História Princípe de Rua - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Rap Monster
Tags Armys, Bangtan, Bts, Kpop, Minjoon, Namjin, Yaoi
Exibições 28
Palavras 1.230
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


sinto que esse cap ficou ruim, mas vou tentar melhorar depois, kissus.

Capítulo 1 - Proposta


Fanfic / Fanfiction Princípe de Rua - Capítulo 1 - Proposta

Namjoon:

Acordo apressado com batidas frenéticas e a voz grossa e rude de Min Yoongi, meu empresário, mandando que eu abrisse. Joguei água em meu rosto rápido ficando tonto por um único segundo por toda a bebida que eu havia ingerido no dia anterior, abro a porta arrastando as roupas íntimas de prostitutas para o lado, assim Yoongi poderia passar sem tropeçar naquela bagunça.

-Já é de noite, está na hora. -Ele falou pondo as mãos no bolso e olhando em volta como se procurasse algo, ou alguém-.

- Certo. -Falo descontraidamente pegando um casaco qualquer e saindo com roupa que já estava, uma blusa suja com uma calça escura, bato a porta de casa escutando a parede podre ranger, aquele lugar era um nojo, lotado de ratos.

Chegamos ao local, respiro fundo dando um sorriso sádico para meus adversários. Meu nome é Kim Namjoon, loiro alto que luta para ganhar dinheiro, um galo de briga bêbado sem mais delongas.

Yoongi dá tapinhas em minhas costas e morde meus lábios deixando um beijo pervertido, meu empresário era um canalha que roubava todo o dinheiro de seus lutadores, provocador também diria.

Entro no pequeno ring improvisado levantando os braços escutando os gritos alheios me rodearem, em seguida um homem baixinho e trêmulo entra pedindo para que eu pegasse leve. Rio alto olhando em volta com uma expressão dê "é sério isso?" Eu fazia tudo menos pegar leve.

 

Kim SeokJin:

Levanto-me preguiçosamente de minha grande cadeira de couro, estico os dedos aliviados por não ter mais que trabalhar, olho o relógio dando um pequeno sorriso de lado, hoje era quinta, um dos únicos dias da semana que usava para sair e ver meus galos de briga, entro em meu chofer passando a mão em meus cabelo e me olhando no espelho para me certificar que estava perfeito como sempre, antes teria que passar em um lugar.

Esse lugar que digo é um grande porão com pessoas fedidas apostando em meras pessoas que perdem seu tempo brigando por uma quantia miserável de dinheiro, Namjoon era uma dessas pessoas, e era a pessoa que eu queria, aquele homem me interessava de fato, não sabia exatamente como, mas de fato o teria.

Termino de assistir a luta medíocre que Namjoon havia feito, não tinha a menor dúvida de que ninguém havia apostado em seu adversário, Namjoon era uma força da natureza incapaz de ser controlada, ao não ser por mim.

Meu assistente me acompanha de forma simpática até o lutador.

- Senhor Kim, que honra você apostar no meu Namjoon. –Falou Min Yoongi.-

- “Meu”... - Repito contendo uma risada e cubro a boca para não cair em gargalhadas com a expressão confusa de Min Yoongi, empresário de Namjoon.

 –Kim namjoon... –silibei seu nome andando em volta de mesmo analisando detalhadamente o mesmo, suado e com blusa suja de molho, toda aquela falta de elegância me fazia sentir ânsia de vomito.

-Tenho uma proposta. – Falo me pondo a frente de Namjoon, ele me olha surpreso perguntando qual será essa proposta.- Minha proposta é... Você trabalha para mim como um lutador profissional.

-filho da puta. –Falou o empresário avançando em mim com fúria, meus guardas levam ele para fora do local jogando o mesmo em qualquer lugar deixando eu e Namjoon sós. Ele parecia intimidado, desconfiado afinal “quando a esmola é de mais o santo desconfia.”

- E o que tenho que dá em troca? –Sorrio respirando fundo e erguendo meu nariz de forma satisfeita.

