História Príncipe Styles - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles
Tags Amor, Harry Styles, Irmãos, One Direction, Palacio, Princesa, Principe, Rainha, Rei, Reino, Traição
Exibições 120
Palavras 734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - Believe


Um mês se passou. A cada hora que passava, eu pensava estar mais perto da minha liberdade. Eu vou embora daqui, pensei. Vou embora e nunca mais vou voltar, o que poderia dar errado?

Muitas coisas. Mas eu tentava ao máximo deixar esse meu lado pessimista de lado,  e me entregar por completo à sensação de frio na barriga que tanto me invadia quando eu via o príncipe vindo até mim.

Os preparativos do casamento estão à todo vapor. Já experimentei o vestido 5 vezes e falta ainda mais 3 para finalmente dar os retoques finais. Ele é enorme, lindo, rodado, detalhado com diamantes e pedras preciosas.

Pena que não vou chegar a usá-lo, pensei. Pena que ele será lembrado para sempre como o vestido de casamento feito para uma princesa que sequer apareceu no altar.

Em compensação, vou estar no Brasil com Harry. Ele veio aqui ontem e me disse que tudo está indo nos conformes. Já comprou um condomínio no Leblon, Rio de Janeiro, as passagens, e só está esperando a dada, ansioso assim como eu.

As semanas foram se passando e eu ficava cada vez mais nervosa. Agora faltava 3 dias para o casamento. Apenas 3 dias. E meu pai não havia desconfiado de nada.

O plano era simples. Harry viria me dar aulas, como sempre fazia, mas diria ao meu pai que Des o havia pedido para que me levasse ao Teatro, ver uma peça. Pensamos nisso, pois as peças da cidade demoravam mais de 3 horas, e seria o tempo perfeito para sairmos do aeroporto. Eles só dariam nossa falta no dia seguinte, e aí, já estaríamos pousando no Brasil.

Discretamente, fui arrumando uma mala com poucas roupas, as mais simples. Não poderia usar os vestidos que uso diariamente no dia-a-dia se fosse viver como uma pessoa comum. Harry faria a mesma coisa, ele me assegurou que compraríamos roupas comuns lá e teríamos uma vida normal, apenas fez um apelo para que eu não me esquecesse do meu cartão de crédito e meu celular.

Fechei a porta do guarda-roupa rapidamente quando ouvi uma batida na porta.

Ela se abriu. Harry entrou sorrindo.

  - O que faz aqui? - perguntei enquanto ele se aproximava.

  - Vim te ver - colocou as mãos em minha cintura e beijou meu pescoço.

  - Está doido, Harry? - eu ri - Alguém pode entrar.

  - Marry disse que seu pai está fora e ela acabou de sair para ir fazer compras.

  - Ah, Deus... - eu suspirei. Harry mordeu minha orelha e me fez arrepiar.

  - Vai ter troco, senhor Styles.

  - Ah, vai?  - sussurrou - Quando?

Ele estava com um sorriso malicioso no rosto. Agradeci aos céus por não ser inocente.

  - Não hoje! - falei rindo quando ele apertou as mãos em minha cintura. - Espere até... - não continuei, mas ele sabia do que eu estava falando.

  - Então, será parecido com uma noite de núpcias? - seus olhos brilharam.

  - Não sei - me virei de costas a fim de abrir o guarda-roupa novamente, mas ele beijou meu ombro.

O que eu ia fazer mesmo?

  - Harry, pare.

  - Por quê?

  - Está me atrapalhando.

  - E o que a senhorita estava fazendo que eu não posso ver? - ele se afastou o suficiente para que eu abrisse a porta.

  - Isto. - mostrei a ele minha mala que estava quase pronta, escondida atrás dos muitos vestidos.

  - Falta menos de 72 horas. - ele disse - Como está seu coração?

  - Inquieto - falei - E o seu?

  - Ansioso - ele chegou mais perto - Está inquieto desde quando te vi pela primeira vez. Nunca mais voltou às suas batidas normais.

Eu sorri.

  - Acha que vale a pena? - perguntei baixo - Largar tudo e ir?

  - Vale - ele afirmou - Sempre vale. Leah, olhe para mim - ele pegou meu queixo devagar e me virou para ele - Vai dar tudo certo, não vão nos achar. E sim, vale a pena porque vou esta com você. Acho que você pensa que é cedo, mas eu não consigo me imaginar vivo se você não estiver ao meu lado. Entenda, eu te amo.

Seus olhos me passavam segurança. Eu acreditava nele. Acreditava mais do que qualquer coisa.

  - Eu te amo, Harry.

E aquele foi o primeiro eu te amo que eu disse na minha vida.


Notas Finais


awnt

foi fofo mas tá parado
não gostei
Oq acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...