morrer e sua mãe se suicidou de depressão, assim sobrando o cargo para a filha única, erza colocou leis como queria, reformou o reino o deixando mais bonito, deu dinheiro, moradia e comida para os necessitados e liberou a luta, mas o vencedor deveria lutar com ela até a morte, mas por traz dessa garota boazinha, era totalmente sem emoção, não conversava com ninguém, em suas reuniões sempre faltava, os encarregados de cuidar dela foram despedidos por ela, todo dia visitava seus pais que foram enterrados em sua “arena”, um dia qualquer outro reino tentou atacar e no mesmo momento que descobriu isso criou uma estratégia que os levou a vitória e assim o reino ia crescendo a população aumentando e a entupindo de tarefas que a impediam de ser livre novamente 
       

                                              {2 anos depois} 

Os 5 reinos que faziam fronteira com Avalon resolveram criar uma aliança assim criariam um reino onde 6 princesas poderiam governar e dar felicidade para sua população, erza não conhecia nenhuma das princesas então opinou para se conhecerem melhor dando um prazo de 8 anos.

E assim a história de erza Scarlet acaba, não , apenas começa

 

{Juvia Lockser} 

Agora a história contada é das irmãs Lockser, duas azuladas, cujo mães são diferentes ou melhor uma delas é adotada, mas a questão qual delas é? Nenhum de seus pais ousaram contar qual delas era a adotada, elas apenas sabiam

Juvia Lockeser é uma jovem mulher esbelta com cabelo azul, olhos azuis escuros, pele clara e uma figura curvilínea, veste um casaco escuro do vestido na altura do joelho, que é adornada com quatro, simetricamente colocado, e botões de cor clara no peito. A pelagem é decorada com enfeites de peles em torno de seus punhos de manga e pescoço. Juvia veste uma correspondência escura, chapéu de estilo russo, estilizado com um clip borboleta de cor clara, o que, em si, está ligado à pele aparar decorar seu chapéu. Juvia completa seu equipamento através da fixação de um cinto marrom claro em volta da cintura e botas coxa-alta. Seu cabelo possui ondas grossas passando seus ombros.

 Juvia sempre foi amada pelos seus pais e recebeu afeto dos dois, descobriu que ganharia uma irmã aos 5 anos de idade o que a fez se tornar mais feliz e divertida, a esqueci de dizer que Juvia fala na terceira pessoa, voltando para a história depois de sua irmãzinha caçula vir para casa percebeu que a mesma era parecida com ela, assim uma grande amizade entres as duas se formou parecendo irmãs de verdade.

Mas sua vida não era um conto de fadas, então coisas ruins provavelmente aconteceria com ela. Em um dia qualquer enquanto Juvia ensinava sua irmãzinha a usar sua magia, seu pai e sua mãe saíram para uma reunião em outro continente e para isso precisavam cruzar o mar de Barents, mas como eu havia tido algo de ruim aconteceria com ela e sim ela perdeu os pais para tubarões

Após descobrir a notícias Juvia se isolou de todos, pois não sabia como reagir sem o carinho de seus amados pais, deixou sua irmã de lado, por onde passava chovia e com isso seus súditos começaram a odiá-la, pois em nenhum dia em 5 anos não viam o sol, a população começara a sair do reino decaindo muitas coisas, mas sua irmã não desistiu e a ajudou.

                                            

                                                     {12 anos}

 

Depois de muito treinamento e conseguir controlar sua dupla personalidade que foi criada durante seu treinamento para controlar sua magia de agua, voltaram para o reino e descobriram que os reinos que fazem fronteiras com seu reino queiram fazer um aliança, agora com 17 anos poderia tomar as decisões e concordou com a imperadora de Avalon, passar 8 anos juntas para se conhecerem melhor.