-Terá que aprender a se comportar como alguém de classe, nada de mais. –Sorrio sínico virando para trás e andando de forma galante, pois sabia que o loiro suado me seguiria, e assim fez. O levo até um grande bar só para pessoas mafiosas, Namjoon olhava tudo impressionado, chocado também, por esta sentando em uma mesa lotada de bebidas e alta classe enquanto haviam lutadores pelados sendo vendidos.

- Namjoon, está vendo esses lutadores? –Quebro o silêncio, apoiando meu queixo sobre minha mão exibindo meu relógio caro.- Você não é diferente deles.

- Discordo –Ele falou se ajeitando no acento de forma desleixada e tomando um gole bem demorado de sua bebida.- Eles são bem pagos.

- Ora, não aceitou minha proposta?

- Parece-me falso. –Ele me olha de forma intimidadora, olho para ele retribuindo um olhar desgostoso.

- Sabe o que eu acho? –Ele fala e eu nego- Acho que você vai me usar para um trabalho qualquer e depois me usar para ficar como culpado.

- A escolha é sua - estico a mão- se aceitar me chame apenas de Jin. –Ele aperta minha mão.-

- feito senhor Jin.

.

.

.

Chego a minha mansão mostrando o quarto para Namjoon

- Ainda não tenho confiança em você meu lutador. Terá que ficar nesse quarto de vidro, se importa?

-Privacidade nunca foi algo que eu tive de qualquer forma.

Ele entra no quarto com um sorriso olhando tudo, joga sua mochila velha no canto o quarto, uma empregada passa por mim pegando sua mochila.

-Ei! Que raios você esta fazendo! –Ele grita para a empregada, fez a coitada levar um susto deixando a mochila cair de suas mãos.

-Ela só irá jogar no lixo. Tem varias roupas em seu armário. –Ele se aproxima de mim com uma pose viril e deixa nossos rostos colados, era evidente a “raiva” em seu rosto.

- Gosto de minhas roupas Jin. –Ele fala isso se abaixando e pegando sua mochila, logo fecha a porta na minha cara.

-Nossa... –A empregada fala olhando para mim. -

- Isso não vai ser fácil. -Balanço a cabeça subindo as escadas, tiro meu casaco jogando na cama  e paro em frente a janela vendo de longe Namjoon sair do banho, completamente nú, ele nem mesmo se importava em por uma tolha, dou um tapa em meu próprios rosto fechando as cortinas de forma desesperada. Corro para o banho tomando o banho mais frio possível.

Termino meu banho de me vestir, antes de abrir a maçaneta para ir jantar fico parado lá, estava com vergonha de descer dar de cara com Namjoon, aqueles braços, aquelas coxas e costas bem definidas, pisquei forte tentando esquecer, e mais ainda o de quanto era grandinho...

- SENHOR KIM! –Gritou minha empregada e eu corro perguntando o que havia acontecido, Namjoon havia quebrado a TV-

- E-eu não sei como fiz isso Jin!

O olho incrédulo como o maior havia feito aquela proeza? Ponho a mão em minha testa apenas mandando a empregada mandar para o concerto.

Esta com fome? –olho indiferente.-

Sem duvidas –Ele me acompanha até a cozinha, se senta na mesa de vidro esperando que eu terminasse de fazer a sopa. Quase deixo cair os pratos, estava muito quente, queimo meus dedos suspirando em reprovação.

-Esta tudo bem? –me assusto vendo que ele estava com as mãos em minha cintura.-

- Estou ótimo. -Tento afastar suas mãos, mas ele me vira de forma firme e dominadora pra frente.-  O que esta fazendo? –Pergunto gaguejando com o rosto corado.

-Continuo achando que essa proposta e boa de mais, só queria mostrar o quanto estou agradecido, entende Jin – Sussurra no meu ouvido me causando automaticamente um arrepio, sinto seus lábios envolverem meu pescoço em um beijo carinhoso, logo ele se afasta e pega um dos pratos indo para seu quarto.

-Nossa... –Falo olhando para a parede, pego a sopa e como.


Notas Finais


repito, juro que próximo capitulo não vai ficar tao ruim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...