História Prison of tears - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~PandaDusKpop

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys (bts), Morte, Romance
Exibições 12
Palavras 1.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Não sei o que dizer...entooon...
Desculpe os erros e Boa Leitura ^^
~Pan ♡

Capítulo 4 - Four


Fanfic / Fanfiction Prison of tears - Capítulo 4 - Four

~Pan On~

Pan: -Puta merda.- Digo paralizada em frente aquela cena, Suga estava caido no chão todo ensanguentado, Jimin correu até ele e ficou desesperado.

???: -Tomem.- Uma portinha se abriu e de la saiu um kit de primeiro socorros.- Ainda não vou mata-los, se virem com isso.

JM: -O que você quer da gente seu...perai que história é essa de matar??

???: -Vocês não precisam saber de mais nada e eu acho melhor vocês cuidarem do seu amiguinho ae.

Pan: -Ta...- Falei pegando o kit e correndo até Suga.- Alguém sabe como usa isso?

JH: -Eu posso tentar, quando eu estudava..-Ele foi interrompido.

Vul: -Ta caralho, ninguém quer saber de quando você estudava.-Ela falava sem paciencia.

JH: -Nossa ... - J-Hope murmurou baixo.

Algum tempo se passou e Suga já tinha o seu ferimento tapado e agora estava dormindo, aquela voz tinha falado que tinha um quarto para a gente ficar, o "quarto" estava mais para uma sala meio grande sem janelas, sem moveis, tinha somente um banheiro e uma porta grande de metal.Após todos terem entrado naquele quarto a porta se fechou e nos trancou lá dentro.

???: -Como eu sou uma pessoa bem legal eu deixei um banheiro para vocês, dentro dele tem uma pilha de roupas, troquem esses uniformes horriveis de prisão.

Jin: -A gente vai ter comida?

???: -Se vocês se comportarem bem, terão caso contrario passarão fome e morrerão. E lembrem-se eu observo tudo o que fazem.

Naquele momento subiu um arrepio na espinha, todos haviam trocado de roupa exeto eu, por que? PORQUE O CARA FALOU QUE TA OLHANDO TUDO, aposto que é um tarado... e eu simplesmente não me sinto bem perto desse tipo de gente... isso me lembra minha infância...uma fase nem um pouco agradável.

Vul: -Pan por que não trocou de roupa?

Pan: -Eu to bem com esse uniforme.- Menti, aquele troço era extremamente desconfortavel.

Vul: - Hmm sei,por que você realmente não quer?

Pan: -Não me sinto bem.

???: -Ora, querida Pan, você e bem mal agradecida não é?- Aquela voz que me dava arrepio falava.- Sorte que eu tenho a solução para pessoas mal criadas.

Aquele gás maldito entrou na sala de novo, e eu apaguei.Quando acordei estava sozinha em uma sala vazia que tinha algumas goteiras, aquele som lento de gotas caindo só me deixava mais agoniada.

???: -Bem vinda Pan, essa é minha sala favorita nesse lugar, ah e diga oi a seus amigos.- Olhei em volta e vi uma camêra e uma pequena tela, na qual mostrava todos olhando para mim, possivelmente estavam vendo tudo o que ocorria.- Bom antes de começar quero falar que é isso que acontece quando você não aceita minha gentileza.

De repente notei que estava presa por correntes, me debati, mas foi em vão, também percebi que era a mesma sala que Suga foi encontrado com aqueles cortes.

Senti em choque em minha costas e gritei de dor, aquele troço continuou e eu só gritava, olhei rapidamentente para a tela e vi todos horrizados com a cena, fechei os olhos e apaguei.

~Lembrança On~

Pan: -Por favor para.- Chorava e gritava, mas ele continuava a me penetrar.

Tio: -SÓ IREI PARAR QUANDO EU ESTIVER SATISFEITO.- Ele me bateu mais forte e eu gritei.-Lembre-se você ira matar seu pai e sua mãe, se não as consequencias serão bem maiores de isso.