 

{Levy Lockeser} 

Agora a história contada é das irmãs Lockser, duas azuladas, cujo mães são diferentes ou melhor uma delas é adotada, mas a questão qual delas é? Nenhum de seus pais ousaram contar qual delas era a adotada, elas apenas sabiam

Levy é uma adolescente jovem, de estatura um pouco abaixo da média para sua idade. Possui Cabelo azul de comprimento até o ombro que normalmente é amarrado com uma bandana colorida em torno de sua cabeça. Embora inicialmente retratada como o tendo cabelo bastante direto, o cabelo ganhou lentamente um ondulado, olhar selvagem, com mais bloqueios pendem para os lados de seu rosto. Levy tem uma variedade de roupas, mas seu tipo favorito de vestuário parece ser vestidos e tops

Sua personalidade é um pouco diferente da irmã é uma garota muito doce e alegre, muito divertida, demonstra não guardar mágoas ou rancor. Muito amiga de todos, não parece odiar ninguém, além de ser uma leitora, ama ler, mas se diz "uma porcaria para escrever livros

{Lucy Heartifilia}

Lucy tem olhos castanhos e cabelos loiros grandes, que geralmente estão ligados por fitas em uma variedade de cores e ela mantém tudo em um rabo de cavalo na lateral. Ela é rechonchuda, e tem um corpo curvilíneo. Além disso, Lucy não consistentemente usa a mesma roupa. Ela sempre usa botas de couro e salto alto.

Lucy tem orgulho excepcional em sua aparência e é muito confiante em seu apelo sexual, muitas vezes exalando uma certa quantidade de vaidade. Apesar desta atitude superficial, ela é um tipo de pessoa atenciosa e inteligente. Lucy é apaixonada por literatura e está no processo de escrever seu próprio romance sobre suas aventuras, embora ela não gosta de contar a ninguém sobre isso. Além de seu interesse em escrever e ler, ela também gosta de fazer compras. Ela é um membro da família Heartifilia.

Sua história é de uma garota comum :/

 

{Mirajane}
é um demônio, só isso mesmo :/

 

{Lívia Darkness} (autora)

Eu sou meio antissocial e as vezes fria, mas no fundo se me conhecer bem pode ser meu amigo (o que e difícil) verá que tenho um senso de humor macabro, as pessoas que não me conhecem me acham estranha pois não falo muito e vivo jogando facas de gelo na parede, normalmente sou calma mas se me irritar eu te mato ou te deixo seriamente ferido

Eu nem sempre fui uma pessoa fria como sou hoje, eu já fui uma menina alegre que sempre via o lado bom das coisas, eu era muito feliz e vivia ao lado da minha família, mas um dia o lugar que ela morava foi atacado por um demônio, e ele destruiu tudo, todos haviam morrido menos eu

Fiquei com muita raiva e decidi que seria forte o suficiente para acabar com todos os demônios que pudesse, a antiga Lívia que era alegre e gentil morreu junto com a sua família, tudo que havia dentro de mim é a mais pura escuridão.

Trenei muito e fui aumentando o meu poder se tornando extremamente forte, eu nunca mais me aproximei de alguém de novo, eu não queria começar a se importar com uma pessoa para perde lá como aconteceu com a minha família.

Minha Personalidade varia diante da pessoa, muitas vezes sou rude. Poucas vezes tenho momentos KAWAII pouquíssimas mesmo, sempre ando com um caderno e lápis. Odeio pessoas metidas, mesquinhas, e mandona, mas odeio quando mandam em mim. Faço tudo no meu tempo, não me irrito facilmente, e possuo um vocabulário digno, mas muitas vezes é esquecido e substituído por palavras de baixo calão.

Eu sou a Imperadora do meu reino, mas quem cuida dele é o meu tio porque como eu disse não quero me preocupar e nem me apegar aos habitantes do reino

Agora tenho 17 anos e uma proposta dos reinos vizinhos chegou, concordei com todas passar 8 anos juntas para se conhecer e ver se podemos criar um império junto para todos serem felizes e blá, blá, blá

(Autora)

Com o acordo de 8 anos, as princesas deveriam ir para outro “mundo”, com isso começaram a construção do portão eclipse, com a magia e os especialistas dos reinos a construção demorou um dia

{dia seguinte}

Pela primeira vez as princesas, se viram e nenhuma foi com a cara de ninguém, todas receberam um papelzinho cada um com um número e nome, os responsáveis balançaram a cabeça e abram o portão, nenhuma palavra foi dita e assim entraram no portão em fila única

