História Prison love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Drama, Hot, Norminah, Romance, Sexo
Visualizações 125
Palavras 1.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, FemmeSlash, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Presente


Fanfic / Fanfiction Prison love - Capítulo 5 - Presente

Nesse exato momento eu estava no chão deitada cara a cara com Jauregui. Quando a sirene tocava a regra era todas as presas irem para o chão. 

- Quanto tempo temos que ficar assim? - Sussurrei.

- Cala a boca. - Sussurrou de volta.

Bufei e virei meu rosto para o chão. Ouvimos passos se aproximar e eu voltei a levantar meu rosto dando de cara com uma bota preta. Uma luz forte deu na minha cara e eu logo percebi que era uma lanterna.

- Tudo okay. - Falou o guarda saindo.

- Porra. - Sussurrei irritada.

- Cala a boca. - Repetiu Jauregui sussurrando.

Finalmente a sirene parou e todas nós levantamos. 

- Porra você não consegue ficar calada? Quer arrumar problemas com os guardas? - Falou irritada e se jogou em sua cama.

Bufei e me joguei na minha cama também. A noite foi passando e eu não conseguia dormir, a cada trinta minutos um guarda passava nos beliches e isso me incomodava muito.

- Você tem que se mexer tanto? - Perguntou Jauregui.

- Quer mandar na minha cama também? - Perguntei irritada.

- Quer ficar com um olho roxo?

- Quer saber? foda-se, vocês querem me bater? Vão em frente, eu sei que vou apanhar feio, mas não sou obrigada a ser a palhaça de vocês. Vocês pensam que eu sou um idiota, vocês tem razão nisso, mas eu não vou ficar calada enquanto...

- Porra você fala de mais, cala a boca. - Falou sentando.

- Para de mandar eu me calar, você não é minha mãe e nada minha.

- Então para de falar. 

- Você não manda em mim.

- Você está me desafiando? - Perguntou irritada.

Jauregui levantou e eu gelei. Não queria apanhar, eu não estava falando sério sobre apanhar feio.

- Eu vou me calar. - Falei com medo.

Jauregui sorriu de lado e eu virei para a parede. Eu sei que sou uma idiota, mas Jauregui era assustadora.

O sol nasceu e eu já estava de pé tomando um banho, era a melhor hora de ir ao banheiro.

- Bom dia Mila. - Falou Ally entrando na cortina ao lado.

Ally sempre usava o banheiro nesse horário, ela quem me falou que era a melhor hora.

- Bom dia Ally. - Falei desligando o chuveiro.

- Sua cara está horrível. - Falou preocupada.

- Eu não consegui dormir depois da sirene e quase apanhei da Jauregui.

- O que você fez? - Perguntou.

- Eu não fiz nada, ela que é uma vaca. - Falei dando de ombros.

- Você não vai querer apanhar dela, Lindsay não voltou mais. - Falou e entrou no chuveiro para tirar o sabão de seu corpo.

Comecei a passar o pente no meu cabelo e fiz uma trança deixando ele jogado para o lado, me vesti e passei apenas um delineador.

- Bom dia Cabello. - Falou Ora entrando no banheiro.

- Bom dia. - Falei e sai de lá.

Deixei minhas coisas no meu beliche e olhei para a cama de Jauregui a vendo dormir. Algo naquela imagem me fez sorrir, ela não parecia tão má enquanto estava dormindo. Balancei a cabeça afastando Jauregui do meu pensamento e fui para o refeitório esperar o café começar a ser servido. Ao entrar no local não vi ninguém e me sentei na mesa das latinas.

- Nova por aqui? - Perguntou uma voz.

Olhei para trás e vi um guarda.

- Sim, algumas semanas. - Falei nervosa, o que eu fiz?

- Daqui um tempo você não vai querer sair da cama. - Falou sorrindo.

Ele não parecia ser mal igual aos outros. Mas eu nunca sei o que esperar desse lugar.

- Você passou a noite em claro, eu vi. - Falou levantando um lado da sobrancelha.

- Não gosto de dormir sabendo que tem gente me olhando é estranho.

- Sinto muito por te incomodar, mas é meu trabalho.

Eu sorri para ele e dei de ombros.

- Sou a detenta Cabello. - Falei.

- Sou o guarda Mendes e tenho que voltar para o meu posto. - Falou sorrindo e saindo.

Ally entrou um pouco depois que Mendes saiu.

- Lovato é uma vaca. - Falou.

- O que ela fez? 

- Tenho certeza que ela está dando para o Louis.

- Quem?

- Louis, meu crush. Ele é o guarda novo. - Falou fazendo bico.

- Um guarda? E isso pode?

- Poder não pode, mas quem liga? - Falou dando de ombros.

O refeitório logo começou a ficar lotado e Jauregui foi a última a entrar, mas dessa vez ela não sentou na mesa das latinas, Jauregui pegou sua bandeja e caminhou até a mesa das brancas. Como sempre Ally pegou os ovos da minha bandeja, nada mudava naquele lugar, era como se a gente repetisse o mesmo dia todos os dias. Sai do refeitório assim que acabei meu café e fui rumo a lavanderia.

- Bom dia. - Falei para Kordei.

- Bom dia Cabello. - Falou sorrindo.

Kordei era aquele tipo de pessoa que vivia feliz, mesmo nesse buraco. Eu nunca vi  Kordei triste ou irritada com algo.

- Bom dia meninas. - Falou Jane entrando toda sorridente.

- Bom dia Jane. - Falei.

- Você não usou seu passe da lavanderia ontem? O que faz aqui? - Perguntou Kordei enquanto tirava as roupas sujas dos sacos.

- Eu fui removida da cozinha. Briguei com a Liberato e a senhora Moore acha que somos um problema juntas. - Falou fingindo desanimo. 

- Qual parte você vai ficar? - Perguntei.

- Secadoras. 

- Vou pegar mais sabão no estoque, cuide do lugar Cabello. - Falou Kordei saindo.

Assim que Kordei saiu eu virei para Jane.

- Brigou por qual motivo? - Perguntei desconfiada.

- Eu sabia que viria parar aqui se arrumasse confusão por lá, então eu joguei farinha na Liberato. - Falou orgulhosa de seu plano ter dado certo.

- Você poderia ter ido para a solitária. - Falei.

- Pela minha morena gostosa eu faço tudo. - Falou rindo.

Eu ri e neguei com a cabeça. Essa não tinha jeito.

- Por que você não chega logo nela? 

- Eu nem sei se ela gosta de garotas. Eu tenho que ir com calma. - Falou como se estivesse em uma investigação do FBI. 

- Eles mudaram o sabão de novo. Daqui um tempo vamos lavar às roupas apenas com água. - Falou Kordei entrando.

- Kordei você é lésbica? - Perguntei e vi Jane arregalar os olhos.

- Pergunta para as minhas namoradas do passado. - Falou rindo e indo para as máquinas.

Olhei para Jane e sorri.

- Vai que é tua garota. - Sussurrei passando por ela.

Finalmente meu dia de trabalho acabou e eu voltei para o meu buraco. Assim que me deitei ouvi meu nome e olhei para cima vendo o guarda Mendes.

- Oi. - Falei sorrindo.

Ele olhou para os lados e tirou um pacote do seu bolso me entregando rapidamente.

- O que é isso? - Perguntei sussurrando.

- Um presente, desculpe por atrapalhar seu sono. - Falou e saiu.

Eu olhei para o pacotinho de jujubas e sorri, eu amo jujubas.


Notas Finais


Oiiii docinhos... Prometo não demorar para voltar. Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...