~Lembrança Off~

Acordei deitada no chão, tentei me levantar mas minha coluna estava doendo muito e eu não conseguia me mexer direito, estava com fome e sede, por sorte tinha um copo de água e um pão ali perto, me arrastei até la e comi os mesmos. Lembrei da memória que passou na minha cabeça , me encolhi e começei a chorar, ouvi passos e logo parei.

???: -Agora podem entrar.

Vul: -PAAAN!!!! - Vul correu e me abraçou mas eu a empurrei por causa do ferrimento.- AAAAHHH, desculpaaa.- Apenas permaneci calada.

???: -Voltem para o quarto,por causa da pequena gracinha da Pan vocês todos estão sem comida hoje.

Todos voltamos para o "quarto" e os meninos começaram a brigar comigo.

RM: -Por SUA culpa a gente vai morrer de fome.- Namjoon se aproximava de mim, só que Vul entrou na frente.

Vul: -Olha...UM DIA SEM COMIDA NÃO MATA NINGUÉM, PARA DE SER EXAGERADO.-Ela estava realmente irritada.

SG: -Cara para.- Yoongi segurou Namjoon.- Gente vamos dormir antes que isso gere alguma morte.

Vul: -Quem iria morrer ia ser ele.- Ela resmungou baixo.

Vul sempre esteve comigo, sempre me apoiou era uma irmã para mim, quando eu fugi do manicomio ela me deu um abrigo, abriu a porta da sua casa para mim.

*Quebra de tempo*

Todos estavam dormindo, exeto eu, eu estava chorando no banheiro, um choro nem tão alto e nem tão baixo...

Toc Toc

Pan: -Vai embora quem quer que seja.

Jin: -É você que esta chorando?

Pan: -E se for?Por que se importaria? - Me aproximei da porta.

Jin: -Por que você ta chorando?

Pan: -Não é da sua conta.

Jin: -Se não fosse não estaria perguntando.

Eu realmente estava precisando de alguém para desabafar, descarregar aquele peso de cima de mim.

Pan: -....-Permaneci calada.

Jin: -Quer me contar por que agora?

Pan: -Ta entra logo.- Abri a porta pra deixa-lo passar e sequei algumas lágrimas do meu rosto.- Olha... tudo que eu vou falar vai ficar só entre nós, a Vul é a única que sabe direito dessa história.-Ele só assentiu e ficou calado.- Bom...Quando eu era pequena meu tio me abusava, e um dia ele falou que só ia parar se eu matasse meus pais, ele me treinava, me colocou para fazer vários tipos de luta e me ensinou a mecher com armas e facas,um dia quando meu irmão estava na casa de um amigo dele eu...matei minha omma e meu appa e corri para a casa de meu tio, que não estava me esperando, eu ouvi ele falando com uma pessoa no telefone que quando eu acabasse de fazer o serviço ele me mataria, como eu não sou idiota esperei ele dormir e invadi a casa e o matei também...Eu estava voltando para casa e vi meu irmão no portão chorando e com policiais em volta, aquela cena partiu meu coração, me arrependi de tudo que tinha feito, como minha roupa estava suja de sague logo foi obvio que fui eu, mas como eu era menor de idade, fui mandada para um manicomio e nunca mais vi meu irmão que no dia tinha uns 10 anos e eu tinha 12, depois de alguns anos eu fugi daquele lugar e a Vul entrou na minha vida, ela morava sozinha e me ofereçeu para morar com ela, como a gente não podia trabalhar , entramos no mundo de assassinatos.-Depois de dizer isso eu começei a chorar, ele não disse nada só me abraçou.

*Quebra de tempo*

Na manhã seguinte, a voz nos acordou.

???: -Que os joguinhos começem...-Ela riu diabolicamente....


Notas Finais


Desculpa se tiver ficado curto ;u; estou dando meu melhor para escrever :3
Obg por ler ^u^
~Pan ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...