{História narrada pela Lívia (Autora)}

Após entrarmos no portão fomos tele transportadas para uma aldeia estranha, havia casas grandes que alcançavam o céu, haviam carroças andando sem cavalos por uma estrada de terra preta, as pessoas passavam se esbarrando em todos e não pediam desculpa e sem perceber estavam em um lugar escuro cheio de lixo, peguei meu papel e estranhei o que estava escrito ali, tentando ignorar as meninas

- Sou Erza, prazer! – falou estendendo a mão para a loirinha
 

-Prazer Erza sou lucy- falou apertando a mesma e estendendo para a azulada maior

- Oh, prazer lucy sou Juvia- falou apertando sua mão e dando um sorriso falso

-Sou Levy, irmã de Juvia – disse estendendo sua mão para a albina

- Prazer sou Mirajane – disse apertando a mão da azulada menor e olhando para mim, assim como as outras

- Sou Lívia- olhei para elas com desinteresse e falando meu nome sem nem ao menos articular a boca, voltei minha atenção para a folha

- Nova York, Brooklyn, apartamento 5 – disse mostrando o bilhete, as garotas pegaram seus papeis

-Nova York, Brooklyn, apartamento 8- disse erza

 

- Nova York, Brooklyn, apartamento 3 – disse Juvia
 

- O mesmo que a mana- disse a azulada menor

 

- estou a erza – disse Mirajane

 

- Nova York, Brooklyn, apartamento 9 – disse Lucy

- Por que vocês duas ficaram separadas? – perguntou Juvia

- não sei – respondi seca

- Bem, isso não importa agora!

- O que importa agora?

- Descobrir onde fica nossa casa e onde fica essa tal de FAIRY TAIL

Erza foi na frente por se achar a líder e pelo que eu entendi é uma cidade e não uma vila, são carros e não carroças, são ruas e não estradas de terra e são prédios, andamos por toda aquela multidão, sendo empurrada para todos os lados, todos apressados com suas vidas

Depois de Muito andar, muito mesmo, meus pés estavam doendo muito, achamos um prédio, eu acho, era grande e decorado havia três andares e um portão de ouro bem grande escrito FAIRY TAIL

- Achamos – disse erza arrastando todas nós para a construção
-Temos pernas garota! - disse a albina se soltando
- Mas não utilizam! – disse abrindo o grande portão – entrem
Entramos e começamos a andar pelo enorme caminho até a porta de vidro, entramos na “residência” e podemos ver garotas atrás de balcões mexendo em algo quadrado, nos aproximamos delas e fingimos uma tosse falsa para chamar a atenção delas

- Oh! Me desculpe, o que desejam
- Somos as alunas novas eu acho
- Como assim acham?
- Bem...- interrompi ela com a primeira palavra que veio na minha cabeça – Somos da parte rural (NEM SABIA QUE TINHA ISSO NESSA CIDADE) da cidade, somos amigas, então não conhecemos bem a cidade e como ela funciona, ganhamos bolsas através de testes e disseram que estávamos registradas nessa escola.
- Ok, poderiam me dizer seus nomes?
-Erza, Mirajane, Juvia, Levy, Lucy e Lívia
- Certo, por favor me sigam, vou entregar seus uniformes e mostrar onde ficam a sua sala
-Como assim?
- Voces chegaram exatamente minutos antes da aula, por sorte!
- Acho que isso não é sorte
- moça não conhecemos a cidade!
-peça para seus novos colegas eu aposto que eles ajudaram vocês
-Espero

Continuamos a seguir a moça até o final do corredor, onde ficava uma porta ela pegou uma chave do bolso e abriu a mesma, entrou e ligou a luz entramos em fila única, a mulher pediu um minuto com as mãos e assentimos com a cabeça, minutos depois ela traz 6 sacolinhas com roupas dentro e entrega pra cada uma, pede para colocarmos e sai da sala , eu e as meninas nos entre olhamos e tiramos a roupa colocando esse uniforme, arrumamos o cabelo e saímos, fomos até onde a mulher se encontrava e pedimos a informação da nossa sala, seguimos a mesma de novo até chegar em um corredor cheio de portas e plaquinhas em cima, paramos em frente a uma 2-J

- é aqui garotas – disse sorrido e indo embora

-Ok, então – falei virando para as garotas

Erza abriu a porta e encontramos mais pessoas, em uma bagunça fora do normal para nos princesas, assim que nos viram pararam imediatamente o que estavam a fazer e se sentaram, um homem barbudo apareceu atrás de nós e pediu para irmos ali na frente se apresentar
engolimos a seco e andamos até a parte que ele apontou, viramos para a sala que olhava atentamente para nos, erza começou

- Oi, sou erza Scarlet tenho 17, não sou acostumada com a cidade então tenham paciência comigo, espero ser amigas de todas

- Olá sou Mirajane Strauss tenho 17 também, assim como erza não vim da cidade então não conheço nada, também espero ser amiga de todos

- Sou Juvia Lockser a mesma coisa que elas

- Sou Levy, irmã da Juvia e tenho 16
  
-Lucy 17, prazer

- Lívia Darkness, 17

A sala toda bateu palmas e depois o silencio de antes voltou, o professor se levantou

- prazer meninas eu sou Gilbert (eu sei que ta errado) professor de matemática , Erza você pode se sentar na frente da Michele , Mirajane atrás do Gray , Juvia do lado da Minerva , Levy aqui na minha frente, lucy atrás do Loke e Lívia na ali no fundão

Concordamos com a cabeça e sentamos nos lugares indicados pelo professor, olhei para o lado e vi que havia uma única mesa vazia e era aquela, fiquei pensando quem seria a pessoa que faltou, mas só saber mesmo

Estava pensando na minha mania de jogar facas de gelo na parede, mas não conseguia utilizar minha magia o que estava me deixando louca, peguei meu lápis que surgiu do nada e comecei a desenhar na última folha do caderno

- Senhorita Lívia, poderia prestar atenção e para de desenhar
-Desculpe professor!
- Tudo bem, mas não se repita pode fazer isso a vontade quando terminar as tarefas ok
- Entendido

Prestei atenção a aula toda, até bater o sinal indicando a troca de professores
o professor estava demorando e como estavam todos de pé e me deu vontade de ir ao banheiro, sai da minha carteira indo até a porta, sou surpreendida por um idiota que me derruba de bunda no chão fazendo a turma rir de mim.

- Olha por onde anda, testuda
- Olha você bixinha
- Do que me chamou? – me olhou sério
- É surdo? Me dá licença – me levantei e empurrei ele para o lado e sai, o único problema era, onde fica o banheiro?? Senti uma mão pesada em meus ombros e me virei bruscamente para a pessoa
- você não é daqui né? – era a pantera cor de rosa
- Não, algum problema
- sim, todo o problema, você não sabe quem eu sou
- não sei e nem quero saber
-Olha aqui garota, você não vai ser diferente das outras, vai se ajoelhar pra mim
- Em sonhos talvez – tirei sua mão do meu ombro e sai andando sem rumo até achar a portão escrito “Banheiro” , entrei nele, fiz o que tinha que fazer e voltei para a sala, o professor ainda não havia chegado então me juntei com as garotas

Dai percebi que a mesa vazia era a mesa do bixinha, é pra acabar mesmo
Ele se acha e eu odeio pessoas assim, o mesmo que ocupava meu pensamentos veio até mim e cochichou no meu ouvido
- já está pensando em mim?
-não!
- o que é então, por estar tão distante da terra
- Comida! Estou com fome
- Me come
- Vou morre intoxicada, não se come cobras
-Menina não me provoca
- Você que está me provocando
 

{Recreio}

O resto da aula passou assim, agora estou aqui com as meninas almoçando em paz, ou não, aquele garoto não para de me seguir jesus

-Ei vocês não são daqui né? – tatuado
-Não – eu respondi seca
-Podemos apresentar a cidade para vocês! – peladinho  
- pode ser – Mirajane
-tanto faz pra gente – Juvia
-ok, esperem a gente no portão da escola - bixinha
 


Notas Finais


Comentem para eu saber se devo contiuar , não se esqueça das criticas, pois tentarei melhorar o maximo possivel
Obrigada por ler!
Bjs da Loli_Dragneel


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...